Perguntar
Fechar

Escape

Dor de cabeça, enjoo pela manhã e corrimento marrom...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim, pode ser gravidez. Principalmente se a menstruação estiver atrasada, caso contrário, é menos provável que seja.

O sangramento descrito pode estar relacionado ainda com adaptação hormonal no organismo, comum nos casos de uso de anticoncepcionais de longa duração ou injetáveis. Inclusive mulheres fumantes estão mais susceptíveis a esse tipo de sangramento, conhecido por sangramento de escape ou "spotting".

Saiba mais em: Sangramento de escape pode ser considerado menstruação?

Alguns fatores precisam ser levados em conta para pensar em uma possível gravidez: Primeiro, se houve relação desprotegida, depois se faz uso de anticoncepcional e porventura tenha esquecido algum comprimido, e por fim, se a menstruação está atrasada.

A coloração marrom em pequena quantidade pode ser o início de um ciclo menstrual normal em mulheres que fazem uso de anticoncepcionais, porém a dor de cabeça pela manhã e enjoos há 3 dias pode estar relacionada aos primeiros sintomas de uma gravidez.

Leia também: Os 7 primeiros sintomas de gravidez: descubra se você está grávida

Relação sem proteção

Sempre que ocorre uma relação sexual sem uso de contraceptivos, seja anticoncepcional ou de barreira, como a camisinha, existe o risco de gravidez. Quanto mais próximo do período fértil, maior a possibilidade.

Leia sobre o assunto no link: Como calcular o Período Fértil?

Faz uso de algum contraceptivo

No caso de fazer uso regular de algum anticoncepcional, de forma correta, há mais de um mês, a possibilidade de gravidez é muito pequena. A eficácia das medicações atualmente chega a 99%, por isso, se fizer uso regular é extremamente raro que aconteça.

Isso tanto para anticoncepcionais orais, como injetáveis, DIU ou contraceptivos de barreira.

Lembrando que os contraceptivos de barreira, como a camisinha, são os únicos que impedem além da gravidez, a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis, como a Aids, a sífilis e a gonorreia.

A menstruação está atrasada?

A menstruação atrasada costuma ser o primeiro sinal de gravidez. Para algumas mulheres que tem os ciclos irregulares pode ser mais difícil de avaliar esse dado, e por isso percebem sintomas como enjoo e sonolência inicialmente, mas na maioria das mulheres o primeiro sinal é o atraso menstrual.

E o cigarro..

Vale ressaltar que o uso crônico de cigarro está associado a diversas doenças graves, como aumento do risco de câncer (em diferentes órgãos), endometriose, acidente vascular cerebral, trombose, doença pulmonar crônica, entre tantas outras, as quais podem levar a inicialmente apenas aos sintomas descritos.

No seu caso, recomendamos que procure um médico clínico geral, médico da família ou ginecologista para um exame clínico e avaliação de todos esses fatores. Só assim poderá definir a causa desses sintomas e tratamento adequado.

Sangramento de escape posso contar como menstruação?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. O sangramento de escape não pode ser contado como menstruação.

Sangramento de escape é a perda mínima de sangue que pode ocorrer ao longo do ciclo menstrual. Esse sangramento não é prolongado, é percebido na calcinha manchada e às vezes a mulher não sente necessidade do uso de absorvente. Geralmente é associado ao uso de anticoncepcional hormonal como pílula, adesivo, anel vaginal implante intradérmico e DIU (Dispositivo intra uterino). No seu caso, é bem provável que seja associado ao uso do anticoncepcional.

As mulheres fumantes são mais propensas a esse tipo de sangramento. A interrupção do tabagismo é sugerida como medida de melhora.

A maioria das mulheres apresenta resolução espontânea do problema, não precisando de intervenção com medicações ou mudança de método anticonceptivo. Caso o sangramento de escape incomode demasiadamente, a mulher pode procurar o/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família para orientações. 

Uso anticoncepcional Femina e estou com sangramento escape?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Quando acontece um "sangramento de escape", um sangramento fora do período esperado, significa um efeito colateral comum, entre as mulheres que fazem uso de anticoncepcionais.

Nesses casos, existem duas condutas a serem tomadas: Primeiro, aguardar por um tempo, até que o organismo se adapte à medicação e não aconteça mais esses pequenos sangramentos, o que geralmente ocorre dentro de poucos meses. E a outra opção, no caso de intolerância ao efeito, ou no caso de frequência alta de sangramentos, será avaliar a troca da medicação, visto que hoje dispomos de muitas formas de contracepção eficazes.

Procure seu médico ginecologista para uma reavaliação e de acordo com as opções, poderá decidir pela melhor contracepção no seu caso.

Leia também: Posso trocar de anticoncepcional sem ir ao ginecologista?

Qual a melhor opção para evitar a gravidez atualmente?

Não existe uma melhor opção, ou melhor método contraceptivo, mas o método mais adequado para cada tipo de paciente.

Atualmente, com as inúmeras opções de contraceptivos no mercado, é possível indicar uma opção terapêutica de forma mais individualizada, reduzindo assim as chances de efeitos adversos, ao mesmo tempo em que mantém a proteção contra a gravidez.

Deve ser realizada uma avaliação médica minuciosa prévia, para identificar possíveis fatores de risco e interação medicamentosa, antes de planejar o tratamento.

Após a avaliação, serão apresentadas as opções de tratamento para cada caso, as quais podemos citar aqui como as principais opções:

  • Contraceptivo orais combinados (anticoncepcionais orais - pílula)
  • Injeção anticoncepcional
  • Implante de anticoncepcional
  • Dispositivo intrauterino (DIU) e Sistema intrauterino (SIU)
  • Anel vaginal
  • Adesivo (patch)
  • Diafragma
  • Espermicida
  • Camisinha (masculina e feminina)

Vale ressaltar que a camisinha é o único método que comprovadamente protege ambas as partes, de contaminação por doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), portanto, mesmo fazendo uso de outro método contraceptivo, o uso da camisinha estará sempre indicado.

Existem ainda outros métodos de proteção contra gravidez, como o coito interrompido, a tabelinha, observação do muco vaginal, sabendo que não são métodos confiáveis; e ainda, a ligadura de trompas e vasectomia.

Para maiores esclarecimentos e avaliação quanto ao método mais indicado no seu caso, fale com o médico da família ou ginecologista.

Leia também: Todas as mulheres podem tomar anticoncepcional?

Terceiro mês que minha menstruação vem na 13 pílula?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Neste caso o ideal é trocar o anticoncepcional, consulte um ginecologista que ele fará essa troca de forma segura para você.

Filho com 8 anos que tem escape de fezes na roupa...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Nada tem muita lógica no corpo humano regido pela mente humana. Sim ele tem um problema e chama-se encoprese. Deve procurar um pediatra.