Perguntar
Fechar

Roncar muito à noite o que pode ser?

Roncar muito à noite pode ser um sintoma de alguma obstrução nas vias aéreas superiores (nariz, boca e faringe) ou da síndrome obstrutiva da apneia do sono que é a situação onde o ronco é frequente e alto o suficiente para incomodar as pessoas que estão próximas ou até quem está num cômodo ao lado. Sua causa é o estreitamento ou interrupção parcial das vias aéreas superiores durante o sono, dificultando a passagem do ar e causando uma vibração dessas estruturas. Nessa situação o ronco tem períodos de pausa onde ocorre uma parada respiratória (apneia) de alguns segundos.

Alguns sintomas da síndrome da apneia obstrutiva do sono são: ronco, respiração bucal, dor de cabeça e ressecamento da boca e garganta pela manhã, muita sonolência durante o dia, irritabilidade, depressão e despertar noturno com sensação de sufocação.

É normal roncar um pouco durante o sono em algumas situações, como após a ingestão de bebidas alcoólicas ou sedativos, quando o nariz está entupido e durante a fase REM do sono (fase de relaxamento profundo), porque nessas situações há um maior relaxamento da musculatura das vias aéreas superiores causando uma vibração e o ronco. Também na posição deitado de barriga para cima, porque facilita um pequena queda da língua para trás causando uma vibração no local, além disso, a obesidade, a idade avançada e ser portador de queixo retraído (retrognatismo) podem agravar o ronco.

O diagnóstico das causas do ronco é feito pelo médico especialista em distúrbios do sono, por meio de exame clínico e de um exame para avaliar a qualidade do sono, a polissonografia.