Perguntar
Fechar

Dexclorfeniramina

Algum desses remédios corta o efeito do anticoncepcional?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não (em teoria). O uso por uns dias (tempo limitado ao tratamento) não interfere com a eficácia do anticoncepcional. Porém isto não é 100% garantido, em casos raros pode acontecer interferência a ponto de haver risco de gravidez.

Para que serve e como tomar maleato de dexclorfeniramina (polaramine)? É indicado para tosse?
Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Enfermeira doutorada em Saúde Pública

O maleato de dexclorfeniramina, conhecido como Polaramine, é usado para o tratamento de alergias, coceira (prurido), picadas de insetos, rinite alérgica, conjuntivite alérgica, urticária e alguns tipos de inflamação na pele (dermatites). É encontrado em comprimidos, drágeas, solução, gotas e creme.

Este medicamento é um anti-histamínico (antialérgico), que neutraliza os efeitos da histamina, substância produzida pelo próprio corpo, responsável pela maioria dos sintomas de alergia. Por este motivo, a medicação ajuda a diminuir os sintomas das crises alérgicas.

Como tomar maleato de dexclorfeniramina?Maleato de dexclorfeniramina comprimidos

Adultos e crianças maiores de 12 anos: usar 1 comprimido 3 a 4 vezes por dia. Não ultrapassar a dose máxima de 12 mg/dia (6 comprimidos/dia).

Os comprimidos revestidos não devem ser partidos, abertos ou mastigados.

Maleato de dexclorfeniramina drágeas

Adultos e crianças maiores de 12 anos: tomar 1 drágea pela manhã e outra ao deitar. Em casos de maior resistência aos efeitos do medicamento, recomenda-se a administração de 1 drágea a cada 8 horas.

Não se deve partir, abrir ou mastigar as drágeas.

Maleato de dexclorfeniramina solução

Adultos e crianças maiores de 12 anos devem usar 5 ml do medicamento de 3 a 4 vezes por dia. A dose máxima de 12 mg/dia (30 ml/dia) não deve ser ultrapassada.

Crianças de 6 a 12 anos: a dose indicada é a de 2,5 ml três vezes por dia. A dose máxima é de 6 mg diários, o que corresponde a 15 ml/dia.

Crianças de 2 a 6 anos: 1,25 ml três vezes por dia. Um total de 3 mg diários (7,5 ml/dia) é a dose máxima.

Maleato de dexclorfeniramina gotas

A dose recomendada é de 20 gotas, três a quatro vezes ao dia. A dose máxima de 12 mg/dia (120 gotas/dia) não deve ser ultrapassada.

Para crianças de 6 a 12 anos: recomenda-se 10 gotas ou 1 gota para cada 2 kg de peso, três vezes ao dia. Dose máxima: 6 mg diários (60 gotas/dia).

Crianças de 2 a 6 anos: 5 gotas ou 1 gota para cada 2 kg de peso, três vezes ao dia. Um máximo de 3 mg diários (30 gotas/ dia).

Maleato de dexclorfeniramina creme

Maleato de dexclorfeniramina creme deve ser aplicado sobre a área da pele afetada duas vezes ao dia. Deve-se evitar cobrir a área que está sendo tratada.

A versão deste medicamento em creme não deve ser aplicado nos olhos, boca, nariz, genitais ou em outras mucosas. Não deve ser utilizado em áreas extensas da pele, principalmente em crianças.

Somente é recomendado o uso externo.

É importante que as dosagens indicadas pelo/a médico/a para as apresentações em comprimidos, solução e gotas, sejam devidamente seguidas.

Maleato de dexclorfeniramina é indicado para tosse?

O medicamento pode aliviar a tosse se a sua causa for alérgica. Para definir o melhor tratamento, converse com seu/sua médico/a.

Contraindicações do maleato de dexclorfeniramina
  • Alergia aos componentes da fórmula;
  • Mulheres grávidas ou que estão amamentando;
  • Bebês prematuros ou recém-nascidos;
  • Pessoas que fazem uso de inibidores da monoaminoxidase (IMAOs), componente da fórmula de alguns antidepressivos.
Efeitos colaterais do maleato de dexclorfeniramina

Os efeitos colaterais mais comuns produzidos pelo uso de maleato de dexclorfeniramina são:

  • Sonolência leve ou moderada
  • Dor de cabeça
  • Urticária
  • Coceira (prurido)
  • Erupções na pele
  • Sensibilidade na pele quando exposta ao sol
  • Azia
  • Náuseas

Estes efeitos podem ocorrer de forma mais frequente ao uso da medicação em comprimidos, drágeas, suspensão ou gotas. Se você apresentar algumas destas reações, comunique-se com seu/sua médico/a.

Siga as orientações médicas quanto ao uso de maleato de dexclorfeniramina (Polaramine) e o não utilize medicação sem prescrição.

Leia também

Como identificar uma alergia? Quais os sintomas?

O que fazer em caso de reação alérgica?

Dexclorfeniramina tem corticoide?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Dexclorfeniramina não é um corticoide, porém algumas formulações vendidas nas farmácias tem corticoide junto, é o caso da associação entre a dexclorfeniramina e a betametasona, um corticoide. Essa formulação está presente em medicamentos como o Celestamine e o Celetil.

Essa associação permite que se una o efeito anti-histamínico da dexclorfeniramina e o efeito anti-inflamatório do corticoide. São medicamentos usualmente utilizados no tratamento de afecções alérgicas respiratórias, como rinite alérgica e asma brônquica; doenças dermatológicas, como dermatite atópica, dermatite de contato, reações medicamentosas; ou afecções oftalmológicas, como ceratites, irite não-granulomatosa, coriorretinite, iridociclite, coroidite, conjuntivite e uveíte.

O que é a Dexclorfeniramina e para que serve?

A dexclorfeniramina é um anti-histamínico de primeira geração, ou seja, um medicamento que atua contra a alergia, ao reduzir o efeito da histamina, uma substância liberada nas reações alérgicas. Assim age no controle dos sintomas de prurido, rinite alérgica, urticária, picada de inseto, conjuntivite alérgica, dermatite atópica e eczemas alérgicos.

Dexclorfeniramina e sonolência

É um medicamento que pode ocasionar sonolência intensa por ser um anti-histamínico da primeira geração, ou seja, pertence a um grupo de anti-histamínicos mais antigos e que apresentam um efeito sedativo importante.

Por isso, deve-se evitar o seu uso concomitantemente com álcool ou outros medicamentos depressores do sistema nervoso central como sedativos, hipnóticos e tranquilizantes.

Também deve ser usado com precaução por idosos acima de 60 anos pelo risco de sonolência, vertigem e queda da pressão.

Evite a auto-medicação e converse sempre com o seu médico sobre os medicamentos que está usando, siga as orientações e recomendações de dosagem e tempo de tratamento.

Antibiótico para garganta causa xixi da cor de sangue?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não tem nenhum antibiótico nesta sua lista de remédios, Acredito que nenhum desses medicamentos causam essa cor na urina.