Perguntar
Fechar
Posso engravidar sem menstruar por causa dos ovários policísticos?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A mulher com ovários policísticos pode apresentar menstruações irregulares. Isso significa que ela pode ficar alguns meses sem menstruar, além de apresentar sangramento excessivo e prolongado quando menstrua. 

Em geral, quando não há menstruação é um sinal de que não ouve ovulação, logo, a possibilidade de engravidar é baixa. Porém, por não haver uma regularidade no ciclo, fica difícil saber exatamente o período fértil. A mulher pode então engravidar e, neste caso, não irá menstruar pela presença da gravidez e não em decorrência dos ovários policísticos.

Quem está na tentativa de engravidar e apresenta atraso menstrual deve continuar o acompanhamento médico para possível realização de exames como o teste de gravidez.

A metformina, no tratamento da síndrome dos ovários policísticos, contribui em melhorar o efeito da insulina produzida pelo organismo. Ela é indicada em alguns casos e deve ser tomada apenas com orientação médica. 

Leia mais em:

Metformina é um bom tratamento para quem tem ovários policísticos?

A mulher com síndrome dos ovários policísticos que pretende engravidar, pode realizar um acompanhamento médico específico para otimizar os ciclos ovulatórios. Consulte o/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral para uma avaliação.

Também pode lhe interessar: Ovários policísticos têm cura? Qual o tratamento?

Tomo metformina, em quanto tempo minha menstruação desce?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode-se ovular (mas é mais difícil) mesmo não tendo menstruação ou ela sendo irregular. Provavelmente essa sujeirinha não dá para considerar como sendo uma menstruação.

A metformina é um tratamento auxiliar na SOP (Síndrome dos Ovários Policísticos), não significa que a metformina vai fazer sua menstruação descer ou mesmo regular ela.

Leia também o artigo: Metformina é um bom tratamento para quem tem ovários policísticos?

Útero em retroversoflexão interfere para engravidar?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não, útero em retroversoflexão (retrovertido) não traz dificuldades para engravidar nem interfere com a gravidez. O útero retrovertido é apenas uma variação da posição anatômica do útero, em que ao invés de o útero estar virado para frente ele está voltado para trás.

Porém, isso não provoca nenhuma alteração no órgão, não dificulta a gravidez, não traz problemas para a gestação e também não impede que a mulher tenha um parto normal.

O útero retrovertido raramente provoca sintomas, na maioria das vezes só é detectado durante um exame de ultrassom realizado por outro motivo, ou seja, acaba por ser um achado ocasional. Cerca de 15 a 25% das mulheres possuem útero retrovertido. 

Há alguns estudos que apontam uma correlação entre endometriose e o útero retrovertido, nesse tipo de situação as mulheres teriam maior dificuldade para engravidar, mas em decorrência da presença de endometriose e não por causa do útero em retroversão.

Já durante a gestação, uma condição muito rara que a retroversoflexão do útero pode causar é o encarceramento uterino, situação em que o útero torna-se fixo. Essa situação pode provocar retenção de urina e algum desconforto para urinar, necessitando ser avaliada por um ginecologista.

O médico ginecologista ou médico de família poderá esclarecer outras dúvidas em relação a esse assunto.

Leia também:

Útero retrovertido tem cura?

O que é útero retrovertido e quais os sintomas?

Tenho SOP e comecei a tomar metformina, estou com um mês de atraso menstrual, posso estar grávida?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

É possível sim.  Apesar da Síndrome de ovário policístico (SOP) ser sabidamente uma causa comum de infertilidade, a mulher que mantém relações sem uso de contraceptivo também corre o risco de engravidar. Depende de muitas variáveis, uma dela é a relação de medicamentos que faz uso regular, como a metformina.

A SOP se caracteriza por irregularidade menstrual, sinais como obesidade leve, acne, hirsutismo (excesso de pelos grossos e escuros, em regiões mais comuns nos homens), além do aumento da resistência à insulina e exclusão de outras doenças. Como opções de tratamento, devido o aumento da resistência à insulina, um dos tratamentos habituais é o uso regular de metformina. 

Entretanto a metformina, prescrita na intenção de auxiliar na redução do peso e na regularidade dos ciclos menstruais, possibilitando a ovulação, aumenta as chances de engravidar. Portanto, as mulheres que não desejam engravidar neste período, devem fazer uso de algum anticoncepcional.

No caso de suspeita de gravidez deve procurar atendimento de ginecologista/obstetra, o quanto antes, realizar testes de gravidez e seguir as orientações de acordo com o resultado encontrado.

Pode lhe interessar também:

Tenho ovários multifoliculares, sou mais ou menos fértil?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A presença de ovários multifoliculares não deixa a mulher mais ou menos fértil.

Cistos nos ovários é uma situação frequente na maioria das mulheres. Esses cistos surgem porque o folículo que se desenvolve dentro do ovário não cresce o suficiente para se transformar em óvulo, ser expulso do ovário e desencadear a ovulação. Dessa forma, os folículos vão se acumulando no ovário na forma de cisto.

A presença de cistos nos ovários pode ser uma condição benigna que não apresenta riscos para a mulher. Isso dependerá de como o cisto se apresenta, se há ruptura ou torção e se, em consequência disso, há algum sintoma preocupante como dores em baixo ventre, sangramento vaginal intenso, febre, etc.

Quando os ovários com policistos são associados a um conjunto de outros sinais e sintomas, a mulher pode manifestar a Síndrome dos Ovários Policísticos. 

Mulheres com síndrome dos ovários policísticos pode apresentar certa dificuldade em engravidar.

Devido ao desequilíbrio hormonal, alguns ciclos menstruais não apresentam ovulação, o que pode levar um tempo maior para a mulher com síndrome dos ovários policísticos engravidar.

Em geral, após 12 meses consecutivos de tentativa de engravidar, a mulher juntamente com seu companheiro devem procurar uma consulta com médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista para uma avaliação da fertilidade do casal.

Outros fatores relativos à infertilidade são importantes de serem investigados no casal com dificuldade de engravidar.

planejamento familiar e uma consulta pré concepção com o/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família podem facilitar a solução de dúvidas e reduzir a insegurança do casal. 

Fiz tratamento da SOP, parei de tomar anticoncepcional...
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Caso tenha tido relação sexual desprotegida no seu período fértil é possível que esteja grávida, nessa situação recomenda-se aguardar o atraso menstrual e após uma semana de atraso deve-se fazer um teste de gravidez para confirmar a hipótese.

Uma leve dor abdominal não é um sintoma muito frequente de inicio de gravidez, é possível acontecer por conta de uma gestação ou ser por outro motivo. Para descobrir se é uma gestação gemelar ou não estaria indicado fazer um ultrassom, caso se confirme a gravidez.

Alguns sintomas comuns no começo de uma gestação são:

  • Atraso menstrual: é geralmente o primeiro e um dos mais importantes sintomas do começo de uma gestação, portanto caso persista por mais de uma semana indica-se a realização de um teste de gravidez.
  • Náuseas, vômitos: é um sintoma também frequente principalmente nos primeiros meses de gravidez.
  • Sensibilidade mamaria: algumas mulheres podem queixar-se de uma maior sensibilidade na mama ou mesmo de dor ou desconforto, isto porque os seios durante a gestação tendem a aumentar de tamanho por conta do desenvolvimento das glândulas mamárias.
  • Sonolência ou cansaço: algumas mulheres podem queixar-se de sonolência ou cansaço durante o começo da gravidez, esse sintomas se devem as mudanças hormonais que ocorrem nesse período.
  • Dores pélvicas ou cólicas: é possível apresentar algum tipo de dor ou desconforto pélvico no começo da gravidez, embora esse sintoma não seja muito frequente.
  • Sangramento de implantação: esse sangramento acontece raramente, consiste em um pequeno sangramento rosa claro ou amarronzado, que ocorre alguns dias depois da concepção, é auto limitado, dura no máximo três dia e pode vir ou não acompanhado de cólica.

Os sintomas de gravidez podem variar de mulher para mulher e são muito individuais, existem mulheres que durante a gestação toda apresentam poucos sintomas, enquanto outras podem apresentar uma grande variedade de sintomas durante a gestação.

Caso persista a dúvida sobre uma possível gestação consulte o seu médico de família ou ginecologista.

Tenho micropolicisto nos 2 ovários e não trato, minha menstruação não vem há 6 meses e meus seios estão doloridos, o que pode ser?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Alterações hormonais devido aos ovários policísticos é a causa mais provável.

Tenho síndrome de ovários policisticos há 11 anos...
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Na presença dos sintomas elencados, a mulher deve procurar o/a médico/a ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família para uma avaliação detalhada.

Esses sintomas não são comuns e devem ser avaliados para que a mulher melhore sua qualidade de vida.

A síndrome dos ovários policísticos agrega um conjunto de sinais e sintomas que a mulher pode manifestar, provocando alterações nos ciclos menstruais (que podem ficar mais espaçados) e até dificultar a gravidez.

Além de cuidar desses sintomas que agora você está apresentando, a mulher com síndrome dos ovários policísticos deve fazer um acompanhamento médico regular, indo às consultas de rotina, tirando suas dúvidas e realizando o tratamento aconselhado.

Leia mais em:

Ovários policísticos tem cura? Qual o tratamento?