Perguntar
Fechar
Resultado do exame de gravidez de laboratório: o que significa reagente e não reagente?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O exame de gravidez realizado em laboratório é o beta hCG. Esse exame avalia a presença do hormônio beta hCG no sangue ou na urina.

Quando esse hormônio está presente em determinada quantidade no sangue ou na urina da mulher, o resultado aparecerá como reagente, ou seja, positivo, indicando a alta possibilidade de confirmação da gravidez.

Quando a quantidade do hormônio é baixa ou ausente, o resultado do exame será não reagente, negativodescartando a possibilidade de gravidez.

Vale lembrar que um exame de gravidez realizado logo após o período fértil muitas vezes não é capaz de detectar a gestação, pois o hormônio beta hCG começa a ser produzido após a implantação do ovo no útero da mulher. Essa implantação ocorre em torno de uma semana após a fecundação. Por isso, normalmente é indicado a realização do teste de gravidez a partir do momento em que há de fato o atraso menstrual.

Caso o resultado do exame de gravidez tenha dado reagente, procure um serviço de saúde para maiores explicações e acompanhamento.

Fiz um exame e deu reagente para Hepatite A...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Na verdade o que deve ter dado como reagente positivo foi o IgG que significa que você tem anticorpos para Hepatite A e não que você tem a doença. Você deve ter tido a hepatite A (geralmente na infância) era muito comum e ainda é em algumas partes do Brasil.

VDRL deu reagente 1/32, estou com Sífilis?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Provavelmente está com sífilis. O VDRL reagente 1/32 significa grande chance de estar com a doença, mas é preciso confirmar com um exame mais específico, como o FTA-ABs.

A sífilis é a infecção sexualmente transmissível (IST), que tem tratamento e cura.

O que significa o exame de VDRL?

O exame VDRL (Venereal Disease Research Laboratory) é um  teste usado para detectar a infecção sexualmente transmissível (IST) chamada Sífilis, e também para acompanhar a resposta ao tratamento. Com o tratamento adequado espera-se que os valores caiam gradativamente.

O exame é realizado através de uma amostra de sangue, aonde são pesquisados antígenos contra o treponema pallidum, bactéria causadora da sífilis. Os resultados são descritos em forma de títulos. Por exemplo, os títulos 1/2, 1/4 e 1/8 podem ser considerados negativos ou "falso-positivos", quando aumentam por outra doença que não a sífilis, como a mononucleose infecciosa, lúpus, câncer, tuberculose, malária e hepatite A.

Já os títulos 1/16, 1/64 ou mais, praticamente confirmam o diagnóstico de sífilis. Contudo, o VDRL pode levar mais tempo para se apresentar no sangue, assim como reduz progressivamente após o tratamento e cura da doença. Por isso é o método utilizado como rastreio inicial, e o método FTA-ABs para confirmação diagnóstica.

Não é obrigatório estar em jejum para a sua realização.

O que significa FTA-Abs reagente?

O FTA-ABS, abreviação de fluorescent treponemal antibody absorption test, também é um exame utilizado para pesquisar a sífilis, porém mais específico. Através de uma amostra de sangue, realiza uma pesquisa de anticorpos contra o Treponema pallidum, bactéria responsável pelo desenvolvimento da doença.

O resultado "reagente" ou positivo, confirma a doença e indica o início do tratamento.

O que significa VDRL reagente na gravidez?

O significado é o mesmo, se for reagente acima de 1/16, indica grande possibilidade da doença estar presente, o que preocupa porque a sífilis pode causar graves problemas na gestação.

As principais complicações de sífilis durante a gestação, são:

  • Aborto espontâneo;
  • Parto prematuro;
  • Má-formação do bebê;
  • Surdez e/ou Cegueira no bebê;
  • Deficiência mental e
  • Morte ao nascer.

Sendo assim, se a gestante for diagnosticada com sífilis, o tratamento deve ser iniciado rapidamente. Sem tratamento, a doença pode ser transmitida para o bebê através da placenta ou durante o parto.

Após o tratamento, o exame de VDRL deve ser repetido mês a mês para acompanhamento e para garantir que a bactéria foi completamente erradicada do organismo.

Como prevenir a sífilis?

A medida mais importante pata se prevenir contra a doença, é com o uso correto e regular da camisinha feminina e/ou masculina, já que trata-se de uma Infecção Sexualmente Transmissível.

O acompanhamento das gestantes e adequado controle de pré-natal, também ajuda a prevenir a sífilis congênita, porque podemos tratar a gestante precocemente e evitar o contágio para o bebê.

Qual é o tratamento da sífilis?

O tratamento é com antibiótico - a penicilina benzatina (benzetacil®). A medicação é disponibilizada gratuitamente e pode ser aplicada, mediante receita médica, na unidade básica de saúde.

Quando a sífilis é detectada na gestante, o tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível, com objetivo de prevenir a transmissão para o bebê.

O/A parceiro/a sexual também deve ser testada e tratado/a.

Para maiores esclarecimentos, converse com seu médico de família, ou infectologista.

Entenda melhor sobre a doença no artigo: O que é sífilis?

Referência:

FEBRASGO - Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.

Ministério da Saúde (Brasil).

O que significa um resultado de HIV não reagente?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Resultado de HIV não reagente significa que o exame deu negativo para a pesquisa do vírus HIV.

Isso pode significar que você não apresenta o vírus HIV no seu organismo.

Alguns exames podem resultar em "falsos negativos", ou seja, apresentam um resultado não reativo (negativo), mas isso não significa ausência de doença. Isso pode ocorrer em estágios bem iniciais da doença ou na chamada "janela imunológica".

Saiba mais em:

O que é janela imunologica do hiv?

Todo exame deve ser apresentado ao/à médico/a que solicitou para que ele/ela efetue a devida interpretação, correlacione com os aspectos clínicos da pessoa e dê sequência ao tratamento recomendado.

O vírus HIV pode ser transmitido a partir de relações sexuais desprotegidas (não usando preservativo), ao compartilhar agulhas e seringas contaminadas e instrumentos cortantes não esterilizados, em acidentes de trabalho dos profissionais de saúde, de mãe para filho e em transfusão de sangue.

Prevenir-se é a melhor forma de evitar a contaminação com o vírus do HIV.

Leia também:

Como é feito o exame do hiv?

Onde posso fazer o exame do hiv?

Fiz exame para sífilis e deu o VDRL reagente...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim, de acordo com os seus resultados, vocês está curada, embora seja fundamental que esse exame seja avaliado e validado pelo médico que o solicitou.

Entendendo os resultados dos exames: VDRL e FTA-ABS

O VDRL é o exame mais utilizado para o rastreio inicial e depois, para o acompanhamento pós tratamento, pois seus valores caem gradativamente sempre que o tratamento for bem sucedido.

Já o FTA-ABS é o exame mais específico para diagnosticar a doença. Na suspeita de sífilis, seja por feridas nos órgãos genitais, ou pelo exame de VDRL positivo, o exame de FTA-ABS deve ser solicitado.

Entretanto, o FTA-ABS é um exame que se mantém positivo (ou reagente) para o resto da vida, como uma "marca" no sangue, demostrando que houve contato com a doença. Por isso seu resultado reagente não responde se houve ou não a cura. Para isso o VDRL é mais sensível, quando estiver reduzindo seus títulos e até negativar, quer dizer que houve sim a resposta ao tratamento.

Ainda existem dois tipos de resultados para o FTA-ABS, que são as imunoglobulinas M e G. No caso de doença recente ou em atividade, o FTA-ABS IgM estará reagente; no caso de doença crônica ou curada, o FTA-ABS IgG estará positivo, ou reagente.

De acordo com seus resultados: VDRL indetectável, FTA-ABs IgM negativa (não reagente) e IgG positiva (reagente), podemos concluir que sua doença está devidamente tratada.

Vale ressaltar que só o médico que pediu o exame, poderá te dar essa certeza, após avaliação de seu exame físico e dos exames complementares, além de oferecer demais orientações.

Exame de VDRL

O exame de VDRL (Venereal Disease Research Laboratory) é realizado através de uma amostra de sangue, para o diagnóstico da sífilis, uma doença sexualmente transmissível, infectocontagiosa de alto risco. Nessa amostra, são pesquisados anticorpos para a doença.

O resultado pode ser:

Positivo ou Reagente - quando foram evidenciados anticorpos para sífilis, ou

Negativo ou Não-reagente - quando não forem evidenciados anticorpos para a doença.

Ainda, os resultados são descritos em forma de títulos, quanto maior o título, maior a quantidade de anticorpos no sangue testado e portanto mais fidedigno o diagnóstico. Por exemplo, os títulos 1/2, 1/4 e 1/8 podem ser considerados negativos ou "falso-positivos", quando aumentam por outra doença que não a sífilis, por isso são valores levemente aumentados.

Já os títulos 1/16, 1/64 ou mais, praticamente confirmam o diagnóstico. Contudo, o VDRL pode levar mais tempo para se apresentar no sangue, assim como reduz progressivamente após o tratamento e cura da doença. Por isso é o método utilizado como rastreio inicial, e o método FTA-ABs para confirmação diagnóstica.

Exame de FTA-ABS

O exame de FTA-ABS, (fluorescent treponemal antibody absorption test), também é uma pesquisa de anticorpos contra o Treponema pallidum, responsável pelo desenvolvimento da sífilis, através de uma amostra de sangue.

É o teste mais fidedigno e por isso deve sempre ser realizado como teste confirmatório, antes de iniciar a terapêutica indicada. Os resultados assim como o VDRL, são:

Positivo (ou reagente) - quando existe anticorpos para a doença, ou caso de outras doenças que fazem a resposta "cruzada", que chamamos de "falso-positivo"., e

Negativo (ou não reagente) - quando não são encontrados anticorpos, excluindo quase definitivamente a doença.

Leia também: O que é exame VDRL?
Meu exame de VDRL de reagente 1/32. em que fase a sífilis estou?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não tem como saber com esse exame, sua resposta é clínica, pela avaliação clínica seu médico saberá em que fase da sífilis você está.

Estou grávida de 8 semanas e o exame de toxoplasmose deu IgG 650 reagente e IgM 5,6 reagente; estou com toxoplasmose?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Provavelmente teve toxoplasmose há algumas semanas ou meses, porem precisa saber quando, volte ao seu obstetra que ele conduzirá o restante da investigação.

Fiz o exame de VDRL e deu soro reagente, sou gestante?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Você deve consultar o seu médico e se possível fazer o exame confirmatório para sífilis e tratar a doença. O tratamento é feito com penicilina benzatina (Benzetacil) e o seu parceiro sexual também deve realizar o tratamento, já que a sífilis é uma doença sexualmente transmissível.

O que é o VDRL?

VDRL é o teste de sífilis não treponêmico mais comumente utilizado, ou seja é um teste que detecta anticorpos produzidos pelo organismo contra a bactéria causadora da sífilis, o Treponema Pallidum. É um exame muito importante para o diagnóstico da sífilis e para o seu seguimento pós tratamento.

O VDRL é um exame quantitativos pois é capaz de detectar a quantidade de anticorpos produzidos contra o treponema. O seu resultado é apresentado em títulos como 1:2, 1:4, 1:16, etc. Quanto maior o título maior a quantidade de anticorpos detectada pelo exame.

A titulação do VDRL tende a cair após o tratamento com o decorrer do tempo. Em algumas pessoas mesmo após o tratamento pode-se ter uma titulação residual e o teste permanecer positivo, mas em títulos baixos.

Comumente o exame de VDRL é solicitado junto com outro tipo de exame, um teste treponêmico, que detecta precisamente a bactéria causadora da sífilis de modo a confirmar o diagnóstico, já que os testes não treponêmicos como o VDRL podem apresentar falso positivo.

O VDRL pode apresentar-se positivo também em outras situações como doenças reumáticas, gestação ou drogadicção.

Em gestantes o tratamento deve ser realizado o mais rapidamente possível, por isso, mesmo quando não é possível realizar um teste confirmatório treponêmico já se está indicado iniciar o tratamento.

Como é o tratamento da sífilis em gestantes?

O tratamento da sífilis é feito com a aplicação de injeção de penicilina G benzatina, a dose pode variar entre 2,4 milhões de Unidades a 7,2 milhões de Unidades.

São aplicadas duas injeções, uma em cada glúteo, e a aplicação pode ser repetida semanalmente por até três semanas, a depender do tipo de sífilis e do tempo de contaminação pela doença.

Converse com o seu médico de família ou obstetra caso apresente teste positivo para a sífilis, é essencial que o tratamento seja iniciado o mais rapidamente possível para evitar complicações na gravidez e no recém-nascido.