Perguntar
Fechar
O que é cisto de Baker?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O cisto de Baker ou cisto poplíteo é o acúmulo de líquido articular (sinovial) na região posterior do joelho. O líquido sinovial acumula-se nas bainhas dos tendões e nas bursas da articulação, localizadas atrás do joelho.

O líquido sinovial normalmente circula entrando e saindo das bursas do joelho, através de um sistema de válvulas que são responsáveis por controlar a quantidade de líquido articular que entra e sai dessas bolsas.

Porém, há casos em que o joelho produz uma quantidade de líquido sinovial exacerbada (sinovite), o que leva ao acúmulo de líquido na bursa e ao consequente aparecimento do cisto de Baker.

Quais as causas do cisto de Baker?

Nos adultos, o aparecimento do cisto de Baker normalmente está relacionado com patologias intra-articulares do joelho, como lesões nas estruturas internas do joelho (menisco, ligamentos, cartilagem), que levam ao aumento da produção ou extravasamento do líquido sinovial.

Como identificar o cisto de Baker?

O cisto de Baker surge como uma saliência atrás do joelho que não provoca dor, tornando-se mais nítido quando o joelho está estendido. Embora possa provocar um pequeno desconforto ou rigidez, geralmente não provoca sintomas. Quando presentes, os sintomas geralmente estão relacionados com a compressão das estruturas da parte posterior do joelho.

Dependendo do tamanho do cisto, pode causar dor ou desconforto na região posterior do joelho ao agachar ou após atividade física.

Pode ocorrer ainda uma diminuição dos limites de movimento provocada pela dor ou pelo tamanho do cisto de Baker. Há casos em que pode haver travamento, bloqueio, dor ou outros sintomas de desgaste patelar.

Em algumas situações, o cisto pode se romper e desencadear um inchaço na panturrilha, causando dor intensa e deixando a área vermelha e mais quente, com sintomas semelhantes aos da trombose venosa profunda (TVP).

Como é feito o diagnóstico do cisto de Baker?

O diagnóstico do cisto de Baker é feito através da anamnese e do exame físico, durante o qual o médico irá procurar por um caroço mole na parte de trás do joelho. No caso do cisto ser pequeno, comparar o joelho afetado ao joelho normal pode ser útil.

A confirmação do diagnóstico geralmente é feita por meio de exames de imagem, como ultrassonografia e ressonância magnética. A ressonância pode identificar também a causa primária que levou ao cisto.

A aplicação de luz no cisto (transiluminação) pode indicar que o mesmo está repleto de líquido. Se o caroço aumentar rapidamente ou se ocorrer dor noturna, dor forte ou febre, mais exames são necessários para garantir que não existem outros tipos de tumor.

Qual é o tratamento para cisto de Baker?

O tratamento inicial do cisto de Baker pode incluir o uso de medicamentos anti-inflamatórios, redução da atividade física, aplicação de gelo e acompanhamento regular.

No entanto, o tratamento do cisto de Baker normalmente é voltado para a causa, ou seja, para a lesão interna do joelho. Muitas vezes, os pacientes apresentam melhora após a artroscopia para tratamento das lesões intra-articulares. Também é comum o cisto de Baker desaparecer espontaneamente.

A cirurgia para remover o cisto de Baker raramente é indicada, a não ser que o cisto seja muito grande ou doloroso.

Em caso de suspeita de cisto de Baker, um médico clínico geral, médico de família ou ortopedista deverá ser consultado para confirmar o diagnóstico e orientar quanto ao tratamento mais adequado.

Tenho um cisto sebáceo, como fazer para eliminar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Somente a extração cirúrgica do cisto sebáceo vai resolver seu problema.

Estou grávida e com um cisto sebáceo na virilha, como posso tratar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O tratamento do cisto sebáceo é a retirada do cisto sebáceo (não existe outra forma de tratar). Como você está grávida, se o cisto não estiver incomodando, não faça nada, espere seu bebê nascer e depois você vai a um médico para operar e retirar esse cisto.

Fiz uma transvaginal e tinha um cisto, fiz outra e sumiu?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Os cistos de ovários podem desaparecer espontaneamente após algumas semanas, principalmente se forem cistos funcionais como cistos de ovário ou cistos de corpo lúteo, portanto não se preocupe com esse fato.

Não precisa repetir novamente o exame caso não surja nenhum outro sintoma ou outro motivo para realização de um novo ultrassom.

Os cistos são estruturas benignas em forma de bolha, que contém líquido e são recobertos por uma fina película. Não evoluem para câncer embora alguns tumores malignos de ovário possam ter estrutura cística que podem ser confundida com um cisto benigno.

A maioria dos cistos não causam nenhum sintoma e podem mesmo passar despercebidos. No entanto, podem causar sintomas como dor de forte moderada a forte intensidade caso sofram uma ruptura ou torção. Em alguns casos a ruptura de um cisto pode levar a um quadro hemorrágico mas que raramente é grave.

Como saber se o cisto no ovário sumiu?

Através da realização de um ultrassom pélvico é possível confirmar se o cisto reduziu de tamanho ou mesmo desapareceu.

Consulte o seu médico ginecologista ou médico de família para uma melhor avaliação do seu caso.

Leia mais sobre cistos de ovários em:

Quais os sintomas de cisto no ovário?

Cisto no ovário tem cura? Qual o tratamento?

Tenho um cisto entre as sobrancelhas... tem como tirar sem que fique uma cicatriz?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Existem técnicas cirúrgicas usadas pelos cirurgiões plásticos que minimizam ou evitam as cicatrizes, mas sem cirurgia muitos poucos cistos tem resolução efetiva.

Viscossuplementação pode aliviar dor em casos de condromalacia e cisto de Baker?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

O uso da viscossuplementação para aliviar a dor em casos de condromalacia e cisto de Baker ainda não tem sua eficácia totalmente comprovada.

A viscossuplementação é um procedimento em que o ácido hialurônico é aplicado na no interior da junta (articulação). Esse ácido é encontrado normalmente no líquido sinovial, que está presente nas articulações e tem a função de lubrificá-las e contribuir para a sua melhor movimentação. O seu uso para tratamento de vários problemas das articulações está sendo estudado e sua eficácia a longo prazo ainda é desconhecida.

Na condromalacia patelar (síndrome patelo-femoral ou joelho de corredor) a dor e o desconforto no joelho são causados pelo desgaste da cartilagem que fica atrás do osso do joelho (patela). O seu tratamento é feito com o uso de anti-inflamatórios, fisioterapia, exercícios para fortalecimento dos músculos da perna, além da necessidade de se evitar os esforços excessivos dos joelhos.

O cisto de Baker é uma espécie de bolsa com líquido sinovial que se forma atrás do joelho, causando dor e desconforto. O aumento do líquido sinovial ocorre devido à inflamações das estruturas articulares dos joelhos, como ligamentos e meniscos.

Tratando-se das causas da lesão articular, como a reparação de meniscos e ligamentos, utilizando-se técnicas de microcirurgia (artroscopia), o cisto de Baker tende a diminuir de tamanho, sendo rara a necessidade de sua remoção por cirurgia.

O ortopedista é o profissional especializado em diagnosticar e tratar desses problemas articulares.