Perguntar
Fechar

Cisto Sebáceo

Caroço na axila com dor, o que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Caroço na axila com dor pode ser um abscesso ou um cisto sebáceo infectado. O caroço pode ser também um gânglio linfático aumentado devido a uma inflamação ou infecção. Geralmente não é nada de grave.

Se, além de dolorido, o caroço apresentar também vermelhidão e aumento da temperatura local, é bem provável que seja uma inflamação ou infecção localizada.

No entanto, é preciso estar atento a caroços ou nódulos indolores que surgem nas axilas, pois podem ser sinal de câncer de mama ou linfoma (câncer no sistema linfático).

Nesses casos, os gânglios linfáticos aumentam de tamanho e ficam endurecidos, mas, em geral, não provocam dor, não apresentam vermelhidão e não aumentam a temperatura local.

Para saber ao certo a origem do caroço na axila, deve-se consultar o/a médico/a clínico/ geral ou médico/a de família para uma avaliação. Se for necessário, ele/ela poderá encaminhar para um/a outro/a especialista ou orientar o tratamento adequado. 

Qual o tratamento no caso de cisto sebáceo?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

O tratamento no caso de cisto sebáceo é cirúrgico e consiste na remoção do cisto e da sua cápsula, sendo a pele suturada a seguir. Se a cápsula ou um fragmento dela permanecer, o cisto sebáceo poderá voltar, daí o tratamento através da remoção cirúrgica do cisto e da sua cápsula ser o mais indicado.

Dependendo do tamanho, do tipo e da localização do cisto sebáceo, o tratamento pode ser realizado através de uma única incisão, com drenagem do conteúdo do cisto e destruição da sua cápsula com produtos cáusticos.

No entanto, um cisto de sebáceo geralmente não precisa de tratamento, a não ser que esteja infeccionado, inflamado ou causando um problema estético.

Cistos infectados normalmente são tratados através de drenagem e remoção da cápsula. Antibióticos e anti-inflamatórios podem ser indicados, de acordo com cada caso.

A drenagem do cisto sebáceo também pode ser feita através de laser. Nesse procedimento, é realizado um pequeno “furo” no cisto com o laser e o seu conteúdo é drenado. A cápsula que envolve o cisto geralmente é retirada depois de 1 mês.

Depois do cisto ser retirado, é indicada a aplicação de pomada com antibiótico para evitar infecções no local. A pomada deve ser usada até à completa cicatrização. Em alguns casos, podem ser indicadas pomadas específicas para ajudar na cicatrização.

Existe algum tratamento caseiro para cisto sebáceo?

Se o cisto sebáceo tiver menos de 1 cm, o tratamento pode ser feito através da aplicação de compressas quentes durante 15 a 30 minutos, 2 vezes ao dia, durante 10 dias.

Com isso, o cisto tende a diminuir gradualmente até desaparecer, embora possa retornar em alguns casos. Este método transforma o conteúdo do cisto num fluido oleoso que é mais facilmente reabsorvido pelo organismo.

É importante lembrar que nunca se deve espremer um cisto sebáceo, pois pode romper a sua cápsula e provocar uma infecção, além de abrir mais espaço para o cisto crescer.

O que é um cisto sebáceo?

O cisto sebáceo, também conhecido como cisto epidérmico, é um cisto benigno que surge na pele. Os cistos podem ter material líquido ou semilíquido no seu interior, como pus. Em geral, o cisto sebáceo surge no rosto, no pescoço ou no tronco.

Os cistos sebáceos crescem de forma lenta, mas podem causar incômodo se não receberem o tratamento adequado.

Quais as causas do cisto sebáceo?

O cisto sebáceo surge nas glândulas sebáceas, que produzem sebo, uma espécie de óleo que recobre a pele e os cabelos. Quando, por alguma razão (sobretudo traumas), o canal pelo qual sai o sebo fica obstruído, pode haver formação do cisto.

Os cistos sebáceos também podem ser causados por defeitos no desenvolvimento do canal da glândula sebácea, danos celulares durante cirurgias e problemas genéticos.

Quais os sintomas de um cisto sebáceo?

Em geral, o cisto sebáceo surge na pele do rosto, do pescoço e do tronco. O cisto costuma ser pequeno, mole e não causa dor ao toque. Porém, cistos maiores podem causar desconforto e dor.

O tratamento do cisto sebáceo deve ser efetuado pelo/a médico/a dermatologista.

Caroço na nuca desde pequeno o que é isso?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Causas comuns e bem prováveis para esse "caroço" são: cisto sebáceo ou lipoma. Porém pode ser também um linfonodo aumentado, resquícios do período embrionário, tumor, contratura muscular, entre outras causas.

Para um diagnóstico definitivo serão necessárias mais informações, além de uma avaliação médica detalhada, com exame físico e se houver necessidade, exames complementares.

O médico clínico geral ou médico da família, são os responsáveis por iniciar essa avaliação, além de definir o problema e planejar o tratamento ou acompanhamento mais adequado.

Cisto sebáceo

Trata-se de um cisto benigno que acomete a pele, mais frequentemente nas regiões da face, pescoço e tronco, com conteúdo líquido em seu interior, que se desenvolve devido a obstrução de uma glândula sebácea naquela região.

Os cistos podem não causar dor ou qualquer sintoma e crescer lentamente durante muitos anos. Porém, devido seu conteúdo líquido, pode facilitar a proliferação de germes e com isso a formação de um quadro infeccioso. Nesses casos os sintomas serão de dor, edema e calor local, quadro que necessita de tratamento imediato com drenagem e antibioticoterapia.

Leia também: Qual o tratamento no caso de cisto sebáceo?

Lipoma

O lipoma é um tumor benigno formado por tecido adiposo, normalmente de consistência mais firme, também indolor, que pode manter o mesmo tamanho por muitos anos e não oferece riscos à saúde. Sendo assim, na maioria das vezes não há indicação de tratamento, apenas acompanhamento, a não ser que comprima uma estrutura próxima causando sintomas ou por questões estéticas.

Linfonodomegalia

A linfonodomegalia é o aumento de linfonodos, órgãos responsáveis por produzir e armazenar os glóbulos brancos, nossa célula de defesa, decorrentes de situações de inflamação e infecção próximas. O aumento do linfonodo nas regiões da cabeça e pescoço estão relacionados a doenças das vias aéreas superiores, amígdalas e orofaringe.

Uma vez aumentados, principalmente se houverem episódios recorrentes, os linfonodos nem sempre retornam ao tamanho inicial, passando a ser palpados embora não estejam "ativos". O tratamento também é de acompanhamento.

Saiba mais em: O que é linfonodomegalia e quais são as causas?

Resquícios de período embrionário

Outra causa para caroço na nuca é o resquício do período embrionário. É uma lesão benigna, que mais uma vez não oferece riscos à saúde, e a sua retirada é feita por motivos estéticos ou quando há inflamações recorrentes no local.

Tumores

Os tumores costumam causar dor e evoluir com crescimento lento, porém constante. É mais frequente acontecer na faixa etária acima de 50 anos de idade. No caso de suspeita de tumor, o nódulo deverá ser melhor investigado através de uma biópsia ou a ressecção completa da lesão para melhor análise histológica.

As contraturas musculares até podem parecer nódulos, porém causam dor local e não duram anos, por isso, de acordo com o descrito, não parece ser a causa do seu problema.

Pode lhe interessar ainda: Tenho os linfonodos cervicais aumentados. O que pode ser?

Visto todo o exposto, recomendamos procurar um médico clínico geral ou médico da família para avaliação e conduta.

Como tratar de um cisto sebáceo na virilha estando grávida?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O tratamento do cisto sebáceo é a retirada do cisto sebáceo (não existe outra forma de tratar). Como você está grávida, se o cisto não estiver incomodando, não faça nada, espere seu bebê nascer e depois você vai a um médico para operar e retirar esse cisto.

Tenho um cisto sebáceo, como fazer para eliminar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Somente a extração cirúrgica do cisto sebáceo vai resolver seu problema.