Pergunte ao Médico
Como Funciona

Anticoncepcional

Tenho um mioma e quero engravidar o que fazer?

Um mioma só atrapalha a gestação se ele estiver no miométrio (camada interna do útero), caso ele seja intramural ou externo não há necessidade de fazer nada. Muitas mulheres engravidam e tem seus filhos sem nenhum problema mesmo tendo vários miomas.

Você não pode ficar o mês inteiro sangrando, então precisa mudar ou parar de tomar esse remédio ou mudar o tratamento (cirurgia, se for realmente necessário).

Com a injeção anticoncepcional trimensal a menstruação vem normal ou não vem?

Nos primeiros meses a menstruação costuma vir normal e com o passar do tempo a menstruação não vem mais, eventualmente pequenos sangramentos podem ocorrer em períodos irregulares, estes sangramentos podem durar vários dias ou semanas.

Anticoncepcional pode mudar a coloração da menstruação?

Pode sim. Quando a mulher começa a tomar anticoncepcional, geralmente sua menstruação muda de características (tanto em número de dias, quantidade e aspecto do fluxo menstrual.

Minha menstruação é irregular e fica 3 ou 4 meses sem vir...

Deve perguntar isso ao seu ginecologista, isso acontece porque algo está errado: funcionalmente (alterações hormonais) ou anatomicamente (alterações na estrutura dos seus órgão). Antes de qualquer tratamento precisa de um diagnóstico, qual é o seu diagnóstico para que seu ginecologista tenha começado este tratamento? Se não funcionou ou o diagnóstico está errado ou o tratamento está errado, precisa voltar ao seu médico ou a outro se assim preferir.

Usando Contracep vou continuar mestruando normalmente?

Duas coisas podem acontecer, você simplesmente pode menstruar como sempre menstruou sem nenhuma alteração, como pode ter irregularidade menstrual (menstruar duas vezes em um mesmo mês ou ficar um tempo sem menstruação), é claro que após parar de usar o Contracep, há uma tendência de retorno a normalidade que pode já ser no primeiro mês como pode levar alguns meses para a menstruação voltar ao normal.

Anticoncepcional injetável pode ser aplicado no braço?

O anticoncepcional injetável pode ser aplicado no braço.

O anticoncepcional injetável deve ser aplicado em região intramuscular profunda, ou seja, pode ser aplicado na nádega (músculo glúteo) ou no braço (músculo deltoide). Em algumas mulheres, o deltoide pode não ser muito musculoso, por isso deve dar preferência à região da nádega.

O local mais indicado para aplicar o anticoncepcional injetável é a parte superior externa da região glútea (nádega). O glúteo é mais volumoso, permite uma aplicação profunda mais segura e facilita a absorção do medicamento.

A técnica em Z é o método de aplicação mais usado para os anticoncepcionais injetáveis, pois evita o refluxo do medicamento, a formação de nódulos e o escurecimento da pele. Vale lembrar que o local de aplicação do anticoncepcional não deve ser massageado após a injeção.

Esqueci de tomar 3 comprimidos do anticoncepcional...

Com esquecimento de 2 ou mais comprimidos, pode haver falha no método contraceptivo e, portanto, há chances da mulher estar grávida.

Quando a mulher esquece 2 ou mais pílulas, ela deve continuar tomando as pílulas da sequência da cartela até o final e começar a nova cartela sem fazer a pausa programada, ou seja, emendar as cartelas. Nesse caso é recomendado usar algum outro método contraceptivo associado (ex: preservativo) pelo menos durante os próximos 7 dias.

No seu caso, como já passou muito tempo do esquecimento, é recomendado a realização do teste de gravidez para descartar a possibilidade da gestação ou confirmar a gravidez.

Leia também:

Perdi uma pílula do anticoncepcional, posso engravidar? O que fazer?

Terminei a cartela e a menstruação não desceu?

Precisa ir a um ginecologista e fazer um exame de gravidez e independente do resultado precisa voltar ao médico: positivo (fazer seu pré-natal) e negativo (ver porque não menstrua e tratar).

Ela pode estar grávida? O que pode estar acontecendo?

Pode ser que os sintomas delas sejam apenas os sintomas referentes ao pré-menstrual em decorrência de alterações hormonais, provavelmente ela deve menstruar nos próximos dias. Suspeitar de gravidez somente com atraso menstrual.

Esqueci e não tomei meu anticoncepcional e tomei a PDS...

Risco s de gravidez são poucos, mas os riscos para sua saúde são muitos. Pare de tomar tanta pílula do dia seguinte, isso não é doce não, é muito ariscado fazer isso. Está brincando com a saúde e pode engravidar do mesmo jeito.

Anticoncepcional oral tem efeitos colaterais?

A pílula anticoncepcional, também chamada de contraceptivo oral, pode ter diversos efeitos colaterais, como todos os outros medicamentos.

Efeitos colaterais mais importantes:
  • "Spotting" (sangramentos de escape): É o efeito colateral mais comum nos ACOs. Não indica falha da eficácia da pílula, nem menstruação fora do período certo. Com a maior fragilidade do endométrio (parede interna do útero), que costuma tornar-se atrofiado com o uso de anticoncepcionais, ocorrem pequenos sangramentos, geralmente nos primeiros ciclos após iniciar o uso da pílula. Os ACOs com menor dosagem de estrogênio provocam este sintoma com maior intensidade, entretanto ele tende a diminuir ao longo dos meses.
  • Amenorreia secundária (ausência de menstruação): No caso do uso da pílula sem interrupção, é um efeito colateral intencional e esperado. Entretanto, pode acontecer nas mulheres que fazem uso dos ACOs clássicos, com pausas de 4 a 7 dias ao término de cada cartela. Nestes casos, geralmente está associada com o uso de pílulas com baixa dose de estrogênio (20 mcg de etinilestradiol). A troca por doses mais elevadas (30 ou 35 mcg) costuma resolver o problema. É preciso destacar que este sintoma não indica falha da ação da pílula em evitar a gravidez. Ao parar de usar a pílula, é normal ficar sem menstruar por um a dois meses, especialmente quando o medicamento foi utilizado por muito tempo.
  • Ganho de peso: No momento, os estudos disponíveis nunca conseguiram confirmar este efeito colateral, entretanto é possível que ocorra pela retenção de líquidos causada por ACOs que contém progesterona em sua composição. Em alguns casos, pode haver aumento de apetite, o que causaria o ganho de peso.

Veja também: Além de impedir a gravidez, para que pode servir o anticoncepcional?

Outros efeitos possíveis, descritos em bulas de diversos ACOs, mas sem relação de causalidade totalmente estabelecida, são: náuseas, dor abdominal, vômitos, diarreia, aumento (ou diminuição) de peso corpóreo, cefaléia, enxaqueca, estados depressivos, alterações de humor, hipersensibilidade, dor ou hipertrofia (aumento) das mamas, retenção de líquidos, diminuição ou aumento da libido, lesões de pele, urticária, intolerância a lentes de contato, hipersensibilidade (sistema imunológico), secreção vaginal ou secreção nas mamas.

  • Outras complicações: trombose venosa (principalmente em obesas, mulheres com mais de 39 anos de idade, tabagistas, antecedente pessoal ou familiar de distúrbios de coagulação, etc) ou complicações cardiovasculares em casos raros (0,02%).

Também pode lhe interessar o artigo: Anticoncepcional pode causar nódulo ou câncer de mama?

A pílula anticoncepcional é um método muito confiável para evitar a gravidez, com uma taxa de efetividade próxima a 99%, aumentando em alguns décimos percentuais quando é usada conjuntamente com um método de barreira como a camisinha. Além de diminuir consideravelmente a chance de engravidar a gravidez, os anticoncepcionais orais (ACOs) também são indicados em muitas outras situações, como no tratamento do hiperandrogenismo (excesso de hormônio masculino), da dismenorreia (cólicas menstruais), da menorragia (aumento excessivo do fluxo menstrual) e da tensão pré-menstrual.

Leia também: 10 Motivos para Mudar de Anticoncepcional

O médico ginecologista deve sempre ser consultado para acompanhamento correto do uso do anticoncepcional que lhe foi prescrito por ele, idealmente mesmo na ausência de quaisquer efeitos colaterais.

Antibióticos cortam o efeito do anticoncepcional?

O único antibiótico que de fato corta o efeito do anticoncepcional é a rifampicina utilizada no tratamento da tuberculose, hanseníase e meningite, seja o anticoncepcional injetável, em pílula ou adesivo.

Outros tipos de antibióticos, não demonstraram comprovação científica em limitar a eficácia do anticoncepcional.

Se a mulher precisar tomar qualquer tipo de antibiótico, ela deve informar ao/a médico/a de que usa anticoncepcional, para que o médico possa avaliar a associação de algum método de barreira com o anticoncepcional que ela já está tomando.​