Sintomas de pneumonia que você não pode ignorar

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Na pneumonia os sintomas são mais graves do que os encontrados em um quadro gripal ou resfriado. A febre, dor no peito e tosse não melhoram após 3 a 5 dias. O cansaço é mais intenso e pode haver falta de ar se a doença progredir.

É importante estar atento principalmente aos seguintes sinais e sintomas:

1. Tosse com catarro

A tosse na pneumonia costuma ser produtiva, com secreção de coloração amarelada ou esverdeada. É um dos principais sintomas, mas especialmente quando o volume de secreção for grande, deve ser um sinal de alerta e não pode ser ignorado.

2. Dor no peito

A dor no peito típica de pneumonia, é uma dor em aperto, cansaço ou descrita como "desconforto no peito". A dor se apresenta apenas do lado acometido e piora com a respiração profunda ou durante a tosse.

3. Dificuldade de respirar

A queixa de dificuldade de respirar deve ser avaliada com cautela, porque a pneumonia causa um acúmulo de líquido nos alvéolos, local onde é realizada a troca gasosa. Entretanto, existem milhões de alvéolos nos pulmões, que compensam a área infectada.

A presença de falta de ar, indica que a infecção é extensa ou grave, podendo evoluir com complicações como o derrame pleural, pneumotórax e sepse (infecção generalizada).

4. Febre alta

A febre é um sinal de que o organismo está produzindo anticorpos ou reagindo contra um germe não identificado. Porém para que aconteça a febre, é necessário que a imunidade da pessoa esteja preservada.

Crianças pequenas, idosos, portadores de diabetes, pessoas em tratamento com quimioterapia ou uso crônico de medicamentos imunossupressores, podem não desenvolver a febre, devido à baixa imunidade, atrasando o diagnóstico.

5. Falta de apetite

A falta de apetite é considerada um sinal de alerta, porque apenas em situações de metabolismo muito acelerado ou infecção grave, esse sintoma estará presente.

6. Cansaço

O cansaço, fraqueza, falta de interesse, desânimo e dificuldade de realizar tarefas simples, é um sinal de que o organismo está direcionando suas energias para o principal foco: combater a infecção pulmonar. O que ocorre em casos de resfriado comum ou gripe.

Nas crianças, a falta de interesse em brincar, a recusa em se alimentar, representam um sinal de maior gravidade da doença.

7. Duração de mais de 5 dias

O quadro de febre, tosse e dor no peito que dura mais de 5 dias sugere uma complicação, e uma das mais comuns é a pneumonia. Devendo sempre ser investigada.

A pneumonia diagnosticada e tratada adequadamente com medicamentos antibióticos, deve apresentar melhora dos sintomas nas primeiras 48 h do medicamento. Caso não observe melhora nesse tempo, retorne ao médico que prescreveu a medicação, para uma reavaliação.

8. Piora progressiva

A piora progressiva dos sintomas, como piora da dor no peito, dificuldade de respirar ou piora da tosse são sinais de agravo da doença. Nesses casos, procure imediatamente uma emergência.

Como saber se o que tenho é gripe, resfriado ou pneumonia?

Os sintomas de gripe, resfriado e pneumonia são bastante semelhantes, sendo diferenciados pela gravidade dos sintomas e tempo de duração da doença.

Gripe

Na gripe os sintomas são variados, dependendo do tipo do vírus, com febre, tosse, dor no peito, dores no corpo, calafrios e inapetência. Sua duração em média é de 3 a 7 dias, com o início da melhora dos sintomas a partir do terceiro dia da doença.

No caso de 3 a 5 dias com sintomas de gripe sem melhora, procure um atendimento médico, pois pode ser o início de uma pneumonia, e quanto antes iniciar o tratamento, melhor será a resposta.

Resfriado

No resfriado os sintomas são mais leves, com febre baixa, congestão nasal, dor de cabeça, tosse seca e mal-estar. A duração também é curta, durando entre 2 a 5 dias, com melhora a partir do segundo ou terceiro dia da doença. O resfriado dificilmente evolui para infecção pulmonar (pneumonia) e resolve de maneira espontânea, independente de tratamento medicamentoso.

Pneumonia

A pneumonia é a inflamação do tecido pulmonar, nos alvéolos, onde acontece a troca gasosa, por isso os sintomas são mais graves, com febre alta, dor no peito, calafrios, falta de ar e cansaço exacerbado.

A causa mais comum é de uma gripe complicada, onde o agente causador da gripe consegue migrar para o pulmão, ultrapassando todas as barreiras naturais do organismo, dando origem à pneumonia.

O quadro dura mais de 5 dias e evolui com piora dos sintomas.

O médico, na maioria das vezes é capaz de diferenciar a gripe, resfriado e a pneumonia, apenas com o exame clínico. Contudo, quando não é possível, a realização de exames laboratoriais e exames de imagem (Raio-X de tórax), ajudam a definir o problema, possibilitando o tratamento mais adequado.

O que fazer para confirmar a pneumonia?

A pneumonia na maioria das vezes é confirmada em uma consulta médica, quando o médico colhe a história clínica, observa os sinais e sintomas apresentados e realiza um exame físico completo.

O Rx de tórax ou tomografia são exames de imagem onde a pessoa é exposta à radiação, por vezes desnecessária. Cabe ao médico definir quando essa exposição é realmente indispensável.

Pneumonia tem cura? O que fazer no caso de pneumonia?

Sim, a pneumonia tem cura.

O tratamento da pneumonia deve ser definido de acordo com a sua causa base.

Sabendo que a maioria das pneumonias é causada por bactérias, o uso de antibióticos é frequente, associado a hidratação (oral ou venosa), repouso e alimentação balanceada para aumentar a imunidade e combater a infecção.

A resposta e melhora dos sintomas é esperada dentro das primeiras 24 a 48 h do primeiro comprimido de antibiótico.

Não havendo melhora após 48 h do tratamento ou se observar piora dos sintomas, é necessário procurar um serviço de urgência médica, para reavaliação e ajuste da medicação.

Pneumonia é contagiosa?

Depende do agente causador. As pneumonias virais são facilmente contagiosas, as bacterianas menos. Embora, a maior parte das pneumonias sejam causadas por bactérias, é prudente evitar o contato com outras pessoas no início da doença.

A recomendação é que no caso de pneumonia, evite locais fechados e com muitas pessoas; evite tossir perto de outras pessoas, ou quando o fizer tomar cuidado colocando o braço à frente; lave sempre as mãos e não compartilhe copos e talheres.

Após 2 dias de uso de antibióticos, com boa resposta, a chance de contágio é muito pequena.

O que é princípio de pneumonia?

O "princípio de pneumonia" é um termo utilizado apenas popularmente. Para os médicos não existe o "princípio", a pneumonia significa a inflamação do pulmão.

Quando os germes não alcançam o pulmão, o nome dado não será pneumonia, mas conforme a localização acometida. Por exemplo, a inflamação que se restringe à traqueia é chamada traqueíte, inflamação nos brônquios, bronquite, traqueia e brônquios, traqueobronquite, e assim por diante.

Sinais de emergência

Nos casos de sinais ou sintomas de maior gravidade, é fundamental que procure um atendimento de emergência para avaliação médica de imediato. São eles:

  • Falta de ar,
  • Dor no peito incapacitante,
  • Fraqueza extrema,
  • Sonolência,
  • Confusão,
  • Recusa alimentar (especialmente a recusa em bebês pequenos),
  • Piora dos sintomas após 48h de tratamento com antibióticos.

A piora dos sintomas após 48 h de tratamento, com os antibióticos em uso correto, sugere uma complicação pulmonar, como o derrame pleural, abscesso, pneumotórax, entre outros.

Todas essas possibilidades são altamente prejudiciais e oferecem risco de morte se não tratadas rapidamente, por isso devem ser avaliadas em serviço de urgência médica.

Leia também:

O que é gripe e quais os sintomas?

Posso tomar vacina da gripe se eu estiver gripado?