O Fluconazol corta o efeito do anticoncepcional?

O Fluconazol corta o efeito do anticoncepcional?
Gostaria de saber Qual tipo de remédio reduz o efeito?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não. Fluconazol não corta o efeito do anticoncepcional.

Os remédios que mais reduzem o efeito dos anticoncepcionais são:

  • Anticonvulsivantes (Carbamazepina, Topiramato, Oxcarbazepina, Fenitoína e Fenobarbital);
  • Rifampicina;
  • Rifabutina;

  • Primidona;

  • Anabolizantes;

  • Alguns anti retrovirais como o Ritonavir.

Por isso é fundamental informar ao médico, todas as medicações que faça uso, mesmo que de forma irregular, porque diversas substâncias podem interagir e prejudicar no seu tratamento.

Veja também: Interação dos Anticoncepcionais com outros Remédios e 5 Coisas que Podem Cortar o Efeito do Anticoncepcional

Independente dos anticoncepcionais, outras medicações devem ser avaliadas para o uso conjunto de Fluconazol®.

Medicamentos contraindicados para uso conjunto com Fluconazol®

  • Cisaprida
  • Terfenadina
  • Astemizol
  • Pimozida
  • quinidina
  • Eritromicina

Medicamentos que podem interagir com o Fluconazol®

Outros medicamentos interagem com o antifúngico, por isso, embora não sejam contraindicados para o uso conjunto, devem ser informados ao médico, para o devido ajuste, sempre que necessário.

Listamos como efeitos indesejados, a interação entre Fluconazol® e os medicamentos abaixo:

  • Anticoagulantes (varfarina®) - aumento do efeito do anticoagulante, com maior risco de sangramento;
  • Hidroclorotiazida® - aumenta a concentração de fluconazol®, podendo sobrecarregar o fígado;
  • Antidepressivos tricíclicos (amitriptilina®, nortriptilina®) - aumento dos efeitos dos antidepressivos, podendo ser necessário o ajuste no período;
  • Losartana® - inibição do metabolismo da losartana®, podendo causar aumento da pressão arterial;
  • Bloqueadores de canal de cálcio (nifedipina®, anlodipina®, verapamil®) - aumenta a ação sistêmica dos bloqueadores de canal de cálcio, podendo potencializar os efeitos colaterais;
  • Carbamazepina® - aumenta a concentração da carbamazepina® no sangue, podendo causar efeitos tóxicos, pode ser necessário ajuste de doses;
  • Benzodiazepínicos de curta duração (midazolam®) - aumento dos efeitos colaterais psicomotores do midazolam®, devendo ser reduzida sua dose durante o tratamento.

Para maiores esclarecimentos, converse com seu/sua médico/a clínico geral, médico/a de familia ou ginecologista.