Perguntar
Fechar
O que é glaucoma e quais os sintomas?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Glaucoma é uma doença que afeta os olhos, causada por lesões no nervo óptico resultantes de um aumento da pressão ocular, que compromete a visão e pode levar à cegueira.

Existem diversos tipos de glaucoma, que pode ser agudo (ângulo fechado), crônico (ângulo aberto), secundário ou congênito:

  • Glaucoma agudo: Também conhecido como glaucoma de ângulo fechado, provoca perda súbita e grave da visão, causada por um aumento extremo da pressão interna dos olhos;
  • Glaucoma crônico: Também chamado de glaucoma de ângulo aberto, caracteriza-se pela perda da visão periférica e representa a maioria dos casos;
  • Glaucoma secundário: ocorre após cirurgia ocular, catarata avançada, uveítes, diabetes, traumas ou uso de corticoides;
  • Glaucoma congênito: Doença rara e hereditária, que surge devido a uma má formação dos olhos, podendo levar à cegueira irreversível.

Os sintomas do glaucoma raramente se manifestam no início. Apenas em casos mais avançados ocorre a perda da visão, que começa com perda da visão periférica, progredindo para um estreitamento do campo visual.

Já no glaucoma agudo, os sintomas característicos são:

  • Fortes dores de cabeça;
  • Fotofobia;
  • Náuseas;
  • Dor intensa nos olhos.

​​O oftalmologista é o médico que realiza o diagnóstico e o tratamento do glaucoma. 

Glaucoma tem cura? Qual o tratamento?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O glaucoma não tem cura, mas possui tratamento, que é feito através do uso de colírios até o fim da vida. Esta é a forma mais segura de manter a pressão interna dos olhos sob controle e retardar a evolução da doença. Sem tratamento, o glaucoma pode causar cegueira. 

A outra opção de tratamento para o glaucoma é a cirurgia, indicada quando os colírios não são capazes de controlar a pressão intraocular. A cirurgia tem por objetivo diminuir a pressão interna do olho e, na maioria dos casos, o paciente não precisa mais usar colírios. Porém, se a visão já tiver sido afetada, ela não pode ser recuperada com a operação.

O oftalmologista é o médico responsável pelo diagnóstico, controle e tratamento do glaucoma.

Catarata e glaucoma são a mesma coisa?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Catarata e glaucoma são duas doenças diferentes. A catarata é uma opacidade do cristalino do olho que provoca cegueira parcial ou total. O glaucoma é uma doença dos olhos causada pelo aumento da pressão intraocular, que provoca lesões no nervo ótico e comprometimento do campo visual, podendo causar cegueira.

Catarata

A catarata é uma doença ocular que deixa o cristalino opaco. O cristalino é transparente e tem a função de focar as imagens. Porém, com a catarata, ele se torna opaco. Como consequência, há dificuldade de passagem da luz e a visão fica prejudicada.

A maioria dos casos de catarata está relacionado com a idade. Trata-se de um processo degenerativo, mais comum em pessoas idosas. 

Porém, a catarata também pode surgir após cirurgias, traumatismos oculares e tratamento com radioterapia. O tabagismo, o consumo de bebidas alcoólicas e a exposição prolongada ao sol também são fatores de risco para o surgimento da doença.

Sintomas de catarata

O principal sintoma da catarata é a diminuição progressiva da visão, embora no início da doença o comprometimento visual pode não ser notado. Outros sintomas que podem estar presentes: presença de halos ao redor das luzes, redução da visão noturna, visão dupla e necessidade constante de mudar a graduação dos óculos.

Tratamento da catarata

A única forma de tratamento definitivo para a catarata é a cirurgia. No procedimento, retira-se a catarata e substitui-se por uma lente intraocular artificial.

Glaucoma

Existem diversos tipos de glaucoma, que pode ser agudo, crônico ou congênito (presente desde o nascimento).

Sintomas de glaucoma

O glaucoma agudo provoca um aumento extremo da pressão intraocular, levando a uma perda súbita e grave da visão. Além disso, a pessoa apresenta forte dor de cabeça, fotofobia, náuseas e dor nos olhos.

No glaucoma crônico, a pessoa normalmente não apresenta nenhum sintoma no início da doença. Geralmente, o glaucoma é detectado nas consultas de rotina com oftalmologista para trocar os óculos. 

A perda da visão nesse tipo de glaucoma só ocorre nos casos mais avançados. A visão periférica é a primeira a ser afetada, evoluindo para um estreitamento do campo de visão. À medida que a doença evolui, toda a visão pode ser prejudicada.

Tratamento do glaucoma

O tratamento do glaucoma é feito com colírios e deve ser mantido até o fim da vida. O tratamento permite controlar a pressão intraocular e a evolução da doença. Nos casos em que o tratamento com colírios não é suficiente, a cirurgia é indicada.

Consulte o/a médico/a oftalmologista periodicamente para avaliação da sua saúde ocular e para a detecção de problemas como a catarata e glaucoma.

Glaucoma e conjuntivite tem os mesmos sintomas?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Glaucoma e conjuntivite são doenças diferentes e não apresentam os mesmos sintomas.

Glaucoma raramente se manifesta em algum sintoma. Geralmente, as pessoas com glaucoma não sentem nada e a doença é detectada em exame oftalmológico de rotina. Com o desenvolver da doença, a pessoa pode perder a visão lateral das imagens e aparentar um brilho maior no centro da imagem. Com o avançar da doença, toda a visão pode ser prejudicada e há possibilidade de cegueira.

Glaucoma é uma doença dos olhos causada pelo aumento da pressão intraocular provocando, consequentemente, lesões no nervo ótico e comprometimento do campo visual. O tratamento deve ser conduzido pelo/a médico/a oftalmologista.

Leia mais em:

Glaucoma tem cura?Qual o tratamento?

Na conjuntivite, os sintomas mais comuns são olho vermelhosecreção aquosa ou amarelada e sensação de queimação e presença de areia nos olhos.

A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva do olho que pode ser causada por vírus, bactérias, alergia ou outros agentes. O tratamento dependerá da causa e pode ser manejado pelo médico/a de família ou clínico/a geral.

Saiba mais em: Quais são os sintomas da conjuntivite?