Perguntar
Fechar

Tontura na gravidez, o que pode ser?

A tontura na gravidez é um sintoma comum e ocorre devido à alterações da pressão arterial provocadas pela ação dos hormônios (estrógeno e progesterona) ocorridas nesta fase, ou ainda, como consequência da hipoglicemia gerada por baixos níveis de açúcar no sangue e no cérebro decorrentes de uma má alimentação.

No entanto, nas situações em que as tonturas são muito frequentes ou acompanhadas de outros sinais e sintomas como confusão mental, desmaios, tremores, suores frios, dores ou sangramentos deve-se procurar um atendimento médico de urgência.

A tontura que ocorre normalmente na gravidez pode ser amenizada com o hábito de se alimentar com mais frequência, a cada três horas, com alimentos leves e nutritivos, como frutas (entre os horários das refeições). Ingerir maior quantidade de líquidos, principalmente nos dias quentes e ao realizar atividades físicas mais exaustivas, também é importante. Deve sempre procurar se levantar mais lentamente e se estiver deitada, primeiramente sentar-se na cama, aguardar uns minutos e depois ficar em pé. Isso é importante para permitir a adequação da pressão sanguínea à posição em pé e melhorar o fluxo sanguíneo para o cérebro, evitando as tonturas por queda da pressão arterial devido a mudança de posição (hipotensão postural).

Se a grávida sentir tonturas ela deve procurar se sentar o mais rápido possível e abaixar a cabeça entre as pernas. Se for possível, deve-se deitar, pois essa posição ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo para o cérebro, evitando quedas. Também é importante ter sempre algum tipo de alimento disponível (biscoito ou uma fruta) para os casos de não poder se alimentar nos horários adequados, para prevenir tonturas devido a hipoglicemia.

O obstetra é o médico indicado para orientar sobre as alterações surgidas durante a gravidez.