Enurese Noturna

Tenho 26 anos e enurese noturna o que eu faço?

A enurese noturna em adultos deve ser investigada e tratada por um médico urologista, que é o especialista responsável pelo diagnóstico e tratamento de problemas relacionados com o sistema urinário masculino e feminino.

Dentre as possíveis causas de enurese noturna na idade adulta estão:

  • Falta de musculatura ou controle neurológico necessários para controlar a urina;
  • Cistocele, também conhecida como "bexiga caída";
  • Poliúria (urinar bastante, mais de 2,5 litros por dia);
  • Infecção urinária;
  • Consumo de bebidas alcoólicas, café, chás ou medicamentos diuréticos;
  • Uso de remédios para dormir;
  • Diabetes;
  • Estresse e ansiedade;
  • Bexiga neurogênica (disfunção na bexiga provocada por alguma lesão neurológica, que faz com que a pessoa perca o controle da urina).

Indivíduos adultos que já tiveram o controle da micção e o perderam podem ser portadores de doenças que afetam o controle da urina.

Dependendo da causa, é possível reverter o problema e curar completamente a enurese noturna. Porém, há muitos casos, sobretudo em lesões neurológicas, que não existem tratamento.

O mais indicado é consultar um médico urologista para que a origem da sua enurese seja devidamente diagnosticada e receba um tratamento adequado.

Leia também: Xixi na Cama: Qual médico procurar?

Meu filho tem 12 anos e nunca deixou de fazer xixi na cama.Resposta da Psicóloga:

Primeiro vocês enquanto Pais precisam ter paciência e aprender a motivar seu filho para que aos poucos ele supere esse problema. Apesar da enurese acontecer com frequência menor nessa idade, ela precisa ser investigada e dai tratada. Além do uso do alarme existe outros métodos para auxiliar seu filho, tem alguns treinamentos de micção e alguns cuidados como não deixar ele ingerir líquidos antes de dormir, evitar produtos que contenham cafeina, fazer com que ele urine antes de deitar e ao acordar pode ajudar seu filho. Procure atrelar isso ao acompanhamento de um Psicólogo ou Psiquiatra para ver como está o emocional dele e acompanhar com algum medicamento (ver com médico a necessidade).

Ainda faço xixi na cama, o que fazer?

1 - Ainda faço xixi na cama (enurese noturna), o que fazer?

Deve procurar um médico, enurese noturna tem tratamento.

Enurese Noturna (xixi na cama) O que não fazer?

A família ocupa um lugar importante no tratamento da criança com enurese noturna. Um exemplo que pode ser observado é que, dentro da categoria da responsabilização da criança, as famílias consideram urinar na cama como uma questão de fraqueza ou “birra” do paciente, devido a características de sua própria personalidade. Nesses casos, as famílias qualificam a doença como preguiça, desobediência ou até uma provocação da criança. Assim, as crianças são freqüentemente castigadas e as interações positivas entre elas e seus pais ficam comprometidas.

A enurese além de causar problemas emocionais e uma série de limitações às crianças e adolescentes, também afeta, em igual escala, os pais ou responsáveis, ocasionando sentimento de culpa, vergonha, angústia e ansiedade. Apesar de a maioria dos pais encararem de forma positiva, boa parte deles tornam-se intolerantes à enurese noturna de seus filhos. São comuns os casos de violência contra estas crianças. Esse tipo de atitude além de não ajudar acaba piorando e dificultando o tratamento dessas crianças e adolescentes e devem ser evitados a todo custo. A enurese precisa ser encarada pela família como doença. Um pediatra deve ser procurado para iniciar o tratamento e orientar a família. Esperar que um dia pare sozinho, também é errado.

Link útil:

Enurese Noturna

A Enurese Noturna é a perda involuntária de urina em uma idade em que a criança já deveria ter adquirido um controle miccional adequado. A enurese noturna caracteriza-se basicamente por um urinar involuntário durante o período de sono da criança, há uma incapacidade da criança de controlar o seu esfíncter urinário de maneira satisfatória. A enurese noturna leva a um processo de desgaste emocional do paciente e de seus familiares, trazendo para a vida da criança repercussões sérias, como limitação das atividades, vergonha, embotamento da inteligência e punições por parte dos familiares, chegando a casos de agressão física.

Acredita-se que por volta do 3º ano de vida a criança controle as micções diurnas e por volta do 4º ou 5º ano de vida a criança alcance também o controle da micção durante o horário do sono. É consenso entre os médicos que com 5 anos completos a criança não deve mais apresentar micções na cama e a partir desta época a enurese deve merecer uma atenção especial por parte dos familiares e profissionais de saúde.

A família ocupa um lugar importante no tratamento da criança com enurese noturna. Um exemplo que pode ser observado é que, dentro da categoria da responsabilização da criança, as famílias consideram urinar na cama como uma questão de fraqueza ou “birra” do paciente, devido a características de sua própria personalidade. Nesses casos, as famílias qualificam a doença como preguiça, desobediência ou até uma provocação da criança. Assim, as crianças são freqüentemente castigadas e as interações positivas entre elas e seus pais ficam comprometidas.

A enurese além de causar problemas emocionais e uma série de limitações às crianças e adolescentes, também afeta, em igual escala, os pais ou responsáveis, ocasionando sentimento de culpa, vergonha, angústia e ansiedade. Apesar de a maioria dos pais encararem de forma positiva, boa parte deles tornam-se intolerantes à enurese noturna de seus filhos. São comuns os casos de violência contra estas crianças. Esse tipo de atitude além de não ajudar acaba piorando e dificultando o tratamento dessas crianças e adolescentes e devem ser evitados a todo custo. A enurese precisa ser encarada pela família como doença. Um pediatra deve ser procurado para iniciar o tratamento e orientar a família. Esperar que um dia pare sozinho, também é errado.

Os problemas emocionais que os pacientes que fazem xixi na cama apresentam são na verdade conseqüência e não a causa da enurese. É comum, antes do tratamento, as crianças demonstrarem baixa auto-estima e após o tratamento, as mesmas demonstraram um nível de auto-estima compatível com o normal.

A enurese representa um pesado fardo para a criança e para a sua família, por afetar a auto-estima numa idade importante para o desenvolvimento da personalidade e também porque acarreta custos econômicos e sociais consideráveis. A criança que urina na cama acaba por não poder realizar uma série de atividades comuns e importantes na infância, como dormir na casa de amigos, excursão da escola, acampamento de férias, torneios desportivos, visita a familiares e outros. Além das crianças, os pais também sofrem por não saberem como agir diante de tal dificuldade. É importante consultar o médico, um pediatra poderá orientar adequadamente os pais para o tratamento correto e como interagir com seus filhos de maneira positiva.

Xixi na cama, quem devo consultar e como tratar?

Geralmente quem trata a enurese noturna é o pediatra, sua filha já está bem grandinha para ir ao pediatra, então pode leva-lá ao Urologista. O tratamento é feito na maioria das vezes com o uso de antidepressivos que vão atuar na inervação da bexiga e fazer o controle da micção. Existe a opção de tratamento com homeopatia, também dá bons resultados.

Enurese Noturna (xixi na cama). Quando procurar ajuda?

O que é enurese noturna? R.: a enurese é a perda involuntária de urina em uma idade em que a criança já deveria ter adquirido um controle miccional adequado.

A enurese noturna caracteriza-se basicamente por um urinar involuntário durante o período de sono da criança, há uma incapacidade da criança de controlar o seu esfíncter urinário de maneira satisfatória. A enurese noturna leva a um processo de desgaste emocional do paciente e de seus familiares, trazendo para a vida da criança repercussões sérias, como limitação das atividades, vergonha, embotamento da inteligência e punições por parte dos familiares, chegando à casos de agressão física.

Acredita-se que por volta do 3º ano de vida a criança controle as micções diurnas e por volta do 4º ou 5º ano de vida a criança alcance também o controle da micção durante o horário do sono. É consenso entre os médicos que com 5 anos completos a criança não deve mais apresentar micções na cama e a partir desta época a enurese deve merecer uma atenção especial por parte dos familiares e profissionais de saúde. O pediatra pode orientar os pais para o tratamento correto.

Xixi na Cama: Qual médico procurar?

Casos de xixi na cama (enurese noturna) normalmente são tratados pelo médico pediatra. Porém, se o problema persistir até à adolescência ou idade adulta, o mais indicado talvez seja consultar um médico urologista, que é o especialista responsável pelo diagnóstico e tratamento de doenças e distúrbios relacionados com os órgãos do trato urinário masculino e feminino.

A enurese noturna é o ato involuntário de urinar durante o sono, de maneira que a bexiga fica completamente ou quase vazia. Ocorre em crianças com um aparelho urinário íntegro, numa idade em que já deveriam ter o controle da micção.

Leia também: Enurese Noturna

Quais as causas de enurese noturna na adolescência?

Um adolescente pode urinar na cama pelas seguintes razões:

  • Predisposição genética: Se apenas um dos pais teve enurese, a possibilidade dos filhos também fazerem xixi na cama aumenta 45%; caso o pai e a mãe sejam enuréticos, as chances aumentam 75%;
  • Produção de urina elevada durante o sono: A maioria das pessoas produz pouca urina enquanto dorme devido à ação do hormônio vasopressina. Porém, indivíduos que sofrem de enurese noturna podem produzir menos vasopressina, o que aumenta a quantidade de urina para além da capacidade da bexiga, levando à micção involuntária;
  • Falta de maturação neurológica no mecanismo de despertar do sono ou na inervação da bexiga;
  • Fatores emocionais, embora seja raro.

Podem também lhe interessar os artigos: Meu filho tem 12 anos e nunca deixou de fazer xixi na camaEnurese Noturna (xixi na cama) O que não fazer?

Tenho uma filha que sofre de Enurese Noturna...

Ele mesmo poderia tratar, a não ser que ele já tentou e não conseguiu, a enurese noturna de origem psicológica e funcional é facilmente tratada com homeopatia, mas se houver alterações anatômicas que causem essa enurese a homeopatia é ineficaz.