Perguntar
Fechar
Qual o tempo de cicatrização de queimadura?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O tempo de cicatrização de uma queimadura depende do grau de profundidade da lesão:

Queimadura de 1º grau

Atinge apenas a epiderme, que é a camada mais superficial da pele: não chega a formar cicatriz e demora cerca de 4 dias para sarar.

Queimadura de 2º grau

Atinge também a derme, a camada de pele logo abaixo da epiderme: entre 14 e 30 dias para cicatrizar.

Queimadura de 3º grau

Atinge todas as camadas da pele, podendo chegar ao osso: pode demorar até um ano para cicatrizar e causar graves deformidades.

O que posso fazer para acelerar a cicatrização?

A melhor forma de acelerar a cicatrização da queimadura é evitando que a ferida infeccione. Para isso, a queimadura deve receber um tratamento adequado desde o início.

A primeira coisa que se pode fazer em caso de queimadura é mergulhar a área queimada em água fria durante vários minutos, pois limita a extensão da queimadura e acalma a dor. Não se deve passar pasta de dente, manteiga ou outras substâncias sobre a queimadura.

A seguir, é necessário dirigir-se a um pronto socorro para que seja avaliado o grau de profundidade da queimadura.

As queimaduras de 2º grau profundas e de 3º grau necessitam de um acompanhamento constante de um médico, de preferência com experiência no tratamento de queimaduras.

Para saber mais sobre queimaduras você pode ler:

Como tratar uma queimadura?

Queimaduras de 2º grau: como identificar e o que fazer

Referências

SBQ- Sociedade Brasileira de Queimaduras.

Piercing: remédios para cicatrização, inflamação e infecção
Dra. Janessa Oliveira
Dra. Janessa Oliveira
Farmacêutica-Bioquímica

Como para a colocação do piercing é feito um furo em algum lugar do corpo, o uso de pomadas ou outros medicamentos pode ser necessário. Você pode optar por usar produtos para manter a pele saudável e hidratada, que ajudam na cicatrização.

Quando perceber que está inflamado (dor, inchaço, vermelhidão e calor no local), pode ser necessário o uso de um produto anti-inflamatório. Nestes casos, são normalmente usadas pomadas com corticoides.

Medicamentos com antibióticos podem ser necessários nos casos de infecção. Veja as opções de produtos para cada caso:

3 opções para cicatrização do local do piercing

O uso de pomadas, loções, cremes ou soluções cicatrizantes pode ajudar a acelerar o processo de regeneração, aliviando a coceira e prevenindo infecções. Não se esqueça de lavar as mãos e o local antes de aplicar o produto. Algumas opções são:

1. Bepantol® Baby / Derma Creme Multirrestaurador

O principal componente é a pró-vitamina B5 (dexpantenol) que é um eficiente agente de hidratação e auxilia na restauração natural da pele. Pode ser aplicado inclusive em regiões mais delicadas como os lábios, nariz, mamilos e genitais. O uso é indicado de 1 a 3 vezes ao dia ou conforme orientação médica.

2. Bepantol Sensicalm®

É o mais indicado para quem tem a pele seca, sensível e fácil de irritar. Ele hidrata e estimula a proteção da pele pelos microorganismos benéficos. Pode ser usado da mesma forma que o Bepantol.

3. Dersani Original®

Ela é uma loção oleosa à base de ácidos graxos e vitaminas A e E. A loção pode ser aplicada na pele a cada 12 horas, diretamente sobre o furo. É uma opção no caso de já ter em casa, pois é utilizado para auxiliar no processo de cicatrização de feridas mais graves.

Se tiver outro produto em casa que já tenha sido utilizado para o mesmo propósito (Saf Gel®, por exemplo), pode utilizá-lo. Verifique como usar na bula e não se esqueça de se certificar de que ainda está na validade. No caso do Saf Gel®, ele pode ser usado por até 28 dias após a abertura.

Cuidados especiais para o piercing na boca e língua

O uso de enxaguatórios bucais (como Listerine®) é recomendado para evitar infecção dos piercings feitos na boca e na língua.

No caso especial de inflamação em piercings feitos na boca, pode ser utilizada uma preparação de triancinolona acetonida em orabase (Omcilon®-A Orabase). É um medicamento anti-inflamatório para uso na parte interna da boca. Ele adere ao local, formando uma cobertura protetora que reduz a dor e faz com que o medicamento tenha tempo de agir.

Aplique uma pequena quantidade do medicamento no local inflamado, sem esfregar. Espere que seque e forme a película (a área ficará lisa e escorregadia). A aplicação deve ser feita preferencialmente antes de dormir e após as refeições e escovação dos dentes. É usado de 2 a 3 vezes ao dia, dependendo dos sintomas.

O medicamento só pode ser usado quando não houver infecção. Em caso de infecção ou se não perceber melhora após 7 dias de uso, consulte seu médico. Não deve ser usado por pessoas alérgicas aos componentes, por diabéticos e por mulheres grávidas.

Para inflamação e infecção devido ao piercing

Nos casos em que houver inflamação (inchaço, vermelhidão e dor) e infecção (pus) no local onde o piercing foi feito, é necessário o tratamento com pomadas ou cremes aplicados no local. Algumas vezes podam ser necessário também tomar antibióticos. Exemplos dos produtos que podem ser indicados para uso no local são:

1. Sulfato de neomicina / bacitracina zíncica (Nebacetin®)

É usada para tratar infecções de pele e de mucosas. Ela contém dois antibióticos que juntos inibem o crescimento de vários tipos de bactérias que costumam causar infecções nestes locais.

Após lavar as mãos e o local com água e sabão e secá-los, aplique uma camada fina da pomada no local. Repita a aplicação de 2 a 5 vezes ao dia. Mantenha o tratamento por até 3 dias, quando já deverá ser possível perceber a melhora dos sinais da infecção.

Não deve ser usada por quem tem alergia à neomicina, insuficiência renal, problemas de audição ou labirintite, próximo aos olhos, por quem está grávida ou amamentando.

2. Dipropionato de betametasona / sulfato de gentamicina (Trok-G®)

Contém um antibiótico e um anti-inflamatório corticoide em sua composição. Outra opção com composição muito semelhante é a Diprogenta®. São recomendadas quando o médico precisa de um medicamento para combater a infecção e a inflamação.

Pode ser aplicada 2 vezes ao dia (a cada 12 horas), após lavar o local com água e sabão. Não deve ser usada por quem tem alergia à betametasona ou à gentamicina, insuficiência renal, problemas de audição ou labirintite, próximo aos olhos, por quem está grávida ou amamentando.

A duração do tratamento indicada pelo médico deve ser respeitada para diminuir o risco de desenvolvimento de micoses no local.

3. Mupirocina (Bactroban®)

Pode ser indicada pelo médico para o tratamento de infecções causadas por piercings no nariz. Contém o antibiótico mupirocina. Siga o que está indicado na prescrição médica para saber como usar.

Não deve ser usado no interior do nariz, por pessoas alérgicas à mupirocina, mulheres grávidas ou amamentando. O medicamento deve ser usado com precaução se você tem problemas nos rins.

Cuidados durante o tratamento com antibióticos tópicos

Lave as mãos antes e após usar os medicamentos.

Quando o médico não especificou na receita, a escolha entre pomada ou creme deve ser feita segundo as características do local a ser tratado. Quando houver crosta, descamação ou o local estiver ressecado, usar pomada. Se houver secreção, usar o creme.

Passe a pomada no horário certo para garantir o efeito do produto.

Dependendo da reação do organismo, do local onde o piercing foi feito e da gravidade da infecção, pode ser necessário prolongar o tratamento. Mantenha seu médico informado caso não observe melhora dentro de 3 a 5 dias após o início do tratamento.

O médico também deve ser informado no caso de você perceber que o medicamento está causando irritação no local da aplicação.

Cuidados essenciais

A pele bem hidratada e saudável cicatriza mais rapidamente. Mantenha limpo o local onde o piercing foi feito para ajudar na cicatrização do furo e evitar inflamação e infecção. Para isso, lavá-lo com água e sabão e mexer nele com as mãos limpas é o suficiente.

Piercings na cartilagem superior da orelha, umbigo, mamilos e genitais muitas vezes demoram mais para cicatrizar. Por isso, nestes casos os cuidados devem ser mantidos por mais tempo.

Também pode lhe interessar:

Piercing no tragus inflamado: o que fazer?

Passos simples para cuidar do piercing inflamado

O que fazer para ajudar a cicatrização do piercing no septo?

Referências:

Donna I Meltzer. Complications of body piercing. Am Fam Physician. 2005; 72(10): 2029-34.

A Paul Kelly. Medical and surgical therapies for keloids. Dermatol Ther. 2004; 17(2): 212-8.

Alimentos reimosos prejudicam a cicatrização?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não existem evidências científicas de que os alimentos reimosos (ou remosos), prejudiquem a cicatrização. Os alimentos popularmente chamados de reimosos são, em geral, alimentos com grande concentração de gordura e por isso de difícil digestão. 

Esse excesso de gordura pode provocar dor de estômago, diarreia ou intoxicações, mas não vai prejudicar a cicatrização. Trata-se de uma crença popular.

Porém, existem alguns alimentos, como os crustáceos (camarão, caranguejo, lagosta) que produzem substâncias inflamatórias e que podem, por essa razão, retardar ou prejudicar a cicatrização e terem originado a crença.

A cicatrização não está propriamente relacionada ao tipo de alimento que o paciente come, mas a um conjunto de cuidados junto a alimentação, como o repouso recomendado, medicamentos prescritos e características do próprio organismo.

Isso significa que para produzir as células necessárias para a cicatrização, o corpo precisa das substâncias necessárias para o efeito, como proteínas, líquidos e calorias e estar saudável para concluir o processo de forma eficaz. Os alimentos considerados reimosos, não interferem na formação do novo tecido.

Pode lhe interessar também:

O que fazer para ajudar a cicatrização do piercing no septo?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Para ajudar na cicatrização do piercing no septo é importante seguir as orientações abaixo:

  • Realizar limpeza local, e do piercing, pelo menos duas vezes ao dia, com água e sabão ou sabonete antisséptico (sem retirar o piercing);
  • Use uma pomada cicatrizante prescrita por um médico;
  • Além disso, para evitar infecções que podem atrasar o processo de cicatrização, pode ser indicado também um antibiótico de uso local (pomada ou creme).

O tempo de cicatrização normal de um piercing no septo é de 8 a 10 semanas.

Prevenir infecções é a prioridade número um para assegurar uma cicatrização mais rápida e evitar possíveis complicações.

Outras medidas que ajudam na cicatrização:

  • Evite bebidas alcoólicas e o uso de drogas;
  • Ter uma alimentação balanceada, sem descuidar das proteínas, que são a matéria prima para o processo de cicatrização;
  • Evitar estresse ou aborrecimentos, que diminuem a imunidade natural do corpo.

Se observar vermelhidão, secreção de cheiro ruim, ou amarelada, ou muita dor local, deve procurar atendimento médico de urgência para uma avaliação e evitar complicações.

Um médico clínico geral, médico de família ou dermatologista poderá prescrever as pomadas e os cremes além de outras informações para ajudar na cicatrização do piercing no septo.Leia também:

Referência: SBD. Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Que cuidados devo ter depois da episiotomia? Quanto tempo demora a cicatrização?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O principal cuidado a ter com a episiotomia é manter uma boa higiene local, lavando com água e sabonete durante o banho e após urinar e evacuar. Após as lavagens, é importante secar bem a cicatriz.

Outras recomendações e cuidados após a episiotomia:

  • As roupas, íntimas inclusive, devem ser de algodão e leves para permitir que a pele "respire" e não atrapalhe o processo de cicatrização;
  • Se a episiotomia doer e arder, o que é comum consulte o seu médico de família ou obstetra, em alguns casos podem ser indicados medicamentos antissépticos, anti-inflamatórios e analgésicos em spray ou pomada para aliviar o incômodo;
  • O inchaço pode ser controlado através de compressas frias, que devem ser aplicadas com um pano ou uma toalha limpa, durante 15 a 20 minutos;
  • Os absorventes internos só poderão ser usados após a cicatrização da episiotomia. Também é orientado esperar 1 mês para voltar a ter relações sexuais;
  • O retorno à atividade física deve esperar pelo menos 6 semanas. Casos em que são feitas muitas suturas, é necessário aguardar mais tempo;
  • Banhos de piscina não são indicados antes da cicatrização completa da episiotomia devido ao risco de infecções e complicações causadas por produtos químicos e bactérias presentes na água;
  • Quando tiver que se sentar, recomenda-se usar uma almofada com um buraco no meio, que pode ser adquirida numa loja de material ortopédico.
Qual é o tempo de cicatrização da episiotomia?

A episiotomia demora cerca de 10 dias para cicatrizar, lembrando que os pontos da sutura devem cair sozinhos.

Em geral, as episiotomias cicatrizam em pouco tempo e sem maiores consequências. Porém, alguns fatores podem interferir no processo de cicatrização, como:

  • Idade;
  • Má alimentação;
  • Obesidade;
  • Ansiedade e estresse;
  • Infecção;
  • Tabagismo;
  • Uso de drogas ilícitas.

Para maiores esclarecimentos, fale com o seu médico obstetra e siga sempre as suas orientações.