Perguntar
Fechar

Terminei a cartela e a menstruação não desceu, é normal? O que faço?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim, é normal. A menstruação não descer após o término da cartela de anticoncepcional ou na troca de remédio, acontece com frequência, pela adaptação do organismo as doses de hormônios.

Por isso a recomendação de iniciar a próxima cartela, ou aplicar a injeção do anticoncepcional não deve ser baseada na menstruação. Siga as orientações de acordo com os dias indicados e não pelo retorno do sangramento.

No entanto, existem outras causas para essa situação, por isso, na ausência da menstruação por mais de 15 dias (considerado atraso menstrual), é importante que procure um ginecologista para avaliação.

Causas de ausência da menstruação

1. Uso de anticoncepcionais

O uso regular de anticoncepcionais causa diversas modificações no corpo da mulher, sendo uma delas a diminuição da camada do útero, que reduz significativamente a menstruação e pode com o tempo, levar a ausência completa de sangramento.

Nesse caso, o fluxo da menstruação vai diminuindo gradativamente, até que o fluxo cessa. Não apresenta outros sintomas.

O que fazer?

Não precisa mudar em nada o uso da sua medicação. Inicie a próxima cartela na data programada, de preferência mantendo sempre o mesmo horário.

2. Troca de anticoncepcional

A troca de anticoncepcional é outra causa comum de ausência de menstruação, porque o organismo precisa de nova adaptação aos hormônios e diferentes dosagens. Não existem mais sintomas, apenas a ausência do sangramento.

O que fazer?

Mesmo não havendo outros sintomas, a ausência da menstruação de forma associada a uma troca de medicamentos, exige que seja descartada uma possível gravidez antes do início de uma nova cartela.

Se não houve relação no período, portanto não há risco de gravidez, pode retornar o remédio, mas se teve relação sem outro método contraceptivo, fale com o seu médico, e faça um teste de gravidez.

3. Gravidez

O primeiro sinal da gestação é o atraso menstrual, ou melhor, a ausência da menstruação. Por isso, sempre que uma mulher tem relação desprotegida e a menstruação falha, é importante uma pesquisa para essa situação.

O que fazer?

Faça um teste de gravidez antes do início da próxima cartela.

Os testes de gravidez podem ser o exame de farmácia ou exame de sangue. Os testes de farmácia são mais fáceis de encontrar, não precisam de receita médica e são bastante confiáveis. O teste de sangue, com pesquisa de Beta HCG, é o exame mais seguro, porém precisa de um pedido médico para realizá-lo.

O exame sendo positivo, indica que está grávida, por isso precisa receber as devidas orientações e iniciar o pré-natal. O exame negativo, confirma ser um efeito natural da medicação, não devendo se preocupar com esse atraso ou ausência de sangramento.

Contudo, outras situações como a síndrome do ovário policístico, doenças da glândula hipófise, ou distúrbios endocrinológicos, podem ser também uma causa para a falta de menstruação.

Sendo assim, na ausência de menstruação associada a cólicas, acne, mudança de peso (obesidade ou perda de peso sem razão) ou sintomas que não são habituais, procure um médico ginecologista, para avaliação mais criteriosa e maiores esclarecimentos.

Saiba mais sobre as causas de atraso menstrual (amenorreia), no artigo: O que é amenorreia e quais as suas causas?

Também pode ser do seu interesse:

A menstruação não desceu na pausa, o que fazer?

Minha menstruação está atrasada, tenho que esperar descer para voltar o anticoncepcional?

Referência:

FEBRASGO - Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.