Perguntar
Fechar

Métodos Contraceptivos

É a primeira vez que tomo Contracep...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Contracep é uma injeção de anticoncepcional de uso trimestral (= 3 meses que é = a 90 dias), você deve tomar o Contracep a cada 90 dias, quando a mulher começa a tomar essa injeção a menstruação costuma alterar (ela pode vir mensal como deve ser o normal, assim como ela pode vir a qualquer momento e de forma irregular e com alguns meses de uso ela pode até mesmo não vir mais.

Tomo Tâmisa 20, posso emendar duas cartelas?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Sim pode emendar uma cartela na outra, mas para evitar confusão e ficar desprotegida, o ideal é tomar toda a segunda cartela e somente dar a pausa quando acabar os comprimidos.

O que faço para prevenir corretamente para não engravidar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Você já tem 17 anos já deveria ter pensado nisto, aliás antes mesmo de ter a primeira relação. Comprimidos anticoncepcionais e preservativo (camisinha) são as formas mais comuns de se prevenir gravidez, o ideal é procurar um médico que lhe receitará uma pílula anticoncepcional. Mesmo assim use a camisinha, porque além de te proteger da gravidez, também te protege de DSTs (doenças sexualmente transmissíveis). Existem outros métodos anticoncepcionais (injeção, implante, DIU, adesivo... e abstinência sexual...)

Anel vaginal: 9 Dúvidas frequentes

O anel vaginal é um tipo de anticoncepcional hormonal indicado para evitar a gravidez. Os anéis contêm hormônios sexuais femininos (etonogestrel e etinilestradiol) que são liberados lentamente no organismo, impedindo a ovulação.

O anel vaginal funciona de forma semelhante à pilula anticoncepcional, com a diferença de que a pílula deve ser tomada diariamente e o anel é usado durante 3 semanas consecutivas.

1) Como o anel vaginal deve ser usado?

A anel vaginal deve ser introduzido na vagina 5 dias depois do primeiro dia de menstruação. O dispositivo é colocado no colo do útero, onde permanece durante 3 semanas seguidas.

Depois da 3ª semana, a mulher deve retirar o anel e fazer uma semana de pausa para que venha o período. No 5º dia após ter vindo a menstruação, um novo anel vaginal é colocado.

2) O anel vaginal é seguro e eficaz?

Os anéis vaginais são bastante seguros e tão eficazes como a pílula para evitar a gravidez, com uma eficácia de quase 100%.

3) Quais são as vantagens do anel vaginal?

A grande vantagem do anel vaginal é a mulher não ter que se lembrar de tomar o anticoncepcional todos os dias. Além disso, a carga hormonal liberada pelo anel é mais baixa que a da pílula, o que reduz efeitos secundários como dor de cabeça e nas mamas, náuseas e tonturas.

Só para se ter uma ideia, o anel liberta 15 mcg de estrógeno por dia, enquanto que as pílulas podem liberar até 50 mcg de hormônio por dia.

Contudo, é importante frisar que também existem pílulas anticoncepcionais de baixa dosagem que liberam apenas 15 mcg de estrógeno diariamente.

4) Durante a relação sexual o meu parceiro pode sentir o anel vaginal?

A grande maioria dos homens não sente a presença do anel. Porém, alguns parceiros podem sentir um pouco o anel vaginal durante o ato sexual, mas isso não interfere em nada em grande parte dos casos. Há inclusive homens que dizem ter mais prazer quando a parceira está com o anel devido à uma pequena sensação de rugosidade na vagina.

5) O anel vaginal pode sair durante o ato sexual?

É possível que o anel vaginal saia durante a relação, mas se isso acontecer é só passá-lo por água fria e colocá-lo novamente. O fato do anel sair por um momento não afeta a eficácia do contraceptivo, desde que a mulher não fique mais de 3 horas sem o anel.

6) O anel vaginal pode sair acidentalmente da vagina?

Se o anel não tiver sido bem colocado, ele pode sair durante a relação sexual ou se a mulher tiver prisão de ventre ou prolapso uterino. Por isso ela deve verificar com alguma frequência se o anel está bem colocado dentro da vagina.

7) Existem algum risco do anel vaginal causar infecções?

Não, pelo contrário. Os hormônios libertados pelo anel aumentam a proliferação das bactérias que compõem a flora vaginal, o que protege o local contra micro-organismos infecciosos.

8) Tenho que tirar o anel vaginal para fazer exame ginecológico?

Não, não é necessário retirar o anel vaginal para ir ao ginecologista ou fazer exames como papanicolau.

9) Posso usar anel vaginal com absorvente interno?

Sim, não há qualquer impedimento em usar anel vaginal e absorvente interno ao mesmo tempo. Contudo, o anel deve ser colocado antes do absorvente e a mulher deve verificar se o anel não saiu na hora de tirar o absorvente interno.

Lembrando que sempre que o anel vaginal sair acidentalmente, basta lavá-lo em água fria e colocá-lo novamente. Desde que não fique mais de 3 horas fora da vagina, o contraceptivo continua eficaz para evitar a gravidez.

Para maiores esclarecimentos sobre o uso do anel vaginal, consulte um médico ginecologista.

Saiba mais em:

O anticoncepcional anel vaginal é seguro? Como deve ser utilizado?