Perguntar
Fechar
Sinto a garganta fechando e a sensação de que não consigo respirar. O que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sentir a garganta fechando e ter a sensação de não conseguir respirar pode ser um sintoma de ansiedade. Porém, é preciso fazer alguns exames para descartar problemas cardíacos e alterações hormonais, para que seja diagnosticada a ansiedade.

No entanto, não há exames específicos para diagnosticar diretamente os distúrbios de ansiedade. Alguns desses distúrbios podem durar curtos espaços de tempo, enquanto outros poderão ocorrer durante toda a vida, necessitando assim de um tratamento prolongado.

A psicoterapia é uma forma de tratamento que tem se mostrado bastante eficaz no tratamento dos distúrbios de ansiedade.

As técnicas de psicoterapia têm como objetivo alterar as crenças equivocadas que o/a paciente tem sobre si mesmo, ajudando-o/a a enfrentar situações que causam desconforto.

Com a ajuda do/a psicólogo/a o/a paciente será capaz de identificar e gerenciar as causas da sua ansiedade, pois estará mais bem preparado/a para enfrentar as situações difíceis que possam surgir.

Consulte o/a médico/a clínico/a geral ou médico/a de família para descartar outros problemas médicos e, se a causa da falta de ar e da garganta fechando for mesmo ansiedade, esse/a profissional fará o cuidado necessário além de referenciar para outros/as especialistas como o/a médico/a psiquiatra ou um/a psicólogo/a.

Também pode ser do seu interesse:

Formas de aliviar a sensação de bolo na garganta

Dor no peito e bola na garganta, que médico procurar?

Estresse e nervosismo podem causar manchas roxas no corpo?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

Estresse e nervosismo, a princípio, não causam manchas roxas no corpo.

A principal causa das equimoses (manchas roxas) são traumas provocados por objetos obtundentes, que normalmente ocorrem em acidentes de trabalho, de trânsito, escolares e domésticos. Na prática de atividades esportivas também se proporcionam oportunidades para o surgimento de equimoses.

As mulheres são geralmente mais vulneráveis a contusões do que os homens, muito devido a alterações hormonas. Pessoas que estejam tomando certos medicamentos como corticoesteróides e também os idosos são igualmente mais vulneráveis.

Também pode lhe interessar: Calor na cabeça gostaria de saber o que é?

Outras causas para o surgimento de equimoses são:

  • distúrbios da coagulação do sangue;
  • deficiência de vitamina C;
  • tabagismo;
  • uso de corticoesteróides;
  • baixo número de plaquetas;
  • uso de ácido acetil salicílico, clopidogrel.

Na presença de equimoses espontâneas, não associadas a traumas, devem ser realizados hemograma e exames de coagulação. Deverá ser consultado um médico clínico geral para uma melhor avaliação.

Saiba mais em: Quais são os sintomas físicos de estresse?

O que é uma pessoa sedada?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Sedação é um procedimento onde o médico aplica uma medicação que tem como principal efeito acalmar o paciente, fazê-lo ficar calmo, tranquilo, dormindo...

Estou sentindo tontura e aceleração no coração...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Preocupado você já está. e com o cigarro deve se preocupar sim. Vários outros fatores precisam ser avaliados para saber se é preocupante ou não (idade, peso, antecedentes pessoais e familiares e os outros fatores de risco).

Labirintite ataca quando estou nervosa?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim. Situações de nervosismo podem precipitar crises de labirintite, mas de forma indireta. Os distúrbios de humor alteram o organismo como um todo, principalmente pelo aumento da produção e liberação de hormônios estimulantes na corrente sanguínea. Os principais hormônios que participam dessas alterações são a adrenalina e a cortisona, levando ao aumento da pressão arterial e aumento nos níveis de açúcar.

A Labirintite é uma doença pouco comum, embora bastante conhecida, e por isso é importante que seja confirmado esse diagnóstico para adequada opção de tratamento.

Saiba mais sobre esse assunto no link: O que é Labirintite e quais seus sintomas?

Quanto ao tempo, não é possível especificar, porque uma crise de labirintite, dependendo da causa, pode durar poucos minutos, horas, dias, meses ou até anos, nos casos mais crônicos. Portanto só o médico após sua avaliação, poderá estimar o tempo que levará para sua melhora definitiva.

Causas de labirintite

Dentre as causas mais comuns de labirintite, podemos citar: a idade avançada, infecção, distúrbios endocrinológicos e metabólicos, diabetes descompensado, fístulas, neurite vestibular e tumores.

Tratamento de labirintite

O tratamento será baseado na causa do problema. Existem tratamentos medicamentosos, fisioterápicos, posicionais e cirúrgico, em raros casos.

Os médicos especialistas nesses casos são o otorrinolaringologista e o neurologista.

Pode lhe interessar também: Labirintite tem cura? Qual é o tratamento?

Depois de passar muita raiva em uma discussão senti dor no pé, na barriga e enjoo, é normal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim. É normal sentir enjoo, dores ou mal-estar após episódio de estresse. Isso também acontece quando passamos por situações de medo, angústia ou ansiedade.

Os sintomas que ocorrem após a raiva, irritabilidade ou estresse, são respostas do nosso corpo quando entende que estamos em situação de "perigo". Portanto, como forma de defesa, o nosso organismo aumenta a liberação de adrenalina e neurotransmissores, acelerando o metabolismo, o que nos permite, por exemplo, sair correndo ou emitir um grito, quando é preciso.

No entanto, também são responsáveis por outras sensações desagradáveis, como:

  • Agitação;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Transpiração excessiva;
  • Esquecimentos;
  • Coceira, lesões de pele, vermelhidão;
  • Aumento de pressão arterial ou glicose;
  • Dor no peito;
  • "Bolo na garganta";
  • Enjoo (náuseas) e vômitos.

Contudo, se a pessoa sair da situação e o organismo se equilibrar, os sintomas desaparecem espontaneamente, o que não causa preocupação, apenas confirma reação normal do organismo.

O estresse é um diagnóstico de exclusão, ou seja, todas as doenças que causam risco de vida devem ser descartadas antes de confirmar esse diagnóstico, inclusive porque o estresse interfere diretamente e descompensa muitas doenças, como a hipertensão e o diabetes.

Por isso, se mesmo após término o da situação, os sintomas permanecerem, é importante procurar atendimento médico de emergência, para uma avaliação adequada.

Cólica na gravidez após nervoso é normal?

Não é normal, mas pode ocorrer.

Na verdade, a dor no pé da barriga, ou cólicas após passar por situações de raiva, estresse e "nervoso", contrai a musculatura e com isso pode causar os sintomas de dor. No entanto, existem outras causas que devem ser analisadas e podem interferir na evoluação normal da gravidez.

Sendo assim, na presença de dor e cólicas durante a gestação, é importante sempre informar oa seu médico, assim como sangramentos, para uma avaliação individualizada.

Entenda melhor as causas de dor no pé da barriga em grávidas, no seguinte artigo: Dor no pé da barriga durante a gravidez, o que pode ser?

Pode lhe interessar também:

Muito estressada e ansiosa, o médico disse que é princípio de pânico?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Dentro das doenças caracterizadas pela ansiedade a Síndrome de Pânico ocorre quando esse grau de ansiedade é muito alto. Os sintomas você sabe quais são porque você sente eles. Precisa tratar sua doença (existem várias formas de tratar: remédios, mudança de hábitos de vida e psicoterapia).

Sou muito estressada e nervosa, pode ser depressão e que posso fazer?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A depressão pode cursar com diferentes sintomas, os principais são a tristeza profunda sem motivo aparente e a falta de prazer em qualquer atividade, mesmo naquelas que anteriormente traziam alegria e eram agradáveis. Os pensamentos suicidas também são indicativos de depressão com um grau importante de acometimento.

Outros sintomas de depressão são:

  • Irritabilidade, angústia, ansiedade;
  • Desânimo, cansaço fácil;
  • Desinteresse, falta de motivação e apatia;
  • Falta de vontade e dificuldade de tomar decisões;
  • Sentimentos de medo, insegurança, desespero ou vazio;
  • Pessimismo, ideias de culpa e baixa auto-estima;
  • Dificuldade de concentração, raciocínio mais lento e esquecimento;
  • Diminuição da libido e do prazer sexual;
  • Perda ou aumento do apetite;
  • Insônia ou aumento do sono;
  • Dores e outros sintomas físicos sem causa justificável.

É importante lembrar que a depressão é uma doença com tratamento, portanto, caso esteja apresentando os sintomas acima procure ajuda profissional, o seu médico pode orientá-lo sobre o tratamento, em alguns casos o psicólogo pode ser essencial também.

Leia mais em: