Perguntar
Fechar

Menstruação Atrasada

O que é amenorreia e quais as suas causas?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Amenorreia significa ausência de menstruação, podendo ser classificada como primária ou secundária. Em mulheres que não estão usando medicamento hormonal, não estão grávidas, nem amamentando, a amenorreia é um sinal de alguma disfunção.

A amenorreia primária é a ausência de menarca (primeira menstruação) até os 16 anos de idade e ocorre mais frequentemente devido a uma puberdade tardia. Suas principais causas são:

  • Alteração genética com consequente alteração nos ovários e na produção de óvulos;
  • Hipogonadismo hipotalâmico, uma disfunção no hipotálamo;
  • Ausência de órgãos reprodutores femininos incluindo útero, vagina e colo do útero;
  • Hímen imperfurado;
  • Disgenesia gonadal (quase metade dos casos);
  • Doença na hipófise.

Outras causas para amenorreia primária incluem perda de peso extrema, craniofaringioma, desnutrição, hipoglicemia, hipertireoidismo, obesidade mórbida, fibrose cística, hipoplasia adrenal congênita, síndrome de Turner, hermafroditismo verdadeiro, doença de Crohn, doença cardíaca congênita, tumores nos ovários, tumores adrenais, hímen imperfurado, síndrome adrenogenital, síndrome de Prader-Willi e síndrome dos ovários policísticos.

A amenorreia secundária ocorre quando a mulher que já teve menstruações anteriores deixa de menstruar durante 3 meses consecutivos ou mais. A amenorreia secundária também pode se manifestar pela ocorrência de menos de 9 menstruações por ano.

Dentre as causas de amenorreia secundária estão:

  • Gravidez (causa mais comum);
  • Amamentação (lactacional);
  • Climatério;
  • Estresse físico ou emocional;
  • Rápida perda de peso;
  • Exercícios extenuantes frequentes;
  • Métodos hormonais contraceptivos;
  • Síndrome do ovário policístico;
  • Menopausa antes dos 40 anos de idade;
  • Histerectomia (remoção cirúrgica do útero);
  • Produção anormal de determinados hormônios (testosterona, hormônio da tireoide, cortisona);
  • Tumores da hipófise;
  • Quimioterapia.
Amenorreia primária

Embora a amenorreia primária seja rara, é muito importante realizar uma avaliação abrangente com um especialista em reprodução humana, uma vez que a amenorreia é um sinal comum de problemas reprodutivos. Se o diagnóstico não for feito precocemente, pode haver prejuízos para a mulher a longo prazo.

Uma menina com síndrome de insensibilidade androgênica, por exemplo, pode necessitar remover as gônadas devido ao risco de câncer. Nos casos de síndrome do ovário policístico e hiperinsulinemia, é importante implementar mudanças nos comportamentos e na alimentação para evitar doenças cardiovasculares.

A amenorreia primária deve ser investigada nos seguintes casos:

  • Quando a primeira menstruação ainda não veio aos 15 anos de idade e a menina apresenta caracteres sexuais secundários;
  • Quando a menstruação ainda não veio nos 5 anos seguintes ao desenvolvimento das mamas (quando isso acontece antes dos 10 anos de idade);
  • Se a menina, aos 13 anos de idade, ainda não apresentar nenhum carácter sexual secundário.

Algumas condições particulares, como o aparecimento dos caracteres sexuais secundários antes dos 15 anos de idade, associada à amenorreia e dores pélvicas cíclicas, devem ser logo investigados, devido ao risco de obstrução do trato genital.

Outra situação que deve ser investigada em caso de amenorreia primária é a presença de alterações nos órgãos genitais ou características sugestivas de alterações genéticas, como a síndrome de Turner.

Qual é o tratamento para amenorreia?

O tratamento da amenorreia será realizado após a identificação da causa específica que lhe está originando. Esse tratamento pode variar desde mudanças no estilo de vida, uso de hormônios ou outras medicações até psicoterapia ou realização de procedimentos cirúrgicos.

O médico ginecologista é o especialista que deve ser consultado em caso de amenorreia.

Menstruação atrasada, o que pode ser?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

A amenorréia secundária (atraso menstrual por mais de três ciclos ou meses) tem várias causas. A primeira causa a ser afastada é a gravidez. Excluindo-se a gravidez, é necessário investigar outras causas:

  • uso de medicações;
  • falência dos ovários (órgãos que produzem os hormônios femininos);
  • doenças associadas, como tireoidopatias, hepatopatias;
  • alterações importantes do peso (anorexia nervosa);
  • tumores do sistema nervoso central;
  • síndrome dos ovários policísticos;
  • alterações uterinas (sinéquias uterinas)

Para a investigação das causas, é necessária a dosagem de alguns hormônios, como prolactina, FSH e LH, TSH e T4L.

Se os níveis de prolactina estiverem aumentados, deve-se afastar uso de medicações e problemas de tireóide, e solicitar exame de imagem do crânio (preferencialmente ressonância magnética), para afastar tumores que possam estar produzindo prolactina em excesso).

Estando os níveis de prolactina normais, deve-se realizar teste com progesterona. Estando positivo o teste, deve-se pensar em anovulação crônica, sendo a síndrome dos ovários policísticos a causa mais comum.

Se o teste for negativo, pode ser realizado teste com estrogênio e progesterona. Se o teste for negativo, deve-se solicitar ultrassonografia para afastar malformações uterinas. Se o teste for positivo, solicitar FSH.

Se o FSH estiver aumentado, provavelmente o problema está nos ovários e deve ser solicitado cariótipo e excluir doença auto-imune.

Se o FSH estiver normal ou diminuído, o problema provavelmente está nos sistema nervoso central e deve ser realizado exame de imagem para afastar tumores.

O diagnóstico, seguimento e tratamento deve ser feito pelo médico ginecologista.

Fiz ultrassom e está normal, porque menstruação atrasada?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Volte ao seu médico que solicitou o exame, para que ele junto com os outros dados que ele já tem possa fazer as suposições mais adequadas para seu caso. Existem muitas outras causas para atraso menstrual.

Minha menstruação atrasou e teste de farmácia deu positivo!
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não sei. Mas acredito que sim. No seu caso um exame confirmatório deve ser pedido. Nós médico não trabalhamos com esse tipo de exame, apenas de sangue (Beta-hcg, no meu caso - é o que peço para minhas pacientes), mas converse com seu ginecologista.

Minha namorada está com a menstruação atrasada?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Existem diversas causas para o atraso menstrual, mas se não houve contato físico, a relação foi com roupa, não há possibilidades de gravidez.

Vale lembrar, que ao iniciar atividade de vida sexual é importante conversar com médico de família, ginecologista (para as mulheres) ou urologista (para os homens), no intuito de esclarecer suas dúvidas, receber as orientações e cuidados adequados para uma prática saudável e sem riscos para ambas as partes.

Em toda a relação sexual, buscando prevenção de gravidez e também de doenças sexualmente transmissíveis, como o HIV, gonorreia, clamídia, entre outras, está indicado o uso de contraceptivos de barreira, como a camisinha.

O que pode estar atrasando a menstruação?

Dentre as diversas causas que levam ao atraso da menstrual, além da gravidez, podemos citar:

  • Síndrome do ovário policístico,
  • Hipo ou hipertireoidismo,
  • Uso de anticoncepcional,
  • Mudança de peso em pouco tempo,
  • Ansiedade, estresse,
  • Menopausa,
  • Uso de certos medicamentos, até
  • Excesso de atividade física.

Para a ausência de menstruação damos o nome de amenorreia, saiba mais sobre esse tema no link: O que é amenorreia e quais as suas causas?

Outra situação que vemos com frequência, é o cálculo equivocado da data da menstruação esperada, principalmente nos casos de ciclos irregulares. Ou seja, quantos dias é considerado um atraso menstrual?

Na verdade, para ser considerado um atraso, a menstruação deve estar com pelo menos 15 dias de atraso. Os casos de atrasos de 7 a 10 dias são muito comuns e nem sempre indicam algum problema.

No entanto, mulheres com ciclos regulares, mais de 7 dias de atraso e com sintomas compatíveis de gravidez, como enjoo, maior sensibilidade nas mamas, sonolência, devem procurar atendimento médico na unidade de saúde básica, para avaliação e realização do teste de gravidez.

Não havendo sinais ou sintomas de gravidez, pode aguardar o tempo de 15 dias, fazer o teste de farmácia, ou procurar o ginecologista para avaliar outras causas.

Menstruação atrasada quantos dia esperar para fazer Beta-HCG?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

É recomendado esperar pelo menos 8 dias de atraso menstrual para fazer o teste de farmácia. Isso porque só depois de 8 dias após a concepção os níveis do hormônio beta-hCG estão altos o suficiente para serem detectados nesse tipo de teste de gravidez.

O beta-hCG só é produzido pela mulher apenas durante a gravidez, por isso, quando o teste dá positivo é bem provável que a mulher esteja grávida. Porém, com um atraso menstrual pequeno, quando o teste dá resultado negativo, não necessariamente a mulher não está grávida. Isso pode ser devido ao fato de não ter elevado os níveis do hormônio beta-hCG ao ponto suficiente de ser detectado na urina. Por isso, nesses casos, é indicada a repetição do teste.

O hormônio beta-hCG pode ser detectado no sangue ou na urina da mulher após a implantação do ovo (a união do espermatozoide com o óvulo) no útero. Essa implantação geralmente ocorre 7 dias após a fecundação. Por isso, nas primeiras semanas de gestação, ainda não há quantidade suficiente desse hormônio na circulação da mulher capaz de dar positivo o exame. Sendo assim, ela pode estar grávida e o exame beta-hCG ser negativo.

Quando há dúvidas quanto a uma possível gravidez, a mulher pode repetir o exame em alguns dias, aguardando um atraso menstrual maior e dando tempo do hormônio ser detectado no sangue ou na urina.

Em caso de atraso menstrual prolongado e teste beta-hCG negativo, a mulher deve procurar o/a médico/a para uma avaliação.

Menstruação atrasada há 2 meses, será que posso estar grávida?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, uma das principais causas da ausência da menstruação em mulheres sexualmente ativas em idade reprodutiva é a gravidez. Nesta situação um teste de gravidez pode ser realizado para descartar ou confirmar a hipótese de gestação, pode ser realizado tanto o teste de gravidez de farmácia, em que se dosa o hormônio beta-HCG na urina, ou o teste de sangue que dosa esse hormônio na corrente sanguínea.

Caso o teste de gravidez venha negativo será necessário investigar a causa da amenorreia, que é o nome dado a ausência da menstruação. Existem diversas doenças que podem levar a amenorreia, entre elas distúrbios tireoidianos, alterações da prolactina, síndrome dos ovários policístico, menopausa precoce, entre outras.

É válido lembrar que diversas situações relacionadas ao estilo de vida da mulher também podem interferir no seu ciclo menstrual, causando irregularidade menstrual como: excesso de atividade física, estresse, perda ou ganho de peso.

Leia mais em: O que é amenorreia e quais as suas causa?

Procure o seu médico de família ou ginecologista para uma avaliação.

Obesidade pode atrapalhar meus hormônios e ovulação?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, a obesidade pode interferir na produção dos hormônios e na ovulação provocando alterações no ciclo menstrual, que podem tornar-se irregulares. Além disso, a obesidade também afeta a fertilidade, dificultando uma possível gravidez.

Algumas pesquisas sugerem que a elevada quantidade de ácidos graxos livres em pessoas obesas pode ser tóxico às células ovarianas, impedindo o seu correto funcionamento. Esse processo acarreta problemas no funcionamento dos ovários, assim a mulher pode passar a apresentar mudanças no padrão menstrual e em algumas situações deixar de ovular.

Outros hormônios como a leptina, presente em grande quantidade em mulheres obesas, também interferem na produção hormonal de estrogênio e progesterona, hormônios essenciais para o correto funcionamento do ciclo ovulatório das mulheres.

Se a obesidade estiver causando amenorreia, que é a ausência de menstruação, ou dificuldade para engravidar é importante seguir um plano alimentar e um programa de exercícios físicos para ajudar a perder peso com orientação nutricional.

Quando consegue-se emagrecer o ciclo hormonal feminino, a ovulação e a fertilidade voltam ao seu funcionamento normal.

Em caso de dúvidas consulte o seu médico de família, ginecologista para mais informações.

Também pode lhe interessar:

Obesidade: como tratar?

Uso Alexa há 4 meses e nesta pausa a menstruação atrasou?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Volte a tomar o seu comprimido no dia certo e faça um exame de gravidez, se negativo fique tranquila, se positivo comece o pré-natal.

Tenho micropolicisto nos dois ovários e não trato...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Alterações hormonais devido aos ovários policísticos é a causa mais provável.