Perguntar
Fechar

Ultrassom

O exame de ultrassom pode errar a data das semanas de gestação?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

"Errar" não é uma palavra para ser usada neste caso porque o ultrassom não é um exame exato, depende muito da experiência do médico que faz o exame. 10 ultrassom feitos por 10 pessoas diferentes pode dar 10 datas diferentes para a sua gestação.

Virgem pode fazer ultrassom transvaginal?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não é recomendado a realização do ultrassom transvaginal em mulher virgem.

Para mulher virgem, é indicada a ultrassonografia abdominal.

A ultrassonografia transvaginal não é o exame indicado para avaliação ginecológica em pacientes virgens. Quando for necessária uma avaliação das estruturas e órgãos pélvicos, o/a médico/a pode solicitar o ultrassom abdominal para as mulheres virgens. Esse exame também é capaz de demonstrar as estruturas como o útero, ovários, trompas, presença de massa pélvica, etc.

A perda da virgindade é associada ao rompimento do hímen durante a primeira relação sexual. Durante o ultrassom transvaginal, o/a médico/a introduz o aparelho na vagina da paciente e, caso tenha o hímen intacto, pode causar ruptura dessa membrana.  Por isso, não é recomendado a realização da ultrassonografia transvaginal em mulheres virgens.

Caso a mulher seja virgem, é importante informar para o/a profissional de saúde que poderá solicitar outros exames no lugar da ultrassonografia transvaginal.

Um nódulo na mama: devo fazer outro ultrassom?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O ultrassom só vai mostrar o que realmente existe em sua mama, dificilmente um novo nódulo vai surgir em tão pouco tempo.

Posso fazer ultrassom transvaginal estando com sangramento?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Precisa fazer essa pergunta para o serviço de ultrassonografia que vai fazer seu exame, do ponto de vista médico você pode fazer o exame mesmo com sangramento, porém algumas clínicas não realizam o exame se estiver com sangramento.

Exame endovaginal: endométrio está... Posso estar grávida?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode sim, se você teve relação sem proteção, mas não por causa do exame. Este exame, o melhor essa parte do útero que o exame mostro não tem muito haver com gravidez nesse sentido da sua pergunta.

Ultrassom transvaginal mostrou cistos nos ovários, é grave?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A presença de cistos nos ovários não é necessariamente uma condição grave de saúde.

Cistos nos ovários e uma situação frequente na maioria das mulheres.Esses cistos surgem porque o folículo que se desenvolve dentro do ovário não cresce o suficiente para se transformar em óvulo, ser expulso do ovário e desencadear a ovulação. Dessa forma, os folículos vão se acumulando no ovário na forma de cisto.

A presença de cistos nos ovários pode ser uma condição benigna que não apresenta riscos para a mulher. Isso dependerá de como o cisto se apresenta, se há ruptura ou torção e se, em consequência disso, há algum sintoma preocupante como dores em baixo ventre, sangramento vaginal intenso, febre, etc.

Quando os ovários com policistos são associados a um conjunto de outros sinais e sintomas, a mulher pode manifestar a Síndrome dos Ovários Policísticos. 

As mulheres com Síndrome dos Ovários Policísticos podem ter dificuldade de engravidar pois apresentam o ciclo menstrual irregular.

É fundamental que todo exame seja mostrado para o/a profissional de saúde que o solicitou para fazer uma análise completa do caso e correlacionar com os aspectos clínicos do/a paciente. 

Útero em retroversoflexão interfere para engravidar?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não, útero em retroversoflexão (retrovertido) não traz dificuldades para engravidar nem interfere com a gravidez. O útero retrovertido é apenas uma variação da posição anatômica do útero, em que ao invés de o útero estar virado para frente ele está voltado para trás.

Porém, isso não provoca nenhuma alteração no órgão, não dificulta a gravidez, não traz problemas para a gestação e também não impede que a mulher tenha um parto normal.

O útero retrovertido raramente provoca sintomas, na maioria das vezes só é detectado durante um exame de ultrassom realizado por outro motivo, ou seja, acaba por ser um achado ocasional. Cerca de 15 a 25% das mulheres possuem útero retrovertido. 

Há alguns estudos que apontam uma correlação entre endometriose e o útero retrovertido, nesse tipo de situação as mulheres teriam maior dificuldade para engravidar, mas em decorrência da presença de endometriose e não por causa do útero em retroversão.

Já durante a gestação, uma condição muito rara que a retroversoflexão do útero pode causar é o encarceramento uterino, situação em que o útero torna-se fixo. Essa situação pode provocar retenção de urina e algum desconforto para urinar, necessitando ser avaliada por um ginecologista.

O médico ginecologista ou médico de família poderá esclarecer outras dúvidas em relação a esse assunto.

Leia também:

Útero retrovertido tem cura?

O que é útero retrovertido e quais os sintomas?

Se fizer ultrassom não preciso fazer Papanicolau?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O exame Papanicolau (Preventivo) e a ultrassonografia possuem funções diferentes e podem se complementar.

O exame preventivo é realizado com objetivo de identificar alterações nas células do colo do útero e vagina para detectar precocemente lesões ou doenças como câncer do colo do útero. O exame é feito com a raspagem superficial de secreções vaginais e do colo do útero que o/a profissional coloca em uma lâmina. Essa lâmina irá para avaliação em laboratório e após alguns dias o resultado é acessível.

A ultrassonografia transvaginal serve para avaliar órgãos e estruturas pélvicas da mulher como útero, endométrio, ovários, trompas uterinas, etc. É um exame de imagem em que, através de um aparelho, o/a médico/a visualiza de imediato normalidades ou possíveis alterações nessa região.

Por essa razão, os dois exames são diferentes e servem para propósitos distintos. A mulher deve realizar os dois se forem pedidos separadamente. O resultado dos exames podem complementar a decisão clínica do/a médico/a.

Leia também:

Existe diferença entre Papanicolau e preventivo?

Qual a diferença de fazer o preventivo e a transvaginal?

Grávida de 16 semanas, ultrassom já dá para ver o sexo?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim. A partir da 13ª semana de gestação já é possível saber o sexo do bebê pela ultrassonografia; entretanto essa estimativa pode variar de acordo com a posição do bebê e também de acordo com a implantação da placenta da mãe.

A data ideal e mais segura para essa avaliação médica, se dá a partir da 15ª a 16ª semana de gestação.

Existem hoje métodos mais modernos, também seguros, para avaliação do sexo do bebê desde a 8ª semana de gestação, porém são métodos de custo elevado e que não estão disponibilizados na rede pública de saúde.

Saiba mais sobre esse assunto nos links abaixo:

Com quantas semanas é possível saber o sexo do bebê?

Com quantas semanas dá para ver o bebê no ultrassom?

Com quantas semanas é possível ouvir o coração do bebê?

Na gravidez, quando é possível ouvir o coração do bebê?

O que é polimicrocisto?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Polimicrocisto significa muitos (poli) cistos (espécie de saco arredondado com conteúdo líquido) pequenos (micro). 

Esses microcistos surgem quando o folículo que se desenvolve no interior do ovário não cresce o bastante para se tornar um óvulo, que é expelido do ovário durante a ovulação. Assim, esses folículos vão se acumulando no ovário sob a forma de cistos.

Contudo, a presença de polimicrocistos nos ovários não apresenta necessariamente riscos. Na maioria das vezes trata-se de uma situação benigna, que faz parte da fisiologia da mulher.

Quando os micropolicistos vem acompanhados de amenorreia e irregularidade menstrual ou ainda sinais de androgenismo têm-se a Síndrome do Ovário Micropolícistico.

No caso da síndrome dos ovários policísticos, que pode até dificultar uma gravidez, a mulher pode apresentar sinais e sintomas como:

  • Alterações nos ciclos menstruais;
  • Ganho de peso;
  • Acne;
  • Aumento da oleosidade da pele;
  • Alterações de humor;
  • Crescimento de pelos no rosto, peito e abdômen.

O tratamento para a síndrome dos ovários policísticos inclui perda de peso e uso de anticoncepcionais hormonais.

A gravidez também é possível, através de medicamentos que estimulam a ovulação e regularizam a menstruação.

Consulte o seu médico ginecologista ou médico de família caso apresente micropolicistos.

Leia também:

Ovário policístico, tomei remédio. Posso engravidar?

Ovários policísticos têm cura? Qual o tratamento?

Qual a melhor maneira de saber o dia do bebê nascer?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A primeira ultrassonografia é com certeza muitas vezes mais confiável que a altura uterina. Uma ultrassom realizada no primeiro trimestre da gestação é a maneira mais confiável de saber o dia do Bebê nascer.

Resultado de ultrassom via transvaginal posso engravidar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O volume uterino parece estar um pouco acima do esperado e o restante tudo certo, mas não se preocupe, pelo seu exame você pode engravidar. Porém existem outros fatores envolvidos no processo de engravidar que este exame não avalia.