Perguntar
Fechar
Mioma atrasa a menstruação?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Mioma não atrasa a menstruação

A mulher que apresenta mioma normalmente é assintomática, ou seja, não apresenta sintoma específico. Entretanto, há possibilidade de alguns sintomas serem percebidos como, por exemplo, a dor pélvica e o prolongamento do período menstrual com sangramento menstrual mais intenso e mais duradouro

Todos esses sintomas serão dependentes da quantidade de miomas no útero, do tamanho deles e da localização na cavidade uterina. 

O atraso da menstruação pode ser decorrente de outras situações que devem ser devidamente investigadas. 

Caso sua menstruação não veio na data prevista e, portanto, você está com atraso menstrual, procure o/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral para uma investigação pormenorizada.

Saiba mais em: Quais são os sintomas de mioma?

Quais são os sintomas de mioma?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Os sinais e sintomas do mioma podem incluir dores pélvicas (baixo ventre), período menstrual mais prolongado e aumento do sangramento durante a menstruação. Contudo, cerca de metade das mulheres que têm miomas normalmente não apresentam sintomas.

As manifestações do mioma dependem da quantidade de miomas presentes no útero, bem como do tamanho e da localização dos mesmos na cavidade uterina.

As alterações menstruais, com períodos mais intensos e prolongados, podem causar cólicas, dores durante as relações sexuais e até provocar anemia devido à perda de sangue.

Também é comum a ocorrência de sangramentos de escapes, que são perdas de sangue fora do período menstrual.

Os sintomas do mioma também podem incluir aumento da frequência urinária (vontade constante de urinar) e infecções urinárias como cistite (infecção na bexiga), uretrite (infecção na uretra) e nefrite (infecção nos rins).

O tratamento do mioma pode incluir o uso de medicamentos específicos para controlar o seu crescimento, anticoncepcionais orais ou cirurgia. Nos casos mais graves, pode ser necessário retirar o útero (histerectomia).

O que é mioma?

Um mioma é um tumor benigno que cresce no útero. São raros os casos em que o mioma evolui para um tumor maligno. O mioma pode surgir isoladamente ou em grupos, com miomas menores. O mioma uterino pode ocorrer em até metade das mulheres com idade fértil.

Quais são as causas do mioma?

As causas do mioma não estão totalmente esclarecidas. Porém, sabe-se que os fatores genéticos desempenham um papel importante no desenvolvimento de miomas, já que o risco aumenta quando há história de mioma em familiares de primeiro grau da mulher.

O mioma ocorre durante a idade reprodutiva da mulher. Os miomas não aparecem antes que o corpo da mulher seja capaz de produzir o hormônio estrógeno.

Na gravidez e em períodos em que o corpo recebe doses extras de estrógenos, os miomas se desenvolvem mais rapidamente. Depois da menopausa, o mioma deixa de crescer, devido à diminuição dos níveis de estrógeno.

Qual é o tratamento para mioma?

O tratamento do mioma depende da idade da mulher, do seu estado geral de saúde, da gravidade dos sintomas e ainda da localização do mioma. Quando não há sintomas, pode não ser necessário nenhum tratamento, apenas acompanhamento regular.

Em geral, o mioma precisa de tratamento quando cresce demais e começa a comprimir outros órgãos, quando o crescimento é muito rápido ou em casos de hemorragias ou infertilidade.

O tratamento do mioma é feito com terapia hormonal e cirurgia. Os hormônios ajudam a diminuir o tamanho do mioma antes da operação.

A remoção cirúrgica do mioma pode ser feita por laparoscopia (técnica minimamente invasiva feita através de pequenos cortes no abdômen) ou cirurgia aberta, em casos de miomas grandes.

Mesmo após a retirada do mioma, ele pode voltar a aparecer, no caso do útero ser preservado. Já em alguns casos, é necessário retirar todo o útero (histerectomia).

O diagnóstico do mioma pode ser feito através do exame ginecológico de rotina e confirmado através do ultrassom.

Em caso de sintomas de mioma, consulte o/a médico/a de família ou ginecologista.

Saiba mais sobre esse assunto no artigo: Útero aumentado, quais as principais causas?

Cisto de ovário e mioma...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

1° Sim, o procedimento está correto. Mesmo que estivesse errado eu responderia que está correto, eu não sou juiz dos procedimentos dos colegas. Cistos simples de ovário geralmente se opta pela conduta espectante (esperar e controlar) se crescer dai sim operar e em relação ao mioma (esqueça ele).

2° Vai dizer se o cisto tem vascularização (veias e artérias que o alimentam), quanto mais vascularizado mais chance de ser um tumor não benigno.

3° O CA125 é um marcador tumoral e está aumentado em casos de tumores não benignos.

Mioma pode virar câncer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não, mioma não vira câncer.

O mioma (leiomioma), é um tumor benigno, ou seja, não canceroso.

O mioma precisa ser diferenciado das situações malignas como o leiomiossarcoma, que é um tumor maligno

Outra diferenciação é com o leiomioma atípico, uma variante do mioma comum, que pode evoluir para câncer.Esse mioma atípico tem um comportamento que fica no limite entre um tumor benigno e maligno. Felizmente, os leiomiomas atípicos são raros e representam apenas 0,5% a 1% dos casos de câncer de útero.

Os miomas são muito comuns e representam cerca de 90% dos casos de tumores uterinos benignos e não causam sintomas em aproximadamente 75% dos casos.

Apesar do risco de câncer ser praticamente nulo, os miomas podem crescer muito e necessitam de tratamento quando causam sintomas como sangramentos excessivos, dor abdominal, dor durante as relações sexuais e urgência urinária.

Portanto, uma mulher que tem um mioma no útero não deve se preocupar com a hipótese do mioma "virar" câncer, mas deve fazer um acompanhamento regular com o/a médico/a ginecologista para verificar a sua evolução.

Leia também:

Quais são os sintomas de mioma?

Ovário policístico e mioma podem dificultar engravidar?

Posso engravidar com cisto no ovário e mioma?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim. Mulher com cisto no ovário e mioma pode engravidar.

A maioria das mulheres com ovário policístico e/ou mioma é capaz de engravidar e não apresenta nenhum problema.

As mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos podem ter dificuldade de engravidar pois apresentam o ciclo menstrual irregular.

Devido ao desequilíbrio hormonal, alguns ciclos menstruais não apresentam ovulação, o que pode levar um tempo maior para a mulher com síndrome dos ovários policísticos engravidar.

Em geral, após 12 meses consecutivos de tentativa de engravidar, a mulher juntamente com seu companheiro devem procurar uma consulta com médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para uma avaliação da fertilidade do casal.

Com relação ao mioma, algumas mulheres podem apresentar dificuldade em engravidar pois o mioma pode interferir no local da implantação do embrião, na distensão do útero no início da gestação e prejudicar as contrações uterinas. Essa situação é rara e dependerá da localização do mioma no útero. Algumas complicações durante a gravidez, também não frequentes, podem ocorrer como aborto espontâneo, dor, parto prematuro e descolamento de placenta.

Outros fatores relativos à infertilidade são mais importantes de serem investigados no casal com dificuldade de engravidar.

planejamento familiar e uma consulta pré concepção com o/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família podem facilitar a solução de dúvidas e reduzir a insegurança do casal. 

Tem como engravidar com mioma?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Um mioma só atrapalha a gestação se ele estiver no miométrio (camada interna do útero), caso ele seja intramural ou externo não há necessidade de fazer nada. Muitas mulheres engravidam e tem seus filhos sem nenhum problema mesmo tendo vários miomas.

Tenho um pequeno mioma, posso ter relação sexual?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim. Quem tem mioma pode ter relações sexuais normalmente.

Mioma é um aglomerado de células do útero que crescem a partir dos músculos desse órgão. O mioma fica no interior do útero e não causa repercussão na vida sexual da mulher.

Por isso, quem tem mioma pode ter relação sexual caso a mulher se sinta confortável e não sinta dor. Em caso de dor ou outro incômodo, a mulher não deve ter relação sexual e respeitar as sinalizações do seu próprio corpo.

O mioma é comum entre as mulheres e a maioria deles não provoca nenhum sintoma.

Caso você tenha mioma, realize o tratamento indicado pelo/a médico/a.

Mioma pode alterar o exame de beta-hcg?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Mioma não altera o resultado do exame beta-hCG.

O exame beta-hCG é utilizado principalmente como forma de detecção de gravidez. Algumas situações, como a presença de doença trofoblástica gestacional, podem alterar o resultado do exame, dando falso-positivo. O mioma não entra nessa classificação.

Portanto, a mulher que possui mioma apresentará um exame de beta-hCG positivo apenas quando estiver grávida ou nessas situações apresentadas acima.

A mulher com mioma deverá ser acompanhada devidamente pelo/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral.

Na presença de um exame de beta-hCG positivo, procure um serviço de saúde mais próximo para as devidas orientações.

Saiba mais em: Quais são os sintomas de mioma?

Ovário policístico e mioma podem dificultar engravidar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A maioria das mulheres com ovário policístico e/ou mioma são capazes de engravidar e não apresentam nenhum problema.

As mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos podem ter dificuldade de engravidar pois apresentam o ciclo menstrual irregular.

Devido ao desequilíbrio hormonal, alguns ciclos menstruais não apresentam ovulação, o que pode levar um tempo maior para a mulher com síndrome dos ovários policísticos engravidar.

Em geral, após 12 meses consecutivos de tentativa de engravidar, a mulher juntamente com seu companheiro devem procurar uma consulta com médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para uma avaliação da fertilidade do casal.

Com relação ao mioma, algumas mulheres podem apresentar dificuldade em engravidar pois o mioma pode interferir no local da implantação do embrião, na distensão do útero no início da gestação e prejudicar as contrações uterinas.

Essa situação é rara e dependerá da localização do mioma no útero. Algumas complicações durante a gravidez, também não frequentes, podem ocorrer como aborto espontâneo, dor, parto prematuro e descolamento de placenta.

Outros fatores relativos à infertilidade são mais importantes de serem investigados no casal com dificuldade de engravidar. O planejamento familiar e uma consulta pré concepção com o/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família podem facilitar a solução de dúvidas e reduzir a insegurança do casal. 

Leia também:

Ovários policísticos têm cura? Qual o tratamento?

Mioma pode virar câncer?

Cisto no ovário causa infertilidade?

Enjoo a partir de diagnóstico de miomas múltiplos é normal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Na verdade, o enjoo não faz parte dos sintomas típicos de miomas ou miomas múltiplos. Por isso o mais adequado é que procure seu médico ginecologista ou clínico geral, para avaliar outras causas possíveis para esse sintoma.

Vale ressaltar que o enjoo pode ser sinal de alguma doença, portanto deve ser investigada detalhadamente. Para auxiliar na avaliação médica, é preciso a observação de mais dados sobre esse sintoma, como por exemplo, quando se iniciaram, sua duração, em quais situações e momentos o enjoo aparece e qual desaparece. Toda informação adicional é válida para essa pesquisa.

Quais são os sintomas do mioma?

Embora a maioria das mulheres que possuem miomas não apresentem qualquer sintoma, quando eles surgem, os sintomas mais comuns são:

  • Sangramento uterino anormal;
  • Cólicas;
  • Sensação de pressão na bexiga;
  • Dor abdominal;
  • Dor lombar;
  • Dificuldade para engravidar ou abortos de repetição;
  • Dor na relação;
  • Anemia.
O que são miomas?

Miomas são nódulos benignos formados por tecido muscular liso, dentro da cavidade uterina. Podem ser chamados também de fibromas. A sociedade brasileira de ginecologia, estima que 80% das mulheres em idade fértil tenham miomas.

O diagnóstico se baseia nas queixas e no exame físico, porém precisa ser confirmado através de exames de imagem. E o tratamento varia de acordo com a localização e tamanho do mioma.

O médico ginecologista é o responsável pelo diagnóstico, tratamento e orientações.

Mioma no ovário, é preciso tratamento?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

O mioma é o nome de um tipo de tumor benigno no útero que não ocorre nos ovários, no entanto, outros tipos de tumores podem ocorrer nos ovários. A realização de tratamento é necessário tanto para os tumores no útero como nos ovários.

Os tumores no útero e nos ovários podem ser benignos ou malignos. Quando são sintomáticos, dependendo do seu tamanho ou localização, podem provocar alterações na menstruação como sangramento menstrual abundante e irregularidades, dificuldades para engravidar e aumento do volume abdominal ou dor. Porém, muitas vezes não apresentam sintomas, levando a uma demora para o seu diagnóstico. 

O médico clínico geral ou o ginecologista são os profissionais que devem ser consultados para a realização do diagnóstico e conduta adequadas. Alguns exames utilizados para o diagnóstico são: ultrasson pélvico, tomografia computadorizada e laparoscopia.

Contracep pode servir para tratar e diminuir mioma?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Em teoria sim. Na prática funciona muito bem para algumas pacientes, porém não é 100% efetivo para todas, precisa conversar com seu médico e não deve usar remédios sem receita médica.