HIV

Estou preocupado e gostaria de saber se tenho ou não HIV, o que fazer?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

1 - Estou preocupado e gostaria de saber se tenho ou não o vírus, o que fazer?

Deve procurar um médico, e realizar os exames para HIV, deve fazer um exame agora e outro em 6 meses (o exame de HIV pode demorar entre 1 a 4 meses para dar positivo após o contágio).

2 - Quanto tempo depois da relação, posso fazer um exame de HIV e ter certeza que não vai mais positivar?

Qualquer período maior que 6 meses entre o "possível contágio" e o exame é a garantia de que, se o exame for negativo, você realmente não tem HIV.

Anfotericina e Efeitos colaterais em HIV positivos
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Febres e calafrios são sintomas comuns durante e após o tratamento feito com anfotericina B, portanto, é possível que esses sintomas sejam ainda decorrentes do uso dessa medicação.

Outros efeitos colaterais comuns da anfotericina B são:

  • Febre;
  • Calafrios;
  • Dor no local da injeção;
  • Coceira;
  • Reações alérgicas, com aparecimento de manchas ou lesões na pele (rash);
  • Mal-estar;
  • Taquicardia ("batedeira");
  • Respiração ofegante;
  • Aumento da pressão arterial.

Desde que ele não haja nenhuma contraindicação, os efeitos adversos como febre e calafrios podem ser controlados com o uso de algum antipirético como a dipirona.

Contudo, como o seu amigo é HIV positivo, esses sintomas também podem ser de uma infecção secundária decorrente do HIV. É importante estar atento a outros sinais e sintomas, e a uma possível piora do estado geral.

Se o estado geral se mantiver bom e os sintomas estiverem mais amenos, pode-se aguardar mais alguns dias para resolução espontânea desses sintomas. Caso ele esteja muito debilitado, o ideal é procurar um serviço de saúde.

Leia também:

Meningite deixa sequelas?

Soropositivo que teve meningite meningocócica pode ficar com sequelas?

Transei com quem teve relações com um portador de hiv...
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Através da relação sexual, só se contrai o HIV se tiver relações sem camisinha com uma pessoa que tenha HIV. A transmissão do HIV ocorre principalmente através de relação sexual desprotegida com pessoa que tenham o vírus da imunodeficiência humana (HIV), portanto se você teve relação com alguém que fez testes e não apresentou o vírus no exame não há nenhum risco de contrair o vírus.

No entanto, caso ainda assim esteja com receio de ter contraído em outras ocasiões em que teve relações sexuais desprotegidas, consulte um serviço de saúde para realização do teste rápido ou sorologia para o vírus do HIV.

Como se transmite o HIV?

Além da transmissão sexual,o HIV também pode ser transmitido durante a gestação, parto e amamentação de uma mãe portadora do vírus para o seu filho, uso de seringas e agulhas contaminadas com o vírus, transfusão de sangue com presença do vírus ou ainda uso de instrumentos que possam ter entrado em contato com sangue contaminado e não foram esterilizados, como material de manicure, odontológico ou hospitalar.

O vírus do HIV está presente nos fluidos vaginais, esperma, sangue e leite materno, por isso a infecção pelo vírus ocorre quando há contato com esse fluidos.

A forma de transmissão mais frequente do vírus do HIV é através da relação sexual sem preservativo, principalmente através do sexo vaginal e anal. Não há um consenso sobre a transmissão através de sexo oral do vírus do HIV, parece haver um risco de transmissão, mas que é mínimo.

Por isso, a forma mais segura de se proteger do vírus é usar camisinha em todas as relações sexuais, do início ao fim do ato sexual.

O que é o HIV e a AIDS?

O HIV é o vírus causador da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), que é uma doença causada pela depleção do número de linfócitos T CD4 do sistema imunológico, essas células são infectadas pelo HIV, que se multiplicam e a rompem, infectando outras células continuamente.

Esse processo a longo prazo favorece o aparecimento de vários sintomas e doenças oportunistas que conseguem desenvolver-se por conta da queda da imunidade, quando esse processo tem inicio esse quadro clínico é chamado de Síndrome da Imunodeficiência Humana.

Portanto, algumas pessoas podem ter o vírus do HIV e não desenvolverem AIDS se fizerem o tratamento adequadamente, já que ao tomarem a medicação antiviral, podem diminuir o número de vírus no organismo e assim manter a atividade do seu sistema imunológico, evitando o desenvolvimento das doenças oportunistas que caracterizam a AIDS.

Quais são os sintomas do HIV e AIDS?

A infecção pelo vírus do HIV pode causar poucos sintomas no seu início ou mesmo ser assintomática. Algumas pessoas podem desenvolver sintomas da infecção aguda pelo HIV algumas semanas após a infecção pelo vírus. Esses sintomas se assemelham a sintomas de outras infecções virais, sendo muitas vezes inespecíficos. Nesse caso os sintomas mais frequentes são:

  • Febre;
  • Mal estar;
  • Manchas vermelhas pelo corpo;
  • Dores musculares e articulares;
  • Dor de cabeça;
  • Ínguas (gânglios no pescoço ou axilas);
  • Sintomas gastrointestinais como náuseas, vômitos ou diarreia.

Quando o vírus permanece longos períodos no organismo sem tratamento a pessoa pode desenvolver doenças oportunistas devido a imunossupressão, essas doenças caracterizam a AIDS, algumas doenças comuns nesse estágio são a tuberculose, a neurotoxoplasmose, meningite, alguns tipos de tumores como câncer de colo de útero ou sarcoma de Kaposi, entre outras.

Caso tenha tido relação sexual desprotegida consulte um serviço de saúde para realização de um teste rápido ou sorologia do HIV. Pode ainda ser realizada profilaxia pós exposição (PEP), até 72 horas da relação sexual desprotegida.

Posso usar M-Drol tendo HIV?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

O M-Drol não pode ser usado por quem tem o HIV. A pessoa que é HIV positivo, mesmo que não tenha as complicações da AIDS, têm um maior risco para desenvolver doenças no fígado e por isso não deve tomar o M-DROL ou qualquer tipo de anabolizante esteróide que podem causar problemas nesse órgão. 

Além disso, os anabolizantes podem levar à infertilidade no homem, aumento de pelos e voz grossa na mulher (virilização), crescimento das mamas no homem (ginecomastia), alteração nos níveis de colesterol no sangue, aumento do risco para ataque do coração (infarto), derrame cerebral (AVC) e morte.

M-Drol é um anabolizante cujo uso é proibido no Brasil e nos Estados Unidos da América do Norte. O infectologista pode orientar sobre o uso de produtos para melhorar o desenvolvimento da musculatura em pessoa com HIV positivo.

Poderia tomar o medicamento Gerilon?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O Gerilon é uma medicação que contém varias vitaminas, minerais e ginseng. 

Ela é contra indicada nos casos de: 

  • Úlcera gastroduodenal (no estômago e parte do intestino); 
  • Dietas com restrição de sal; 
  • Deficiências vitamínicas graves; 
  • Uso de medicamentos que alterem a função cognitiva; 
  • Hipersensibilidade a algum componente do produto. 

Não havendo essas situações, a pessoa pode consumir o Gerilon. 

No caso exemplificado na pergunta (portador do vírus HIV), não há uma contra indicação específica a essa situação, porém, se a pessoa apresentar alguma dessas outras situações acima, ela não deve usar o Gerilon. 

Toda medicação deve ser usada apenas com indicação e receita médica.  

Meu namorado é portador de HIV e teve certos sintomas. O que pode ser?

Os sintomas que o seu namorado portador de HIV apresenta são bastante genéricos. Como ele tem HIV, é importante saber se há febre ou algum outro sinal ou sintoma de infecção, como gânglios linfáticos aumentados (nódulos), o que seria mais preocupante.

Se ele não tiver febre ou outro sinal de infecção, ele pode ter acordado com hipoglicemia, ou seja, com pouco açúcar no sangue, e isso não tem relação com o HIV.

Pode ser que ele tenha dormido muitas horas e tenha comido pouco na última refeição, o que pode tem baixado os níveis de glicose (açúcar) no sangue dele.

A hipoglicemia pode causar os seguintes sinais e sintomas:

  • Indisposição;
  • Irritabilidade;
  • Dor de cabeça;
  • Sonolência;
  • Sudorese;
  • Tremores;
  • Calor;
  • Fome;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Dormência nos lábios, braços ou pernas.

Leia mais sobre o assunto em: Quais as causas e sintomas da hipoglicemia?

Se for mesmo hipoglicemia, basta comer um doce, um pão, uma fruta ou beber um suco que tenha açúcar para os níveis de glicose voltarem a subir e ele começar a se sentir melhor.

Caso os sintomas persistam, o melhor é procurar um médico para que a origem desses sintomas sejam investigadas.

Também pode ser do seu interesse: Quais os sintomas do HIV?

Tenho dúvida que me tem deixado preocupado...
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O vírus HIV não é transmitido pelo contato físico desta maneira.

A transmissão do vírus HIV ocorre quando a secreção contaminada (esperma, secreção vaginal, sangue ou leite materno) da pessoa portadora do vírus penetra de forma ativa no organismo da outra pessoa. Isso ocorre quando há relação sexual desprotegida (sem o uso de preservativos), compartilhamento de agulhas ou seringas contaminadas, acidente de trabalho, transfusão de sangue ou de mãe para filho/a na gestação, parto e aleitamento materno.

Fora dessas situações, o vírus HIV não é transmitido.

Portanto, para evitar o vírus HIV, a pessoa deve:

  • Usar preservativo em todas as relações sexuais;
  • Realizar adequadamente o pré-natal;
  • Usar seringas e agulhas descartáveis;
  • Utilizar equipamentos de proteção em ambientes de trabalho.

Leia também:

Como pode ocorrer a transmissão do HIV?

Qual o risco que uma criança de 6 anos ter toxoplasmose?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Uma criança saudável com toxoplasmose não há muitos riscos, normalmente a infecção passa sem deixar nenhuma sequela. A toxoplasmose só é perigosa em gestantes, pessoas com HIV ou algum outro tipo de imunodeficiência.