Perguntar
Fechar

Microcefalia

Chikungunya pode causar microcefalia?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Até o presente momento, não há evidências científicas que provem a associação entre o vírus Chikungunya e a microcefalia.

​febre Chikungunya é uma doença infecciosa causada pelo vírus Chikungunya (CHIKV) e transmitida através da picada dos mosquitos Aedes aegypti ou Aedes albopictus. 

microcefalia é uma má-formação congênita do sistema nervoso resultando num tamanho reduzido da cabeça e cérebro do/a recém-nascido/a. A microcefalia pode ser resultante de diversos acometimentos durante a gestação, como por exemplo, exposição a substâncias químicasradiação ou agentes biológicos como na infecção de toxoplasmose, rubéola ou zika.

Para se prevenir devidamente, a gestante deve realizar o acompanhamento pré-natal com as consultas de rotina, realização dos exames solicitados e uso de medicações apenas com receita médica. O uso de repelentes adequados, roupas de manga comprida juntamente com a eliminação de focos de água parada são medidas importantes para evitar o contato com o mosquito.

Leia também:

Quais os sintomas da febre Chikungunya?

O que é a febre Chikungunya?

Estou grávida: como posso saber se o meu bebê tem microcefalia?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Durante a gestação, a microcefalia no/a bebê pode ser diagnosticada pela Ultrassonografia Obstétrica. Esse exame pode ser solicitado pelo/a médico/a que está realizando o pré natal, caso seja necessário e indicado.

Em geral, o diagnóstico de microcefalia é feito pelo/a pediatra durante o primeiro exame físico após o nascimento do/a bebê. Nas primeiras 24 horas após o nascimento, a criança é examinada e seu perímetro cefálico é medido. Caso essa medida seja inferior a 32 cm, o/a pediatra seguirá com as recomendações necessárias para investigar o motivo da alteração nessa medida.

O mais importante é a realização do pré natal adequadamente com a ida às consultas de rotina, realização dos exames solicitados pelo/a médico/a e prevenção da doença provocada pelo zika com uso de repelentesevitar o acúmulo de água parada​ e evitar contato com mosquito.

Em caso de dúvidas, converse com seu/sua médico/a.

Existe alguma relação entre a vacina da gripe e microcefalia?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Não existe nenhuma relação entre a vacina da gripe e microcefalia

Microcefalia é a condição em que a cabeça do/a recém nascido/a é de um tamanho menor em relação ao tamanho apropriado para a idade. Ela pode ser causada por diversos fatores.  

Pelo fato da recente epidemia de microcefalia ter afetado vários estados brasileiros, vários boatos estão surgindo acerca do assunto. Essa relação com a vacina da gripe é mais um deles. Todos/as cidadãos/ãs devem buscar fontes confiáveis de informação como o site oficial do Ministério da Saúde, entre outros. 

Todas as vacinas do Calendário Nacional de Vacinação fornecidas pelo Ministério da Saúde são confiáveis e possuem sua eficácia comprovada. Portanto, elas devem ser usadas normalmente.

A microcefalia é causada pela vacina contra rubéola?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. A vacina contra a rubéola não causa microcefalia.

Não há evidências científicas que comprovem que a microcefalia é causada pela vacina contra rubéola.

A microcefalia é uma malformação congênita que resulta na redução do tamanho do perímetro cefálico do/a recém-nascido/a e por consequência o cérebro não se desenvolve da maneira apropriada.

A vacina contra a rubéola faz parte do calendário nacional de vacinação e deve ser tomada por todos adultos até 49 anos de idade. Essa vacina é muito eficaz e segura para prevenir a doença da rubéola.

A vacina que previne a rubéola não é indicada para gestantes, ou seja, mulheres que estão grávidas não devem tomar essa vacina.

Por ser segura, eficaz e não causar microcefalia, a vacina contra a rubéola deve continuar sendo usada normalmente nas idades recomendadas pelo calendário de vacinação e ser evitada durante a gestação.

Saiba mais em: Rubéola: o que é, quais os sintomas e como é o tratamento?