Perguntar
Fechar

Tenho 15 anos e há 3 anos comecei a ter enjoo constante...

Tenho 15 anos e há mais ou menos 3 anos comecei a ter enjoos constantes. Quando viajo sinto enjoo, quando saio com familiares e amigos e quando fico ansiosa. Ainda não fui no médico, mas vou marcar uma consulta. O que pode ser?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

As causas de enjoo constante estão mais relacionadas a problema digestivos ou emocionais. Mas outras causas também devem ser investigadas, como problemas renais, alteração aguda de pressão arterial, distúrbios hormonais e para mulheres na fase reprodutiva da vida, também deve ser afastado gravidez.

Portanto, para definir a provável causa do seu enjoo, recomendamos procurar um médico clínico geral, ou gastroenterologista, por uma avaliação inicial, definição do problema e com isso planejamento adequado do seu tratamento.

Enjoo constante. O que pode ser?

As causas mais comuns de enjoo constante são a gastrite, refluxo gastroesofágico, duodenite e ansiedade.

Gastrite

A gastrite é uma inflamação que acomete a parede interna do estômago, podendo ser aguda ou crônica, levando a um quadro clínico variado. Na gastrite aguda, os sintomas são intensos e se iniciam abruptamente. Na gastrite crônica, os sintomas vão piorando gradativamente com o tempo.

Os sintomas da gastrite, além do enjoo, são dor em queimação "na boca do estômago", a chamada azia, sensação de empanzinamento, mau hálito, dor e desconforto abdominal.

Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico, como o nome diz, é o refluxo, ou retorno, de conteúdo alimentar gástrico para o esôfago, devido ao mau funcionamento da válvula que se localiza entre esses dois órgãos.

O conteúdo que reflui do estômago, contém o ácido gástrico produzido naquela região, entretanto, a mucosa do esôfago não é preparada para receber conteúdos ácidos, o que resulta em lesão da parede do órgão e com isso, os sintomas de enjoo, queimação e azia no peito, arrotos frequentes, tosse seca, dor e dificuldade em engolir, "bolo na garganta", pelos espasmos reflexos do esôfago e rouquidão.

Saiba mais sobre o refluxo gastroesofágico no artigo: O que é refluxo e quais os sintomas?

Duodenite

A duodenite é a inflamação no duodeno (porção inicial do intestino delgado), causada pelo excesso de ácido gástrico, infecções, uso crônico de anti-inflamatórios não esteroides e antibióticos, tabagismo, alcoolismo, verminoses, doenças intestinais crônicas ou mesmo por crises de estresse ou ansiedade.

Os sintomas mais frequentes são de enjoo, náuseas, falta de apetite, má digestão e sensação de empanzinamento. E o tratamento é definido caso a caso, não existe um único tratamento, mas devem ser seguidas orientações dietéticas, uso de medicamentos e apenas nos casos mais graves, intervenção cirúrgica.

Leia também: Duodenite tem cura? Qual o tratamento?

Ansiedade

Os transtornos de humor, como estresse e ansiedade, se caracterizam por sinais e sintomas físicos e mentais, incontroláveis, por pelo menos 6 meses consecutivos. Os sintomas físicos mais comuns são a agitação, fadiga, cansaço, tensão muscular, taquicardia, dores de cabeça, falta de ar, aumento da pressão arterial, distúrbios do sono, enjoo, náuseas, vômitos e diarreia.

Dentre os sintomas mentais destacam-se a angústia, irritabilidade, dificuldade de concentração, medo e preocupação excessiva.

Pode lhe interessar também: Quais os sintomas dos transtornos de ansiedade?

O médico gastroenterologista é o especialista para diagnosticar e tratar as alterações do trato gastrointestinal.