Perguntar
Fechar
Atraso menstrual seguido de sangramento é sinal de gravidez?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Na verdade um pequeno sangramento no meio do ciclo seguido de atraso menstrual é mais indicativo de gravidez. No seu caso o atraso não é significativo (inferior a 15 dias) e houve menstruação (ou  sangramento), o fato de ter vindo pouco pode ser relevante. Se há suspeita de estar grávida faça o exame, somente assim terá certeza.

Tenho 17 anos, na minha 1ª vez não sangrou, na 2ª sangrou pouco e não parou ainda, não sai muito sangue mas estou preocupada, isto é normal?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O sangramento que ocorre na primeira relação geralmente é decorrente do trauma na membrana himenal, é em pequena quantidade e dura no máximo horas, geralmente só ocorre no ato sexual. Esse sangramento que está tendo parece mesmo uma menstruação desregulada.

Qual a diferença do sangramento da nidação e do escape?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não há diferença entre os sangramentos, somente sabemos se foi um ou outro depois. Se foi nidação, uma gravidez deve aparecer. Se foi escape, uma gravidez não deve aparecer.

O sangramento da nidação é uma perda de sangue que ocorre no momento em que o óvulo fecundado fixa-se na parede interna do útero, logo no início da gravidez. Já o sangramento de escape, também chamado spotting, é aquele que ocorre fora do período menstrual, daí ser conhecido também como sangramento intermenstrual.

O sangramento de nidação é um tipo de escape. No entanto, utiliza-se o termo “nidação” para diferenciá-lo dos outros tipos de sangramento, já que essa perda de sangue é característica do começo da gestação.

Tanto no sangramento de escape como no de nidação, há uma perda de sangue pequena, sendo observadas pequenas gotas de sangue na calcinha. Esse tipo de sangramento não é suficiente para cobrir um absorvente.

A ocorrência de sangramento de escape no início da gestação também pode ser sinal de gravidez ectópica, que ocorre quando o óvulo fecundado se desenvolve fora do útero. Trata-se de uma condição que pode ser fatal se não for tratada.

Sangramento de escape pode ser gravidez?

Sim, um sangramento de escape pode ser gravidez. Porém, a nidação nem sempre causa sintomas e nem todas as mulheres apresentam sangramento. Por outro lado, algumas gestantes podem ter escape durante as primeiras 20 semanas de gravidez.

Além da nidação, a ocorrência de sangramento de escape no 1º trimestre de gravidez pode ainda ser devida a relações sexuais, infecções e alterações hormonais.

As causas mais graves de escape no 1º trimestre de gestação incluem:

  • Aborto espontâneo: quase todas as mulheres que abortam espontaneamente têm sangramento antes do aborto;
  • Gravidez ectópica: pode causar sangramento e cólicas;
  • Gravidez molar: ocorre quando o óvulo fertilizado se implanta no útero e não se desenvolve.

A gestante deve procurar atendimento médico se apresentar:

  • Sangramento intenso;
  • Sangramento com cólicas ou dor;
  • Tontura e sangramento;
  • Dor no abdômen ou na pelve.
O que pode causar sangramento de escape?
  • Miomas uterinos ou pólipos uterinos ou cervicais;
  • Alterações hormonais;
  • Inflamação ou infecção do colo do útero ou do útero;
  • Lesão ou doença na vagina causada por relações sexuais, trauma, infecção, pólipo, verrugas genitais, úlcera ou varizes;
  • Uso de DIU;
  • Gravidez ectópica;
  • Aborto espontâneo;
  • Complicações na gravidez;
  • Secura vaginal devido à falta de estrógeno após a menopausa;
  • Estresse;
  • Usar anticoncepcional hormonal de forma irregular, como iniciar e interromper ou pular pílulas anticoncepcionais, adesivos ou anéis vaginais;
  • Hipotireoidismo;
  • Uso de anticoagulantes;
  • Câncer ou lesões pré-cancerígenas no colo do útero, útero ou trompas de Falópio;
  • Exame pélvico, biópsia cervical ou outros procedimentos no colo do útero ou endométrio.

O sangramento vaginal que ocorre entre os períodos ou após a menopausa pode ser causado por vários problemas. A maioria é benigna e pode ser facilmente tratada. Em alguns casos, o sangramento pode ser sinal de câncer ou pré-câncer. O risco de desenvolver câncer aumenta para aproximadamente 10% em mulheres com sangramento na pós-menopausa.

Portanto, qualquer perda de sangue deve ser avaliada pelo/a médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista.

Corrimento marrom com sangue pode ser gravidez?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Depende. Se for bem no meio do ciclo, mais ou menos 14 dias depois do primeiro dia da menstruação e a próxima menstruação deixar de vir (atrasar, não descer mais por 9 meses), dai sim esse sangramento que teve pode ser sinal de gravidez.

Menstruação 4 dias atrasada, posso estar grávida?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Pode estar grávida sim, espere mais alguns dias e se continuar o atraso faça o exame de gravidez. Se você teve relação sexual desprotegida estando fértil existe a possibilidade de ter engravidado. O atraso menstrual é o principal sintoma do começo de uma gestação.

No entanto, para confirmar a gravidez é essencial a realização de um teste de gravidez. Isto porque atrasos menstruais pequenos de 1 a 8 dias isoladamente não necessariamente são ocasionados por gravidez e é muito comum entre as mulheres.

Pequenas oscilações hormonais durante o ciclo menstrual podem levar a variação de alguns dias na data da menstruação, ocorrer pequenos atrasos menstruais é algo normal para a maioria das mulheres.

Portanto, mesmo a menstruação estando atrasada 4 dias você pode não estar grávida. Por isso, é importante fazer um teste de gravidez para confirmar ou descartar essa hipótese.

Quais outros sintomas indicam o inicio de uma gravidez?

Além do atraso menstrual, alguns sintomas como náuseas, enjoos, dores pélvicas ou cólicas, sensação de inchaço, sensibilidade mamária também podem ser sintomas do começo de uma gestação. Esses sintomas, contudo, costumam aparecer apenas a partir da quinta ou sexta semana de gestação, além disso, nem todas as mulheres os apresentam.

A partir de quantos dias de atraso menstrual posso estar gravida?

São considerados significativos atrasos menstruais com mais de 15 dias de duração ou duas semanas. Atrasos assim persistentes levantam a hipótese de gravidez ou outros problemas de saúde que podem levar a ausência de menstruação.

Quais são as outras causas de atraso menstrual?

Outros problemas que também podem levar a atraso menstrual são: disfunção tireoidiana, síndrome do ovário policístico, hiperprolactinemia, distúrbios de ansiedade ou estresse, anorexia ou obesidade, entre outros problemas. Portanto, após duas ou mais semanas de atraso menstrual é importante procurar um médico para uma avaliação.

Para mais informações consulte o seu médico de família ou ginecologista.

Estou grávida e menstruei o que pode ser que aconteceu?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Sangramento durante a gravidez é uma ocorrência relativamente frequente. Em alguns casos a mulher continua menstruando na data certa, mesma estando grávida. Geralmente essa "menstruação" é bem pouco e dura poucos dias. Sangramento durante a gestação só é preocupante quando for contínuo, ou ocorrer muitas vezes ou ser um sangramento muito intenso e vir acompanhado de cólicas fortes que pode indicar um aborto.

No seu caso o ideal seria ir ao ginecologista que vai lhe pedir os exames de pré-natal e um exame de ultrassonografia transvaginal (ou ecografia transvaginal) que vai dizer exatamente se está tudo bem com sua gravidez. Um novo exame de gravidez agora provavelmente daria positivo mesmo que você tivesse tido um aborto, porque os níveis de Bhcg (que são medidos no exame de gravidez) levam um tempo para negativarem.

Começo a tomar anticoncepcional a menstruação não pára...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Depende. Algumas mulheres não se adaptam a um tipo de hormônio ou dosagem, mas não é o habitual. É necessário avaliar alguns critérios, como:

  • Por quanto tempo fez uso, se foi suficiente para o organismo se adaptar;
  • Se faz uso de mais algum medicamento que possa interagindo com o anticoncepcional;
  • Se apresenta algum distúrbio hematológico ou endocrinológico que responda a essa reação, entre outros.

Na maioria das vezes, o organismo com um mês de uso da mediação já tem um ajuste dos níveis de estrogênio e progesterona, reduzindo bastante o crescimento do endométrio, pelo nível sérico regular em todo o ciclo, e com isso, reduzindo o fluxo menstrual.

Esse tempo de adaptação do organismo pode levar mais de um mês sem que configure um problema, mas quando ultrapassa 2 ou três meses já deve ser investigado ou optar por outra opção de contracepção.

Portanto o mais adequado é agendar uma consulta com um/a médico/a ginecologista para uma avaliação mais detalhada e devidas orientações.

Pode lhe interessar também:

Dúvidas sobre menstruação, sangramentos e escapes

O que fazer para aumentar ou diminuir o fluxo menstrual?

Tomei pilula do dia seguinte e a menstruação não desceu?

Tomo anticoncepcional e estou com sangramento...
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Deve terminar a cartela normalmente mesmo apresentando sangramento, eventualmente a diarreia pode sim interferir na eficácia do anticoncepcional.

Mulheres que fazem uso de anticoncepcional hormonal oral podem apresentar sangramento de escape durante o uso desse medicamento. Geralmente, esse sangramento aparece em pequena quantidade e é auto-limitado, costuma também ser mais frequente no começo do uso do anticoncepcional e a desaparecer no decorrer dos meses.

As usuárias de pílula que fazem uso contínuo do anticoncepcional, ou seja, tomam uma cartela seguida da outra sem pausa também apresentam maior possibilidade de apresentarem sangramento de escape.

Um outro fator que contribui para o aumento da incidência do spotting é o esquecimento da pílula, quanto mais dias a mulher esquece de tomar o anticoncepcional, maior a chance dela apresentar sangramentos após os dias em que ela esqueceu de tomar o comprimido. Nesse tipo de situação a mulher está em risco de gravidez, pois a eficácia da pílula diminui.

Caso a mulher tenha feito o uso correto do anticoncepcional, isto é, tomou diariamente a pilula no mesmo horário ela está protegida e mesmo que apresente um sangramento de escape deve continuar tomando os demais comprimidos e fazer a pausa normalmente.

O que fazer se o sangramento não parar?

Caso apresente muitos episódios de sangramento de escape que persistam no decorrer do tempo ou apresente sangramentos intenso e contínuo, mesmo ao fazer uso correto da pílula, procure um médico ginecologista ou médico de família para uma avaliação. Outros problemas podem estar associados a presença de sangramento anormal durante o uso do anticoncepcional.

O que fazer se apresentar diarreia durante o uso da pílula?

A presença de diarreia ou vômitos diminui a eficacia do anticoncepcional, nesse tipo de situação pode ser necessário tomar novamente a pílula. Em caso de diarreia ou vômitos que aconteceram até 4 horas da tomada da pílula é necessário tomar novamente o comprimido, pois o medicamento pode não ter sido adequadamente absorvido para fazer efeito.

Se a diarreia ou os vômitos aconteceram após esse horário não é necessário repetir a tomada de comprimido.

Outras situações que podem também interferir na eficácia da pílula anticoncepcional incluem principalmente o uso de medicamentos como anticonvulsivantes, barbitúricos, antibióticos (rifampicina), antirretrovirais (efavirenz, nevirapina, nelfinavir) e o uso de anabolizantes.

Caso tenha mais dúvidas procure o seu médico de família ou ginecologista para esclarecimentos.

Sangramento borra de café é considerado o primeiro dia da menstruação?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Pode ser considerado, a depender do seu padrão menstrual e dos próximos dias que se seguem ao sangramento em borra de café. Algumas mulheres podem iniciar o período menstrual com sangramento em borra de café, ou mais amarronzado e depois segue-se o sangramento vermelho vivo, podendo ou não no final da menstruação voltar a apresentar a cor mais marrom. É importante estar atenta ao seu padrão menstrual, embora também possam ocorrer variações de ciclo para ciclo.

No caso de a mulher fazer uso de anticoncepcional o aspecto da menstruação também pode mudar, isto porque o sangramento durante o uso de anticoncepcionais é na verdade um sangramento decorrente da privação hormonal e não um sangramento menstrual.

Contudo, caso o sangramento em borra de café venha numa situação eventual, por exemplo, por 1 ou 2 dias apenas, ou fora do período esperado para a menstruação é provável que trate-se de um spotting, que é o termo usado para o sangramento de escape, que é um tipo de sangramento muito comum em usuárias de anticoncepcionais hormonais.

Saiba tudo sobre menstruação e escapes aqui.

No caso de mais dúvidas consulte o seu médico de família ou ginecologista para esclarecimentos.

Dor de cabeça, nervoso, olho direito vermelho...?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Você tem cinco sintomas eu poderia então citar 5 doenças (no mínimo), porém vamos tentar simplificar pelo mais óbvio.

Deduzo que alguma coisa deixou você muito nervoso (se bem que você anda bem preocupado ultimamente), esse nervosismo resultou na sua dor de cabeça e também exacerbou um problema alérgico ou inflamatório crônico que você tem nas suas mucosas (nariz, olhos, garganta ou pulmão) isso resultou no olho vermelho, sangramento nasal, o sangue que você cuspiu é resultante do sagramento nasal (parte do sangue escore pela parte posterior do nariz e cai na garganta e as vezes você consegue cuspir parte dese sangue.

Sangue vivo nas fezes, o que pode ser e o que fazer?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Fezes com sangue vivo são um sinal de sangramento na região baixa do sistema digestivo, ou seja, no intestino grosso, reto ou ânus. As causas mais frequentes são devidas a lesões no ânus (fissuras anais) e hemorroidas, que geralmente sangram em situações que exigem esforço para evacuar, como em casos de prisão de ventre.

O sangramento nesses casos costuma ser pequeno e as fezes apresentam uma pequena quantidade de sangue, que também pode ser apenas observado no papel higiênico.

Hemorroidas

Os principais sinais e sintomas da hemorroida são a dor ao evacuar e as fezes com um pouco de sangue. O sangue pode ser notado pelas gotas que caem depois da evacuação ou no papel higiênico.

Fissuras anais

Já as fissuras anais provocam muita dor durante as evacuações e o sangramento pode ser observado pela presença de um pouco de sangue nas fezes, no papel higiênico ou no vaso sanitário.

O que fazer em caso de fezes com sangue vivo?

Uma vez que, muitas vezes, a presença de sangue nas fezes está relacionada com o esforço para evacuar, o sangramento pode ser evitado através de cuidados para prevenir a constipação intestinal.

A prisão de ventre pode ser amenizada com ingestão de mais líquidos e a manutenção de uma alimentação saudável, rica em alimentos ricos em fibras como frutas, vegetais, farelo de trigo e aveia. A atividade física regular, como caminhar, estimula o trânsito intestinal, melhorando também a constipação.

No entanto, fezes com sangue pode ser um sinal de doenças potencialmente graves e fatais. Por isso, se o sangramento persistir, é altamente recomendável procurar um médico.

O gastroenterologista ou o proctologista são os médicos especialistas indicados para realizar o diagnóstico e tratamento de problemas do sistema digestivo, como no caso de presença de sangue nas fezes.

Quais as outras causas de fezes com sangue?

Além das hemorroidas e das fissuras anais, existem ainda outras doenças que podem causar esses sangramentos e deixar as fezes com sangue vivo, como pólipos no intestino, inflamação no reto ou no ânus, úlcera ou câncer no reto, câncer no ânus e endometriose intestinal.

Fezes com sangue escuro e um odor intenso característico (melena), pode ser sinal de um sangramento mais intenso na boca, esôfago, estômago ou porção inicial do intestino (duodeno). Nesses casos, o sangramento pode ser causado por traumatismos, úlcera, esofagite, varizes no esôfago, pólipos intestinais e tumores

Outras causas para a presença de sangue nas fezes incluem: diverticulose, vermes, doenças infecciosas, câncer e doenças inflamatórias intestinais, como colites, doença de Crohn e retocolite ulcerativa

Sangramento após a curetagem é normal?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Um sangramento leve após a curetagem pode ser normal e durar alguns dias. Sangramento intenso não é considerado normal após a curetagem.

É importante observar se a quantidade de sangue está diminuindo com o passar do tempo e se o sangue apresenta alteração de cheiro.

Se o sangramento for abundante, com coágulos e tiver um mau cheiro forte (diferente da menstruação) e ainda se a mulher estiver com cólicas fortes ou febre, ela deve procurar o atendimento de emergência.

As complicações da curetagem uterina são raras, mas podem acontecer. Dentre elas, pode haver perfuração do útero, traumas na região do colo do útero, infecção ou adesão intra uterina.  

A mulher que nos dias após o procedimento apresentar cólicas que não melhoram com analgésicos, febre ou sangramento intenso deve procurar o serviço de urgência de ginecologia para reavaliação do procedimento.