Perguntar
Fechar

Visão

Visão turva ou embaçada: o que pode ser e o que fazer?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Visão turva ou embaçada pode ser sinal de diversas doenças ou condições, que vão desde miopia, e outras doenças oftalmológicas, até um caso detumor cerebral, passando ainda por diabetes, hipertensão ou pressão baixa, catarata, glaucoma, enxaqueca, entre outras.

A conduta vai depender de qual é a causa desse sintoma, que no caso de persistência deve ser avaliado e definido por um médico clínico geral ou especialista, como o oftalmologista.

Algumas possíveis causas de visão turva ou embaçada:

  • Pressão arterial alta ou muito baixa;
  • Glicose baixa, principalmente em diabéticos e gestantes;
  • Crise de enxaqueca;
  • Degeneração macular: Doença que provoca perda da visão na mácula, que é a região da retina responsável pela captação de detalhes;
  • Catarata: A visão fica embaçada devido à perda de transparência do cristalino do olho, que fica opaco;
  • Olhos secos;
  • Presença de corpo estranho no olho;
  • Lesão no olho, por trauma por exemplo;
  • Miopia: Dificuldade em focar objetos que estão longe;
  • Necessidade de usar óculos (ou lentes) ou apenas de ajustar o grau dos óculos (ou das lentes) já em uso;
  • Hipermetropia: Dificuldade em focar objetos próximos;
  • Infecção ou lesão da córnea;
  • Glaucoma: Doença que danifica o nervo óptico, muitas vezes devido ao aumento da pressão no olho;
  • Descolamento de retina: Descolamento da camada do olho que é sensível à luz;
  • Neurite óptica: Inflamação do nervo óptico.

Leia também: Problemas de visão durante a gravidez são comuns?

Uma forma de identificar a causa da visão turva ou embaçada é verificar se ela vem acompanhada de outros sintomas:

  • Visão turva ou embaçada, com dor súbita nos olhos, vermelhidão, náuseas e vômitos: Podem indicar um ataque súbito de glaucoma de ângulo estreito, que pode danificar permanentemente o nervo óptico. É necessário um tratamento imediato para evitar a perda permanente da visão;
  • Visão turva ou embaçada, com "halos" em volta das luzes à noite, dificuldade de ver cores brilhantes, que aumenta lenta e progressivamente: Estes sintomas podem ser sinal de catarata, que tende a piorar gradualmente ao longo do tempo. O cristalino vai ficando cada vez mais embaçado com o envelhecimento, levando à cegueira. A única forma de evitá-la é através da cirurgia de catarata, que substitui o cristalino opaco por uma lente artificial;
  • Visão turva ou embaçada, pontos cegos e moscas volantes no campo de visão: Pode ser retinopatia diabética, doença que acomete pacientes diabéticos. Para evitar problemas na visão, é essencial que seja feito exames oftalmológicos de forma regular, principalmente aqueles com mais de 60 anos de idade ou diabete de longa data, ou crise de enxaqueca;
  • Visão central turva ou embaçada, com início súbito em apenas um olho: Se o paciente levou uma pancada no olho, é provável que seja uma lesão na mácula, a parte da retina responsável pela visão em detalhes. Além da visão turva, essa lesão macular pode piorar a visão de perto e causar uma perda permanente da visão se houver descolamento de retina.
  • Visão central turva ou embaçada, associada a dores de cabeça, podem sugerir enxaqueca ou pico hipertensivo;
  • Visão central turva ou embaçada, com náuseas, mal estar, suor frio e/ou confusão mental, podem sugerir hipoglicemia, pressão baixa ou também pico hipertensivo; até doenças cardiovasculares, como derrame (acidente vascular cerebral - AVC) e infarto agudo do miocárdio (Infarto do coração).

São muitas as doenças ou situações que podem deixar a visão turva ou embaçada. Se o problema persistir, procure um médico clínico geral ou oftalmologista para que a sua causa seja devidamente diagnosticada e tratada.

Sinto pontadas do lado esquerdo da cabeça, juntamente com enjoo, visão turva e tonturas. O que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Dor em pontadas apenas num lado da cabeça, enjoo, visão turva e tonturas podem ser sintomas de enxaqueca.

A enxaqueca é um tipo de dor de cabeça que normalmente provoca dor latejante em apenas um lado da cabeça, geralmente acompanhada de náuseas, vômitos e intolerância a sons, luz e cheiros fortes.

Essas intolerâncias que podem ser diversas (à luz, ao barulho, etc) nem sempre estão presentes. Em geral, em torno de 25% das pessoas que sofrem de enxaqueca apresentam os sintomas conhecidos como aura. A aura é caracterizada como a presença de sintomas neurológicos focais como por exemplo pequenos distúrbios visuais, sensoriais e da fala. 

As crises de enxaqueca podem durar até 3 dias e podem ser divididas em 4 fases, com sintomas diferentes em cada uma delas:

  1. Fase anterior à dor de cabeça:

    • Desejo de comer determinados alimentos, como chocolate;
    • Alterações de humor;
    • Cansaço;
    • Bocejos;
    • Retenção de líquidos.
  2. Fase que precede ou ocorre junto com a crise:
    • Visão turva;
    • Pontos ou manchas escuras na visão;
    • Linhas e pontos luminosos na visão que duram entre 5 minutos e uma hora;
  3. Fase da dor de cabeça:
    • Dor em pontadas em apenas um dos lados da cabeça, que pioram com qualquer esforço físico;
    • Náuseas;
    • Vômitos;
    • Sensibilidade a barulhos, luz e cheiros.
  4. Fase da resolução (recuperação do organismo após a intensa dor de cabeça);
    • Intolerância a alimentos;
    • Dificuldade de concentração;
    • Dor muscular;
    • Cansaço.

Leia mais sobre o assunto em: Enxaqueca: Sintomas e Tratamento

É importante lembrar que dor de cabeça, náuseas, visão turva e tonturas também podem ser sintomas de diversas doenças e problemas de saúde.

Por isso, o melhor é consultar o/a médico/a clínico/a geral, médico/a de família ou neurologista para que a origem desses sintomas seja devidamente diagnosticada e tratada.

Problemas de visão durante a gravidez são comuns?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim, alguns problemas de visão durante a gravidez são comuns, como visão embaçada e manchas pretas na vista. A principal causa dessas alterações visuais está nas alterações hormonais que ocorrem nessa fase.

Os problemas de visão mais frequentes durante a gravidez são:

  • Olhos secos:

    • Sintomas: Coceira, sensibilidade à luz, vermelhidão, sensação de areia ou cisco nos olhos; os sintomas surgem e desaparecem ao longo da gestação, com tendência para desaparecerem lentamente depois do parto;
    • Causas: Alterações hormonais e condições externas, como ar condicionado, vento, fumaça e poeira;
    • Como tratar: Colírios hidratantes feitos com soro, evitar permanecer em ambientes com muita poeira ou vento, redobrar a lubrificação dos olhos se usar lentes de contato;
  • Alteração de grau (grávidas que já usam óculos):
    • Sintomas: Visão embaçada, dificuldade para ver de perto ou longe, dor de cabeça, tontura;
    • Causas: Retenção de líquido intensa e aumento de peso, que podem alterar a espessura e a forma da córnea;
    • Como tratar: Procurar o/a médico/a oftalmologista para ajustar as lentes. A condição geralmente é transitória e a córnea volta ao normal cerca de 8 meses depois do parto;
  • Machas escuras na visão:
    • Sintomas: Aparecimento de manchas ou pontos pretos no campo visual;
    • Causas: Pré-eclâmpsia, um quadro caracterizado pelo aumento da pressão arterial, que provoca inchaço e o aparecimento de manchas ou pontos pretos no campo visual; Diabetes gestacional, devido ao desequilíbrio provocado pelo excesso de açúcar no sangue;
    • Como tratar: Detectar o problema o mais cedo possível durante a gravidez, através do exame de oftalmoscopia.

O/a médico/a oftalmologista é o/a responsável pelo tratamento de problemas de visão durante a gravidez. Você pode conversar também sobre esses problemas com o/a médico/a de família ou obstetra durante as consultas de pré-natal.

Sinto cegueira noturna, o que pode ser?

Cegueira noturna é a dificuldade de enxergar em lugares com pouca luz, um distúrbio da visão chamado nictalopia. Suas principais causas são: retinite pigmentosa, falta de vitamina A, catarata e miopia. Há ainda casos em que a cegueira noturna acompanha a pessoa desde o nascimento (cegueira noturna congênita).

A cegueira noturna é causada por alterações nos bastonetes, que são as células nervosas usadas pela retina para captar a luz e os tons de branco, preto e cinzento. Se houver alguma anomalia ou lesão nessas células, pode ocorrer perda parcial da visão em situações com pouca luminosidade.

O principal sintoma da cegueira noturna é a dificuldade de enxergar à noite ou em lugares mal iluminados. Além disso, para pessoas com o distúrbio também fica difícil ver as coisas quando passam de um local com mais luz para outro menos iluminado, ou quando saem da penumbra para uma área com bastante luminosidade.

A principal causa da cegueira noturna é a retinite pigmentosa, uma doença de origem genética que impossibilita os bastonetes de reagirem à luz. Há casos em que até a visão diurna é afetada.

A cegueira noturna congênita é hereditária e está ligada ao cromossomo X. Indivíduos com essa desordem sentem dificuldade de enxergar à noite desde o nascimento. Contudo, a visão noturna desses pacientes não piora com o tempo, ao contrário do que costuma acontecer nos casos de nictalopia.

Já a cegueira noturna provocada pela deficiência de vitamina A afeta sobretudo as crianças e os idosos. Sem a vitamina, a região da retina responsável pela visão noturna deixa de funcionar, uma vez que o nutriente é essencial para regenerar uma substância presente nos bastonetes.

Na catarata, além de cegueira noturna, pode haver perda parcial ou total da visão devido à opacidade do cristalino. Como resultado, a visão torna-se embaçada, com imagens borradas e opacas, podendo-se notar um branqueamento no centro do olho.

O tratamento da cegueira noturna depende da sua causa. Muitas vezes é possível tratar o distúrbio com o uso de óculos ou suplementação com vitamina A. Casos de catarata só podem ser resolvidos com cirurgia.

Saiba mais em: Cegueira noturna tem cura?

A cegueira noturna deve ser avaliada por um médico oftalmologista, que irá identificar a causa e indicar o tratamento mais adequado em cada caso.

Leia também:  O que é catarata? Tem cura?

Cegueira noturna tem cura?

Cegueira noturna pode ter cura, dependendo da sua causa. É preciso lembrar que a má visão noturna não é propriamente uma doença, mas o sintoma de algum problema ocular. Portanto, o tratamento da cegueira noturna varia conforme a origem do distúrbio.

A principal causa de cegueira noturna é a retinite pigmentosa, uma doença genética que destrói gradualmente as células nervosas responsáveis pela captação da luz na retina, os bastonetes.

Uma vez que não existe um tratamento específico para a retinite pigmentosa, pode não haver formar de curar a cegueira noturna nesses casos.

Quando a cegueira noturna é provocada por catarata, a única forma de tratamento é através de correção cirúrgica. A cirurgia remove o cristalino ("lente do olho") embaçado e o substitui por um novo, permitindo à pessoa recuperar a visão.

Casos de cegueira noturna decorrentes de miopia são tratados com o uso de óculos ou lentes de contato.

Outra causa comum de cegueira noturna é a deficiência de vitamina A. O tratamento para esses casos inclui suplementação com vitamina A e inclusão de alimentos ricos no nutriente na dieta.

Cegueira noturna é um distúrbio da visão que caracteriza-se pela dificuldade de enxergar à noite ou em locais com pouca luz. Os sintomas podem incluir ainda "visão tubular" (sensação de ver através de um binóculo) e dificuldade de adaptação da visão em situações com variações de luminosidade (passar de um lugar escuro para um claro ou vice-versa).

Saiba mais em: Sinto cegueira noturna, o que pode ser?

Para saber qual o tratamento para o seu caso de cegueira noturna, consulte um médico oftalmologista.

Fortes dores de cabeça, perda de visão e tonturas...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Uma dor de cabeça forte ou uma crise de enxaqueca (são as causas mais prováveis entre muitas doenças que podem causar esses sintomas.

Tenho 16 anos e sinto pontada no peito, visão escura e...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

É importante contar o que está acontecendo com sua saúde aos seus pais.