Existem medicamentos que podem alterar o exame Beta HCG?

Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, existem medicamentos que podem alterar o exame do Beta HCG. Esses medicamentos são usados para fins de reprodução e tratamento de infertilidade e geralmente são constituídos pelo próprio hormônio HCG, também chamado de Gonadotropina Coriônica Humana.

Quando são utilizados antes da realização de um teste de gravidez, podem levar a um resultado falso-positivo, ou seja, o exame dá positivo quando, na verdade, não há gravidez.

No entanto, nem todos os medicamentos que são usados em tratamento de infertilidade interferem no resultado do Beta HCG.

Isso apenas ocorre com aqueles remédios que apresentam a Gonadotropina Coriônica na sua composição ou que contém hormônios semelhantes que podem interferir no resultado do exame, é o caso, por exemplo, da menotropina.

Quais remédios alteram o resultado do beta-HCG?

Alguns exemplos de medicamentos que podem, portanto, alterar o resultado de um exame de BHG ou teste de gravidez, levando a um resultado falso-positivo, são: o Pregnyl e o Choriomon. São remédios que estimulam os folículos ovarianos e induzem a ovulação.

Ao se fazer o uso desses medicamentos deve-se esperar pelo menos duas semanas até realizar um teste de gravidez, de forma a evitar erros no resultado do exame.

Outros medicamentos usados no tratamento da infertilidade, como o citrato de clomifeno (Clomid) e fármacos análogos não interferem no resultado do exame do Beta-HCG, pois não contém o HCG na sua composição.

Contudo, alguns tratamentos podem envolver mais de um medicamento, por isso, é importante conversar com o seu médico caso tenha dúvidas sobre a interferências dos remédios sobre o resultado de um exame de dosagem de Beta-HCG.

É importante levar o resultado do exame Beta HCG para o/a médico/a que solicitou, pois assim poderá interpretar o resultado e orientar o acompanhamento.