Risco de Engravidar

Estou tentando engravidar e meus seios estão inchados. Posso estar grávida?

Sim, se os seus seios estão inchados e você teve relações durante a ovulação, pode ser que esteja grávida. Seios inchados e doloridos são alguns dos sintomas de gravidez.

Outros sinais e sintomas de gravidez incluem:

  • Atraso da menstruação;
  • Cansaço;
  • Tontura;
  • Sonolência;
  • Inchaço abdominal.

Porém, é importante lembrar que seios inchados também podem ser um sinal de que você vai menstruar. É muito comum as mulheres ficarem com os seios inchados e doloridos durante a TPM. Além disso, o próprio uso do anticoncepcional também pode deixar os seios inchados.

Espere pela sua menstruação. Se houver atraso, aguarde uma semana e faça um teste de gravidez de farmácia. Se der positivo, marque uma consulta com a/o ginecologista, médica/o de família ou clínica/o geral para iniciar o acompanhamento pré-natal. Se der negativo, espere mais uma semana e se a menstruação continuar atrasada, repita o teste. 

Posso engravidar sem menstruar por causa dos ovários policísticos?

A mulher com ovários policísticos pode apresentar menstruações irregulares. Isso significa que ela pode ficar alguns meses sem menstruar, além de apresentar sangramento excessivo e prolongado quando menstrua. 

Em geral, quando não há menstruação é um sinal de que não ouve ovulação, logo, a possibilidade de engravidar é baixa. Porém, por não haver uma regularidade no ciclo, fica difícil saber exatamente o período fértil. A mulher pode então engravidar e, neste caso, não irá menstruar pela presença da gravidez e não em decorrência dos ovários policísticos.

Quem está na tentativa de engravidar e apresenta atraso menstrual deve continuar o acompanhamento médico para possível realização de exames como o teste de gravidez.

A metformina, no tratamento da síndrome dos ovários policísticos, contribui em melhorar o efeito da insulina produzida pelo organismo. Ela é indicada em alguns casos e deve ser tomada apenas com orientação médica. 

Leia mais em:

Metformina é um bom tratamento para quem tem ovários policísticos?

A mulher com síndrome dos ovários policísticos que pretende engravidar, pode realizar um acompanhamento médico específico para otimizar os ciclos ovulatórios. Consulte o/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral para uma avaliação.

Mulher com ovários policísticos pode engravidar se tomar anticoncepcional de forma irregular?

A mulher com ovários policísticos pode engravidar mesmo nessas condições.

O uso incorreto e irregular do anticoncepcional não garante sua eficácia e, portanto, é possível ocorrer uma gravidez.

As mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos podem ter dificuldade de engravidar pois apresentam o ciclo menstrual irregular.

Devido ao desequilíbrio hormonal, alguns ciclos menstruais não apresentam ovulação, o que pode levar um tempo maior para a mulher com síndrome dos ovários policísticos engravidar.

Em geral, após 12 meses consecutivos de tentativa de engravidar, a mulher juntamente com seu companheiro devem procurar uma consulta com médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para uma avaliação da fertilidade do casal.

O uso do anticoncepcional tanto para fins de evitar gravidez como para tratamento para ovário policístico deve ser feito adequadamente, tomando 1 pílula por dia sempre no mesmo horário para não haver flutuações hormonais capazes de inabilitar a ação da medicação.

Se você faz tratamento para ovários policísticos e pretende engravidar, converse com seu/sua médico/a para melhores orientações.

Posso engravidar durante o resguardo?

É possível engravidar durante o resguardo, embora seja raro.

O resguardo é o período que compreende os 40 dias após o parto. Durante esse período, é indicado que a mulher não pratique relações sexuais, pois o seu aparelho reprodutor está se recuperando da gestação e do parto, há maior risco de infecções e pode haver desconforto ou mesmo dor.

Os hormônios produzidos durante o aleitamento materno bloqueiam a ovulação e, por isso, a mulher não menstrua e não engravida. A amamentação pode funcionar como um método anticoncepcional apenas se a mulher estiver amamentando exclusivamente em livre demanda (ou seja, não está oferecendo outro tipo de leite para o bebê), nos primeiros seis meses e ainda não teve nenhuma menstruação depois do parto. Quando o bebê passa a ingerir alimentos e fórmulas e a amamentação deixa de ser exclusiva, o ciclo menstrual começa a voltar ao normal.

A partir dos 40 dias pós parto, a mulher pode começar a usar algum tipo de método anticoncepcional para evitar a gravidez. Isso pode ser conversado com o/a profissional de saúde durante as consultas do pré natal ou do acompanhamento pós parto para orientação de métodos anticoncepcionais disponíveis e mais indicados para cada situação, além de realizar um planejamento familiar.

Assim, se realmente for desejo da mulher ter relações sexuais durante o resguardo é orientado o uso de preservativo para evitar gravidez indesejada.

Leia também:

Sangramento durante o resguardo é normal?

Quando a mulher que está amamentando engravida, o leite seca?

Posso engravidar menstruada?

Dificilmente ocorre gravidez nessa situação. Se teve relação durante a menstruação, é muito difícil engravidar. Em teoria esse é um período onde a mulher está menos propensa a engravidar assim como acontece logo nos primeiros dias após a menstruação e na semana anterior a menstruação.

Posso engravidar na troca do anticoncepcional?

Não há risco de engravidar na troca do anticoncepcional. Se você começar a tomar o anticoncepcional novo no mesmo dia que iniciaria o anterior, não há risco de gravidez. Já está protegida logo na primeira cartela do novo anticoncepcional.

Mesmo que comece a tomar o novo anticoncepcional um dia antes, não tem problemas. Porém, se começar com atraso, as chances de engravidar aumentam.

Quanto maior o atraso, mais desprotegida você fica. Nesse caso, o mais indicado é usar preservativos durante a primeira cartela e só confiar no anticoncepcional a partir da segunda cartela.

Lembrando que a primeira pílula anticoncepcional deve ser tomada no 1º dia da menstruação. Se for uma cartela de 21, a mulher deve fazer uma pausa de 7 dias e retomar a seguir. Se a cartela for de 24 pílulas, a pausa é de 4 dias. 

Durante essa pausa entre uma cartela e outra não há risco de engravidar, mesmo que a mulher troque de anticoncepcional.

Leia também:

Posso engravidar na pausa do anticoncepcional?

Tomei o anticoncepcional com falhas. Posso engravidar?

Dúvidas sobre Anticoncepcional

Tive relação e não usamos camisinha, posso engravidar?

Há chances sim de engravidar, você provavelmente estava entrando em seu período fértil e como já fazem 3 dias não faz mais sentido tomar a pílula do dia seguinte, terá que contar com a sorte, agora é só esperar.

Tenho o colo do útero aberto, posso engravidar?

Pode engravidar sim e se for necessário o seu obstetra pode fazer um procedimento durante a gestação chamado de cerclagem, que vai ajudar a manter o colo do útero fechado e evitar problemas. Não há a riscos para você, apenas para o bebê.

Tenho ovários multicísticos, posso engravidar?

Sim, muitas vezes é possível engravidar, após o tratamento adequado, no entanto é necessário um diagnóstico correto a fim de identificar se a presença de cistos nos ovários corresponde realmente ao diagnóstico de Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) ou multicísticos, que tem a infertilidade como uma das suas características.  

Devido as mudanças sofridas na estrutura dos ovários conforme a menina cresce, torna-se adolescente e depois, adulta, exames de ultrassonografia realizados durante essa fase, podem identificar cistos (microcistos e multicistos) nos ovários, que no entanto, desaparecem quando são atingidos os níveis hormonais (gonadotrofinas) relativos à idade adulta. Algumas vezes essa situação pode induzir à diagnósticos errados.  Além disso, a Síndrome dos Ovários Policísticos é caracterizada também por outras alterações como distúrbios menstruais, excesso de peso, aumento de pelos e alterações da glicose.

O diagnóstico correto é muito importante para definir o tratamento adequado a ser realizado pelo ginecologista ou endocrinologista.

Posso engravidar após retirar um ovário?

1 - Fiz cirurgia e retirei um ovário, posso engravidar normalmente.

Sim.

2 - Fiz cirurgia e retirei a trompa e o ovário de um lado, posso engravidar?

Sim.

Tenho sangramento de escape, posso engravidar?

O sangramento de escape é comum em quem usa o anticoncepcional hormonal como Diane 35. Ao fazer o uso regular do anticoncepcional, sem esquecimento de pílulas e sem falhas, ele terá seu efeito garantido mesmo havendo esses escapes.

Sangramento de escape é a perda mínima de sangue que pode ocorrer ao longo do ciclo menstrual. Esse sangramento é diferente do sangramento da menstruação pois tem uma coloração de sangue menos vivo, não é prolongado, costuma durar alguns dias ou mesmo apenas 1 dia, é percebido na calcinha manchada e às vezes a mulher não sente necessidade do uso de absorvente.

O risco de gravidez em quem usa anticoncepcional é reduzido, em torno de 1%. Ou seja, quem faz uso regular da medicação, mesmo apresentando o sangramento de escape, tem um baixo risco de engravidar.

Caso você tenha alguma dúvida, consulte o/a médico/a de família, ginecologista ou clínico/a geral para uma avaliação.

Fiz cirurgia de vesícula, em quanto tempo posso engravidar?

Precisa perguntar isso para o obstetra que vai fazer seu pré-natal, tudo depende dos riscos que ele e você estão dispostos a correr. Além de que precisa de um tempo para começar a pensar em engravidar (fazer exames, começar a tomar os medicamentos necessários).