Perguntar
Fechar

Anticoncepcional

Quais os efeitos colaterais do anticoncepcional adoless?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

O anticoncepcional Adoless® possui alguns efeitos colaterais, que estão listados abaixo:

  • sangramento desregulado (escapes);
  • ausência de sangramento (menstruação) na pausa;
  • tromboses;
  • aumento da pressão arterial;
  • desconforto da córnea, quando em uso de lentes de contato;
  • agravamento de endometriose;
  • propensão a contrair infecções vaginais, como a candidíase, por conta da redução da imunidade no corpo;
  • sensibilidade, dor, aumento e secreção nas mamas;
  • náusea, vômito;
  • cefaleia, enxaqueca;
  • alterações do humor;
  • retenção de líquidos;
  • redução da tolerância à glicose;
  • alteração do peso corporal (usualmente aumento de peso);
  • irritação na pele;
  • manchas escuras no rosto (melasma);
  • adenoma hepático;
  • icterícia colestática;
  • exacerbação de estado epiléptico.

É importante frisar que estes efeitos colaterais não ocorrem na maior parte das pacientes. O anticoncepcional deve ser prescrito pelo médico ginecologista.

Comecei a tomar anticoncepcional há dois meses...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Se está tomando o anticoncepcional bem certinho o risco de engravidar é muito baixo, próximo de zero. Com relação a TPM, isso realmente é um problema, alguns anticoncepcionais podem ser usados com esse fim e eventualmente outros remédios podem aliviar os sintomas, mas eliminar a TPM de vez é difícil.

Atrasar horário do anticoncepcional pode diminuir o efeito?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Atrasar 10 ou 15 minutos o horário da tomada do anticoncepcional não vai interferir com sua eficácia (desde que sejam apenas 10 ou 15 minutos). Tomar o comprimido sem água, também não tem problema nenhum.

Tenho sangramento de escape, posso engravidar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O sangramento de escape é comum em quem usa o anticoncepcional hormonal como Diane 35. Ao fazer o uso regular do anticoncepcional, sem esquecimento de pílulas e sem falhas, ele terá seu efeito garantido mesmo havendo esses escapes.

Sangramento de escape é a perda mínima de sangue que pode ocorrer ao longo do ciclo menstrual. Esse sangramento é diferente do sangramento da menstruação pois tem uma coloração de sangue menos vivo, não é prolongado, costuma durar alguns dias ou mesmo apenas 1 dia, é percebido na calcinha manchada e às vezes a mulher não sente necessidade do uso de absorvente.

O risco de gravidez em quem usa anticoncepcional é reduzido, em torno de 1%. Ou seja, quem faz uso regular da medicação, mesmo apresentando o sangramento de escape, tem um baixo risco de engravidar.

Caso você tenha alguma dúvida, consulte o/a médico/a de família, ginecologista ou clínico/a geral para uma avaliação.

Minha menstruação veio uma semana antes de acabar a cartela...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não dê atenção para esse sangramento, faça o que você tem que fazer, siga o programado, procure um médico caso o sangramento não pare ou caso o sangramento comece se repetir muitas vezes.

Antibióticos cortam o efeito do anticoncepcional?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O único antibiótico que de fato corta o efeito do anticoncepcional é a rifampicina utilizada no tratamento da tuberculose, hanseníase e meningite, seja o anticoncepcional injetável, em pílula ou adesivo.

Outros tipos de antibióticos, não demonstraram comprovação científica em limitar a eficácia do anticoncepcional.

Se a mulher precisar tomar qualquer tipo de antibiótico, ela deve informar ao/a médico/a de que usa anticoncepcional, para que o médico possa avaliar a associação de algum método de barreira com o anticoncepcional que ela já está tomando.​

Tomo anticoncepcional Yasmim e acabei não tomando...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode acontecer de reduzir um pouco a eficácia do anticoncepcional, dependendo de quantos dias ficou sem tomar, mas pela sua precaução de tomar a pílula do dia seguinte, não deve haver grande risco de gravidez.

Doutor será que estou grávida?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Depois de duas semanas até poderia ter começado o anticoncepcional novamente, não é correto, mas pelo menos te protegeria de uma gravidez. Camisinha ótimo, coito interrompido as vezes funciona as vezes não funciona, então há risco de gravidez. Não dá para dizer se está ou não grávida, você está contando com a sorte. Muito pouco provável conseguir prever qual dia sua menstruação vai descer. Quando ela descer comece novamente seu anticoncepcional e se ela atrasar muito (15 dias ou mais) faça um exame de gravidez.

Tenho 46 anos e com alguns sintomas, posso estar grávida?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Enquanto houver ovulação sempre existe o risco de engravidar, mas se está tomando o anticoncepcional bem certinho não precisa ter medo que não vai engravidar.

Amoxicilina tira efeito da pílula anticoncepcional?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Sim, alguns medicamentos interferem com a eficácia dos anticoncepcionais, a amoxicilina tem pouca interferência (amoxicilina pode ficar tranquila).

Tomo uma cartela de anticoncepcional seguida da outra...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Em relação a tomar o anticoncepcional continuadamente, não existe uma contra-indicação forte, apesar de não ser muito indicado fazer isso por muitos meses. Algumas mulheres emendam uma cartela na outra para muitas vezes não menstruarem em dias que seria inconveniente menstruar.

Cigarro não combina com nada que seja saudável e muito menos com anticoncepcional, o uso concomitante dos dois pode aumentar as chances de muitas doenças relacionadas a circulação sanguínea.

O anticoncepcional adesivo é seguro?
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Médico

O adesivo anticoncepcional é seguro, tem uma probabilidade de contracepção de 99%, mas não é tão eficaz contra outros métodos como o método combinado (camisinha + anticoncepcional oral), DIU, laqueadura, entre muitos outros.

Atua como a pílula tradicional, com a diferença que os hormônios, neste caso, são absorvidos pela pele. Ele é comercializado com o nome de "Evra".

Para utilizar o anticoncepcional adesivo é só colá-lo na pele no 1º dia da menstruação e deixá-lo no local por 7 dias. Após esse período, é necessário trocar o adesivo. Além disso, é preciso fazer um intervalo de 7 dias após o uso de 3 adesivos consecutivos.

O adesivo fica bem colado na pele e geralmente não se solta com facilidade, mesmo no banho. 

Os melhores locais para se colar o adesivo são nos braços, nas costas, no abdômen ou nas nádegas. A região das mamas​ deve ser evitada na hora de colar o produto. 

É importante deixar o adesivo bem visível para que seja fácil verificar a sua integridade diariamente.

Os efeitos colaterais do adesivo anticoncepcional são os mesmos da pílula, mas com menor intensidade e menos comuns. São eles:

  • Irritação na pele;
  • Sangramento vaginal;
  • Retenção de líquidos;
  • Elevação da pressão arterial;
  • Manchas escuras na pele (especialmente no rosto);
  • Enjoo e vômito;
  • Dor nas mamas;
  • Cólicas e dor abdominal;
  • Nervosismo;
  • Alterações do apetite.

Vantagens: Redução dos efeitos colaterais causados pela pílula oral, já que em contato com a pele os hormônios são absorvidos diretamente pela circulação, imediatamente reversível (fertilidade retorna em apenas um mês após cessação do uso).

Veja aqui as vantagens e desvantagens do anticoncepcional adesivo.

Caso deseje realizar esse método contraceptivo, consulte seu ginecologista. Ele poderá tirar todas as suas dúvidas.