Glicemia

Estou com 114 de glicemia, já é diabete?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não. Valores de glicemia de jejum entre 100 e 125 (este valor ainda é discutível), mas é o que eu costumo usar na minha prática do consultório, são valores considerados com um estágio "pré-diabetes", porém precisa ser tratado.

Qual é a taxa de glicose normal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A taxa de glicose de jejum no sangue considerada normal é de até 99 mg/dl. O valor compreendido entre 100 e 125 mg/dl é considerado um dos critérios diagnósticos para "pré-diabetes", situação que caracteriza risco aumentado de evoluir para diabetes.

Sabendo que a diabetes e "pré-diabetes" são fatores de risco bastante relevantes para doença cardiovascular, as sociedades de endocrinologia e cardiologia, aconselham o tratamento precoce dessa doença. Entretanto, cada caso deve ser avaliado de maneira individualizada pelo médico assistente.

O resultado deve ser analisado junto com exame clínico e história familiar. Nos casos de critérios para alto risco de diabetes ou doenças cardiovasculares, está recomendado o início da medicação metformina®, associada a mudanças de estilo de vida e orientações alimentares.

O início precoce de tratamento da pré-diabetes, já comprova benefícios e redução de complicações, para esses pacientes.

Diagnóstico de "pré-diabetes"

O diagnóstico de pré-diabetes é definido por pelo menos um dos critérios abaixo alterados, que são:

  • Glicemia de jejum ≥ 100 mg/dl;
  • Glicemia de 2h após sobrecarga com 75 g de glicose, com valores entre = 140 a 199 mg/dL e/ou
  • Hemoglobina glicosilada com valores entre = 5,7 e 6,4%.
Diagnóstico de Diabetes

Para diagnóstico de Diabete Mellitus, é preciso pelo menos um dos critérios abaixo:

  • Glicemia de jejum ≥ a 126 mg/dl;
  • Glicemia de 2h após sobrecarga com 75 g de glicose ≥ 200 mg/dL;
  • Hemoglobina glicosilada ≥ 6,5% e
  • Glicemia ao acaso ≥ 200 mg/dL, em pacientes com sintomas clássicos de hiperglicemia, ou em crise hiperglicêmica.

O endocrinologista é o médico responsável pela confirmação do diagnóstico de diabetes, tratamento e acompanhamento.

Pode lhe interessar também: Pré-diabetes sempre evolui para diabetes? Em quanto tempo isso pode acontecer?

Resultado 132 de glicemia já pode-se considerar diabetes?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Um único exame com esse valor não indica diabetes, mas é um sinal de alerta para essa doença, isso é importante e deve ser levado a sério.

Minha glicose estava 106 e agora 114, pode ser diabete?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não é diabetes. Os valores de glicemia de jejum entre 100 e 125 mg/dl significam uma condição chamada Pré-diabetes, ou seja, uma propensão maior para desenvolver a diabetes tipo 2, mas ainda não é a diabetes. Portanto, existe a chance de iniciar um tratamento e mudança de hábitos de vida, com objetivo de evitar a instalação da doença.

Diagnóstico da diabetes

A diabetes é diagnosticada a partir de critérios bem definidos, com base no resultado dos seguintes exames de sangue:

  • Glicemia de jejum acima de 126 mg/dl;
  • Hemoglobina glicosilada acima de 6,5%;
  • Teste de tolerância oral a glicose acima de 200 mg/dl;
  • Teste aleatório de glicose plasmática acima de 200 mg/dl, associado a sintomas típicos de glicose aumentada.

No entanto, mais de um exame deve estar alterado, ou repetidamente alterado, para que seja confirmado esse diagnóstico.

Leia também: Como é feito o diagnóstico do diabetes?

Quais são os sintomas de diabetes?

Os principais sintomas que sugerem a diabetes são: Poliúria, polifagia e polidipsia. Além de dificuldade na cicatrização, emagrecimento sem motivo aparente, cansaço e alterações na visão, principalmente visão turva.

Poliúria - Aumento do volume urinário;

Polifagia - Aumento do apetite, comer exageradamente e mesmo assim não ganhar peso;

Polidipsia - sede excessiva, beber muita água.

No seu caso, visto que os valores da glicose vêm se apresentando acima dos valores ideais e ainda jovem, recomendamos que junto com seu responsável, procure um médico endocrinologista para iniciar um planejamento de medidas preventivas para não desenvolver o diabetes.

Pode lhe interessar também: Pré-diabetes sempre evolui para diabetes? Em quanto tempo isso pode acontecer?

Qual a taxa de diabetes normal para uma criança de 4 anos?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A taxa de glicemia normal para crianças é a mesma praticada para os adultos, atualmente o valor ideal de glicemia de jejum, deve ser menor ou igual a 99 mg/dl.

Valores acima de 99 mg/dl são considerados fora do limite de normalidade, porém não definem o diagnóstico de diabete mellitus. Existem critérios bem estabelecidos para a confirmação da doença.

Portanto, para avaliar o exame da criança e melhor interpretação dos dados e dúvidas da família, sugerimos procurar atendimento médico, com pediatra ou endocrinologista.

Diabetes mellitus

Para confirmar a diabete mellitus, é preciso preencher um dos critérios abaixo:

  • Apresentar sintomas típicos, como poliúria (maior volume de urina), polidipsia (muita sede), perda de peso, glicosúria (glicose na urina) e cetonúria (corpos cetônicos na urina), associado à glicemia aleatória ≥ 200 mg/dl;
  • Glicemia de jejum ≥ 126 mg/dl;
  • Hemoglobina glicada ≥ 6,5%.

Ou seja, a única diferença, é que na faixa etária infantil, em geral os médicos procuram evitar o teste de tolerância oral a glicose, outro critério utilizado no rastreio diagnóstico para adultos. na criança, esse exame só deve ser feito quando os primeiros exames não forem conclusivos.

Nesses casos o teste é realizado da seguinte maneira: Dosagem da glicemia duas horas após o teste de tolerância oral com glicose (75 g ou 1,75 g/kg), o resultado maior ou igual a 200 mg/dl, confirma o diagnóstico.

Saiba mais em: O que é diabetes?

Pré-diabetes

A pré-diabetes é caracterizada pelos valores encontrados acima da normalidade, mas que ainda não preenchem os critérios para a diabetes. Sendo muito importante seu diagnóstico e tratamento, pois indica um alto risco para o desenvolvimento para diabetes no futuro, e pode ser evitado com devido tratamento de maneira precoce.

A principal diferença entre essas condições são os tratamentos indicados.

Leia também: Pré-diabetes sempre evolui para diabetes? Em quanto tempo isso pode acontecer?

Não sei o que fazer, meu esposo tem diabetes tipo 1...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Podemos sugerir que converse com o médico assistente dele, para que tente mostrá-lo os riscos da doença e a importância de seguir rigorosamente o tratamento. A adesão ao tratamento e orientações, como mudança de hábitos de vida, é a única forma de evitar as complicações comuns e tão desagradáveis dessa doença.

Outra importante ação, seria levá-lo a um tratamento psicológico associado, ou grupo de portadores de diabetes. Porque muitas vezes parece apenas "má vontade" ou "teimosia" do paciente, mas a mudança de hábitos de vida é uma tarefa muito complicada e para algumas pessoas, quase impossível sem auxílio.

Dentre as principais complicações da diabetes, que podem ser totalmente evitáveis com o tratamento adequado, destacamos:

  • Hipoglicemia, que pode causar de tremores até crise convulsiva;
  • Problemas visuais, incluindo a cegueira total;
  • Maior risco de infarto agudo do miocárdio;
  • Doença renal, chegando a hemodiálise nos casos mais graves;
  • Dor neuropática crônica, referida como "queimação" nas pontas dos pés;
  • Doenças neurodegenerativas, como Alzheimer ou demência vascular, entre outras.

Para maiores informações e esclarecimentos, procure o médico da família ou endocrinologista assistente. Pode procurar também, se na sua cidade o sistema único de saúde oferece algum grupo de ajuda e tratamento multidisciplinar para portadores de diabetes.

As terapias de grupo são forte aliados à adesão ao tratamento de doenças crônicas.

Pode lhe interessar também: Como reduzir o nível de açúcar no sangue?