Perguntar
Fechar
Tomar anticoncepcional durante muito tempo faz mal?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não, tomar anticoncepcional durante muito tempo não faz mal à saúde. Se a mulher estiver bem adaptada à pílula, não sofrer efeitos colaterais e tomar o anticoncepcional com acompanhamento do seu médico de família ou ginecologista, ela pode usar o medicamento continuamente, pelo tempo que quiser e sem necessidade de trocar de pílula.

Porém, apesar do anticoncepcional ser seguro, o seu uso por tempo prolongado produz um pequeno aumento da pressão arterial, que volta ao normal com a suspensão do medicamento.

Por essa razão, recomenda-se que mulheres hipertensas utilizem um método contraceptivo não-hormonal, pois mesmo um pequeno aumento da pressão arterial pode ser prejudicial para quem tem hipertensão.

Também se sabe que o risco de trombose em usuárias de anticoncepcionais orais é quatro vezes maior quando comparadas com mulheres que não tomam a pílula.

Leia também: Todas as mulheres podem tomar anticoncepcional?

Apesar de alguns riscos, que são avaliados pelo médico de acordo com a história clínica de cada paciente, o anticoncepcional pode trazer alguns benefícios para algumas mulheres, como:

  • Prevenção de câncer de ovário e de útero;
  • Diminuição do fluxo menstrual, das cólicas e da TPM.
Tomar anticoncepcional por muito tempo dificulta a gravidez?

Não, o uso contínuo de anticoncepcional não dificulta a gravidez. A ideia de que tomar anticoncepcional por muito tempo seguido pode causar infertilidade está associada à chamada síndrome pós-pílula, que ocorre quando a mulher deixa de tomar e a menstruação não desce.

Saiba mais em: Dúvidas sobre Anticoncepcional

Como ela não menstrua, acha que deixou de ovular e ficou infértil por causa do anticoncepcional. Contudo, na grande maioria dos casos, esse problema se resolve espontaneamente em até 6 meses.

A síndrome pós-pílula também não está relacionada com o tempo que a mulher tomou a pílula, mas sim com o comportamento do seu organismo em relação ao medicamento.

Para maiores esclarecimentos sobre os riscos e benefícios do uso de anticoncepcional oral, consulte um médico ginecologista ou médico de família.

Leia também: A menstruação vai continuar regulada se eu parar de tomar anticoncepcional?

O que pode acontecer se eu emendar a cartela do anticoncepcional?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Ao emendar a cartela do anticoncepcional você deixará de menstruar, mas isso não faz mal à saúde. O uso contínuo da pílula pode inclusive ajudar no tratamento de sintomas causados por problemas como a endometriose, ou a Síndrome Pré Menstrual, sendo indicado pelo médico nesses casos..

No entanto, ao se tomar a pílula sem pausa é possível ocorrer um pequeno sangramento de escape (spotting) diário, esse efeito se inicia geralmente após emendar 3 ou mais cartelas. Nesses casos, recomenda-se interromper o uso por uma semana, esperar pela menstruação e reiniciar.

O uso ininterrupto do anticoncepcional não aumenta o risco de gravidez, não engorda e também não prejudica a fertilidade. Contudo, você pode sentir-se mais inchada devido à retenção de líquidos ou apresentar efeitos colaterais como náuseas, vômitos, dor de cabeça, entre outros.

Para prevenir esses possíveis efeitos colaterais, como escapes e inchaço, existem pílulas que são específicas para serem usadas de forma contínua, pois possuem uma dose menor de hormônios.

O importante é consultar o seu médico ginecologista ou médico de família antes de decidir emendar a cartela do anticoncepcional, para saber se a sua pílula é indicada para isso ou se existe um outro anticoncepcional mais adequado para o seu caso.

Injeção anticoncepcional causou dor fora do normal, é possível ter sido mal administrada e não funcionar?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

A aplicação da injeção anticoncepcional com dor fora do normal pode ser o resultado de falha na administração, embora a dor também possa ser causada pela característica oleosa (viscosa) do líquido dos anticoncepcionais. A técnica correta de aplicação do anticoncepcional injetável deve ser por via intramuscular profunda, no músculo do bumbum (glúteo) e não se deve massagear ou aplicar qualquer tipo de compressa no local. Desta forma, os hormônios presentes na injeção ficam depositados no músculo, sendo absorvidos pela corrente sanguínea e liberados gradual e continuamente de modo a prevenir a gravidez.

Caso haja a formação de uma espécie de calombo no local da aplicação, significa que houve uma aplicação muito superficial e isso interferirá na ação do anticoncepcional.

Em caso de dúvida sobre a ação adequada do anticoncepcional injetável deve-se utilizar um outro método para prevenir a gravidez, como a camisinha, e consultar um ginecologista.

Anticoncepcional pode desregular a menstruação?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Anticoncepcional pode sim desregular sua menstruação, não é o mais comum (normalmente anticoncepcionais regulam a menstruação), porém pode acontecer irregularidade menstrual por causa do anticoncepcional.

Tomei injeção anticoncepcional e tive relação no outro dia. Corro o risco de engravidar?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, o risco de engravidar é pequeno, mas existe. O tempo de início do efeito da injeção anticoncepcional irá depender de quando começou o seu uso.

Caso tenha iniciado a injeção anticoncepcional até 7 dias após o primeiro dia da menstruação, já está protegida logo a seguir, e o risco de gravidez é mínimo, portanto já poderá ter relação logo após a aplicação.

Contudo, caso tenha tomado a injeção anticoncepcional após 7 dias passados do primeiro dia da menstruação, só poderá ter relação após sete dias da aplicação da injeção, já que a proteção contra gravidez só é garantida após esse período.

Nesse caso está recomendado o uso de um método de barreira, como a camisinha por pelo menos 7 dias após a aplicação da injeção.

Essa recomendação é válida tanto para anticoncepcionais injetáveis mensais (Perlutan, Ciclovular, Mesigyna), quanto para os injetáveis trimestrais (Depo-provera, Contracep).

Troquei da pílula para a injeção anticoncepcional, corro o risco de engravidar?

Se estava em uso de algum outro contraceptivo hormonal oral de maneira correta e trocou pela injeção, a proteção se inicia imediatamente e não é necessário o uso de nenhum outro método de apoio, o risco de gravidez é mínimo.

Caso tenha dúvida sobre gravidez é possível realizar um teste de gravidez ao se confirmar o atraso menstrual. Ao contrário do que comumente se pensa os anticoncepcionais não alteram o resultado.

Consulte o seu médico ginecologista ou médico de família caso apresente mais dúvidas.

Pode também interessar:

Esqueci de tomar 3 comprimidos do anticoncepcional...
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Com esquecimento de 2 ou mais comprimidos, pode haver falha no método contraceptivo e, portanto, há chances da mulher estar grávida.

Quando a mulher esquece 2 ou mais pílulas, ela deve continuar tomando as pílulas da sequência da cartela até o final e começar a nova cartela sem fazer a pausa programada, ou seja, emendar as cartelas. Nesse caso é recomendado usar algum outro método contraceptivo associado (ex: preservativo) pelo menos durante os próximos 7 dias.

No seu caso, como já passou muito tempo do esquecimento, é recomendado a realização do teste de gravidez para descartar a possibilidade da gestação ou confirmar a gravidez.

Leia também:

Perdi uma pílula do anticoncepcional, posso engravidar? O que fazer?

Começo a tomar anticoncepcional a menstruação não pára...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Depende. Algumas mulheres não se adaptam a um tipo de hormônio ou dosagem, mas não é o habitual. É necessário avaliar alguns critérios, como:

  • Por quanto tempo fez uso, se foi suficiente para o organismo se adaptar;
  • Se faz uso de mais algum medicamento que possa interagindo com o anticoncepcional;
  • Se apresenta algum distúrbio hematológico ou endocrinológico que responda a essa reação, entre outros.

Na maioria das vezes, o organismo com um mês de uso da mediação já tem um ajuste dos níveis de estrogênio e progesterona, reduzindo bastante o crescimento do endométrio, pelo nível sérico regular em todo o ciclo, e com isso, reduzindo o fluxo menstrual.

Esse tempo de adaptação do organismo pode levar mais de um mês sem que configure um problema, mas quando ultrapassa 2 ou três meses já deve ser investigado ou optar por outra opção de contracepção.

Portanto o mais adequado é agendar uma consulta com um/a médico/a ginecologista para uma avaliação mais detalhada e devidas orientações.

Pode lhe interessar também:

Dúvidas sobre menstruação, sangramentos e escapes

O que fazer para aumentar ou diminuir o fluxo menstrual?

Tomei pilula do dia seguinte e a menstruação não desceu?

Tomo anticoncepcional e estou com sangramento...
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Deve terminar a cartela normalmente mesmo apresentando sangramento, eventualmente a diarreia pode sim interferir na eficácia do anticoncepcional.

Mulheres que fazem uso de anticoncepcional hormonal oral podem apresentar sangramento de escape durante o uso desse medicamento. Geralmente, esse sangramento aparece em pequena quantidade e é auto-limitado, costuma também ser mais frequente no começo do uso do anticoncepcional e a desaparecer no decorrer dos meses.

As usuárias de pílula que fazem uso contínuo do anticoncepcional, ou seja, tomam uma cartela seguida da outra sem pausa também apresentam maior possibilidade de apresentarem sangramento de escape.

Um outro fator que contribui para o aumento da incidência do spotting é o esquecimento da pílula, quanto mais dias a mulher esquece de tomar o anticoncepcional, maior a chance dela apresentar sangramentos após os dias em que ela esqueceu de tomar o comprimido. Nesse tipo de situação a mulher está em risco de gravidez, pois a eficácia da pílula diminui.

Caso a mulher tenha feito o uso correto do anticoncepcional, isto é, tomou diariamente a pilula no mesmo horário ela está protegida e mesmo que apresente um sangramento de escape deve continuar tomando os demais comprimidos e fazer a pausa normalmente.

O que fazer se o sangramento não parar?

Caso apresente muitos episódios de sangramento de escape que persistam no decorrer do tempo ou apresente sangramentos intenso e contínuo, mesmo ao fazer uso correto da pílula, procure um médico ginecologista ou médico de família para uma avaliação. Outros problemas podem estar associados a presença de sangramento anormal durante o uso do anticoncepcional.

O que fazer se apresentar diarreia durante o uso da pílula?

A presença de diarreia ou vômitos diminui a eficacia do anticoncepcional, nesse tipo de situação pode ser necessário tomar novamente a pílula. Em caso de diarreia ou vômitos que aconteceram até 4 horas da tomada da pílula é necessário tomar novamente o comprimido, pois o medicamento pode não ter sido adequadamente absorvido para fazer efeito.

Se a diarreia ou os vômitos aconteceram após esse horário não é necessário repetir a tomada de comprimido.

Outras situações que podem também interferir na eficácia da pílula anticoncepcional incluem principalmente o uso de medicamentos como anticonvulsivantes, barbitúricos, antibióticos (rifampicina), antirretrovirais (efavirenz, nevirapina, nelfinavir) e o uso de anabolizantes.

Caso tenha mais dúvidas procure o seu médico de família ou ginecologista para esclarecimentos.

Minha namorada começou a tomar este mês anticoncepcional...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não há problema nenhum em ter começado apenas no terceiro dia (apesar que o ideal seria no primeiro dia, principalmente que começou a tomar agora), se ela tomou certinho todos os dias (não esqueceu nenhum), provavelmente não deve estar grávida, apesar que não costumamos confiar totalmente na primeira cartela do anticoncepcional, geralmente a mulher deve se cuidar com camisinha no primeiro mês... Agora o jeito é fazer o exame para gravidez.

Tomar duas pílulas diminui a eficácia do anticoncepcional?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Tomar duas pílulas juntas não diminui a eficácia do anticoncepcional, porém não há necessidade de tomar mais de uma pílula por dia.

As pílulas anticoncepcionais foram planejadas para serem tomadas 1 a cada dia e de preferência no mesmo horário todos os dias.

Essa situação de tomar 2 pílulas no mesmo dia pode acontecer quando a mulher esquece de tomar uma pílula, e então ela deve tomar a pílula esquecida o mais breve possível. Quando o esquecimento ocorre, alguma falha pode acontecer e é recomendado o uso de outro método anticoncepcional em conjunto como o preservativo masculino ou feminino para garantir a proteção.

Caso a mulher tome duas pílulas no mesmo dia, no dia seguinte ela deve continuar a tomar a medicação normalmente tomando um comprimido por dia. Dessa forma, ela terminará a cartela um dia antes do previsto. Mesmo assim, deve fazer a pausa prevista de acordo com o anticoncepcional (alguns 7 dias e outros 4 dias) e começar a nova cartela como habitualmente.

2 pílulas de anticoncepcional tem o mesmo efeito da pílula do dia seguinte?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não, tomar duas pílulas de anticoncepcional não faz o mesmo efeito da pílula do dia seguinte e por isso não serve como método anticoncepcional de emergência. A ideia de que duas pílulas anticoncepcionais podem substituir a pílula do dia seguinte está relacionada com o fato de que ambas as pílulas possuem os mesmos hormônios em suas composições, contudo, as doses hormonais em cada uma delas são muito diferentes.

A quantidade de hormônios presente na pílula do dia seguinte é bastante superior àquela encontrada na pílula da cartela. Para se ter uma ideia, uma pílula do dia seguinte corresponde a cerca de metade da cartela do anticoncepcional convencional. São doses muito elevadas de hormônios, que podem inclusive causar diversos efeitos colaterais, como náuseas, vômitos, dor de cabeça e dor nas mamas.

Por isso a pílula do dia seguinte só deve ser usada em situações de emergência e não regularmente. O seu uso frequente pode desequilibrar os níveis hormonais da mulher. 

Portanto, se teve relação sexual sem proteção durante o período fértil, se a camisinha estourou ou você se esqueceu de tomar a pílula convencional e pretende evitar uma gravidez, deve tomar a pílula do dia seguinte, que é feita especificamente para essas situações.

O uso de duas pílulas de anticoncepcional não produz de forma alguma o mesmo efeito.

Consulte um médico ginecologista, clínico geral ou médico de família para receber indicações e orientações sobre um método contraceptivo que seja adequado para você.

Também podem ser do seu interesse:

Faz mal tomar a pílula do dia seguinte tomando anticoncepcional?

Tomar junto as 2 pílulas do dia seguinte faz mal? Corta efeito?

Tomar duas pílulas de anticoncepcional faz mal?

Anticoncepcional provoca aborto?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. O anticoncepcional não provoca aborto. O anticoncepcional pelos seus diversos mecanismos impede que ocorra a gravidez.

A gravidez é o processo no qual um embrião, formado pela união do óvulo com o espermatozoide, desenvolverá no útero da mulher.

Os métodos anticoncepcionais atuam de diversas formas para não haver o contato entre o óvulo e o espermatozoide e, consequentemente não ocorrer a formação do embrião. Caso haja a junção do óvulo com o espermatozoide, o anticoncepcional não impedirá a formação do embrião. Por isso, o anticoncepcional é um método que previne a concepção.

Aborto acontece quando há perda do embrião que já foi formado. Ou seja, a gravidez já está instalada e, por algum motivo, ocorre a perda do embrião.

Cada método anticoncepcional atua de uma forma diferente para evitar esse encontro entre o óvulo e o espermatozoide. Há os métodos de barreira ( preservativo, diafragma); os métodos hormonais (pílula, injeção, adesivo, anel vaginal); métodos comportamentais (fertilidade consciente, tabelinha) e métodos permanentes (vasectomia e ligação das tubas uterinas). Nenhum deles provoca aborto.

Leia também:

Pílula do dia seguinte causa aborto?

Chá de maconha causa aborto?