Falta de Ar

Quando tenho relação sexual, sinto falta de ar, seguido de tontura e vômito, o que pode ser?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Em casos parecidos com o seu cabe uma detalhada investigação médica para descobrir a causa (as suspeitas recaem sobre o coração), mas inúmeras situações podem causar estes mesmo sintomas, você precisa ir ao médico e enquanto não é vai à consulta é melhor ir mais devagar na "relação" até saber o que realmente pode ser que esteja acontecendo com você.

Quando ansiosa tenho taquicardia, dor no peito, falta de ar! O que devo fazer?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Isto que você apresenta parece ser um quadro típico de ansiedade, você precisa procurar ajuda no sentido de tratar essa ansiedade. Existem muitas maneiras de tratar: medicamentos, terapia, auto-controle... Muitas coisas podem ser feitas para reduzir seu nível de estresse, tudo depende do que você quer ou pode fazer.

Síndrome do pânico ou será algum problema cardíaco?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Se você já recebeu o diagnóstico de síndrome do pânico é bem provável que não tenha nada no coração, porque se o seu médico tivesse desconfiado de algo do coração já teria pedido os exames. Como todos (quase todos) os pacientes com síndrome do pânico acreditam que tem um problema no coração, você não poderia ser diferente. Os sintomas que você descreveu podem aparecer mesmo quando você não está com medo ou nervosa. Para saber se tem problemas no coração só fazendo exames para o coração.

Ansiedade causa falta de ar constante e dor de cabeça?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A ansiedade é uma possibilidade sim, devido aos efeitos secundários do distúrbio, no entanto, esse é um diagnóstico de exclusão, ou seja, todas as outras causas possíveis para esses sintomas devem ser devidamente excluídas para poder confirmá-lo.

O médico responsável por confirmar o diagnóstico de transtorno de ansiedade é o psiquiatra, mas pode procurar também um clínico geral ou médico da família para descartar outras causas que não o transtorno de ansiedade.

Quais são as causas de falta de ar e dor de cabeça constantes?

Causas comuns de falta de ar são: Bronquite; asma; infecção pulmonar (pneumonia); doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), comum nos tabagistas de longa data; doença do refluxo gastroesofágico; problemas cardiológicos (infarto, pericardite, angina); viroses e problemas psicológicos (ansiedade e estresse).

A própria falta de ar, quando leva a um distúrbio respiratório, com dificuldade na troca gasosa pulmonar, gera uma retenção maior de gás carbônico e consequentemente uma menor absorção de oxigênio. Com isso, menor oxigenação cerebral, justifica o quadro de dores de cabeça.

O que é a ansiedade?

A ansiedade e o medo, são sentimentos normais experimentados por todas as pessoas, como resposta adaptativa do corpo, a alguma situação de estresse ou de risco. Essa resposta é mediada pelo sistema nervoso autônomo e eixo hipotálamo-hipófise-adrenal, que liberam neurotransmissores estimuladores, durante sua reação.

A liberação desses neurotransmissores, são responsáveis pelos sintomas de agitação, taquicardia, suor frio, tremores, espasmo esofagiano (levando a sensação de "bolo na garganta"), por vezes aumento da pressão arterial, confusão mental e esquecimentos.

Essa sensação se torna um problema, ou um "transtorno", quando a resposta passa a ser exagerada, ou sem motivos aparentes, causando uma sensação de ansiedade constante, desagradável e prejudicial à vida da pessoa. Quadro que definimos como Transtorno de ansiedade generalizada.

Portanto, recomendamos que, tendo sido avaliada quanto a essas queixas por diversos médicos e a suspeita foi de transtorno de ansiedade, deve agora procurar um médico psiquiatra, para avaliação e definição dessa possibilidade, ainda, dar início ao tratamento mais adequado.

O transtorno de ansiedade pode sim ter cura, por isso seu tratamento não deve ser postergado.
O que fazer para melhorar totalmente da Síndrome de Pânico?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pela sua descrição você teve sintomas que lembram a síndrome de pânico, além de medicamentos para reduzir a ansiedade (é o que você está usando), você pode fazer psicoterapia.

Ganhei 16 kg e agora estou com falta de ar e cansaço...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O excesso de peso pode ser a causa de falta de ar e cansaço e exercícios físicos regulares podem te ajudar a melhorar dos seus sintomas e a perder peso, mas antes de começar o ideal é ir a um médico e começar os exercícios de forma branda e progressivamente ir aumentando o nível dos exercícios físicos para não sofrer com dores e lesões.

Quando bebo cerveja tenho muita falta de ar no dia seguinte?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A presença de falta de ar associada ao consumo de cerveja pode ser um efeito colateral da bebida, ou um dos sintomas de "ressaca". Embora não seja o sintoma mais comum de ressaca, deve ser considerado.

Outras causas orgânicas e psicológicas também podem originar esses sintomas e por isso devem ser investigadas. Algumas situações são mais perigosas para a saúde, como doenças cardiológicas e doenças pulmonares, outras menos, porém bastante incapacitantes, como o transtorno de ansiedade generalizada.

Por isso, recomendamos interromper o consumo de cerveja, nesse momento, e procurar um médico clínico geral ou médico da família, para avaliação e conduta.

O que é a ressaca?

A ressaca é um conjunto de sintomas, originados pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Os mecanismos para o desenvolvimento da ressaca não são bem esclarecidos, mas parecem estar relacionados à desidratação e a sobrecarga hepática, visto que os sintomas se iniciam horas após a ingesta da bebida, quando os níveis de álcool já estão baixos.

Quais os sintomas da ressaca?

Os sintomas mais comuns de ressaca são a dores de cabeça, desidratação, confusão mental, déficit de atenção, náuseas, vômitos, distúrbios gastrointestinais e hipoglicemia. Contudo, os quadros de fadiga, falta de ar e ansiedade estão cada vez mais frequentes.

A cerveja faz mal à saúde?

Depende. Se o consumo de cerveja for exagerado, pode trazer malefícios para o organismo. Primeiro devido à sobrecarga no fígado, e depois pelos efeitos secundários nos demais sistemas, como sistema nervoso central, pâncreas, sistema imunológico e sistema renal, quando a desidratação é mantida por períodos prolongados.

Como é o fígado de quem bebe?

O fígado é o órgão mais comprometido em pessoas que bebem, bebidas alcoólicas, de maneira exagerada. O órgão é responsável por depurar e eliminar o álcool ingerido, portanto, a sobrecarga mantida no fígado, pode resultar em danos significativos, como episódios de hepatite, esteatose hepática e a cirrose hepática.

Por fim, importante relembrar que devido a possibilidade de haver uma doença grave como causa base para essa falta de ar, o mais adequado é que interrompa o quanto antes esse hábito, até que seja avaliado e definido o seu problema com um médico.

Pode lhe interessar também: Falta de ar constante: o que pode ser e o que fazer?

Sinto falta de ar constante. Pode ser problemas de pulmão?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim, a falta de ar constante pode ser sintoma de doenças que afetam os pulmões ou as vias respiratórias, como gripe, resfriado, bronquite, rinite, sinusite, enfisema pulmonar, asma.

Entretanto também pode ser decorrente de doenças em outros órgãos que causam algum prejuízo aos pulmões, como doenças cardíacas, doenças endocrinológicas, neurológicas, ainda, sobrepeso, gestação, falta de condicionamento físico, estresse ou ansiedade.

A falta de ar se caracteriza por dificuldade ou desconforto respiratório que cria a sensação de não conseguir inalar a quantidade suficiente de ar que precisa para respirar. Para cada caso existe um tipo de tratamento e acompanhamento, alguns casos exigem tratamento de urgência, outros não, devendo ser marcado consulta ambulatorial com médico assistente.

É importante ter atenção a alguns sinais que podem acompanhar a falta de ar, porque sinalizam riscos e problemas mais graves, sendo necessário um atendimento de urgência.

Os sinais de alerta incluem:

  • Dificuldade para falar
  • Respiração ofegante
  • Febre alta
  • Esforço observado no pescoço e tórax para puxar o ar
  • Interrupção do sono durante a noite
  • Cansaço ao realizar tarefas simples do dia-a-dia
  • Lábios arroxeados
  • Tosse constante
  • Chiado ou dor no peito.

Na presença desses sinais, a pessoa deve procurar atendimento médico de urgência.

Se não houver sinais de alerta ou de maior preocupação, recomendamos que agende uma consulta com médico/a clínico geral ou médico/a da família, para uma avaliação e orientações quanto ao seu tratamento, e especialista que deve procurar, se for o caso.

Saiba mais em:

Tosse com falta de ar, o que pode ser?

Falta de ar constante: o que pode ser e o que fazer?

Estou muitos sintomas e tenho medo de ir ao médico, o que posso fazer?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Independente do medo que você está sentindo de ir ao médico, precisa procurar um médico para poder tratar da sua saúde. Peça para uma amiga ou um familiar te acompanhar na consulta, assim você se sentira mais segura.

Sinto muito medo de morrer junto com palpitações, falta de ar e tonturas. O que pode ser?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O problema não é ter medo da morte e sim como você lida com esse problema. O que você tem pode ser compatível com síndrome de pânico.

Precisa procurar um médico, existem remédios, terapias e muitas outras coisas que podem ser feitas para você conviver um pouco melhor com seu medo.

O medo da morte é um medo normal e inerente da espécie humana desde que evolutivamente começamos a ter consciência do nosso tempo limitado nesta vida.

Veja também:

Síndrome do pânico tem cura? Qual é o tratamento?

Ansiedade, falta de ar e não suportar barulho nem luzes é normal do hipertiroidismo?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O hipertireoidismo quando medicado e controlado não deve apresentar nenhum sintoma. Apesar do hipertireoidismo poder cursar com sintomas emocionais de ansiedade, os seus sintomas são compatíveis com ansiedade (doença ansiedade).

Como saber se estou com falta de ferro?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Os sinais e sintomas da falta de ferro são bastante variados, porém só é possível ter certeza se está com falta de ferro através do exame de sangue, aonde será investigada taxas de glóbulos vermelhos, taxa de ferro e dinâmica do ferro no sangue.

A deficiência desse nutriente causa anemia ferropriva, que é a forma mais comum de anemia.

Os sinais e sintomas mais comuns incluem: cansaço, fraqueza, palidez de pele e mucosas (gengivas, parte interna dos olhos), batimentos cardíacos acelerados, indisposição, apatia, falta de ar, queda de cabelos, feridas nos cantos da boca, dor de cabeça, unhas quebradiças, falta de apetite ou alguns hábitos alimentares estranhos (adultos costumam ter vontade de comer gelo e crianças vontade de comer terra), ainda, dificuldade de aprendizagem e concentração.

A falta de ferro pode se manifestar de diferentes formas, conforme o grau de deficiência do mineral. Em alguns casos, os níveis de ferro podem estar baixos, sem necessariamente causar anemia, outras vezes, a sua carência mais acentuada resulta em anemia ferropriva, afetando todo o organismo.

Vale lembrar que a anemia também pode ser causada pela falta de outras vitaminas, minerais e nutrientes, como proteínas, ácido fólico (vitamina B9) e vitamina B12. Contudo, ainda assim, a carência de ferro continua sendo a principal causa.

Quais as causas da anemia por falta de ferro?

A anemia causada pela deficiência de ferro é provocada pelo consumo insuficiente de alimentos ricos em ferro, sobretudo aqueles que o organismo consegue aproveitar melhor o mineral, como a carne vermelha e alimentos verde escuro, como brócolis e espinafre, por exemplo.

Durante a gravidez, a anemia por falta de ferro ocorre principalmente pelo aumento da demanda do mineral pelo corpo durante esse período. Se a gestante tiver uma reserva baixa de ferro no organismo antes de engravidar, pode desenvolver a anemia.

Qual é a função do ferro?

O ferro é um mineral essencial para a produção de glóbulos vermelhos do sangue, também conhecidos como hemácias ou eritrócitos. O ferro é necessário para o organismo produzir a hemoglobina, uma proteína encontrada nas hemácias e que dá a cor vermelha a essas células.

A hemoglobina tem a função de se ligar ao oxigênio para que este seja transportado para o resto do corpo através do sangue. Por isso, a maioria dos sintomas da falta de ferro está relacionada com a diminuição da oxigenação das células corpo.

O ferro também é um nutriente importante para o crescimento normal da criança e para o sistema imunológico, além de melhorar a capacidade de aprendizagem e diminuir o risco de parto prematuro, nascimento com baixo peso e morte materna durante ou logo após o parto.

Quais são as consequências da falta de ferro?

Se a deficiência de ferro ocorrer na infância, pode haver atraso do crescimento, prejuízos na capacidade de aprendizagem, coordenação motora, no desenvolvimento da fala, cansaço, menor resistência a infecções e por vezes desejo.

Nos adultos, a deficiência de ferro produz sobretudo cansaço, fraqueza, dificuldade em praticar exercício físico, falta de ar ao realizar esforços, irritabilidade e dor de cabeça.

A falta de ferro em gestantes está associada ao baixo peso no nascimento, parto prematuro e maior risco de morte da mãe durante ou logo após o parto.

Quais são os alimentos ricos em ferro?

O ferro está presente em alimentos de origem animal e vegetal. Porém, o organismo aproveita melhor o mineral presente nos alimentos de origem animal. Por isso, as melhores fontes de ferro são a carne vermelha, a carne de porco, os miúdos (fígado, coração, moelas), os peixes, as aves e os mariscos crus.

Os alimentos de origem vegetal ricos em ferro incluem: agrião, couve, brócolis, beterraba, feijão, ervilha, grão-de-bico, lentilha, cereais matinais enriquecidos com ferro, aveia (farinha), nabo, nozes e castanhas. Apesar da biodisponibilidade de ferro desses alimentos ser baixa, por isso o organismo pouco aproveita o mineral presente, é mais uma fonte de ferro disponível.

É importante ressaltar a importância do consumo de alimentos ricos em vitamina C, que aumentam a absorção de ferro pelo organismo. As melhores fontes de vitamina C são: acerola, pimentão amarelo e vermelho crus, salsa, caju, goiaba, mamão papaia, kiwi, morango, laranja e abacaxi.

Da mesma forma, por outro lado, alguns alimentos prejudicam a absorção de ferro, como café, chá mate, chá preto, cereais integrais, leite, queijos, iogurtes e outros derivados do leite, por isso devem ser evitados nos casos de anemia ferropriva.

Saiba mais em: Que alimentos são indicados para quem tem anemia?

Em caso de sinais e sintomas de falta de ferro, consulte um médico clínico geral ou médico de família, que poderá solicitar um exame de sangue se suspeitar de anemia.