Perguntar
Fechar

Costelas

Sinto dores abdominais do lado direito abaixo as costelas. Pode ser hepatite?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Dor abdominal do lado direito, abaixo as costelas, pode ser hepatite, apesar de que no seu caso, os exames estão dentro da normalidade. Outra possível causa para as dores abdominais é a presença de cálculos (“pedras”) na vesícula biliar. Lesões na parte inferior do pulmão direito, no rim, nas costelas ou ainda em músculos também podem causar dor na porção superior direita do abdômen.

A hepatite nem sempre manifesta sintomas e, quando estão presentes, caracterizam-se por fadiga, falta de apetite, febre, náusea, vômitos, diarreia, clareamento das fezes, dor nas articulações, urina escura, dores abdominais, icterícia (pele e olhos amarelados), entre outros.

Se a hepatite durar mais de 6 meses, ela é considerada crônica. Nesses casos, a doença pode evoluir para cirrose hepática ou ainda câncer de fígado.

Há diversos tipos de hepatite e a gravidade dos sintomas varia muito de acordo com o tipo de hepatite. Algumas hepatites podem resolver-se espontaneamente em poucos dias ou necessitar de amplo tratamento. Há casos em que a hepatite não tem cura e o objetivo do tratamento é apenas controlar a evolução doença.

O que é hepatite?

A hepatite é uma inflamação do fígado, causada principalmente por vírus. A hepatite impede o fígado de exercer as suas diversas funções, como digestão, armazenamento de energia e eliminação de toxinas. A hepatite causa lesões no fígado que podem evoluir para cirrose hepática ou câncer de fígado.

A hepatite também pode ter como causas bactérias e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, medicações e algumas plantas. Há ainda hepatites autoimunes, em que o sistema imunológico da pessoa ataca as próprias células do fígado.

A hepatite, independentemente do tipo e da causa, precisa sempre de avaliação e acompanhamento médico adequado.

Qual é o tratamento para hepatite?

O tratamento da hepatite aguda é feito com repouso e dieta adequada. O objetivo do tratamento é permitir a recuperação do fígado. Nos casos mais graves de hepatite e na hepatite crônica, o tratamento é feito com medicamentos específicos que controlam a multiplicação do vírus e diminuem as lesões causadas ao órgão.

Dor abdominal do lado direito pode ser pedra na vesícula?

Sim. Além do fígado, a vesícula biliar é outra causa comum de dor no lado superior direito do abdômen, principalmente quando há pedra na vesícula. As pedras na vesícula são formadas por sucos digestivos endurecidos que se depositam na vesícula biliar.

Nesse caso, a dor abdominal é na realidade uma cólica biliar, provocada pela obstrução da vesícula por uma ou mais pedras.

Como se formam as pedras na vesícula?

A vesícula biliar é uma pequena bolsa que se localiza abaixo do fígado, do lado superior direito do abdômen, abaixo das costelas.

Dentro da vesícula biliar está a bílis, produzida pela fígado. Ao se contrair, a vesícula “injeta” a bílis para dentro do intestino para atuar na digestão das gorduras.

Porém, quando está muito concentrada, a bílis pode cristalizar, dando origem aos cálculos (pedras) biliares. A maioria das pedras na vesícula são constituídas por colesterol e se formam quando a concentração de colesterol na bílis está muito alta ou quando a vesícula biliar não se esvazia de forma adequada.

Quais são os sintomas de pedra na vesícula?

A grande maioria das pessoas que tem pedra na vesícula biliar não manifesta sintomas. Quando presentes, a principal manifestação é a dor abdominal do lado direito, embaixo das costelas. A dor pode irradiar para o lado esquerdo do abdômen, para as costas, para o tórax ou se difundir para todo o abdômen.

A dor abdominal pode durar minutos ou horas e surge subitamente, podendo durar minutos ou horas. Em alguns casos, a pessoa pode apresentar também náuseas, vômitos, aumento da transpiração e palidez.

Se a obstrução permanecer por muito tempo, a vesícula inflama e surge a colecistite. Além de cólica biliar, que surge após a ingestão de alimentos gordurosos, a colecistite causa febre e vômitos.

Se não provocar sintomas, os cálculos biliares podem não necessitar propriamente de um tratamento, exceto em casos específicos. Porém, se houver sintomas como dor abdominal (cólica biliar) ou outras complicações, é necessário fazer uma cirurgia para retirar a vesícula biliar.

Consulte um/a médico/a clínico/a geral ou médico/a de família se a dor abdominal for muito intensa, durar horas ou dias, ou ainda se vier acompanhada de vômitos, febre ou outros sintomas.

Dor nas costelas: o que pode ser e como tratar?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

Dor nas costelas pode ser causada por algumas condições, como:

  • Contusão ou fratura de costela(s);
  • Inflamação da cartilagem próxima à costela (costocondrite);
  • Dor pleurítica, quando há inflamação da pleura (membrana que envolve os pulmões);
  • Inflamação no nervo que segue a costela, como ocorre no herpes zoster;
  • Inflamação do músculo que se localiza entre as costelas.

É importante diferenciar se a dor se localiza logo acima da costela, ou entre as costelas, ou mesmo se o paciente tem sensação de que a dor é mais profunda, pois o problema pode se localizar nos órgãos que estão dentro da cavidade torácica, como pulmões, esôfago e coração.

Dor nas costelas por contusão, fratura e inflamações

No caso de contusão ou fratura da costela, inflamação da cartilagem ou do músculo, é necessário usar anti-inflamatórios e analgésicos simples durante alguns dias (não exceder cinco dias, exceto sob orientação médica). Também é benéfico fazer repouso.

Dor nas costelas causada por dor pleurítica

No caso de dor pleurítica, deve-se investigar a causa da inflamação da pleura, que poderá ser infecciosa (tuberculose pleural), neoplásica (câncer) ou por alteração estrutural (acúmulo de líquido, sangue ou ar na pleura). O tratamento deverá ser dirigido à causa.

Dor nas costelas no herpes zoster

No caso de dor associada ao herpes zoster, é necessário o tratamento com antiviral, como aciclovir, valaciclovir ou fanciclovir. Além do antiviral, também são usados analgésicos potentes e algumas vezes neurolépticos, como carbamazepina e gabapentina, bem como corticoides, para diminuir a inflamação.

Dor nas costelas por costocondrite

A costocondrite é uma inflamação da cartilagem que liga a costela ao osso esterno, sendo uma causa relativamente comum de dor nas costelas. A dor nesse caso é localizada no meio do peito, na junção das costelas ao osso esterno. A dor geralmente surge ou se agrava durante alguns movimentos do tórax, com tosse ou na respiração profunda.

É comum a costocondrite afetar mais de uma articulação, sobretudo da segunda e à quinta articulação entre as costelas e o esterno. As causas da costocondrite são são totalmente conhecidas. Porém, traumas repetitivos e sobrecarga da articulação, como em casos de tosse excessiva ou pequenos traumatismos, podem estar na origem da inflamação.

O tratamento nesses casos é feito com medicamentos anti-inflamatórios, para aliviar a dor e a inflamação. Se a costocondrite for recorrente ou muito persistente, outras medicações podem ser usadas, como opioides, antidepressivos e anticonvulsivantes.

Na presença de dor nas costelas, deverá ser consultado um médico, que irá examiná-lo e pedir exames complementares se julgar necessário.

Qual e o tempo para recuperação de costelas quebradas?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Depende de qual recuperação você esteja falando. Se a recuperação significa a consolidação óssea o tempo depende da idade da pessoa, quanto mais jovem mais rápido e fácil a recuperação. Em média a consolidação óssea ocorre dentro de 30 a 60 dias.

Ás vezes de repente sinto uma dor na lateral do corpo...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Até pode ser algo grave, mas o mais comum são as doenças menos graves. A dor pode ser uma dor osteomuscular e o enjoo pode ser uma gastrite ou problema de vesícula ou fígado. Vá a um médico, para o correto diagnóstico e fazer o tratamento.

Meu namorado quebrou as costelas, qual tempo de recuperação?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Os ossos leva de 30 a 90 dias para soldarem, mas a recuperação total pode levar anos. A dor que ele sente também pode permanecer por muitos meses. A maioria dos pacientes sobrevive a algumas costelas quebradas.

2 dias internada por dor na região do fígado, cefaleia...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode ser algo relacionado ao seu pulmão ou fígado (ou víscera próxima) ou osteomuscular. A pessoa mais indicada para dizer o que é, é o médico que cuidou de você nesses dois dias, o ideal é, se está novamente com a mesma dor (além de outros sintomas de alerta: febre, vômitos, mal-estar geral) deve voltar para o hospital.

Sinto muita dor na hora de pular embaixo das costelas...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode sim ser algo muscular, tente beber mais líquidos e algum remédio para dor e aguarde a sua consulta e exame.