Uma solução para Denise e Marcel?

Boa tardeMe chamo Denise e estou casada há um ano com o Marcel. Estamos há mais ou menos 10 meses, percorrendo medicos (Ginecologistas e urologistas) pra tentar solucionar o nosso problema.Problema este que esta fazendo com que o meu casamento se desgaste e eu meu esposo estamos com medo do fim do nosso casamento. Toda vez que eu e meu esposo mantivemos relações sexuais ele apresenta os seguintes sintomas: Rubor, edema, descamação, algia, latencia, sangramento, pele do penis enrruga e no último dia 23.12 começou a apresentar urina com sangue.Toda vez que ele procura um médico eles dizem que externamente ele esta bem e que deve estar com alergia da minha secreção vaginal. Porém nenhum destes médicos solicitou exames laboratoriais ou de imagem para diagnósticar algo. No meu caso foi descartado a hipotese de candidiase e eu realizei no último dia 02.12.11 os exames de: Bacterioscopia + Antibiograma + Cultura no qual a conclusão foi presença da bactéria E. Coli + Lactobacilus sp. Ambos estamos tomando Levofloxacino 500 mg por 7 dias e eu estou aplicando durante 7 dias via vaginal uma pomada a base de Tinidazol + Nitrato de Micodonazol.Após esse tratamento nada adiantou, pois, no dia 22.12.11 realizamos um teste básico com auxilio de um cotonete, alicando a minha secreção vaginal no penis do meu esposo, e automaticamente a pele do penis ficou enrrugado e ruborizado.Não sabemos se o meu pH esta alto, se é imcompatibilidade sanguínea (ambos somos O+), ou se é alergia do meu esposo a minha secreção vaginal.Não sabemos se procuramos um alergista ou um infectologista, pois ninguém nos orienta.Faz mais ou menos dois meses que não temos relações sexuais via vaginal, pois tanto meu esposo quanto eu estamos com medo das lesões causadas. Mantemos relações sexuais via anal, porém, não sabemos se é devido a pele do penis estar sensível ou não, após a relação o penis dele apresenta ardencia e edema (menores proporções).Não utilizamos camisinha pois sou alergica ao látex e meu esposo não sente prazer com camisinha também.. Estamos de mãos atadas.Estou encaminhando este e-mail implorando a ajuda de vocês, pois eu e meu esposo estamos desesperados por ajuda e não ligamos se vocês quiserem conversar conosco, ou ate mesmo nos utilizar em estudos, pois, sabemos que este tipo de alergia é rara e também não conseguimos achar nada a respeito.IMPLORO A AJUDA DE VOCES, POIS NOS AMAMOS E ESTAMOS DESESPERADOS EM BUSCA DE AJUDA E ORIENTAÇÃO DE PROFISSIONAIS ANTES DA RUPTURA DO NOSSO RELACIONAMENTO.OBS: Se vocês puderem ou não ajudar eu peço encarecidamente que respondam este e-mail.Agradeço desde já atenção de vocês. Fisioterapeuta Denise Miguel

Só tenho uma opinião sobre tudo isso que você escreveu: procurem ajuda de um médico homeopata, não vejo outro jeito de seu marido melhorar além do uso de remédios homeopáticos.