Perguntar
Fechar

Estimulantes

Resultado de 0,40 mUI/mL no exame de Hormônio Folículo Estimulante: significa que não posso ter filhos?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não necessariamente. O resultado de 0,40 mUl/mL no exame de Hormônio Folículo Estimulante (FSH) não determina que a mulher é infértil. Existem outros aspectos que precisam ser analisados para a interpretação desse exame.

Níveis baixos de FSH podem indicar:

  • Ausência de ovulação;
  • Distúrbios no hipotálamo ou na hipófise, que são os centros cerebrais de controle hormonal;
  • Existência de um tumor cerebral, que pode interferir com a capacidade de controlar a produção de Hormônio Folículo Estimulante.

Nas mulheres, a concentração de FSH varia ao longo do ciclo menstrual, com picos na fase de ovulação.

Estresse e peso corporal muito abaixo do normal também podem interferir nos valores de Hormônio Folículo Estimulante.

O Hormônio Folículo Estimulante promove e mantém o crescimento folicular dos ovários nas mulheres e a produção de espermatozoides nos homens.

O exame de FSH é pedido frequentemente em conjunto com outros hormônios, como LH, testosterona, estradiol e progesterona, para investigar a causa da infertilidade em mulheres e homens.

A dosagem de Hormônio Folículo Estimulante serve para investigar situações de irregularidade menstrual e também como exame auxiliar para diagnosticar distúrbios na hipófise ou doenças que envolvem os ovários ou os testículos.

Em crianças, o exame de FSH e LH é utilizado no diagnóstico da puberdade precoce ou atrasada.

A avaliação da fertilidade inclui uma série de fatores que são avaliados durante a consulta de planejamento familiar. O/a médico/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família é o/a profissional indicado/a para analisar o resultado do exame de Hormônio Folículo Estimulante e conduzir a investigação da infertilidade.

Risperidona e cafeína: posso tomar juntos?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A risperidona não deve ser ingerida juntamente com líquidos e/ou cápsulas contendo cafeína. A cafeína é um estimulante cerebral, podendo causar agitação, ansiedade e nervosismo principalmente quando tomada em excesso. Ela está presente no café, nos chás, no cacau, nos refrigerantes e bebidas estimulantes.

A risperidona pode apresentar alguns efeitos colaterais como ansiedade, agitação, tontura e dificuldade de concentração. Quando tomadas juntas, o efeito das duas substâncias pode ser exagerado, resultando em efeitos adversos desagradáveis.

Fora do horário da ingestão da medicação, a pessoa pode tomar, em pequena quantidade, alguns líquidos que contenham cafeína.

Para que serve a risperidona?

A risperidona é um medicamento antipsicótico, indicado no tratamento da esquizofrenia, psicoses agudas e crônicas, transtorno bipolar, irritações decorrentes do autismo, estresse pós traumático e outros distúrbios psiquiátricos.

Quais são os efeitos colaterais da risperidona?

Os principais efeitos colaterais da risperidona são: ganho de peso, sedação, diminuição da pressão arterial, aumento do hormônio prolactina e inquietação motora.

Outros efeitos secundários comuns da medicação incluem aumento do apetite, sonolência, insônia, dor de cabeça, ansiedade, tontura, náusea, dor abdominal, prisão de ventre, incontinência urinária, tremores, febre e tosse.

Na presença de qualquer efeito não desejável com o uso de risperidona, é indicado procurar o/a médico/a que prescreveu a medicação e que está acompanhando o caso para tirar as dúvidas e evitar sobredosagens.

Anestésico local e estimulante sexual podem se associados?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A lidocaína é um medicamento usado em anestesia que tem seu uso em alguns casos de arritmia cardíaca. Em teoria não há nenhuma contra-indicação de ser usado como anestésico no mesmo dia que se tomou "estimulantes sexuais". Mas se puder evitar, é melhor não associar os dois medicamentos.

Tratando síndrome do pânico, posso tomar energético?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não deve ingerir estimulantes se tem síndrome de pânico, isso pode piorar sua ansiedade.