Perguntar
Fechar

Linfonodo

Linfonodos aumentados pode ser câncer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim, linfonodos aumentados pode ser sinal de câncer. Porém, na maioria dos casos, o aumento dos linfonodos está relacionado com inflamações ou infecções localizadas próximas aos gânglios.

Se a causa da linfonodomegalia (aumento do linfonodo) for câncer, os linfonodos aumentam de tamanho, ficam endurecidos, mas geralmente não causam dor. Em geral, o crescimento é lento, a pele não fica avermelhada, não há aumento da temperatura local e a superfície é irregular. Nesses casos, o gânglio tem mais de 2 cm.

Quando o linfonodo está aumentado devido a uma inflamação, o seu crescimento é rápido, há dor no local, a pele que recobre o gânglio fica avermelhada e a sua superfície é regular e lisa. Normalmente o linfonodo não tem mais que 2 cm nesses casos.

Os sinais de alarme que podem indicar que o aumento dos linfonodos é causado por câncer ou alguma infecção grave, como tuberculose, incluem:

  • Aumento progressivo dos linfonodos;
  • Linfonodos que não diminuem de tamanho em 4 semanas;
  • Gânglios linfáticos com consistência dura;
  • Emagrecimento, falta de apetite ou aumento da transpiração;
  • Presença de sinais e sintomas de inflamação, como dor, vermelhidão, aumento da temperatura local ou pus, acompanhados ou não de febre;
  • Linfonodos aumentados na clavícula ou nas axilas;
  • Linfonodos aumentados em mais de duas áreas diferentes do corpo.
Linfonodos aumentados no pescoço

Linfonodos aumentados no pescoço podem indicar a presença de câncer na cabeça ou no pescoço, ou ser sinal de linfoma (câncer do sistema linfático que se origina na maioria das vezes nos linfonodos).

Linfonodos aumentados nas axilas

Linfonodos aumentados nas axilas também podem ser um sinal linfoma ou de câncer de mama.

Linfonodos aumentados na virilha

Na virilha, o aumento dos linfonodos pode estar relacionado com linfomas ou metástases de melanoma (câncer de pele) e câncer ginecológico.

O que são linfonodos?

Os linfonodos ou gânglios linfáticos, são pequenos órgãos de defesa localizados no trajeto dos vasos linfáticos. Eles filtram a linfa, podendo reter, destruir ou retardar a proliferação de micro-organismos (bactérias, vírus, protozoários) e células cancerígenas pelo organismo.

Os linfonodos armazenam e produzem glóbulos brancos, células de defesa que combatem infecções e doenças. Por isso, eles podem aumentar de tamanho e ficar doloridos quando há alguma doença ou infecção, pois estão reagindo aos micro-organismos invasores ou aos agentes agressores.

O aumento dos linfonodos é muito comum em crianças com menos de 2 anos de idade, embora esse aumento não indique nada de grave na maioria dos casos.

Em geral, os gânglios estão aumentados em tamanho e número, sendo facilmente palpáveis. Os locais em que os linfonodos ficam aumentados com mais frequência são no pescoço, nas axilas e na região da virilha.

Nesses casos específicos, o aumento dos gânglios linfáticos pode ser decorrente dos estímulos que o sistema imunológico vai recebendo, à medida que a criança vai entrando em contato com o ambiente e ganhando anticorpos.

Contudo, na grande parte dos casos, os linfonodos aumentados são uma resposta imunológica temporária do organismo a infecções ou inflamações benignas, como amigdalite, otite, entre outras.

Apenas uma biópsia poderá determinar se o linfonodo aumentado é ou não câncer.

Se notar a presença de nódulos no corpo que não desaparecem em até duas semanas, procure o/a médico/a clínico/a geral ou médico/a de família para fazer uma avaliação e receber um diagnóstico adequado.

Também podem lhe interessar:

Linfoma de Hodgkin é câncer?

O que é linfonodo sentinela?

O que é linfonodomegalia e quais são as causas?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Linfonodomegalia é o aumento do tamanho dos linfonodos, também conhecidos como gânglios linfáticos. A linfonodomegalia pode ser generalizada ou localizada numa determinada região do corpo, afetando todo um conjunto de linfonodos (cervical, mediastinal, axilar, inguinal, etc).

Os linfonodos são pequenos órgãos de defesa localizados no trajeto dos vasos linfáticos. Os gânglios linfáticos atuam como filtros da linfa podendo reter, destruir ou retardar a proliferação de micro-organismos (bactérias, vírus, protozoários) e células cancerígenas pelo organismo.

A linfonodomegalia pode ser causada por infecções ou inflamações, alergias, doenças reumatológicas e câncer. O aumento do linfonodo significa que o corpo está reagindo a alguma infecção ou a agentes agressores.

As principais causas de linfonodomegalia em crianças e adultos jovens são as infecções respiratórias bacterianas ou virais, a mononucleose infecciosa ("doença do beijo), a toxoplasmose e a tuberculose. Após os 50 anos, aumentam as chances da linfonodomegalia ser causada por câncer.

Saiba mais em: Íngua no pescoço: o que pode ser?

Quando o linfonodo está aumentado devido a uma inflamação, o seu crescimento é rápido, há dor no local, a pele que recobre o gânglio fica avermelhada, com a superfície regular e lisa. Normalmente o linfonodo não cresce mais que 2 cm. 

Já numa linfonodomegalia causada por câncer, os linfonodos apresentam um crescimento lento, normalmente não causam dor, no início não há alterações na coloração da pele, a superfície é irregular e o gânglio em geral tem mais de 2 cm.

Leia também: Linfonodos aumentados pode ser câncer?

Uma linfonodomegalia que persiste por mais de duas semanas deve ser vista pelo/a médico/a clínico geral ou médico/a de família. Dependendo do caso, pode ser necessário fazer uma biópsia para identificar a causa do aumento do gânglio.

Também podem lhe interessar:

O que pode causar íngua na virilha?

Linfonodos axilares aumentados. O que pode ser?

O que é linfadenopatia? Quais são as causas?

Linfonodo e linfoma são a mesma coisa?

Fiz exame de mama: linfonodo intramamário, isso é perigoso?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A presença de linfonodo intramamário pode não significar nada de grave, isso dependerá do restante do resultado do exame de mama. 

O que precisa ser feito é mostrar o resultado do exame para o/a médico/a que solicitou para que ele/ela lhe explique o resultado global do exame e dê sequência ao procedimento necessário, podendo ser: aguardar um novo exame, solicitar outro método diagnóstico (ultrassonografia, mamografia) ou indicar uma biópsia.

Um linfonodo é um gânglio linfático, um pequeno órgão de defesa que faz parte do sistema linfático do corpo. Esses gânglios estão dispostos em diversos pontos da rede linfática, inclusive na mama (intramamário), e atuam na defesa do organismo

A função do linfonodo é drenar os líquidos presentes ao redor dele. Quando um linfonodo está aumentado, significa que o sistema imunológico está produzindo mais células de defesa naquele gânglio e que a drenagem está sendo maior.

Veja também: Quais os sintomas do câncer de mama? ; O que são linfonodos?

O/a médico/a ginecologista ou mastologista poderá esclarecer as dúvidas, de acordo com o seu caso, e solicitar outros exames se achar necessário.

Tenho os linfonodos cervicais aumentados. O que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Linfonodos cervicais aumentados podem ser sinal de alguma infecção ou inflamação próxima ao pescoço ou ainda infecções que estão disseminadas pelo corpo.

Os linfonodos armazenam e produzem glóbulos brancos, células de defesa que combatem infecções e doenças. Por isso eles podem aumentar de tamanho e ficar doloridos quando há alguma infecção, pois estão reagindo aos micro-organismos invasores.

A linfonodomegalia cervical (aumento dos linfonodos do pescoço) é causada principalmente por infecções das vias aéreas superiores, infecções da cavidade oral e faringe e pela mononucleose infecciosa, uma doença causada pelo vírus de Epstein-Barr, também conhecida como "doença do beijo".

Quando os linfonodos cervicais aumentados estão localizados na parte anterior do pescoço, a causa pode ser infecções na cabeça e no pescoço ou síndrome de mononucleose, originada sobretudo pelo vírus de Epstein-Barr, mas que também está relacionada com citomegalovírus e toxoplasmose.

Linfonodos cervicais aumentados na parte posterior do pescoço podem ter como causa:

  • Mononucleose infecciosa ("doença do beijo");
  • Tuberculose ganglionar;
  • Linfoma;
  • Doença de Kikuchi;
  • ​Tumor maligno na cabeça ou pescoço.

Já a presença de múltiplos linfonodos cervicais aumentados podem ser sinal de:

  • Infecção por estreptococos ou estafilococos;
  • Metástase de tumores localizados na cabeça e no pescoço;
  • Doença da arranhadura do gato;
  • Tuberculose;
  • Micobacteriose atípica.

A principal causa de linfonodomegalia cervical em crianças e adolescentes até aos 14 anos são os processos inflamatórios. Como as crianças ainda não têm o sistema imunológico bem desenvolvido, os linfonodos cervicais ficam aumentados quando entram em contato com vírus e bactérias. Nesses casos, os gânglios são pequenos e surgem nos dois lados do pescoço.

Nos adultos, a partir da adolescência, o risco dos linfonodos cervicais aumentados estarem relacionados com doenças malignas, como o linfoma, é maior.

Veja também: Linfonodos aumentados pode ser câncer?

Já em pessoas com mais de 50 anos, a presença de linfonodomegalia cervical pode ser sinal de câncer na boca, na faringe, na laringe ou no esôfago.

Linfonodos cervicais que ficam aumentados por mais de duas semanas devem ser vistos pelo/a médico/a clínico/a geral ou médico/a de família. Dependendo do caso, pode ser necessário fazer uma biópsia para identificar a causa do aumento do gânglio.

Também podem lhe interessar:

O que é linfonodo sentinela?

O que pode causar íngua na virilha?

Linfonodos axilares aumentados. O que pode ser?

O que é linfonodomegalia e quais são as causas?

Linfonodo é câncer?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não, linfonodo não é câncer. Os linfonodos, também chamados de gânglios linfáticos, são estruturas ovoides, pequenas e encapsuladas localizadas no trajeto dos vasos linfáticos. O câncer do sistema linfático recebe o nome de linfoma e se origina na maioria das vezes nos linfonodos.

Os linfonodos são pequenos órgãos de defesa que fazem parte do sistema imune. Eles atuam como filtros da linfa, podendo reter, destruir ou retardar a proliferação de micro-organismos (bactérias, vírus, protozoários) e células cancerígenas pelo organismo.

Os gânglios linfáticos estão espalhados por diversas partes do corpo, como pescoço, virilhas, axilas, atrás dos joelhos, atrás das orelhas e até dentro de órgãos como mamas, pulmões e intestinos.

Quando estão aumentados, os linfonodos podem indicar a presença de infecções ou inflamações, alergias, doenças reumatológicas ou câncer.

Veja também: O que é linfonodomegalia e quais são as causas?

Quando um câncer atinge o linfonodo, mesmo que a doença não tenha origem no sistema linfático, aumenta o risco de metástase, que é o desenvolvimento do tumor em outros locais do corpo. Nesses casos, o médico pode indicar a remoção cirúrgica dos linfonodos regionais para evitar a disseminação da doença.

Gânglios linfáticos aumentados que persistem por mais de duas semanas, com crescimento progressivo, dor ou saída de secreção, devem ser vistos por um médico clínico geral ou médico de família. Dependendo do caso, pode ser necessário fazer uma biópsia para identificar a causa do aumento do gânglio.

Saiba mais em:

Linfonodos aumentados pode ser câncer?

Linfonodo e linfoma são a mesma coisa?

O que são linfonodos?

O que é linfonodo sentinela?

Linfonodo e linfoma são a mesma coisa?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não, linfonodo e linfoma são coisas diferentes. Os linfonodos são pequenos órgãos de defesa localizados em várias partes do corpo, enquanto que o linfoma é um câncer do sistema linfático, do qual fazem parte os linfonodos.

O sistema linfático é formado por órgãos (linfonodos, amígdalas, baço) e uma grande rede de vasos parecidos com as veias, que estão distribuídos por todo o corpo. A função do sistema linfático é recolher o líquido que extravasou dos capilares sanguíneos (linfa), filtrá-lo e conduzi-lo de volta à circulação sanguínea. O sistema linfático também faz parte do sistema imune, protegendo o organismo contra vírus e bactérias invasoras.

Os linfonodos são pequenos órgãos ovoides localizados ao longo do trajeto dos vasos linfáticos. Eles atuam como filtros da linfa, podendo reter, destruir ou retardar a proliferação de micro-organismos (bactérias, vírus, protozoários) e células cancerígenas pelo corpo.

Os gânglios linfáticos armazenam e produzem glóbulos brancos, células de defesa que combatem infecções e doenças. Por isso, os linfonodos podem aumentar de tamanho e ficar doloridos quando há alguma infecção, pois estão reagindo aos micro-organismos invasores. É a chamada "íngua", nome popular para um linfonodo aumentado e dolorido.

Leia também: O que são linfonodos?

Já o linfoma é um tipo de câncer que começa nos linfócitos, células do sistema linfático encontradas principalmente nos linfonodos. O principal sinal da doença é o aumento dos gânglios linfáticos, principalmente nas regiões do pescoço, clavículas, axilas e virilhas.

Saiba mais em: Linfonodos aumentados pode ser câncer?

Existem 2 tipos de Linfoma: Linfoma de Hodgkin e Linfoma Não Hodgkin. Nos linfomas não Hodgkin, o crescimento dos linfonodos é rápido, enquanto que nos de Hodgkin eles crescem lentamente.

Em geral, os linfomas não deixam os linfonodos doloridos. Já a "íngua" geralmente é transitória e está relacionada com alguma infecção ou inflamação local, podendo ser dolorosa. Veja aqui quais são os sinais e sintomas do linfoma.

O diagnóstico do linfoma é feito através do exame físico associado à história clínica do/a paciente. A confirmação do diagnóstico é obtida com a biópsia do gânglio comprometido.

Na presença de aumento de algum gânglio e aparecimento de alguma íngua, procure o/a médico/a de família ou o/a clínico/a geral.

Também podem lhe interessar:

O que é linfonodo sentinela?

Toda íngua é linfoma? Como saber a diferença?

O que é linfonodomegalia e quais são as causas?

O que é linfadenopatia? Quais são as causas?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Linfadenopatia é qualquer alteração no tamanho e na consistência dos linfonodos, também chamados de gânglios linfáticos. Os linfonodos são pequenos órgãos de defesa localizados no trajeto dos vasos linfáticos. Eles filtram a linfa, podendo reter, destruir ou retardar a proliferação de micro-organismos (como bactérias e vírus) e células cancerígenas pelo organismo.

A linfadenopatia pode ser regional (cervical, inguinal, axilar), quando os linfonodos acometidos drenam um local infectado ou afetado por um tumor, ou generalizada, quando os linfonodos aumentam de tamanho devido a uma doença disseminada pelo corpo.

A linfadenopatia cervical é causada principalmente por infecções virais ou bacterianas que afetam a face ou a orofaringe. Dentre as doenças que podem causar alterações nos linfonodos cervicais estão: 

  • Rubéola;
  • Mononucleose (doença do beijo);
  • Toxoplasmose;
  • Tuberculose ganglionar;
  • Doença da arranhadura do gato;
  • Linfomas;
  • Escabiose;
  • Infecções de cabeça e pescoço;
  • Tumores malignos na cabeça ou pescoço.

Veja também: Íngua no pescoço: o que pode ser?

A linfadenopatia na região inguinal normalmente têm como causa pequenas infecções nos membros inferiores, DST e câncer.

Saiba mais em: O que pode causar íngua na virilha?

Já as linfadenopatiasgeneralizadas podem ser causadas por:

  • Tuberculose miliar;
  • Infecção por HIV;
  • Linfomas;
  • Medicamentos, como a fenitoína;
  • Mononucleose infecciosa;
  • Citomegalovirose;
  • Sífilis;
  • Brucelose;
  • Leptospirose;
  • Lúpus Eritematoso Sistêmico;
  • Eczemas.

Uma linfadenopatia que persiste por mais de duas semanas deve ser vista por um médico clínico geral ou médico de família. Dependendo do caso, pode ser necessário fazer uma biópsia para identificar a causa do aumento do gânglio.

Também pode lhe interessar:

O que é linfonodomegalia e quais são as causas?

Linfonodos axilares aumentados. O que pode ser?

Tenho os linfonodos cervicais aumentados. O que pode ser?

O que é linfonodo sentinela?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Linfonodo sentinela é o primeiro linfonodo a receber as células cancerígenas de um tumor. As células tumorais chegam ao linfonodo sentinela através da linfa, um fluido formado pelo plasma sanguíneo e que circula pelo corpo nos vasos linfáticos.

Os linfonodos, também chamados de gânglios linfáticos, são pequenos órgãos de defesa localizados no trajeto dos vasos linfáticos. Eles filtram a linfa, podendo reter, destruir ou retardar a proliferação de micro-organismos e células cancerígenas.

A metástase é a disseminação do câncer para outras partes do corpo e ocorre quando as células do tumor alcançam a circulação sanguínea ou linfática. O primeiro linfonodo a receber a linfa proveniente do tumor é denominado linfonodo sentinela.

Para identificar o linfonodo sentinela, é aplicada uma injeção com uma substância radioativa na pele próxima ao tumor. Após a aplicação, a substância entra na circulação linfática e se deposita nos gânglios. Depois, com um aparelho capaz de detectar a radiação, o médico localiza o linfonodo sentinela.

Após realizar uma biópsia desse gânglio, é possível saber se as células metastáticas já entraram na circulação linfática ou não. O linfonodo sentinela positivo indica que as células tumorais já chegaram ao gânglio, o que significa que o câncer pode se disseminar para outros órgãos distantes da sua origem.

Nesses casos, é necessário remover os linfonodos através de cirurgia (linfadenectomia radical) para evitar metástases. A linfadenectomia radical é indicada, por exemplo, em casos de casos de câncer de mama ou melanoma (câncer de pele muito agressivo) com linfonodo sentinela positivo. 

A remoção cirúrgica dos gânglios linfáticos faz parte do tratamento do melanoma e do câncer de mama quando o tumor já se disseminou para os linfonodos. A presença de um linfonodo sentinela positivo sempre aumenta a gravidade do câncer.

A identificação do linfonodo sentinela pode envolver médicos de diversas especialidades, como cirurgião oncológico, mastologista, ginecologista, radiologista, cirurgião de cabeça e pescoço, entre outros.

Também podem lhe interessar:

Linfonodo e linfoma são a mesma coisa?

Linfonodos aumentados pode ser câncer?

Fiz exame de mama: linfonodo intramamário, isso é perigoso?

Caroço na nuca desde pequeno o que é isso?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Causas comuns e bem prováveis para esse "caroço" são: cisto sebáceo ou lipoma. Porém pode ser também um linfonodo aumentado, resquícios do período embrionário, tumor, contratura muscular, entre outras causas.

Para um diagnóstico definitivo serão necessárias mais informações, além de uma avaliação médica detalhada, com exame físico e se houver necessidade, exames complementares.

O médico clínico geral ou médico da família, são os responsáveis por iniciar essa avaliação, além de definir o problema e planejar o tratamento ou acompanhamento mais adequado.

Cisto sebáceo

Trata-se de um cisto benigno que acomete a pele, mais frequentemente nas regiões da face, pescoço e tronco, com conteúdo líquido em seu interior, que se desenvolve devido a obstrução de uma glândula sebácea naquela região.

Os cistos podem não causar dor ou qualquer sintoma e crescer lentamente durante muitos anos. Porém, devido seu conteúdo líquido, pode facilitar a proliferação de germes e com isso a formação de um quadro infeccioso. Nesses casos os sintomas serão de dor, edema e calor local, quadro que necessita de tratamento imediato com drenagem e antibioticoterapia.

Leia também: Qual o tratamento no caso de cisto sebáceo?

Lipoma

O lipoma é um tumor benigno formado por tecido adiposo, normalmente de consistência mais firme, também indolor, que pode manter o mesmo tamanho por muitos anos e não oferece riscos à saúde. Sendo assim, na maioria das vezes não há indicação de tratamento, apenas acompanhamento, a não ser que comprima uma estrutura próxima causando sintomas ou por questões estéticas.

Linfonodomegalia

A linfonodomegalia é o aumento de linfonodos, órgãos responsáveis por produzir e armazenar os glóbulos brancos, nossa célula de defesa, decorrentes de situações de inflamação e infecção próximas. O aumento do linfonodo nas regiões da cabeça e pescoço estão relacionados a doenças das vias aéreas superiores, amígdalas e orofaringe.

Uma vez aumentados, principalmente se houverem episódios recorrentes, os linfonodos nem sempre retornam ao tamanho inicial, passando a ser palpados embora não estejam "ativos". O tratamento também é de acompanhamento.

Saiba mais em: O que é linfonodomegalia e quais são as causas?

Resquícios de período embrionário

Outra causa para caroço na nuca é o resquício do período embrionário. É uma lesão benigna, que mais uma vez não oferece riscos à saúde, e a sua retirada é feita por motivos estéticos ou quando há inflamações recorrentes no local.

Tumores

Os tumores costumam causar dor e evoluir com crescimento lento, porém constante. É mais frequente acontecer na faixa etária acima de 50 anos de idade. No caso de suspeita de tumor, o nódulo deverá ser melhor investigado através de uma biópsia ou a ressecção completa da lesão para melhor análise histológica.

As contraturas musculares até podem parecer nódulos, porém causam dor local e não duram anos, por isso, de acordo com o descrito, não parece ser a causa do seu problema.

Pode lhe interessar ainda: Tenho os linfonodos cervicais aumentados. O que pode ser?

Visto todo o exposto, recomendamos procurar um médico clínico geral ou médico da família para avaliação e conduta.

Há dois meses percebi um linfonodo aumentado no pescoço...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A princípio não deve se preocupar.

De acordo com as características descritas, o linfonodo não apresenta sinais ou sintomas de preocupação. Os sintomas sugerem uma reatividade linfonodal, assim como os médicos que o avaliaram descreveram, típico da resposta imunológica do corpo, frente a uma agressão ou presença de micro-organismos.

As principais causas de aumento do linfonodo, são doenças sistêmicas, infecciosas, autoimunes e ou tumorais. Para cada tipo de doença, existem características clínicas, as quais o médico ao examinar, é capaz de diferenciar. Ou quando não é possível essa diferenciação apenas pela avaliação, visto que são inúmeras as causas de linfonodomegalia, podem ser solicitados exames complementares com essa finalidade.

A cadeia linfonodal encontrada no pescoço, é a cadeia ganglionar cervical, responsável pela drenagem do couro cabeludo, cavidade oral, laringe, faringe, e estruturas do pescoço. Portanto, na presença de uma afecção em qualquer uma dessas regiões, haverá o aumento de um gânglio (linfonodo) no pescoço, em resposta e defesa a esse problema.

Por exemplo, quadro de feridas no couro cabeludo (foliculite) e sinusites de repetição, como no seu caso, justificam o aumento dos linfonodos. Outras situações que podem causar esse aumento são: abscesso dentário, laringite ou faringite, otite e celulite de face.

Entretanto, no caso de aumento do gânglio, presença de sinais de infecção como dor, calor ou ferida local, febre, perda de peso ou algum sintoma novo, retorne imediatamente ao seu médico para uma reavaliação.

Quando me preocupar com linfonodo aumentado no pescoço?

Os sinais e sintomas de gravidade para linfonodo aumentado no pescoço, são principalmente:

  • Tamanho - acima de 2 cm;
  • Bordos irregulares ou mal definidos;
  • Nódulo indolor e endurecido;
  • Aderido aos planos mais profundos - observado pela dificuldade de mobilização do nódulo na palpação;
  • Sinais de infecção, calor local, dor na mobilização;
  • Aumento progressivo de tamanho;
  • Sintomas "B" associados (febre, perda de peso e sudorese noturna);
  • Permanência por mais de 4 semanas, sem causa definida.

Sendo assim, vale ressaltar que, na presença de qualquer novo sintoma, ou sintoma de gravidade como os citados acima, procure um médico da família, clínico geral, ou otorrinolaringologista para melhor avaliação e conduta, o mais breve possível.

Pode lhe interessar também: O que é linfonodomegalia e quais são as causas?

Linfonodo intramamário, quais as probabilidades de benignidade?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A probabilidade de ser benigno é maior do que maligno, porém não existe uma porcentagem exata.