Perguntar
Fechar
Qual o tempo de cicatrização de queimadura?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O tempo de cicatrização de uma queimadura depende do grau de profundidade da lesão:

Queimadura de 1º grau

Atinge apenas a epiderme, que é a camada mais superficial da pele: não chega a formar cicatriz e demora cerca de 4 dias para sarar.

Queimadura de 2º grau

Atinge também a derme, a camada de pele logo abaixo da epiderme: entre 14 e 30 dias para cicatrizar.

Queimadura de 3º grau

Atinge todas as camadas da pele, podendo chegar ao osso: pode demorar até um ano para cicatrizar e causar graves deformidades.

O que posso fazer para acelerar a cicatrização?

A melhor forma de acelerar a cicatrização da queimadura é evitando que a ferida infeccione. Para isso, a queimadura deve receber um tratamento adequado desde o início.

Veja também: Como tratar uma queimadura?

A primeira coisa que se pode fazer em caso de queimadura é mergulhar a área queimada em água fria durante vários minutos, pois limita a extensão da queimadura e acalma a dor. Não se deve passar pasta de dente, manteiga ou outras substâncias sobre a queimadura.

A seguir, é necessário dirigir-se a um pronto socorro para que seja avaliado o grau de profundidade da queimadura.

As queimaduras de 2º grau profundas e de 3º grau necessitam de um acompanhamento constante de um médico, de preferência com experiência no tratamento de queimaduras.

Que cuidados devo ter depois da episiotomia? Quanto tempo demora a cicatrização?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O principal cuidado a ter com a episiotomia é manter uma boa higiene local, lavando com água e sabonete durante o banho e após urinar e evacuar. Após as lavagens, é importante secar bem a cicatriz.

Outras recomendações e cuidados após a episiotomia:

  • As roupas, íntimas inclusive, devem ser de algodão e leves para permitir que a pele "respire" e não atrapalhe o processo de cicatrização;
  • Se a episiotomia doer e arder, o que é comum consulte o seu médico de família ou obstetra, em alguns casos podem ser indicados medicamentos antissépticos, anti-inflamatórios e analgésicos em spray ou pomada para aliviar o incômodo;
  • O inchaço pode ser controlado através de compressas frias, que devem ser aplicadas com um pano ou uma toalha limpa, durante 15 a 20 minutos;
  • Os absorventes internos só poderão ser usados após a cicatrização da episiotomia. Também é orientado esperar 1 mês para voltar a ter relações sexuais;
  • O retorno à atividade física deve esperar pelo menos 6 semanas. Casos em que são feitas muitas suturas, é necessário aguardar mais tempo;
  • Banhos de piscina não são indicados antes da cicatrização completa da episiotomia devido ao risco de infecções e complicações causadas por produtos químicos e bactérias presentes na água;
  • Quando tiver que se sentar, recomenda-se usar uma almofada com um buraco no meio, que pode ser adquirida numa loja de material ortopédico.
Qual é o tempo de cicatrização da episiotomia?

A episiotomia demora cerca de 10 dias para cicatrizar, lembrando que os pontos da sutura devem cair sozinhos.

Em geral, as episiotomias cicatrizam em pouco tempo e sem maiores consequências. Porém, alguns fatores podem interferir no processo de cicatrização, como:

  • Idade;
  • Má alimentação;
  • Obesidade;
  • Ansiedade e estresse;
  • Infecção;
  • Tabagismo;
  • Uso de drogas ilícitas.

Para maiores esclarecimentos, fale com o seu médico obstetra e siga sempre as suas orientações.

Alimentos reimosos prejudicam a cicatrização?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não existem evidências científicas de que os alimentos reimosos (ou remosos), prejudiquem a cicatrização. Os alimentos popularmente chamados de reimosos são, em geral, alimentos com grande concentração de gordura e por isso de difícil digestão. 

Esse excesso de gordura pode provocar dor de estômago, diarreia ou intoxicações, mas não vai prejudicar a cicatrização. Trata-se de uma crença popular.

Porém, existem alguns alimentos, como os crustáceos (camarão, caranguejo, lagosta) que produzem substâncias inflamatórias e que podem, por essa razão, retardar ou prejudicar a cicatrização e terem originado a crença.

A cicatrização não está propriamente relacionada ao tipo de alimento que o paciente come, mas a um conjunto de cuidados junto a alimentação, como o repouso recomendado, medicamentos prescritos e características do próprio organismo.

Isso significa que para produzir as células necessárias para a cicatrização, o corpo precisa das substâncias necessárias para o efeito, como proteínas, líquidos e calorias e estar saudável para concluir o processo de forma eficaz. Os alimentos considerados reimosos, não interferem na formação do novo tecido.

Pode lhe interessar também:

O que fazer para ajudar a cicatrização do piercing no septo?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Para ajudar na cicatrização do piercing no septo é importante seguir as orientações abaixo:

  • Realizar limpeza local, e do piercing, pelo menos duas vezes ao dia, com água e sabão ou sabonete antisséptico (sem retirar o piercing);
  • Fazer uso de uma pomada cicatrizante prescrita por um/a médico/a;
  • Além disso, para evitar infecções que podem atrasar o processo de cicatrização, pode ser indicado também um antibiótico de uso local (pomada ou creme).

O tempo de cicatrização normal de um piercing no septo é de 8 a 10 semanas

Prevenir infecções é a prioridade número um para assegurar uma cicatrização mais rápida e evitar possíveis complicações.

Outras medidas que ajudam na cicatrização:

  • Evite bebidas alcoólicas e o uso de drogas;
  • Ter uma alimentação balanceada, sem descuidar das proteínas, que são a matéria prima para o processo de cicatrização;
  • Evitar estresse ou aborrecimentos, que diminuem a imunidade natural do corpo.

Se observar vermelhidão, secreção de cheiro ruim, ou amarelada, ou muita dor local, deve procurar atendimento médico de urgência para uma avaliação e evitar complicações. 

Um médico clínico geral, médico de família ou dermatologista poderá prescrever as pomadas e os cremes além de outras informações para ajudar na cicatrização do piercing no septo.

Leia também: Piercing no septo: que cuidados devo ter?

Tinha uma verruga, fiz cirurgia e os pontos abriram...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A cicatrização ocorrerá normalmente, será mais demorado e o resultado estético geralmente é ruim, ou seja, na maioria das vezes fica uma cicatriz feia quando isto acontece.