Perguntar
Fechar

Glicemia

Estou com 114 de glicemia, já é diabete?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não. Valores de glicemia de jejum entre 100 e 125 (este valor ainda é discutível), mas é o que eu costumo usar na minha prática do consultório, são valores considerados com um estágio "pré-diabetes", porém precisa ser tratado.

Resultado 132 de glicemia já pode-se considerar diabetes?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Um único exame com esse valor não indica diabetes, mas é um sinal de alerta para essa doença, isso é importante e deve ser levado a sério.

Qual é a taxa de glicose normal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A taxa de glicose de jejum no sangue considerada normal é de até 99 mg/dl. O valor compreendido entre 100 e 125 mg/dl é considerado um dos critérios diagnósticos para "pré-diabetes", situação que caracteriza risco aumentado de evoluir para diabetes.

Portanto, o seu resultado de 101,6 mg/dl, significa que se encontra na faixa de "pré-diabetes". Sabendo que a diabetes e "pré-diabetes" são fatores de risco bastante relevantes para doença cardiovascular, as sociedades de endocrinologia e cardiologia, preconizam o tratamento precoce dessa doença. Entretanto, cada caso deve ser avaliado de maneira individualizada pelo médico assistente.

O resultado deve ser analisado junto com exame clínico e história familiar. Nos casos de critérios para alto risco de diabetes ou doenças cardiovasculares, está recomendado o início da medicação metformina®, associada a mudanças de estilo de vida e orientações alimentares.

O início precoce de tratamento da pré-diabetes, já comprova benefícios e redução de complicações, para esses pacientes.

Diagnóstico de "pré-diabetes"

O diagnóstico de pré-diabetes é definido por pelo menos um dos critérios abaixo alterados, que são:

  • Glicemia de jejum ≥ 100 mg/dl;
  • Glicemia de 2h após sobrecarga com 75 g de glicose, com valores entre = 140 a 199 mg/dL e/ou
  • Hemoglobina glicosilada com valores entre = 5,7 e 6,4%.
Diagnóstico de Diabetes

Para diagnóstico de Diabete Mellitus, é preciso pelo menos um dos critérios abaixo:

  • Glicemia de jejum ≥ a 126 mg/dl;
  • Glicemia de 2h após sobrecarga com 75 g de glicose ≥ 200 mg/dL;
  • Hemoglobina glicosilada ≥ 6,5% e
  • Glicemia ao acaso ≥ 200 mg/dL, em pacientes com sintomas clássicos de hiperglicemia, ou em crise hiperglicêmica.

O endocrinologista é o médico responsável pela confirmação do diagnóstico de diabetes, tratamento e acompanhamento.

Pode lhe interessar também: Pré-diabetes sempre evolui para diabetes? Em quanto tempo isso pode acontecer?

Minha glicose estava 106 e agora 114, pode ser diabete?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não é diabetes. Os valores de glicemia de jejum entre 100 e 125 mg/dl significam uma condição chamada Pré-diabetes, ou seja, uma propensão maior para desenvolver a diabetes tipo 2, mas ainda não é a diabetes. Portanto, existe a chance de iniciar um tratamento e mudança de hábitos de vida, com objetivo de evitar a instalação da doença.

Diagnóstico da diabetes

A diabetes é diagnosticada a partir de critérios bem definidos, com base no resultado dos seguintes exames de sangue:

  • Glicemia de jejum acima de 126 mg/dl;
  • Hemoglobina glicosilada acima de 6,5%;
  • Teste de tolerância oral a glicose acima de 200 mg/dl;
  • Teste aleatório de glicose plasmática acima de 200 mg/dl, associado a sintomas típicos de glicose aumentada.

No entanto, mais de um exame deve estar alterado, ou repetidamente alterado, para que seja confirmado esse diagnóstico.

Leia também: Como é feito o diagnóstico do diabetes?

Quais são os sintomas de diabetes?

Os principais sintomas que sugerem a diabetes são: Poliúria, polifagia e polidipsia. Além de dificuldade na cicatrização, emagrecimento sem motivo aparente, cansaço e alterações na visão, principalmente visão turva.

Poliúria - Aumento do volume urinário;

Polifagia - Aumento do apetite, comer exageradamente e mesmo assim não ganhar peso;

Polidipsia - sede excessiva, beber muita água.

No seu caso, visto que os valores da glicose vêm se apresentando acima dos valores ideais e ainda jovem, recomendamos que junto com seu responsável, procure um médico endocrinologista para iniciar um planejamento de medidas preventivas para não desenvolver o diabetes.

Pode lhe interessar também: Pré-diabetes sempre evolui para diabetes? Em quanto tempo isso pode acontecer?

Qual a taxa de diabetes normal para uma criança de 4 anos?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A taxa de glicemia normal para crianças é a mesma praticada para os adultos, atualmente o valor ideal de glicemia de jejum, deve ser menor ou igual a 99 mg/dl.

Valores acima de 99 mg/dl são considerados fora do limite de normalidade, porém não definem o diagnóstico de diabete mellitus. Existem critérios bem estabelecidos para a confirmação da doença.

Portanto, para avaliar o exame da criança e melhor interpretação dos dados e dúvidas da família, sugerimos procurar atendimento médico, com pediatra ou endocrinologista.

Diabetes mellitus

Para confirmar a diabete mellitus, é preciso preencher um dos critérios abaixo:

  • Apresentar sintomas típicos, como poliúria (maior volume de urina), polidipsia (muita sede), perda de peso, glicosúria (glicose na urina) e cetonúria (corpos cetônicos na urina), associado à glicemia aleatória ≥ 200 mg/dl;
  • Glicemia de jejum ≥ 126 mg/dl;
  • Hemoglobina glicada ≥ 6,5%.

Ou seja, a única diferença, é que na faixa etária infantil, em geral os médicos procuram evitar o teste de tolerância oral a glicose, outro critério utilizado no rastreio diagnóstico para adultos. na criança, esse exame só deve ser feito quando os primeiros exames não forem conclusivos.

Nesses casos o teste é realizado da seguinte maneira: Dosagem da glicemia duas horas após o teste de tolerância oral com glicose (75 g ou 1,75 g/kg), o resultado maior ou igual a 200 mg/dl, confirma o diagnóstico.

Saiba mais em: O que é diabetes?

Pré-diabetes

A pré-diabetes é caracterizada pelos valores encontrados acima da normalidade, mas que ainda não preenchem os critérios para a diabetes. Sendo muito importante seu diagnóstico e tratamento, pois indica um alto risco para o desenvolvimento para diabetes no futuro, e pode ser evitado com devido tratamento de maneira precoce.

A principal diferença entre essas condições são os tratamentos indicados.

Leia também: Pré-diabetes sempre evolui para diabetes? Em quanto tempo isso pode acontecer?

Minha filha tem 3 anos teve um aumento da glicemia...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

É um caso bem peculiar e ao que tudo indica sua filha não deve ter nada, talvez o que ela teve foi só uma crise de hiperglicemia isolada naquele dia e agora parece que não há mais nada. Mas não sou eu que deve ter essa conclusão. Essa é uma análise limitada já que estou apenas analisando as informações que você escreveu, a repetição dos exames é prudente (eu faria o mesmo, para poder ter mais certeza do que dizer para vocês).

Meu esposo fez um exame de glicose...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Tudo depende da política da empresa em relação a doenças pré-existentes, mas no caso do seu marido as chances do médico da empresa não aceitá-lo são grandes. Diabetes ou a glicemia elevada são fáceis e rápidos de baixar, talvez com um pouco de empenho e dedicação seu marido consegue reduzir o nível de glicemia e fazer um novo exame (geralmente o resultado sai no dia seguinte), só que teria que fazer uma dieta rígida no controle dos carboidratos (doces, pães, bolos, biscoito, massas, arroz, batata e todos os alimentos ricos em carboidratos).

Fiz um teste de glicemia em jejum está em 112...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Dietas no seu caso só com orientação do médico ou nutricionista, mas nada impede você de ter uma alimentação mais saudável que normalmente serve de base para todas as dietas.

Fiz exames e médico disse que sou diabética?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Tanto a diabetes como o hipotireoidismo, não devem ter seu diagnóstico firmado somente com um exame alterado, geralmente precisa de confirmação com a repetição dos exames e as vezes precisa até fazer outros exames além dos que já foram feitos, salvo situações especiais em que existe alguma outra condição ou os exames estão muito alterados, o que não parece ser o seu caso. O ideal nesses casos é voltar ao seu médico ou se preferir trocar de médico, a saúde é sua, o corpo é seu e é você quem tem a última palavra, cabe a nós médicos orientar você no sentido de que você possa tomar as melhores decisões.

Não sei o que fazer, meu esposo tem diabetes tipo 1...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A escolha é dele, se ele escolheu "morrer" precisa respeitar a vontade dele