Perguntar
Fechar
Cisto de ovário e mioma...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

1° Sim, o procedimento está correto. Mesmo que estivesse errado eu responderia que está correto, eu não sou juiz dos procedimentos dos colegas. Cistos simples de ovário geralmente se opta pela conduta espectante (esperar e controlar) se crescer dai sim operar e em relação ao mioma (esqueça ele).

2° Vai dizer se o cisto tem vascularização (veias e artérias que o alimentam), quanto mais vascularizado mais chance de ser um tumor não benigno.

3° O CA125 é um marcador tumoral e está aumentado em casos de tumores não benignos.

Posso engravidar sem menstruar por causa dos ovários policísticos?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A mulher com ovários policísticos pode apresentar menstruações irregulares. Isso significa que ela pode ficar alguns meses sem menstruar, além de apresentar sangramento excessivo e prolongado quando menstrua. 

Em geral, quando não há menstruação é um sinal de que não ouve ovulação, logo, a possibilidade de engravidar é baixa. Porém, por não haver uma regularidade no ciclo, fica difícil saber exatamente o período fértil. A mulher pode então engravidar e, neste caso, não irá menstruar pela presença da gravidez e não em decorrência dos ovários policísticos.

Quem está na tentativa de engravidar e apresenta atraso menstrual deve continuar o acompanhamento médico para possível realização de exames como o teste de gravidez.

A metformina, no tratamento da síndrome dos ovários policísticos, contribui em melhorar o efeito da insulina produzida pelo organismo. Ela é indicada em alguns casos e deve ser tomada apenas com orientação médica. 

Leia mais em:

Metformina é um bom tratamento para quem tem ovários policísticos?

A mulher com síndrome dos ovários policísticos que pretende engravidar, pode realizar um acompanhamento médico específico para otimizar os ciclos ovulatórios. Consulte o/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral para uma avaliação.

Também pode lhe interessar: Ovários policísticos têm cura? Qual o tratamento?

Quais os sintomas de cisto no ovário?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Os cistos no ovário geralmente não manifestam sintomas. Quando presentes, os sintomas mais comuns são a dor e o atraso no período menstrual.

A dor pode ter como causas o aumento do tamanho do cisto no ovário, sangramento, ruptura do cisto, torção do cisto ou das tubas uterinas.

A presença de cisto no ovário pode provocar ainda outros sinais e sintomas, como inchaço no abdômen, dificuldade para engravidar, dor durante ou após a menstruação, dor ao evacuar, dor pélvica pouco antes ou depois do início do período menstrual e dor durante as relações sexuais.

Em caso de dor pélvica súbita e forte, frequentemente acompanhada de náusea e vômito, pode ser um sinal de torção do suprimento sanguíneo do ovário ou de ruptura de um cisto, que provoca ainda sangramento interno.

O que é um cisto no ovário?

O cisto no ovário é uma bolsa cheia de líquido. Os cistos podem surgir em apenas um ovário ou em ambos. Contudo, na grande maioria dos casos, os cistos no ovário são benignos, já que não evoluem e não trazem complicações.

Qual é o tratamento para cisto no ovário?

O tratamento para cisto no ovário depende de diversos fatores, como a idade da mulher, o tamanho do cisto, o tipo de cisto, a presença de dor e ainda se há suspeita de malignidade. Contudo, na maior parte dos casos, o cisto pode se resolver sem nenhum tratamento.

Quando necessário, o tratamento pode incluir terapia hormonal ou cirurgia. Em casos de cistos malignos, o tratamento pode incluir ainda quimioterapia.

O diagnóstico do cisto é confirmado após a realização de ultrassonografia transvaginal.

Se você apresentar os sintomas citados, deverá procurar um médico de família ou ginecologista para uma avaliação. Em caso de forte dor pélvica, procure um serviço de pronto atendimento.

Fiz ultrassom transvaginal e um ovário não foi encontrado?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Fique tranquila seu ovário está lá, porém não foi visualizado nesse exame.

Em alguns exames de ultrassom transvaginal, é comum o ovário não ser encontrado. Isso pode ser devido à interposição de alças intestinais no momento da realização do ultrassom ou mesmo da posição da mulher durante o exame.

O ultrassom transvaginal é um exame utilizado para avaliar os órgãos internos da mulher (útero, ovários, etc), sendo importante para detectar doenças, acompanhar a gravidez, controlar a ovulação em mulheres que querem engravidar ou que estão fazendo tratamento de infertilidade.

Como ele é realizado a partir da captação das ondas sonoras emitidas pelo corpo humano, as imagens são formadas e visualizadas a partir do aparelho de ultrassom. Com isso, quando certos órgãos estão localizados no mesmo ponto, o ultrassom pode não captar com nitidez a presença de sobreposição. Isso pode justificar não ter encontrado o ovário nesse seu exame. Porém, o resultado não significa que o ovário não está presente, apenas significa que ele não foi visualizado naquele momento da realização do ultrassom.

O ultrassom transvaginal pode ser solicitado pelo/a médico/a obstetra, clínico/a geral ou médico/a de família. Todo exame realizado deve ser levado de volta para o/a profissional que solicitou para dar sequência à avaliação.

Converse com sua equipe de saúde sobre suas dúvidas durante a consulta de retorno. Assim, poderá sentir-se mais segura quanto às dúvidas na interpretação do resultado do exame.

Leia também:

Quero saber sobre resultado de exame transvaginal

Cisto no ovário... resultado de ultrassom...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

No seu caso o ideal é:

1) Ficar calma e tranquila que pelo seu exame não é nada para você se preocupar;

2) Fazer um novo ultrassom após um ano (se você tiver muito ansiosa, então repita o ultrassom em 6 meses).

Aumento do tamanho do ovário esquerdo é infertilidade?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Alterações desse tipo podem ou não estar associada com infertilidade, na maioria das vezes não. Se você já teve um filho ou já teve um aborto, isso significa que você é fértil (pergunto: é o mesmo pai?; porque: se você mudou de companheiro o problema pode estar nele e não em você, se for o mesmo talvez nenhum dos dois tenham problema e foi só falta de sorte mesmo, não ter engravidado ainda).

Nós médicos apenas consideramos um casal infértil quando após 1 ano tendo 3 relações sexuais por semana sem proteção e a mulher não engravida.

Mulher com ovários policísticos pode engravidar se tomar anticoncepcional de forma irregular?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A mulher com ovários policísticos pode engravidar mesmo nessas condições.

O uso incorreto e irregular do anticoncepcional não garante sua eficácia e, portanto, é possível ocorrer uma gravidez.

As mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos podem ter dificuldade de engravidar pois apresentam o ciclo menstrual irregular.

Devido ao desequilíbrio hormonal, alguns ciclos menstruais não apresentam ovulação, o que pode levar um tempo maior para a mulher com síndrome dos ovários policísticos engravidar.

Em geral, após 12 meses consecutivos de tentativa de engravidar, a mulher juntamente com seu companheiro devem procurar uma consulta com médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para uma avaliação da fertilidade do casal.

O uso do anticoncepcional tanto para fins de evitar gravidez como para tratamento para ovário policístico deve ser feito adequadamente, tomando 1 pílula por dia sempre no mesmo horário para não haver flutuações hormonais capazes de inabilitar a ação da medicação.

Se você faz tratamento para ovários policísticos e pretende engravidar, converse com seu/sua médico/a para melhores orientações.

Minha menstruação está atrasada, fiz dois teste...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Cisto funcional é um cisto ovulatório, todos os meses a mulher produz um desses cistos, talvez esse cisto, se ele se transformou em corpo lúteo (possível numa gravidez), possa ser a causa de você não estar menstruando.

O ovário esquerdo está muito maior que o direito?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Normalmente os ovários tem um tamanho parecido, mas o tamanho dos ovários isoladamente não tem nenhum sentido prático na medicina, a avaliação tem que ser feita como um todo: suas queixas, seu exame físico, as conclusões do seu médico, o resultado dos exames e novamente a interpretação do seu médico, tudo isso junto tem significado, mas o tamanho dos ovários isolados, mesmo com tanta diferença não serve para analisar o que pode estar acontecendo.

Também pode lhe interessar o artigo: Ter um ovário maior que o outro é normal? O que pode ser?

Tenho ovários micropolicisticos, tenho chance de engravidar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A mulher que tem ovários micro-policísticos tem chance de engravidar.

Ovário com aspecto micropolicístico é um ovário que tem vários cistos muito pequenos, visíveis durante o exame de ultrassom. Trata-se de uma condição também conhecida como ovário policístico.

Esses cistos surgem porque o folículo que se desenvolve dentro do ovário não cresce o suficiente para se transformar em óvulo, ser expulso do ovário e desencadear a ovulação. Dessa forma, os folículos vão se acumulando no ovário na forma de cisto.

A presença de cistos nos ovários pode ser uma condição benigna que não apresenta riscos para a mulher.

Quando os ovários com policistos são associados a um conjunto de outros sinais e sintomas, a mulher pode manifestar a Síndrome dos Ovários Policísticos. 

As mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos podem ter dificuldade de engravidar pois apresentam o ciclo menstrual irregular.

Devido ao desequilíbrio hormonal, alguns ciclos menstruais não apresentam ovulação, o que pode levar um tempo maior para a mulher com síndrome dos ovários policísticos engravidar.

Em geral, após 12 meses consecutivos de tentativa de engravidar, a mulher juntamente com seu companheiro devem procurar uma consulta com médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para uma avaliação da fertilidade do casal.

Outros fatores relativos à infertilidade são importantes de serem investigados no casal com dificuldade de engravidar.

O planejamento familiar e uma consulta pré concepção com o/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família podem facilitar a solução de dúvidas e reduzir a insegurança do casal. 

Leia também:

O que quer dizer ovário com aspecto micropolicístico?

Ovários policísticos tem cura? Qual o tratamento?

Meu ovário direito está maior que o esquerdo, estou grávida?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não sei se está grávida, porém ter um ovário maior que o outro significa que um é maior e o outro é menor, o ovário maior tem um tamanho maior e o ovário menor tem um tamanho menor.

Dificilmente as mulheres tem os ovários do mesmo tamanho pequenas diferenças são muito comuns, se a diferença de tamanho for muito grande, então é importante descobrir o motivo (diagnóstico).

Leia mais sobre o assunto em: Ter um ovário maior que o outro é normal? O que pode ser?

Mulher sem ovários menstrua?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Mulher sem os dois ovários não menstrua, pois com a retirada dos ovários, a mulher deixa de produzir alguns hormônios que estimulam a camada interna do útero (endométrio). Sem esse estímulo, o endométrio não fica espesso e não descama, não havendo, portanto, a menstruação.

Porém, se a mulher tiver apenas um ovário ela continua ovulando e produzindo os hormônios, por isso menstrua e permanece fértil, podendo engravidar normalmente.

O procedimento cirúrgico para remover um ou ambos os ovários recebe o nome de ooforectomia. Quando a cirurgia consiste na remoção de ambos os ovários, é chamada de ooforectomia bilateral. Quando o procedimento envolve a retirada de apenas um ovário, é chamado de ooforectomia unilateral.

Mulheres que ainda não estão na menopausa e têm que se submeter a uma ooforectomia bilateral, enfrentam uma menopausa prematura, que reduz abruptamente os níveis dos hormônios estrógeno, progesterona e testosterona.

O decréscimo abrupto dos níveis desses hormônios podem trazer algumas consequências, como:

  • Ondas de calor, alteração do humor, irritabilidade, alteração do padrão do sono;
  • Secura vaginal, desconforto nas relações sexuais;
  • Maior risco de doença cardiovascular, osteoporose, fratura do quadril e demência.

Para maiores esclarecimentos, a mulher deve falar com o/a ginecologista ou clínico/a geral ou médico/a de família.