Inflamação na Garganta

Febre, dor de garganta e tem bolhas na boca, o que pode ser?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Febre, dor de garganta e presença de bolhas na boca são sintomas comuns de garganta inflamada, ou um processo de inflamação ou infecção em uma das estruturas encontradas dentro da boca.

Esses sintomas se apresentam com frequência nos quadro de amigdalite (inflamação das amigdalas), aonde além dos sintomas descritos o paciente costuma apresentar focos de pus, "amarelados" nas amigdalas e muita dificuldade para engolir; faringite (inflamação na faringe),  laringite (inflamação na laringe) ou mesmo quadro viral inespecífico, as viroses e resfriados.

A febre é um sintoma de defesa do organismo, nos mostrando que o corpo está reagindo adequadamente contra algum agente agressor, seja ele vírus ou bactéria, e com isso produzindo anticorpos para eliminar a doença. Porém algumas vezes não basta só a nossa defesa imunológica. Nos casos de infecção bacteriana, por exemplo, é necessário o uso de antibióticos para combater o germe e completar o tratamento definitivo, além de evitar complicações.

Por isso, nesses casos de febre, dor de garganta e lesões na boca, é necessário que procure um atendimento de emergência, e seja avaliado por um médico. O diagnóstico quase sempre é simples, determinado apenas pela avaliação e exame físico, possibilitando a prescrição do tratamento específico.

Saiba mais sobre o assunto nos links:

Diferenças entre Amigdalite, Faringite e Laringite

Dor e dificuldade ao engolir. O que pode ser e o que fazer?

Garganta inflamada, o que fazer?

Existe alternativa a Benzetacil para inflamação na garganta?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A Benzetacil é apenas uma das opções de tratamento de infecção de garganta entre outras que existem. Outros antibióticos comumente utilizados são: a amoxicilina, a azitromicina, a claritromicina, eritromicina, clindamicina ou a cefalexina.

A escolha irá depender da bactéria causadora da faringite bacteriana, na maioria dos casos, os estreptococos beta-hemolítico do grupo A, e também da gravidade da infecção.

Vantagens e desvantagens do tratamento oral

Os antibióticos orais usados no tratamento das faringites bacterianas possuem a vantagem de serem facilmente tomados, não requerem a aplicação de uma injeção que costuma ser demasiadamente dolorosa e não apresentam riscos secundários a esse método de administração medicamentosa.

Por outro lado, geralmente o tratamento com medicamentos via oral dura mais dias, cerca de 5 a 10 dias, enquanto que com a injeção de penicilina benzatina (Benzetacil) a aplicação é de uma única injeção, uma única vez.

No tratamento com antibioticoterapia via oral é essencial que o tempo de uso do medicamento seja respeitado, só assim é possível diminuir o risco de transmissão e a ocorrência de complicações, como a febre reumática.

Em relação a eficácia sabe-se que para o tratamento da faringite estreptocócica tanto o tratamento com a injeção dose única de penicilina benzatina, quanto o uso de amoxicilina por 10 dias são igualmente eficazes.

A escolha do tratamento deve levar em conta a custo-efetividade, a segurança do método e a facilidade de adesão.

Alergia a penicilina

Para pessoas que apresentam alergia a penicilina está recomendado o tratamento com antibióticos do grupo das cefalosporinas (cefalexina e cefadroxil) ou com a eritromicina ou claritromicina.

Para mais esclarecimentos sobre o tratamento da faringite bacteriana, converse com o seu médico de família ou clínico geral.

Sempre tenho inflamação na garganta e ouvidos. Quando sei que tenho que partir pro antibiótico?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Somente use antibióticos quando seu médico prescrever. Existe uma série de fatores que devem ser levados em consideração na hora de se optar ou não pelo uso de antibiótico, muito da subjetividade e experiência do médico contam nessa hora, além do nível de ansiedade do paciente.