Perguntar
Fechar

Labirintite

Tonturas, náuseas, dores de cabeça, sonolência e fraqueza podem ser labirintite?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Tonturas, náuseas, dores de cabeça, sonolência e fraqueza não são propriamente sintomas de labirintite, uma vez que alguns deles não são característicos dessa patologia. Os sintomas clássicos da labirintite podem ser:

  • Tonturas (sensação de perda de equilíbrio e queda, como se a pessoa deixasse de sentir o chão);
  • Vertigens (sensação de que tudo ao redor está girando ou inclinando);
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Perda de equilíbrio;
  • Zumbidos no ouvido;
  • Perda de audição.

A labirintite normalmente ocorre em crises pontuais transitórias e que podem ser recorrentes. As crises podem durar apenas alguns minutos ou virem em episódios frequentes.

Veja também: O que é Labirintite e quais seus sintomas?

No entanto, tanto os sintomas da labirintite como aqueles citados no início do texto podem ser indicadores de outras doenças mais graves, como anemia, tumores, acidente vascular cerebral ("derrame"), entre outras.

Qualquer pessoa que esteja sentindo tonturas e vertigens deve procurar um/a médico/a o mais rápido possível, pois, como já foi visto, pode ser sinal de doenças graves.

Saiba mais em: Sinto uma tontura constante. O que pode ser?

Aqui no site não fazemos diagnósticos. Por isso, se está com tonturas, náuseas, dores de cabeça, sonolência e fraqueza, deve visitar um/a clínico/a geral ou médico/a de família para que seja feito um diagnóstico adequado.

Leia também: Mal-estar, tontura, náuseas, fraqueza, dor de cabeça. Posso estar grávida?

O que é Labirintite e quais seus sintomas?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Labirintite é uma doença inflamatória, que afeta o labirinto, um dos órgãos responsáveis pelo equilíbrio do nosso corpo. Os principais sintomas da labirintite são:

  • Perda do equilíbrio, dificuldade de caminhar em linha reta;
  • Sensação de vertigem ou tontura;
  • Zumbido no ouvido;
  • Náuseas;
  • Dor de cabeça;
  • Ainda pode haver dificuldade em fixar a visão e dificuldade de ficar em pé com os olhos fechados.

O labirinto é uma estrutura óssea muito pequena que se localiza dentro do ouvido. Ele possui um líquido em seu interior e, a partir do movimento desse líquido, ele consegue transmitir ao cérebro informações como posição do corpo, direção e velocidade do movimento.

É por esse mecanismo que conseguimos sentir, por exemplo, quando estamos deitados ou de ponta-cabeça, e para que lado nosso corpo está girando.

Na presença de qualquer problema que afete esse sistema, podemos ter a sensação de estarmos caindo, ou de que a cabeça está girando, chamado de vertigem.

Como saber se tenho labirintite?

A labirintite é uma doença pouco comum, apesar de muito conhecida, os sintomas começam a se manifestar entre os 40 e os 50 anos de idade. As tonturas, principal sintoma da doença, se caracteriza pela sensação de perda de equilíbrio, como se o indivíduo deixasse de sentir o chão e fosse cair.

Já as vertigens são as sensações de que tudo está rodando ou inclinando para um lado. Também são comuns a presença de zumbido e perda de audição.

As crises de labirintite tendem a acontecer em episódios pontuais e passageiros. O tempo de duração pode ser de apenas alguns minutos ou durar horas e até mesmo dias.

Na gravidez, a labirintite pode ocorrer como consequência das alterações hormonais dessa fase. A própria retenção de líquido e o consequente inchaço, também comuns na gestação, podem alterar o funcionamento do ouvido interno e seus fluidos, gerando labirintite.

Quais as causas da labirintite?

Existem várias causas possíveis para a labirintite, desde o simples envelhecimento do órgão em função da idade avançada ou a presença de pequenos cristais que se formam dentro do labirinto, além de infecções, inflamações, traumas (pancadas) e outras origens.

Veja também: Sinto vertigem frequentemente, o que pode ser?

Como tratar a labirintite?

O tratamento da labirintite vai depender da causa e da gravidade dos sintomas. Pode incluir repouso, fisioterapia, manobras de reposicionamento (movimentos feitos com intenção de remover os cristais), medicações anti-inflamatórias ou que melhoram a circulação sanguínea (vasodilatadores), bem como anticonvulsivantes e antidepressivos.

O paciente que possui esse tipo de sintoma deve procurar um médico clínico geral,médico da família, otorrinolaringologista ou neurologista para avaliação, confirmação do diagnóstico e tratamento.

Tenho tonturas e acho que é labirintite. Qual médico procurar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

As tonturas são um dos sintomas da labirintite, mas podem estar relacionadas com muitas outras doenças. Você pode procurar o/a clínico/a geral ou o/a médico/a de família, visto se tratar de um sintoma inespecífico. Se preferir ir direto a um especialista, os mais indicados para avaliar casos de tontura são o/a otorrinolaringologista ou o/a neurologista.

Lembrando que a labirintite pode causar tonturas (sensação de perda de equilíbrio e queda), vertigens (sensação de que tudo ao redor está girando ou inclinando), náuseas, vômitos, perda de equilíbrio, zumbidos no ouvido e perda de audição.

Geralmente, a labirintite ocorre em crises pontuais transitórias que podem durar apenas alguns minutos ou se tornar frequentes.

Saiba mais em: O que é Labirintite e quais seus sintomas?

Contudo, como foi dito, sentir tonturas pode ser sinal de uma série de outros problemas de saúde. Consulte um/a dos/as médicos/as indicados no início do artigo para que seja feito um diagnóstico adequado.

Tenho tontura que parece que estou caindo para lado...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pela minha experiência tontura está muito associada com problemas emocionais (e pelo jeito você os tem aos montes), existem muitas opções de medicamentos para tontura, o Ginko biloba é somente um deles, se não funcionou deve voltar ao otorrinolaringologista para tomar outros.

Labirintite ataca quando estou nervosa?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim. Situações de nervosismo podem precipitar crises de labirintite, mas de forma indireta. Os distúrbios de humor alteram o organismo como um todo, principalmente pelo aumento da produção e liberação de hormônios estimulantes na corrente sanguínea. Os principais hormônios que participam dessas alterações são a adrenalina e a cortisona, levando ao aumento da pressão arterial e aumento nos níveis de açúcar.

A Labirintite é uma doença pouco comum, embora bastante conhecida, e por isso é importante que seja confirmado esse diagnóstico para adequada opção de tratamento.

Saiba mais sobre esse assunto no link: O que é Labirintite e quais seus sintomas?

Quanto ao tempo, não é possível especificar, porque uma crise de labirintite, dependendo da causa, pode durar poucos minutos, horas, dias, meses ou até anos, nos casos mais crônicos. Portanto só o médico após sua avaliação, poderá estimar o tempo que levará para sua melhora definitiva.

Causas de labirintite

Dentre as causas mais comuns de labirintite, podemos citar: a idade avançada, infecção, distúrbios endocrinológicos e metabólicos, diabetes descompensado, fístulas, neurite vestibular e tumores.

Tratamento de labirintite

O tratamento será baseado na causa do problema. Existem tratamentos medicamentosos, fisioterápicos, posicionais e cirúrgico, em raros casos.

Os médicos especialistas nesses casos são o otorrinolaringologista e o neurologista.

Pode lhe interessar também: Labirintite tem cura? Qual é o tratamento?

Escuto como se fosse uma zoada na minha cabeça...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode estar relacionado (sempre que fizer uma pergunta desse tipo terá uma resposta inconclusiva, pois tudo que acontece em nosso organismo pode estar relacionado com tudo que acontece ou pode acontecer em nosso organismo). Mas a resposta melhor é: pouco provável de ter relação, mas é possível. Problemas no labirinto ou emocionais são mais comuns em adultos jovens.

Labirintite tem cura? Qual é o tratamento?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim, a labirintite tem cura a depender de sua causa.

O tratamento da labirintite é feito após o/a médico/a identificar a causa específica da labirintite.

O tratamento visa melhorar os sintomas que incomodam a pessoa e ajudá-la na recuperação. Isso poderá envolver:

  • Uso de medicações como para evitar náusea e vômitos;
  • Realização, por parte do/a médico/a, de certas manobras no consultório médico;
  • Exercícios de reabilitação feitos em casa;
  • Uso de sedativos.

O tratamento deve ser seguido após a consulta e orientação médica. Com o tratamento a pessoa poderá apresentar uma melhora significativa da labirintite.

Leia também:

O que é labirintite e quais seus sintomas?

Qual médico procurar? Tenho tonturas, acho que é labirintite?/

O que pode causar labirintite?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A labirintite pode ser causada por:

  • Ferimentos na cabeça;
  • Problemas no sistema interno do ouvido (depósito de cálcio);
  • Enxaqueca;
  • Uso de certas medicações;
  • Problemas cerebrais como derrame ou esclerose múltipla.

As possíveis causas da labirintite podem ser identificadas durante a consulta médica com o/a médico/a de família, clínico/a geral ou neurologista.

labirintite pode ser caracterizada por episódios de tonturas (sensação de perda de equilíbrio e queda), vertigens (sensação de que tudo ao redor está girando ou inclinando), náuseas, vômitos, perda de equilíbrio, zumbidos no ouvido e perda de audição.

Continue a leitura em:

Labirintite tem cura? Qual é o tratamento?

Sempre tive crises passageiras de labirintite e desta vez...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

"Normal" é uma palavra proibida. Normal é não estar tonta. Isso significa que sua crise ainda não passou ou porque o remédio que você está tomando não está resolvendo, ou acrise dessa vez foi mais forte, ou a causa da crise permanece. A principal causa de desencadeamento de novas crises de labirintite são os problemas emocionais.