Perguntar
Fechar
Tenho uma intensa coceira nos testículos...
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A coceira na região dos testículos e saco escrotal pode ser decorrente de diferentes causas. Reações alérgicas e infecções fúngicas estão entre as principais causas de prurido testicular, mas o próprio atrito constante na região pode levar a uma irritação que provoca coceira.

O tratamento para alívio da coceira irá depender da causa e pode incluir o uso de medicamentos, como cremes e pomadas na região.

Caso esteja com coceira intensa para aliviar imediatamente, lave o escroto e as áreas circundantes com água e sabão/sabonete neutro.

Infecções fúngicas na zona da virilha e do saco escrotal são tratadas com cremes e pomadas que contém antifúngico, como o cetoconazol, miconazol, entre outros.

Já as dermatites causadas por quadros alérgicos podem ser aliviadas ao se afastar ao produto que provoca a alergia, como tecidos, produtos de higiene ou cosméticos. Algumas lesões podem necessitar ser tratadas com cremes que contém corticoesteroide, como a hidrocortisona ou dexametasona, que reduzem a inflamação e irritação na pele.

Na presença de coceira intensa e persistente consulte o seu médico para um diagnóstico preciso e tratamento adequado.

Como prevenir e aliviar a coceira no saco escrotal?

Algumas medidas de cuidados que podem prevenir e aliviar a coceira na região dos testículos, são:

  • Ter uma boa higiene o tempo todo ajuda a impedir que a proliferação de bactérias e fungos que pode levar a doenças e infecções nessa região.
  • Sempre verifique se a área escrotal e seus arredores são mantidos secos e sem umidade.
  • Evite usar roupas apertadas e roupas sintéticas. Use roupas íntimas de algodão e calças largas.
  • Ao lavar roupas, especialmente roupas íntimas, use apenas sabão neutro.
  • Ao tomar banho, evite sabonetes perfumados ou aqueles que contenham soluções e produtos químicos fortes.
  • Corte as unhas regularmente para evitar ferir a pele quando surgir o desejo de coçar.
  • Tente evitar arranhar ou tocar a área para evitar a propagação de infecções e complicações.

Para mais informações, consulte o seu médico.

Também pode lhe interessar:

Candidiase no homem, como tratar e prevenir?

Tenho umas bolinhas na pele do meu testículo, é normal?

Dor nos testículos após a relação, é normal?

O que pode causar prurido anal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O prurido anal pode ter várias causas. Podemos citar como algumas das causas mais comuns:

  • Presença de vermes (oxiúros);
  • Umidade;
  • Má higiene ou limpeza excessiva da região anal;
  • Feridas, fissuras ou assaduras, por exemplo, por diarreia crônica;
  • Hemorroidas;
  • Reação alérgica, a produtos de higiene ou material da roupa íntima;
  • Infecção bacteriana ou fúngica;
  • Ingestão de bebidas e alimentos ácidos, entre outros.

A coceira anal costuma ser um sintoma presente em muitas das doenças que acometem o ânus e o reto. Na maioria das vezes está relacionada a fatores casuais como excesso de suor, ou roupa íntima pouco absortiva, porém, outras causas como presença de fístulas, hemorroidas, fissuras, infecções anais, condiloma acuminado ou câncer, também devem ser investigados.

O prurido pode estar presente até mesmo em patologias que acometem outros órgãos, como diabetes e hepatite.

A limpeza inadequada após as evacuações permitem que restos de fezes se acumulem e irritem a mucosa do ânus, causando prurido. Lavar ou limpar a região anal em excesso também pode irritar o local e gerar o incômodo. O próprio sabonete pode ser a causa da irritação.

As fezes líquidas das diarreias crônicas são ácidas e irritam o ânus, causando coceira. Por outro lado, uma prisão de ventre mais severa, com impactação fecal, pode gerar um acúmulo tão grande de fezes no intestino ao ponto de haver um transbordamento de fezes líquidas pelo ânus. Esse vazamento, que pode nem ser percebido na roupa, irrita o local, e gera o prurido.

O uso de roupas apertadas ou de tecidos sintéticos em dias de calor aumentam a transpiração e a umidade na região anal, o que pode causar a coceira.

Outra possível causa de prurido anal é o consumo de determinados alimentos e bebidas que podem deixar as fezes mais ácidas, tais como leite, cerveja, frutas cítricas, café, refrigerantes, chá-preto, tomate, ameixas e chocolate.

Há ainda casos de prurido anal cujas causas não são identificadas ou têm origem em fatores psicológicos, como ansiedade.

O prurido anal caracteriza-se por uma coceira ou ardência intensa em torno da região do ânus. Muitas vezes ocorre durante a noite ou após as evacuações.

O tratamento deverá ser direcionado para a causa do problema, com o objetivo de aliviar os sintomas e tratar definitivamente a doença que o originou.

O diagnóstico e tratamento do prurido anal é de responsabilidade do médico proctologista. Na presença dos sintomas, consulte um especialista para avaliar o seu caso.

Saiba mais em:

Prurido anal tem cura? Como é o tratamento?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Prurido anal tem cura e o tratamento incide sobre a origem do incômodo. Após tratar ou eliminar o agente causador, a coceira no ânus tende a desaparecer. Contudo, quando o médico não encontra uma causa aparente, o tratamento torna-se mais difícil e prolongado.

Para aliviar o prurido anal, recomenda-se regular os hábitos intestinais. Para isso, é importante aumentar a ingestão de fibras e o consumo de água para favorecer o trânsito intestinal. Ao fazer menos esforço para evacuar, o risco de lesões na mucosa anal diminui.

Também é fundamental manter a região anogenital limpa e seca, evitar roupas íntimas de tecido sintético e não aplicar nenhum tipo de pomada ou medicamento sem orientação médica.

Por vezes, a coceira pode se tornar insuportável, ao ponto da pessoa arranhar o local para acabar com o desconforto. Isso deve ser evitado pois pode lesionar a mucosa e provocar uma infecção.

Para aliviar o prurido anal nessas situações, aplique uma compressa fria ou faça um banho de assento com água fria.

Seguindo o tratamento adequado, os sintomas podem ser aliviados em poucos dias. Muitos casos de prurido anal ficam completamente curados no espaço de 1 mês.

Consulte um médico de família ou clínico geral para mais orientações, em casos complicados pode ser necessário a avaliação de um proctologista.

Saiba mais em:

O que pode causar prurido anal?

Coceira no ânus, o que pode ser?

Irritaçao e coceira na parede anal, pior à noite...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Podem ser sintomas de uma infecção vaginal, vaginose bacteriana, uma infecção fúngica, como a candidíase, ou ainda um quadro de verminose. Existem outras causas, menos comuns, como doença vascular, hemorroidas, porém não causaria sintomas na vagina. Uma reação alérgica, a algum produto de higiene íntima, ou medicamentos em uso recente.

Para definir a causa desses sintomas, será preciso uma avaliação médica. Procure um médico de família, clínico geral ou ginecologista para a avaliação e início de tratamento.

Vaginose bacteriana

A Vaginose bacteriana é uma infecção na vagina, causada por uma proliferação exagerada das bactérias que normalmente habitam a região. Trata-se da causa mais comum de corrimento vaginal na mulher em idade fértil.

Os sintomas são de coceira, ardência ao urinar, vermelhidão e corrimento na maioria das vezes amarelado, com odor forte.

O diagnóstico é clínico, poucas vezes necessita de exames complementares, e o tratamento e feito com antibioticoterapia.

Infecção fúngica

A infecção fúngica mais comum na mulher é a candidíase, que cursa com intensa coceira vaginal, por vezes também anal, corrimento branco acinzentado, sem odor e vermelhidão local.

O diagnóstico também é clínico e o tratamento à base de medicamento antifúngico oral e tópico.

Verminoses

As verminoses mais comuns destacamos a ascaridíase (lombriga), esquistossomose, ancilostomose, filariose, amebíase, teníase (solitária), larva migrans (bicho geográfico), oxiurose e giardíase.

Dentre elas, a oxiurose é a verminose que apresenta como principal sintoma o intenso prurido na região anal, além de corrimento, náuseas, vômitos, tonturas e cólicas. Essa verminose é comum na infância e os vermes podem ser vistos nas fezes. O diagnóstico se baseia na história clínica, mas deve ser confirmada através de exame de fezes. O tratamento é feito com antibióticos.

Pode lhe interessar também: Quais são as doenças causadas por vermes?

Herpes causa coceira na região vaginal?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, o herpes pode causar coceira na região vaginal, contudo geralmente a infecção por herpes causa também outros sintomas que se destacam mais do que a coceira, como pequenas bolhas preenchidas por líquido, que estouram e formam feridas com crostas, dor no local das lesões, presença de ínguas dolorosas e ardência para urinar

Outras doenças também podem causar coceira (prurido) na vulva e na vagina como a candidíase, dermatite de contato alérgica, vaginite atrófica, líquen plano crônico, entre outras.

A candidíase é sem dúvida uma causa muito prevalente de coceira vaginal entre as mulheres jovens, é causada pelo fungo Candida Albicans e além do intenso prurido provoca um corrimento branco sem cheiro com a presença de pequenos grumos. 

Outra causa frequente de prurido vulvar são as reações alérgicas, provocadas por produtos cosméticos como sabonetes, desodorante, perfumes e cremes, tecido sintéticos quando em contato com a pele da vulva também podem causar sintomas alérgicos, principalmente em mulheres mais sensíveis a estes produtos.

Já entre as mulheres após a menopausa uma das principais causa de coceira vulvovaginal é a vaginite atrófica, decorrente das mudanças hormonais do climatério, que leva ao ressecamento da região vaginal provocando muita coceira.

Leia mais em: 

Estou sentindo muita coceira na minha vagina. O que pode ser?

Todas essas condições apresentam tratamento eficaz e seguro, portanto caso esteja apresentando coceira vaginal procure o seu médico ginecologista ou médico de família, para um diagnóstico e tratamento adequados.

Também podem te ajudar:

Quais são os principais sintomas do herpes genital?

O que é candidíase?

Quais os sintomas da menopausa?

Estou com manchas vermelhas pelo corpo o que pode ser?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Manchas vermelhas pelo corpo que coçam muito, podem significar uma alergia (urticária), estresse ou uma infecção de pele. Outras causas possíveis de lesões vermelhas que causam coceira são a escabiose (sarna), o eczema e o Zika vírus.

Outras doenças menos comuns, mas que podem causar esses sintomas são as doenças autoimunes como lúpus e mais raramente, a psoríase.

Portanto, no seu caso o mais adequado é procurar um médico clínico geral ou dermatologista para reavaliação e confirmação diagnóstica, principalmente porque para cada uma das doenças citadas exige um tratamento específico.

Urticária

A urticária é uma reação alérgica originada de diferentes causas, como, por exemplo o uso de medicamentos, picadas de insetos, produtos químicos, alimentos, estresse e infecções.

Apesar da coceira, as manchas vermelhas costumam desaparecer espontaneamente em alguns dias, a não ser que o agente alérgeno seja mantido.

A urticária pode evoluir também com maior gravidade, causando inchaço significativo nas pálpebras, nos lábios, na língua e na garganta. Nesses casos a pessoa deve seja levada imediatamente a um serviço de emergência.

Escabiose (sarna)

A escabiose é uma doença causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei, caracterizada por coceira intensa e manchas vermelhas, principalmente nas regiões de abdômen, parte interna dos braços, áreas genitais e coxas.

A sua transmissão pode ocorrer pelas roupas de uso comum (roupas de cama e banho), além do contato sexual.

Eczema

O eczema, conhecido por dermatite, é uma inflamação na pele que causa manchas vermelhas no corpo e coceira intensa, que se assemelham muito com a reação alérgica, causados por alérgenos. Apresentam como caraterísticas marcantes, a piora com o estresse, temperaturas frias ou quentes, ou ainda se a pele for exposta à água ou ao sol.

Zika

Zika é uma doença causada pelo Zika vírus (ZIKV), transmitida pela picada do mosquito Aedes. Os seus sintomas mais comuns são a febre baixa, as manchas com coceira, vermelhidão nos olhos, dores nas articulações, mal-estar e dores de cabeça.

O médico dermatologista é o especialista em lesões de pele. Agende uma consulta para dar início o quanto antes ao seu tratamento.

Conheça um pouco mais sobre esse assunto nos artigos:

Tenho manchas vermelhas na pele que não coçam, o que pode ser?

O que pode causar manchas vermelhas na pele?

Com quantos dias a catapora sara?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Os sintomas da catapora, como as bolhas e coceira, levam em média 7 a 10 dias para cessar. Embora em algumas pessoas a coceira possa levar até 14 dias para terminar.

Contudo, é importante ressaltar que a coceira é a principal causa de uma das complicações da catapora, a infecção secundária de pele.

Apesar de ser uma doença benigna, a catapora pode evoluir com complicações graves, que podem ser evitadas. Uma delas é a infecção secundária de pele, que costuma acontecer por contaminação dos germes encontrados nas unhas ou objetos utilizados para coçar as feridas.

Para evitar que aconteça complicações como a infecção das feridas, é recomendado:

  • Fazer uso de compressa fria nas feridas, para amenizar a coceira;
  • Manter as unhas bem aparadas e limpas;
  • Não utilizar qualquer objeto para coçar as feridas;
  • Fazer uso de medicamentos para reduzir a coceira, caso não haja contraindicação ( o médico devera avaliar caso a caso).

Siga as orientações médicas.

O que é a catapora?

A catapora, ou varicela, é uma doença infecciosa, altamente contagiosa, causada pelo vírus varicela-zoster. A doença acomete mais crianças, na época de frio, devido a aglomeração em locais fechados.

A transmissão da doença se dá pelo contágio direto com secreção respiratória (tosse, espirros), contato com a pele e líquido das bolhas, de pessoas infectadas; ou pelo contato com objetos contaminados, como roupas de cama, talheres ou maçaneta.

Sintomas da catapora

Os sintomas se iniciam como as viroses comuns, com febre, mal-estar e falta de apetite. Depois evoluem com manchas vermelhas que coçam muito e passam a formar bolhas cheias de líquido no interior. As bolhas secam e formam crostas dentro de 7 a 10 dias, até curar completamente, por volta de 14 dias.

As feridas aparecem em todo corpo, principalmente na face, no tronco, couro cabeludo, mucosas, axilas e virilhas.

Leia também: Quais são os sintomas da catapora?

Segundo o Ministério da Saúde, aos primeiros sintomas sugestivos de catapora, é necessário procurar um serviço de saúde para avaliação médica e conduta adequada.

Pode lhe interessar também: Uma pessoa pode pegar catapora duas vezes?