Perguntar
Fechar

Tenho dor de cabeça constante, o que pode ser?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A dor de cabeça constante está entre as causas mais comuns de atendimento médico, especialmente em consultórios e ambulatórios de neurologia. Entretanto, existem diversas causas para esse sintoma, que nem sempre são de origem neurológica.

Entre as mais frequentes se destacam:

  • Hipertensão arterial
  • Enxaqueca
  • Cefaleia tensional
  • Problemas oftalmológicos
  • Problemas respiratórios
  • Tumor cerebral
  • Ansiedade e estresse

Outras causas de dores de cabeça incluem: anemia, gravidez, cefaleia por uso abusivo de analgésicos, distúrbios do sono e até alguns distúrbios endocrinológicos.

Hipertensão arterial

A hipertensão arterial muitas vezes é diagnosticada por médicos não cardiologistas, devido a queixa inicial se apresentar por dores de cabeça, ou sangramento nasal. Por isso, é mandatório no exame clínico e neurológico, a avaliação da pressão arterial do paciente.

O tratamento desse tipo de dor de cabeça é o uso de um anti-hipertensivo.

Enxaqueca

A enxaqueca é um tipo específico de dor de cabeça, que se caracteriza por dor tipo pulsátil, de localização variada, que piora com a luz e ou o barulho, associada a náuseas, vômitos e tontura. A dor pode ser incapacitante e a frequência variável. O estresse, jejum e privação de sono são fatores precipitadores de crise de dor.

O tratamento é baseado nas caraterísticas da dor de cada um, podendo ser necessário medicação diariamente, ou apenas durante as crises. O principal fator para essa definição, é a frequência de dor por mês ou intensidade.

Cefaleia tensional

A cefaleia tensional, se caracteriza pela dor tipo "aperto", geralmente em toda a cabeça, de intensidade variada, que pode durar dias, precipitada por períodos de estresse ou preocupações. A cefaleia tensional pode gerar aumento da pressão arterial.

O tratamento deve se basear na intensidade da dor, com anti-inflamatórios não esteroides associados ou não a relaxantes musculares.

Problemas oftalmológicos

Os problemas de visão, como miopia, uso irregular de óculos, glaucoma, entre outros, também são causas frequentes de dores de cabeça constante. Nesses casos a queixa é mais prevalente ao final do dia, pelo esforço exercido durante todo o dia. Costuma ter história prévia de dificuldade visual, embora não seja obrigatório.

Problemas respiratórios

Os problemas respiratórios como rinite, sinusite crônica, asma ou bronquite, comprometem a oxigenação cerebral, seja por obstrução direta, pela respiração bucal ou por quadro de broncoespasmo, ocasionando a queixa de cefaleia.

O tratamento será voltado para o problema em questão.

Tumor cerebral

Os tumores no cérebro não costumam causar dor, porém quando atingem dimensões maiores e comprimem alguma estrutura, causam sinais e sintomas relacionados àquela região. Por exemplo, fraqueza de um lado do corpo ou "dormência" em algum membro.

Contudo em alguns casos, como nos meningiomas, é comum a queixa de dor de cabeça. Os meningiomas são tumores benignos da meninge, membrana que recobre o que protege o cérebro e medula. Nesse caso, a cefaleia é constante e localizada na região acometida.

Na maioria dos casos, o tratamento é cirúrgico.

Ansiedade e estresse

Os problemas de ansiedade e estresse, costumam causar dores de cabeça decorrente da tensão muscular involuntária promovida pela doença. Além do aumento de neurotransmissores adrenérgicos e por vezes, aumento de pressão arterial.

Portanto, para definir a causa de uma dor de cabeça, diversos fatores devem ser levados em conta. Procure um médico clínico geral ou neurologista para avaliação e conduta mais adequadas para cada caso.

Leia também : Estou com muita dor de cabeça só do lado direito. O que pode ser? Preciso realizar exames?