Perguntar
Fechar

Ronco tem tratamento?

Sim, o ronco tem tratamento que deve ser feito conforme a sua causa, que pode ser obesidade, idade, obstruções do nariz, boca ou faringe, uso de sedativos, bebidas alcoólicas, queixo muito para trás (retrognatismo) e distúrbios endocrinológicos.

O ronco é causado pelo estreitamento ou interrupção parcial das vias aéreas superiores (nariz, boca e faringe) durante o sono, dificultando a passagem do ar e causando uma vibração dessas estruturas com a produção de um ruído, que é ronco. O ronco quando é frequente e alto o suficiente para incomodar as pessoas que estão próximas não é normal e deve ser tratado.

Algumas medidas usadas para o tratamento do ronco são:

  • dormir de lado para evitar a queda da língua para trás,
  • não ingerir bebidas alcoólicas e sedativos para evitar um maior relaxamento da musculatura das vias aéreas,
  • perda de peso,
  • tratamento de rinite alérgica para eliminar a obstrução do nariz,
  • tratamento de hipotireoidismo, quando existente,
  • uso de dispositivo intra-oral para melhorar a passagem de ar pelas vias aéreas,
  • cirurgia das vias aéreas superiores para correção de obstruções da passagem do ar,
  • uso de CPAP, que é um equipamento que tem a função de ventilar as vias aéreas superiores impedindo que elas se fechem,
  • uso de medicamentos que agem na lubrificação das vias aéreas ou evitando um maior relaxamento da sua musculatura, levando à uma melhor ventilação.

O diagnóstico da causa do ronco é feito através de exames clínicos e da polissonografia, que é um exame que avalia a qualidade do sono. O médico especialista em distúrbios do sono é profissional capacitado para diagnosticar e tratar o ronco.

Saiba mais em:

Distúrbios do sono: Quais os principais tipos e como identificá-los?

Quais os sintomas dos distúrbios do sono?

Quais são as fases do sono e o que acontece em cada uma delas?