Perguntar
Fechar

Vômito

Vomitei depois de 12 horas que tomei a pílula do dia seguinte?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A mulher que vomita após 12 horas de ter tomado a pílula do dia seguinte não precisa tomar a medicação novamente.

Náusea e vômito são efeitos adversos da pílula do dia seguinte. Em alguns casos, é recomendado o uso de medicação que previna os vômitos juntamente com a pílula do dia seguinte.

Quando o vômito ocorre após 3 horas da ingestão da pílula do dia seguinte, é necessário tomar uma nova pílula. Porém, quando o vômito ocorre após esse período, a pílula já foi absorvida e fará seu efeito normalmente.

A pílula do dia seguinte é indicada para mulheres que apresentaram falhas no método contraceptivo habitual (esqueceu de tomar a pílula ou injeção, camisinha estourou) ou tiveram relação sexual desprotegida durante o período fértil ou em situações de estupro.

Ela é considera uma contracepção de emergência e não deve ser tomada como método contraceptivo de rotina.

Se a mulher deseja evitar gravidez é recomendado procurar o/a médico ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família para indicar um método contraceptivo de longa duração. 

Leia também:

Se tomar a pílula do dia seguinte muitas vezes ela perde o efeito?

Acordo todos os dias com dor no estômago, enjoo e vontade de vomitar... pode ser gravidez?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Os primeiros sinais e sintomas de gravidez normalmente surgem a partir da 5ª ou 6ª semana de gestação, sendo o principal deles o atraso menstrual. Os outros sintomas de gravidez podem ser:

  • Náuseas com ou sem vômitos;
  • Aumento do tamanho e da sensibilidade das mamas;
  • Aumento da frequência urinária;
  • Desconforto pélvico ou dor abdominal ("pé da barriga");
  • Cansaço.

Esses sintomas que você está sentindo podem ser sintomas de gravidez, mas podem ser outros acometimentos. Por isso, é importante procurar um centro de saúde para uma avaliação detalhada da sua história e do seu quadro clínico para certificar ou descartar o diagnóstico de gravidez.

Sintomas como: tontura, vômito e diarreia... o que pode ser?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O conjunto de sintomas que inclui vômito e diarreia geralmente sugere um quadro de gastroenterite.

No entanto, outras doenças e condições que também pode causar sintomas de diarreia e vômitos incluem: doença inflamatória intestinal (Doença de Crohn, retocolite ulcerativa), síndrome do intestino irritável, uso de certos medicamentos (como antibióticos), intolerância a lactose, entre outras.

O que é a gastroenterite e quais os seus sintomas?

A gastroenterite corresponde a uma inflamação do trato gastrointestinal, provocada por agentes patogênicos como vírus, bactérias, protozoários ou toxinas alimentares.

Os principais sintomas da gastroenterite são:

  • Náuseas e vômitos;
  • Diarreia;
  • Dor abdominal;
  • Febre.

Algumas pessoas podem ainda queixar-se de dor de cabeça, fraqueza ou mal-estar.

O sintoma de tontura embora menos frequente também pode estar associado a gastroenterites, principalmente quando a pessoa encontra-se desidratada.

A desidratação é um dos principais riscos da gastroenterite, é ocasionada pela perda de líquidos através da diarreia e do vomito. A desidratação pode agravar o sintoma de tontura. Outros sintomas da desidratação são:

  • Cansaço;
  • Sede intensa;
  • Boca, lábios e olhos secos;
  • Fraqueza;
  • Dor de cabeça.

Por isso, o tratamento da gastroenterite consiste basicamente em manter uma ingestão adequada de líquidos de modo a impedir a desidratação.

É importante beber de 2 a 3 litros de água por dia e manter uma alimentação leve com alimentos como arroz, maçã, banana, canja e pão ou cereais cozinhados. O uso de soro de hidratação pode ser necessário em alguns casos.

O uso de medicamentos antibióticos só está indicado em casos muito específicos, geralmente não são necessários.

Medicamentos antieméticos, que controlam o vômitos, podem ser usados quando os episódios de vômitos estão muito frequentes. Medicamentos antidiarreicos não estão indicados.

Caso apresente sintomas de tontura, vômitos e diarreia persistentes consulte um clínico geral ou médico de família para uma avaliação.

Tontura, ânsia de vomito e pressão no rosto próximo nariz?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Pode ser sinusite mesmo que não tenha respondido ao tratamento ou pode ser outra coisa, diferentes condições pode ocasionar dores de cabeça.

Sintomas da sinusite como podem persistir por dias mesmo após o tratamento, sendo que a resolução total dos sintomas pode demandar algum tempo.

No entanto, existem outras possíveis causas de dor de cabeça que pode vir acompanhada de náuseas e tontura. Entre as causas mais prevalentes destacam-se a enxaqueca e a cefaleia tensional.

Além das cefaleias outras causas podem estar associadas com episódios de dor de cabeça com náuseas e tontura como hipoglicemia, episódios de hipotensão ou hipertensão, distúrbios visuais e distúrbios do labirinto. como a VPPB (Vertigem paroxística posicional benigna).

Quando esses sintomas são muito intensos pode-se pensar em outras causas como meningite, aneurisma ou tumores.

Quais os sintomas da enxaqueca?

A enxaqueca caracteriza-se por ser uma dor de cabeça geralmente unilateral, latejante, que piora com exposição a luz, odores ou barulho. Pode vir acompanhada de enjoos e vômitos. Um único episódio pode durar horas ou dias.

A enxaqueca pode ser com aura ou sem aura. A enxaqueca com aura apresenta ainda sintomas neurológicos transitórios como pertubação da visão, do olfato, fala ou mesmo alterações de sensibilidade como dormência em alguma parte do corpo.

Quais os sintomas da cefaleia tensional?

Já a cefaleia tensional apresenta geralmente uma localização mais difusa por toda a cabeça, mas em episódios agudos também pode vir acompanhada de náuseas, vômitos e tontura. Pode estar associada a situações de estresse, privação de sono, mudança de rotina.

Caso a sua dor de cabeça persista o ideal é procurar novamente um médico de família ou clínico geral para uma avaliação da causa e só assim será possível determinar o melhor tratamento a seguir.

Minha filha está com dor no local da cirurgia apendicite...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Bom apendicite já sabemos que não é, isso já é um bom começo já que seria um motivo para preocupação, nem todas as doenças aparecem nos exames, nem todas as dores significam doença. O mais importante é que se não apareceu nada de importante em nenhum exame é porque não deve ser nada de grave. Já que eu tenho que escrever alguma coisa (porque você quer que eu te dê uma luz), eu apostaria minhas fichas em alguma coisa intestinal (normalmente não aparece nada nos exames, causa muita dor, o vômito pode ser por causa da dor ou por causa da própria doença intestinal).

Quando fico nervosa vomito, não posso comer em público...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Com certeza é um problema da esfera emocional, é um quadro de ansiedade com algumas particularidades da síndrome de pânico (o medo específico é só um detalhe, tendo maior importância na psicoterapia). A verdade é que a sua ansiedade acaba gerando o vômito e quando tem vômito tem medo de vomitar em público e quando está em público e é hora de comer fica ansiosa e por consequência vomita, então seu medo acaba sendo justificado. Precisa quebrar esse ciclo.

Quais são sintomas de uma infecção intestinal em bebês?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Febre, vômito, cólica e diarreia são os sintomas mais comuns. As infecções intestinais também chamadas de gastroenterites podem causar diferentes tipos de sintomas que podem variar conforme a idade e etiologia da infecção. Ser a gastroenterite for de origem bacteriana também pode aparecer sangue ou muco nas fezes.

As infecções intestinais desencadeadas por parasitas podem se apresentar de uma forma um pouco diferente em quadro mais crônico que se desenvolve no decorrer de meses. Pode haver diarreia que melhora e piora alternadamente, ou diarreia que se alterna com quadros de constipação. Nessa situação também pode haver perda de peso da criança pequena.

Quais os sinais e sintomas da desidratação?

A desidratação pode ocasionar outros sintomas além dos já mencionados da gastroenterite, como deixar a criança sonolenta, apática, boca seca, e os olhos encavados, há também redução do volume de urina produzido.

Nos quadros de infecções agudas, ou seja, que se desenvolvem rapidamente em poucos dias, um dos principais riscos é a desidratação, provocada pelo excesso de perdas de líquidos através dos vômitos e da diarreia. Crianças mais novas são mais propensas a desidratação grave, por isso, requerem maior atenção e cuidado.

Qual a causa das infecções intestinais?

Grande parte dos casos de gastroenterite aguda se deve a infecções virais. Os principais vírus envolvidos são o Rotavírus e o Adenovírus.

Infecções por bactérias também são frequentes e ocorrem principalmente devido a más condições de higiene e ingesta de alimentos e água contaminadas.

Na presença de sinais e sintomas sugestivos de infecções intestinais consulte um médico de família ou pediatra.

Quando tenho relação sexual, sinto falta de ar, seguido de tontura e vômito, o que pode ser?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Em casos parecidos com o seu cabe uma detalhada investigação médica para descobrir a causa (as suspeitas recaem sobre o coração), mas inúmeras situações podem causar estes mesmo sintomas, você precisa ir ao médico e enquanto não é vai à consulta é melhor ir mais devagar na "relação" até saber o que realmente pode ser que esteja acontecendo com você.

Dor na barriga, vômito e fazendo xixi toda hora é normal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não, não é normal vomitar, apresentar queixa de dores de barriga e aumento da frequência urinária por 3 dias consecutivos, com certeza os sintomas são decorrentes de algum problema, físico ou emocional. Porém, também não há sinais de urgência, para procurar um pronto socorro, de acordo com o descrito.

Os sintomas descritos podem representar um quadro de virose, resfriado, gastroenterite, intoxicação alimentar, infecção urinária, entre outras, que em fases iniciais realmente não alteram o hemograma.

O fato de urinar muito, é até um sinal bom, de que os rins estão funcionando bem, dado sempre valioso em uma avaliação médica.

Portanto, recomendamos que procure um pediatra, clínico geral, ou médico da família para definir através de um exame clínico minucioso, qual a causa dos sintomas do seu filho e então otimizar esse tratamento.

No caso de piora do quadro, ou sinais de alerta como febre, recusa da hidratação, falta de apetite ou prostração, retorne imediatamente ao pronto socorro.

O que fazer no caso de dor de barriga e vômitos?

Tão importante quanto definir a causa da dor de barriga, náuseas e vômitos em uma criança, é saber o que fazer nessa situação. As medidas mais importantes são:

  • Hidratação oral vigorosa
  • Alimentação equilibrada
  • Repouso.

Os vômitos em uma criança podem causar desidratação rapidamente, e com isso problemas graves de saúde. Na faixa etária de bebês, a desidratação ainda é uma das principais causas de morte no Brasil.

Sendo assim, em qualquer caso de vômitos em crianças, as mães devem procurar o pediatra ou médico de família para orientações quanto a alimentação adequada e hidratação oral. Raramente, quando o tratamento é iniciado precocemente, é necessário hidratação venosa, porém apenas o médico poderá fazer essa análise.

Vomitar corta o efeito do anticoncepcional injetável?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Vomitar não corta o efeito do anticoncepcional injetável.

A mulher que vomita após a aplicação da injeção de anticoncepcional não precisa tomar uma nova injeção.

O anticoncepcional injetável é aplicado no músculo e, após a absorção, será disponibilizado sistematicamente na corrente sanguínea. Portanto, o vômito não irá influenciar na absorção dessa medicação.

Caso esteja no dia de você tomar sua injeção de anticoncepcional e esteja apresentando episódios de vômito, você pode aplicar a injeção normalmente, mas deve procurar o serviço de saúde para avaliação da origem do vômito e tratamento adequado.

Tome a injeção mensal ou trimestral na data indicada para não haver falhas na eficácia contraceptiva.

A mulher grávida sente enjoos sempre ou ao vomitar melhora?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A maioria das gestantes sentem enjoo, mas não é sempre. O enjoo costuma ser mais comum entre a 5ª e a 12ª semana de gestação, depois o sintoma desaparece, ou pelo menos ameniza bastante.

O vômito pode acontecer, e acontece com frequência, entretanto não costuma aliviar os sintomas, pois é causado pelas alterações naturais que ocorrem no organismo da mulher e que permitem a evolução adequada da gravidez.

Portanto, como as causas do enjoo gestacional, apesar de ainda não estarem bem esclarecidas, estão relacionadas às mudanças no organismo da gestante, conseguir expelir algum conteúdo, através do vômito, não é capaz de interromper esse sintoma.

É preciso que os hormônios e outras modificações se organizem, o que acontece por volta da 10ª a 12ª semana de gestação, para que os enjoos terminem.

Felizmente, na maioria dos casos, são sintomas incômodos, porém toleráveis. Menos de 10% das mulheres apresentam enjoo persistente após as 12 semanas, ou tão intensos, que necessitem de tratamento.

Qual é a causa das náuseas e vômitos na gravidez?

Diversas teorias são apresentadas como causas para as náuseas e vômitos gestacionais. Sintomas tão comuns entre as grávidas, atingindo uma faixa de 85% desse grupo, especialmente entre a 5ª a 12ª semana de gestação.

Teoria endócrina

A primeira teoria é a teoria endócrina, caracterizada pelo aumento dos hormônios estrogênio e progesterona, HCG e leptina.

O estrogênio e A progesterona agem reduzindo a motilidade do trato gastrointestinal, promovendo retardo na digestão e dilatação das alças intestinais, o que justificaria os sintomas mas mal-estar, náuseas e vômitos.

O HCG, acredita-se estar relacionado aos sintomas porque suas concentrações estão mais altas exatamente no período dos sintomas, inclusive quanto maior sua concentração, mais frequentes são as queixas. Como por exemplo em mulher grávidas de gêmeos ou com doença trofoblástica.

A leptina é um hormônio que há menos tempo vem sendo descrito como possível causa, pela sua presença elevada em mulheres com enjoos, e menos frequente naquelas sem queixas. Mas ainda não está bem estabelecida essa relação.

Teoria da H. pylori

A segunda teoria diz respeito a presença de infecção pelo Helicobacter pylori - estudos evidenciaram maior prevalência de infecção pela bactéria em mulheres com náuseas e vômitos gestacional, quando comparadas ao grupo de gestantes sem os sintomas. Além de evidenciar relação direta da gravidade dos sintomas com a alta carga bacteriana.

Teoria genética

A teoria genética é evidente pois a relação entre casos na mesma família está comprovada. Ainda, mulheres que apresentaram náuseas na primeira gravidez, tem mais chance de ter sintomas, até mais intensos, nas gestações seguintes.

Teoria psicogênica

A causa psicossomática atualmente não é bem aceita, porque embora seja evidente a carga de estresse e preocupações para a mulher a partir do momento que descobre sua gravidez, por mais desejada que seja, estudos não foram capazes de comprovar essa relação causal. Ao contrário, um estudo norueguês mostrou que a ansiedade e sintomas de angústia, estão mais propensos a terem sido causados pelos distúrbios hormonais, do que ser a causa.

Para maiores esclarecimentos, converse com seu médico ginecologista.

Pode lhe interessar também: Quando começam os enjoos na gravidez?

Tomei anticoncepcional e vomitei. Vomito corta o efeito?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, pode cortar o efeito. Caso o vomito tenha ocorrido até 4 horas da ingestão do comprimido a absorção dos componentes da pilula pode ter sido prejudicada Nesse tipo de situação o ideal é tomar mais um comprimido da cartela.

Para não se confundir pode comprar uma nova cartela e tomar o comprimido correspondente ao dia em que apresentou o episódio de vômito e seguir a nova cartela a partir de então. Caso prefira é possível seguir a mesma cartela, contudo, lembre-se que ela irá terminar mais cedo portanto a outra cartela será reiniciada também mais cedo.

Se o vômito persistir por mais de 24 horas, pode-se continuar tomando a pilula normalmente, mas neste caso deverá se fazer uso de um método contraceptivo de barreira, como a camisinha, até a próxima menstruação.

Leia também: Vômitos e diarreia podem cortar o efeito do anticoncepcional?