Perguntar
Fechar

Anticoncepcional Injetável

Quando vem a menstruação depois do parto?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A volta da menstruação depois do parto dependerá do processo de amamentação que a mulher estabelece com seu/sua bebê.

A mulher que amamenta exclusivamente e em livre demanda (não ultrapassando um intervalo de 3 horas entre cada mamada), geralmente fica sem menstruar durante todo esse período que pode variar de 6 meses a 1 ano após o parto. Quando a mulher que amamenta inicia a introdução dos alimentos sólidos e diminui a oferta da amamentação, ela pode já voltar a ter a menstruação.

A mulher que alimenta seu/sua bebê com fórmula infantil e amamenta pouco ou não amamenta geralmente volta a menstruar a partir do segundo mês pós parto.  

Essa variação ocorre pois os hormônios liberados com o aleitamento materno inibem a ovulação e, consequentemente, a menstruação.

Vale lembrar que a vinda da menstruação ocorre depois da ovulação e, portanto, a mulher pode engravidar no período do pós parto mesmo antes de voltar a primeira menstruação. Por isso, a mulher que desejar prevenir uma nova gravidez deve usar algum método anticoncepcional (pílula, DIU, preservativo, injetáveis) que pode ser indicado pelo/a obstetra ou médico/a de família que a acompanhou durante o pré natal.

Tive um falso sangramento e fui tomar injeção...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Jamais deve repetir a dose neste caso, correndo risco com a grande quantidade de hormônios, deve aguardar a data da segunda dose e tomar conforme a receita de sua médica. Basta seguir a receita que vai dar certo. Não precisa validar nada se tomou a injeção tomou e pronto ela já faz o efeito, porém pode ter alguma irregularidade menstrual por não ter tomado no dia certo.

Relações depois dos três meses da aplicação do Contracep?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, a aplicação da injeção do Contracep deve ser repetida trimestralmente, de preferência sem atrasos para que a eficácia do efeito anticoncepcional se mantenha. Portanto, se passou o intervalo de 90 dias existe a chance de gravidez.

O risco de gravidez é maior quanto mais tempo se demora para reaplicar a injeção. Caso tenha passado mais de duas semanas da data em que seria necessário reaplicar a injeção o ideal é fazer a aplicação e usar preservativo durante as relações pelo menos por 7 dias, para evitar a gravidez.

O Contracep, é um anticoncepcional injetável composto pelo acetato de medroxiprogesterona, um progestágeno de ação prolongada, ou seja, o seu efeito dura 3 meses, por isso deve ser reaplicado a cada 12 a 13 semanas (no máximo 91 dias).

Leia mais sobre o assunto em: Dúvidas sobre anticoncepcional injetável

Tomei Contracep e minha menstruação desceu...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode acontecer sem que signifique alguma doença ou algo para se preocupar.

Mamas: minha menstruação já acabou e meus seis continuam inchados e dolorido, o que pode ser?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Isto é uma ocorrência muito comum e geralmente está relacionado com alterações hormonais, anticoncepcionais orais e injetáveis também podem causar esse tipo de situação, caso seja a primeira vez que aconteceu, geralmente é algo que dura alguns dias e passa, porém se vem acontecendo com frequência ou começou e não para mais, deve procurar um ginecologista. Analgésico, compressas mornas e dieta com muito pouco sal e rica em frutas podem aliviar os sintomas até você ir ao médico.

Anticoncepcional pode causar dor e inchaço nas mamas?

Sim. Todas as marcas, algumas mais outras menos, porém depende mais da reação individual da mulher a determinado anticoncepcional do que do próprio anticoncepcional em si.

Link útil:

Tomo Contracep injetável há 8 anos, posso ter problemas?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não há grandes problemas relacionados ao uso contínuo e prolongado dos anticoncepcionais injetáveis a base de medroxiprogesterona, como o Contracep. Ele não causa infertilidade, nem problemas no útero.

Pode haver algum atraso na volta dos ciclos menstruais regulares e recuperação da fertilidade após cessar o uso dos anticoncepcionais injetáveis de medroxiprogesterona, no entanto com o tempo a fertilidade retorna e a mulher poderá engravidar normalmente

Portanto, caso queria engravidar imediatamente após o uso do anticoncepcional injetável talvez não seja possível, porque demora um pouco até retornar à fertilidade. Geralmente, as mulheres que usaram anticoncepcional injetável como o Contracep demoram até 4 meses a mais para engravidar do que mulheres que faziam uso de outro método contraceptivo, ou seja, elas engravidam cerca de 10 meses após a última injeção.

O uso do anticoncepcional injetável trimestral também está associado a uma redução da massa óssea durante o seu uso, mas assim que cessa o uso a massa óssea tende a se recuperar e voltar ao normal, portanto o uso desse tipo de anticoncepcional não aumenta o risco de fraturas.

Leia mais em: Dúvidas sobre anticoncepcional injetável

Injeção para não engravidar aborta?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não. O anticoncepcional injetável não é capaz de provocar aborto.

Os anticoncepcionais injetáveis agem mantendo os hormônios estáveis no sangue, o que impede que ocorra a ovulação e consequentemente a gestação, contudo essa medicação não tem ação após a fecundação e início do desenvolvimento do embrião, portanto não causa aborto.

Este método contraceptivo é bastante eficaz, atingindo mais de 99% de proteção quanto a gestação não planejada, embora apresente alguns efeitos colaterais que devem ser avaliados junto ao seu médico assistente.

Além de contraceptivo, os anticoncepcionais injetáveis podem ser indicados para outras situações como: tratamento do hiperandrogenismo (excesso de hormônio masculino), melhora dos sintomas de tensão pré-menstrual, cólicas menstruais e nos casos de menorragia (aumento excessivo do fluxo menstrual).

Pode lhe interessar também:

Tomei Contracep e a urina com cheiro forte e cor estranha?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Provavelmente não, visto que não há efeito na urina semelhante que já tenha sido relatado após a aplicação do Contracep. Além disso, a mudança na urina ocorreu muito rapidamente após a aplicação da injeção, sendo que o Contracep é uma injeção composta por acetato de medroxiprogesterona um anticoncepcional de longa duração, cuja concentração sanguínea aumenta com o decorrer do tempo. 

Mudanças nas características da urina podem ocorrer por causa de outros motivos como baixa ingesta de água, já que a desidratação pode deixar a urina mais concentrada, com um amarelo bem mais escuro e o odor mais intenso. 

 Uma outra hipótese é a presença de uma infecção urinária, onde a urina pode ficar mais turva e mais escura, podendo mesmo apresentar sangue, contudo nesse caso as alterações na aparência da urina vêm acompanhadas de outros sintomas mais intensos como dor e ardência miccional.

Já em relação ao Contracep os principais efeitos colaterais relatados são: náuseas, tontura, dor de cabeça, desconforto mamário, sensação de inchaço, ganho de peso e irregularidade menstrual.

Para mais informações leia: 

Dúvidas sobre anticoncepcional injetável

M-DROL corta o efeito do anticoncepcional?

Sim, o M-Drol pode cortar o efeito do anticoncepcional pois interfere na metabolização dos hormônios sexuais presentes na pílula. Por isso, mulheres que usam M-Drol ou anabolizantes e tomam anticoncepcional devem utilizar outro método para evitar uma gravidez.

O M-Drol é um medicamento pró-hormonal, que se transforma em esteroides anabolizantes no organismo. A sua ação, portanto, é semelhante aos anabolizantes injetáveis e orais, com os mesmos riscos e efeitos colaterais.

Além de interferir na ação do anticoncepcional, o M-Drol também pode causar:

  • Falta de apetite sexual;
  • Crescimento das mamas nos homens;
  • Impotência sexual;
  • Dor de cabeça;
  • Menopausa precoce;
  • Câncer de fígado;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Lesão no fígado e rins.

Tais sintomas podem ou não ser reversíveis, dependendo da dose, do tempo de uso e do organismo da pessoa.

Para maiores informações, consulte um médico ginecologista ou endocrinologista.

Saiba mais sobre o assunto em: 

Anabolizantes cortam o efeito do anticoncepcional?

Anabolizantes podem suspender a ovulação e causar infertilidade?

Tomei primeira dose Cyclofemina, quando tomar segunda dose?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Deve seguir a receita do seu médico, é proibido prescrever remédios pela internet (dizer para você o dia de tomar seu remédio é como se eu o estivesse receitando para você). Se caso não tem receita deve evitar tomar remédios sem receita médica, a auto-medicação pode ser perigosa para sua saúde.

Anticoncepcional pode enfraquecer os ossos?

O anticoncepcional injetável pode, sim, enfraquecer os ossos de mulheres na pré-menopausa que utilizam a injeção por longo prazo.

Já a pílula anticoncepcional tem uma ação contrária, ou seja, ao invés de enfraquecer os ossos, protege a mulher da perda de cálcio ósseo que ocorre depois dos 40 anos, ajudando a prevenir osteoporose.

Por causar perda de masa óssea, deixando os ossos mais fracos, o anticoncepcional injetável não deve ser usado por mulheres que apresentam fatores de risco para osteoporose, como:

  • Alcoolismo;
  • Tabagismo;
  • Uso crônico de medicamentos como anticonvulsivantes e corticoides;
  • História familiar de osteoporose;
  • Peso inferior a 57 kg e baixo índice de massa corporal (IMC menor que 19);
  • Distúrbios alimentares como bulimia e anorexia;
  • Doenças do metabolismo ósseo;
  • Doenças crônicas como artrite reumatoide, mal de Parkinson, hipertireoidismo.

Veja também: Além de impedir a gravidez, para que pode servir o anticoncepcional?

Além disso, é recomendável que todas as pacientes que utilizem anticoncepcional injetável tenham uma ingestão adequada de cálcio e vitamina D.

Informe o médico ginecologista se tiver algum dos fatores de risco para desenvolver osteoporose antes de iniciar qualquer tratamento com anticoncepcionais hormonais orais ou injetáveis.

Quando tempo depois de parar Ciclofemina volto a menstruar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

As chances de gravidez no seu caso são pequenas. Não dá para dizer exatamente em quanto tempo o corpo volta ao seu ritmo normal, para algumas mulheres não ocorre esse tipo de alteração na menstruação e para outras a menstruação somente normaliza após alguns meses.