Perguntar
Fechar

Resguardo

Que cuidados devo ter durante o resguardo?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Alguns cuidados importantes que a mulher deve ter durante o resguardo: 

  • Estado emocional: A queda hormonal brusca que ocorre no pós-parto provoca tristeza, desânimo, insegurança e cansaço em grande parte das mães. Esses sintomas podem durar até duas semanas e são considerados normais. No entanto, se persistirem e vierem associados a falta de apetite, dificuldade para dormir, falta de concentração e interesse, pode ser depressão pós-parto e precisa de tratamento médico;
  • Relações sexuais: Devem ser evitadas durante o resguardo, por vários motivos:
    • ​​A mulher pode sentir dor e desconforto;
    • O aparelho reprodutor da mulher está em recuperação;
    • Risco de infecção, uma vez que o processo de cicatrização pós-parto ainda não está finalizado;
    • O hormônio prolactina, que estimula a produção do leite, reduz a libido e a lubrificação vaginal;
    • Evitar sobrecarga na região dos pontos cirúrgicos, no caso de cesárea.
  • Alimentação: É importante manter uma dieta equilibrada ppara sustentar a exigência de calorias da amamentação. Algumas recomendações:​
    • Beber de 2 a 3 litros de água por dia;
    • Minerais, como ferro e cálcio continuam sendo fundamentais e podem ser ingeridos principalmente através de carnes vermelhas e laticínios;
    • Consumir frutas com casca (maçã, ameixa, pera...) ajuda a combater a constipação intestinal, comum nessa fase;
    • Evitar refeições pesadas e gordurosas, pois elas são passadas para o bebê através do leite e o sistema digestivo do recém nascido ainda não está preparado para esses alimentos;
    • Café, verduras escuras, chocolate, refrigerantes à base de cola, talo de alface, feijão e tomate devem ser evitados para não causarem cólicas no bebê.
  • Dirigir: 
    • Parto normal: Deve-se evitar durante o 1º mês, para não interferir na cicatrização do períneo. Se a mulher não sentir nenhum incômodo, já pode dirigir a partir da 2ª semana de pós-parto;
    • Cesárea: Normalmente não é permitido no 1º mês, para não atrapalhar a cicatrização das suturas no abdômen;
  • Exercícios físicos: dependerá de quão ativa era a mulher antes e durante a gravidez. É recomendado evitar corridas e outras atividades mais intensas durante o 1º mês pós parto. Depois desse período, a mulher já pode fazer caminhadas leves, de 20 a 30 minutos, dependendo do seu condicionamento físico. 
  • Carregar peso: Deve-se evitar no 1º mês, tanto para cesárea como para parto normal;
  • Subir escadas: Desde que não haja dor, não precisa ser evitado;
  • Cabelos: As tinturas devem ser adiadas se a mulher estiver amamentando, uma vez que estes produtos podem conter amônia ou formol e podem intoxicar o bebê.

Leia também: Sangramento durante o resguardo é normal?

Para maiores informações sobre os cuidados que se deve ter no resguardo, fale com o/a médico/a durante as consultas de acompanhamento pós parto.

Posso engravidar durante o resguardo?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

É possível engravidar durante o resguardo, embora seja raro.

O resguardo é o período que compreende os 40 dias após o parto. Durante esse período, é indicado que a mulher não pratique relações sexuais, pois o seu aparelho reprodutor está se recuperando da gestação e do parto, há maior risco de infecções e pode haver desconforto ou mesmo dor.

Os hormônios produzidos durante o aleitamento materno bloqueiam a ovulação e, por isso, a mulher não menstrua e não engravida. A amamentação pode funcionar como um método anticoncepcional apenas se a mulher estiver amamentando exclusivamente em livre demanda (ou seja, não está oferecendo outro tipo de leite para o bebê), nos primeiros seis meses e ainda não teve nenhuma menstruação depois do parto. Quando o bebê passa a ingerir alimentos e fórmulas e a amamentação deixa de ser exclusiva, o ciclo menstrual começa a voltar ao normal.

A partir dos 40 dias pós parto, a mulher pode começar a usar algum tipo de método anticoncepcional para evitar a gravidez. Isso pode ser conversado com o/a profissional de saúde durante as consultas do pré natal ou do acompanhamento pós parto para orientação de métodos anticoncepcionais disponíveis e mais indicados para cada situação, além de realizar um planejamento familiar.

Assim, se realmente for desejo da mulher ter relações sexuais durante o resguardo é orientado o uso de preservativo para evitar gravidez indesejada.

Leia também:

Sangramento durante o resguardo é normal?

Quando a mulher que está amamentando engravida, o leite seca?

Posso tomar pílula do dia seguinte no resguardo?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

pílula do dia seguinte pode ser tomada durante o resguardo.

O resguardo é o período que compreende os 40 dias após o parto. Durante esse período, é indicado que a mulher não pratique relações sexuais, pois o seu aparelho reprodutor está se recuperando, há maior risco de infecções e pode haver desconforto ou mesmo dor.

A maioria das pílulas do dia seguinte disponíveis nas farmácias são compostas pelo progestágeno Levonorgestrel que não apresenta repercussão para o aleitamento materno.

Os métodos anticoncepcionais hormonais de uso contínuo só podem voltar a ser utilizados após os 40 dias de resguardo. Se a mulher estiver amamentando, ela só poderá tomar anticoncepcionais sem o componente de estrogênio.

É muito importante conversar com o/a profissional de saúde sobre os métodos anticoncepcionais disponíveis e mais indicado para cada situação, além de realizar um planejamento familiar durante as consultas do pré-natal ou mesmo nas consultas de acompanhamento pós parto.

Leia também: Sangramento durante o resguardo é normal?

Estou no resguardo e tomo Norestin, tive sangramento...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Amamentando e tomando Norestin (ou outro anticoncepcional para amamentação) o mais provável é que não haja sangramento porém eventualmente pode ocorrer. Se não tomar o anticoncepcional estará correndo risco de engravidar.

Sangramento durante o resguardo é normal?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, sangramento durante o resguardo é normal. Esse sangramento após o parto chama-se lóquios e ocorre porque o corpo está eliminando os tecidos que revestiam o útero durante a gravidez.

A parte interna do útero, onde a placenta estava "colada", ainda está se regenerando e cicatrizando. Por isso a mulher pode sangrar no resguardo, durante um período que varia entre 3 e 6 semanas.

O lóquios apresentam coloração avermelhada nos primeiros dias, depois fica rosado, marrom, amarelado, até se tornar transparente.

Enquanto estiver perdendo sangue, é recomendado que a mulher deve use absorventes higiênicos, isto porque os tampões vaginais não são indicados pois podem causar infecções.

Apesar do sangramento no resguardo ser normal, a mulher deve estar atenta a algumas características que podem indicar problemas. O cheiro deve ser semelhante ao da menstruação. Se o sangramento apresentar odor forte, coágulos grandes ou a mulher tiver febre, pode ser sinal de alguma infecção. Se isso acontecer, procure o seu médico ginecologista.

Também podem lhe interessar:

Posso engravidar durante o resguardo?

Posso tomar pílula do dia seguinte no resguardo?

Que cuidados devo ter durante o resguardo?