Perguntar
Fechar
Posso comprar o Xenical sem receita médica?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não deve tomar nenhum remédio sem receita médica e os sintomas que ele causa o médico que receitar vai te explicar, mas aproveitando a ocasião, o principal efeito colateral é uma diarreia gordurosa dependente da quantidade de gordura que você ingere.

Óleo de Cártamo corta efeito da pílula anticoncepcional?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não. O óleo de cártamo não interfere na ação dos anticoncepcionais.

O óleo de cártamo vem sendo estudado mais recentemente como substrato para auxiliar no emagrecimento e como suplemento na alimentação, porém sem benefícios cientificamente comprovados.

Os anticoncepcionais quando utilizados de forma adequada, sem esquecimento e sempre que possível no mesmo horário conferem uma proteção contra gravidez acima de 95%, e poucos medicamentos interferem nessa ação.

Veja nesse link quais são as medicações que cortam o efeito dos anticoncepcionais:

Interação dos Anticoncepcionais com outros Remédios

Outras situações como vômitos e diarreia também podem reduzir o efeito dos anticoncepcionais caso tenha sido feito uso menos de 2h antes. Saiba mais sobre esse assunto em:

Em caso de dúvidas sobre anticoncepcional e gestação, agenda uma consulta com médico/a da família, clínico geral ou ginecologista.

Quais consequências ingestão diária diuréticos e laxantes?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Diuréticos em excesso podem levar a uma série de desordens, principalmente renais. Laxantes diariamente vão levar você a ter problemas crônicos nos seus intestinos. Precisa para imediatamente com essas práticas, se continuar um dia terá pagar o preço de suas decisões atuais, esse preço as vezes é bastante alto.

L-Carnitina emagrece? Para que serve e como tomar?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A L-carnitina pode ajudar a emagrecer, pois transporta as gorduras para as mitocôndrias das células, onde são metabolizadas e usadas como fonte de energia pelo corpo. Alguns estudos com indivíduos obesos e mais velhos, apontaram uma perda de peso de 1,3 kg a mais em pessoas que usaram L-carnitina em relação àquelas que não tomaram o suplemento.

Além de poder auxiliar o emagrecimento, a L-carnitina pode ainda melhorar o desempenho nos exercícios físicos, a recuperação depois do treino, a resistência e a fadiga física e mental.

Contudo, os estudos são controversos e são necessárias mais evidências para confirmar a eficácia do uso da L-carnitina para emagrecer em pessoas mais jovens, magras e ativas. Isso porque pessoas obesas já possuem grandes quantidades de L-carnitina no fígado e nos músculos.

Além disso, uma vez que os idosos possuem menos massa muscular, aonde a substância fica armazenada, pode haver queda dos níveis de L-carnitina. As mulheres também perdem uma quantidade considerável de massa muscular com a idade. Por isso, nesses casos, o uso de L-carnitina pode auxiliar discretamente o emagrecimento.

Vale lembrar que a L-carnitina pode apenas contribuir para a perda de peso. Por isso, o uso do suplemento deve ser associado a uma dieta balanceada, com poucas calorias, além de exercícios físicos. O uso isolado de L-carnitina não emagrece.

O que é L-carnitina?

A L-carnitina é uma substância produzida pelo organismo a partir dos aminoácidos lisina e metionina, além de ferro e vitaminas B3, B6 e C.

A L-carnitina também está presente em alimentos de origem animal, como carne de vaca, carne de porco, peixe, frango e leite, sendo também consumida sob a forma de suplemento alimentar.

No entanto, cerca de 70% da L-carnitina armazenada no corpo é proveniente da alimentação. O organismo produz e utiliza a L-carnitina quando necessita usar a gordura como fonte de energia.

Como tomar L-carnitina?

A dose recomendada de L-carnitina é de 0,5 g a 2 g por dia. Doses de até 3 g por dia, durante 21 dias, também são toleradas e não causam efeitos colaterais.

É importante ressaltar que a ideia de que quanto mais L-carnitina a pessoa consumir, maior será o emagrecimento, está errada. O uso do suplemento não altera ou influencia o ritmo normal da queima de gordura corporal e o excesso de L-carnitina acaba sendo eliminado pela urina.

Também foi observado que, ainda que a L-carnitina aumente o transporte de gorduras, não significa que toda a gordura transportada seja metabolizada. Sabe-se que mais da metade dessas gorduras acabam retornando às reservas de gordura corporal ao invés de serem “queimadas” e transformadas em energia.

Portanto, para avaliar um real benefício e mais esclarecimentos do uso da L-carnitina no seu caso, recomendamos agendar uma consulta com médico/a nutrólogo ou consultar um nutricionista.

Leia também: 7 Erros que você não pode cometer se quer emagrecer