Perguntar
Fechar

Dor

Venho sentindo uma dor no lado esquerdo do umbigo...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode ser algum problema da parte urinária, mas o mais provável é que seja intestinal, pode procurar um clínico geral mesmo, que ele começará a sua investigação e tratamento e caso haja necessidade encaminhará você a outro especialista.

Qual a diferença de dor de barriga e dor abdominal?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Na verdade a diferença é mais uma questão de nomenclatura, dor de barriga é um termo popular que significa dor na barriga ou abdômen (muitas vezes, também é usado para significar diarreia) e dor abdominal é o termo médico que significa dor na barriga ou abdômen.

Dor no quadril, o que pode ser e o que fazer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Uma das principais causas de dor no quadril direito ou esquerdo é a artrose, uma doença que caracteriza-se pela perda progressiva da cartilagem da articulação entre o fêmur e a bacia. Com o tempo, a dor no quadril pode causar rigidez e tornar os movimentos muito dolorosos.

A dor no quadril também pode ter origem num estiramento ou numa ruptura de algum músculo ou tendão. Essas lesões podem ocorrer principalmente durante a prática de exercícios físicos. 

A bursite no trocanter do fêmur também pode provocar dor no quadril. Trata-se da inflamação de uma bolsa localizada na lateral do fêmur que ocorre pelo atrito do tecido com o osso. A dor localiza-se na região lateral da coxa e geralmente é notada ao deitar-se sobre o lado afetado. A dor no quadril também pode surgir quando a pessoa permanece muito tempo em pé ou sobe escadas e geralmente piora à noite.

Problemas circulatórios na cabeça do fêmur podem provocar a morte de células ósseas devido à falta de fluxo sanguíneo, causando dor e limitações de movimento.

Pessoas com mais de 65 anos, principalmente mulheres, podem ter dor no quadril devido a uma fratura, geralmente após uma queda.

O tratamento para a dor no quadril depende da causa, podendo incluir anti-inflamatórios, analgésicos, fisioterapia e até cirurgia.

Recomenda-se procurar /a médico/a ortopedista em caso de dor intensa no quadril, principalmente se houver rigidez da articulação ou limitação dos movimentos.

Também pode lhe interessar: Dor nas articulações durante a gravidez é normal?

Dor nos testículos, o que pode ser?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

Existem muitas causas possíveis para dores nos testículos, desde um simples desconforto gerado por uma roupa mais apertada, traumas, hérnias, inflamações (orquites e epididimites), varicocele e problemas ligados à irrigação sanguínea, como a torção testicular.

Outra causa comum entre adolescentes em início de namoro é a congestão prolongada das veias do epidídimo e testículos provocada por horas de estímulo sem que haja relação sexual, a famosa "dor do namoro".

A avaliação adequada não só da dor e de suas características, bem como de outros sinais e sintomas que podem estar presentes e a realização de exames laboratoriais e radiológicos, é que definirão o diagnóstico e o tratamento mais adequado.

Leia também: Pancada nos testículos pode causar infertilidade?

Essa avaliação poderá ser realizada pelo médico clínico geral ou por um especialista (urologista).

Dor no umbigo: o que pode ser?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Dor no umbigo pode ser sinal de processos inflamatórios ou infecciosos, hérnia, gravidez, apendicite, prisão de ventre, entre outras doenças e condições.

Se o umbigo estiver inflamado, além de dor pode haver a presença de alguma secreção no local. A inflamação pode ter como causa a colocação de um piercing, presença de corpo estranho, endometriose umbilical, foliculite (inflamação do folículo capilar) ou ainda devido à persistência do úraco, uma estrutura embrionária que liga o umbigo à bexiga.

A endometriose umbilical provoca dor e sangramento no umbigo. Isso ocorre devido à presença de tecido da parede interna do útero (endométrio) na região do umbigo, o que causa dor e sangramento durante a menstruação. 

Saiba mais em: Dor e sangramento no umbigo: o que pode ser e o que fazer?

A hérnia é o extravasamento de uma parte de um órgão (geralmente o intestino) através de uma região mais enfraquecida da parede abdominal ou do tecido gorduroso do abdômen. Isso pode ocorrer na região do umbigo (hérnia umbilical), causando dor que geralmente se agrava ao se curvar para frente ou fazer exercícios. Em alguns casos, a dor no umbigo pode surgir ao urinar.

Veja também: Quais são os tipos de hérnia?

Durante a gravidez, a dor no umbigo é causada pela distensão de um ligamento do abdômen. O estiramento é decorrente do crescimento do útero e chega a separar em dois o músculo reto abdominal. Esse enfraquecimento da parede abdominal pode causar dor na região do umbigo.

A apendicite costuma se manifestar através de uma dor abdominal que pode ter início ao redor do umbigo e depois passar para a região inferior direita do abdômen. Os sintomas incluem ainda náusea, vômitos, perda de apetite, febre, gases intestinais, má digestão, diarreia ou prisão de ventre e mal-estar geral

Leia também: Como identificar uma crise de apendicite?

Outra possível causa, e dentre as mais comuns, para a dor no umbigo é a prisão de ventre. O acúmulo de fezes ou gases distende o intestino, que pode pressionar algum nervo que passa pela região do umbigo, causando dor.

Veja aqui quais são os sintomas de prisão de ventre.

Uma vez que a dor no umbigo pode ter diversas causas, sendo algumas delas graves, é importante procurar um médico clínico geral ou médico de família para uma avaliação se a dor continuar ou vier acompanhada de outros sinais e sintomas.

Também podem lhe interessar:

Sai do umbigo uma secreção com mau cheiro, o que pode ser?

Umbigo inflamado: o que pode ser?

É normal o umbigo mudar durante e após a gravidez?

Tive relação e senti um incomodo e ardência durante e ...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode ser um traumatismo na vagina que ocorreu durante a relação (pode melhorar com o passar dos dias) ou uma inflamação vaginal (pode piorar com o passar dos dias), um creme vaginal pode resolver, o problema é que precisa consultar um médico para obter a receita do mais adequado para seu caso.

O que causa dores nas costas, no peito e formigamento nas...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

As dores nas costas e peito com formigamento nos membros inferiores indicam que pode existir o acometimento nos nervos que saem da coluna, pode ser uma hérnia de disco ou lesão em coluna, o defecar nas calças (pode acontecer se for causado pela dor, dores intensas podem causar isso). Antibióticos não vão te ajudar, procure um ortopedista.

Leia também:

O que pode causar dor nas costas?

Sou laqueada há 9 anos e a minha menstruação está atrasada. Posso estar grávida?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim, é possível que você esteja grávida, mesmo que tenha feito laqueadura. Apesar de ser muito pequena, existe sim uma possibilidade da cirurgia reverter, independentemente do tempo que a laqueadura foi feita e da idade da mulher.

O que influencia a eficácia da laqueadura é o momento em que ela é feita. Sabe-se que quando a laqueadura é realizada na cesárea, as chances de reversão são muito maiores do que quando ela é feita bem depois da cirurgia.

Mesmo assim, a probabilidade de engravidar é bem pequena. Se a sua laqueadura foi feita no momento da cesárea, o risco de ficar grávida é de 0,01%. Porém, se fez a laqueadura bem depois da cesárea, a chance de engravidar é 10 vezes menor.

Veja também: É possível engravidar após laqueadura?

Portanto, se você fez laqueadura e está com mais de 15 dias de atraso na menstruação e outros sintomas de gravidez, deve falar com o/a médico/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral para fazer um exame de gravidez. Embora não seja comum, você pode estar grávida, mesmo laqueada.

Tontura, ânsia de vomito e dormência...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A probabilidade de serem sintomas associados a algum problema de ordem emocional é grande. Pode procurar um clínico geral mesmo, caso haja necessidade ele te encaminhará a um especialista.

Minha filha está com dor no peito, costas e falta de ar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Assim sem ver, examinar, ou acompanhar sua filha fica difícil dizer qualquer coisa, estranho é o diagnóstico de ataque cardíaco, o que na verdade isso significa? Ataque cardíaco é um diagnóstico de qual doença? A maioria absoluta desse casos com sintomas semelhantes ao de sua filha está relacionado com sintomas de esfera emocional, mas com essa história o ideal é voltar ao médico.

Leia também: O que fazer no caso de dor no peito?

Posso estar entrando em trabalho de parto prematuro?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Dores como as que você cito são muito comuns durante a gravidez. para algumas mulheres estar grávida é só felicidade e para algumas que tem muitos sintomas, principalmente dor a felicidade de estar grávida e de certa forma obscurecida pela dor. O melhor de tudo é que suas dores tem hora marcada para terminar. Depois começam outras preocupações, mas dai já é outra história...

Dores durante a gestação que preocupam são dores na barriga (útero) tipo cólica que vem e some e depois de alguns minutos retorna, acompanhada sempre do endurecimento temporário da barriga (útero), estas dores vão ficando cada vez mais fortes até tornarem-se insuportáveis e você começa a perde secreção pala vagina parecida como um catarro; esses são os sinais de parto e indicam necessidade de procurar um hospital.

Como aliviar a dor nos rins?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Para aliviar a dor nos rins são indicados:

  • Medicamentos: Inicialmente os remédios indicados são os anti-inflamatórios, como diclofenaco; antiespasmódicos, como buscopan e analgésicos comuns;
  • Não beber água muita água durante a crise: atualmente ainda encontramos diretrizes que orientam a ingesta de água durante a crise, entretanto pela prática clínica, a maioria das equipes de urologia orienta a evitar o consumo de água nesta fase, porque aumenta a filtração renal, com isso o volume de liquido dentro do rim, que não será escoado devido a obstrução. Por isso dilata ainda mais a cápsula renal, o que piora bastante o quadro de dor; 
  • Compressa de água morna: pode auxiliar no relaxamento da musculatura e aliviar a dor. Deve ser colocada no dorso, logo abaixo das costelas, do lado da dor, sempre com cuidado quanto a temperatura, para não causar lesão à pele; 
  • Procedimentos invasivos: quando as medicações e compressa não são capazes de desobstruir o sistema urinário, estão indicados os procedimentos invasivos, como aplicação de laser, ondas de choque, colocação de cateter para drenagem (duplo J) e ou cirurgia aberta.

Portanto, durante uma crise de dor renal, deve ser iniciado medicação indicada, mais compressa morna, e caso não melhore após as primeiras horas, ou haja piora da dor, febre, náuseas ou vômitos, procure imediatamente um atendimento de urgência. Na emergência poderá ser avaliado tanto a causa da dor, a função renal, como definir o melhor tratamento para o caso.

Se a dor nos rins, for originada por uma obstrução da via urinária devido a cálculo grande ou se houver sinais de gravidade, como febre, alterações no exame de sangue, deverá ser indicado internação para tratamento de urgência.

Muitas vezes as pedras nos rins são eliminadas espontaneamente pela urina, o que alivia imediatamente a dor. Em outros casos, os cálculos precisam ser retirados por procedimentos mais invasivos, como aplicação de laser, terapia por ondas de choque, colocação de duplo J (cateter introduzido no sistema renal para drenagem da urina até a bexiga), até cirurgia aberta.

A dor no rim causada por cálculo renal é aguda e intensa, deixando a pessoa agitada e pode inclusive provocar náuseas e vômitos. A cólica não piora nem melhora com a mudança de posição, respiração ou movimentos.

Veja também: Quais os sintomas para quem tem pedra nos rins?

Procure um/a médico/a clínico/a geral, médico/a de família ou Urologista, para receber uma avaliação detalhada da origem da cólica renal, bem como indicação das medicações e procedimentos apropriados.

Saiba mais em: Dor nos rins: o que pode ser e o que fazer?