Perguntar
Fechar

Remédio para Emagrecer

Para que serve a sertralina?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A sertralina (cloridrato de sertralina 50 mg) é um medicamento que serve para tratar depressão, ansiedade, transtorno obsessivo compulsivo (TOC), transtorno do pânico, estresse pós-traumático, fobia social, tensão pré-menstrual (TPM) e/ou transtorno disfórico pré-menstrual.

A sertralina atua sobre a serotonina, um hormônio que está associado à sensação de prazer e bem-estar. O cloridrato de sertralina aumenta a produção dessa substância no cérebro, combatendo os sintomas da depressão, da ansiedade e dos outros transtornos psíquicos.

Cerca de uma semana após o início do tratamento, o medicamento já começa a fazer efeito. Porém, o tempo para se observar resultados e melhorias dos sintomas varia de pessoa para pessoa e de acordo com a doença que está sendo tratada.

Quais são os efeitos colaterais da sertralina?

Os principais efeitos colaterais da sertralina são: boca seca, aumento da transpiração, tonturas, tremores, diarreia, amolecimento das fezes, sonolência, má digestão, náuseas, falta de apetite, insônia, sonolência e atrasos na ejaculação.

Outros efeitos secundários que podem ocorrer com o uso do cloridrato de sertralina:

⇒ Diminuição do número de glóbulos brancos e plaquetas; 

⇒ Palpitações, aumento da frequência cardíaca, zumbido no ouvido; ⇒ Aumento dos níveis de prolactina, mal funcionamento da tireoide, produção inadequada de hormônio antidiurético; ⇒ Dilatação das pupilas, alterações visuais, dores abdominais, prisão de ventre; ⇒ Pancreatite, vômitos, fraqueza, dor no peito, inchaço em mãos e pés; ⇒ Febre, mal-estar, hepatite, icterícia (olhos e pele amarelados), mal funcionamento do fígado; ⇒ Alergia, aumento do colesterol, aumento do peso e do apetite; ⇒ Dores articulares, cãibras, convulsão, dor de cabeça, alterações motoras; ⇒ Formigamentos, diminuição da sensibilidade, desmaios, entre outros.

Após o fim do tratamento com Sertralina, podem ocorrer ainda reações adversas como ansiedade, agitação, tontura, dor de cabeça, enjoo, formigamentos e alterações da sensibilidade.

Sertralina emagrece?

Um possível efeito colateral da sertralina é a perda de peso, embora o emagrecimento não seja tão significativo, variando de 0,5 a 1,0 kg. Como o medicamento controla a ansiedade, pode ajudar a pessoa a comer menos e consequentemente controlar seu peso ou até emagrecer.

O/a médico/a clínico/a geral, psiquiatra ou médico/a de família explicará melhor o motivo de receitar a sertralina e seus possíveis efeitos secundários.

Fluoxetina diminui o apetite?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A fluoxetina é um antidepressivo, muito utilizado no tratamento de depressão e ansiedade, um dos seus efeitos colaterais é a diminuição do apetite (não ocorre em todos os pacientes), por esse motivo de reduzir o apetite pode ser, usado para controle de bulimia e excesso de fome causado por estresse e ansiedade.

Sertralina emagrece?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Algumas pessoas emagrecem e outras engordam, não dá para saber como cada pessoa vai responder. Na maioria das vezes existe perda de peso, porém varia muito.

Posso tomar sibutramina e anticoncepcional juntos?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim. Desde que com as devidas orientações médicas e receitas apropriadas. A sibutramina não interfere no efeito do anticoncepcional, que mantém sua eficácia mesmo com o uso desse outro medicamento.

Não há interação entre esses dois remédios, seja o anticoncepcional composto por estrógeno e progesterona ou por apenas progesterona. Da mesma forma, não há diferença se o anticoncepcional é em comprimido ou injetável, a sibutramina também não apresenta interferência.

No entanto, já foram relatados casos em que a sibutramina causa como efeitos colaterais distúrbios menstruais, como aumento da intensidade e dos episódios de cólicas menstruais (dismenorreia). Esse é um possível efeito adverso da sibutramina e não tem associação com o uso de contraceptivos hormonais ou não.

O que é a sibutramina?

A sibutramina é um medicamento usado como inibidor de apetite no tratamento da obesidade, tem um efeito direto no sistema nervoso central e atua em neurotransmissores associados a saciedade. Em alguns países foi proibido seu uso devido ao aumento do risco de eventos cardiovasculares. No Brasil está indicada no tratamento de obesidade, IMC maior que 30, dentro de um programa de controle de peso que inclua exercícios físicos e uma dieta hipocalórica.

Quais são as interações medicamentosas da sibutramina?

A sibutramina interage principalmente com medicamentos que atuam no sistema nervoso central.

  • Inibidores da monoaminoxidade (IMAO), sendo o seu uso contraindicado em pessoas que fazem uso desses fármacos;
  • Os inibidores seletivos da recaptação da serotonina e outros fármacos que levam a um aumento dos níveis de serotonina no cérebro, da mesma forma que a sibutramina;
  • Medicamentos que podem aumentar a pressão arterial ou frequência cardíaca como descongestionantes, antitussígenos, antigripais e antialérgicos que contém efedrina ou pseudoefedrina;
  • Substância que inibem o citocromo P450 como o cetoconazol, a eritromicina e a cimetidina.

Para mais informações sobre as interações da sibutramina consulte o seu médico de família, clínico geral ou endocrinologista.

Estou tomando remédio para emagrecer e continuo com fome?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não posso opinar porque não sei qual remédio você está tomando e caso queira mudar precisa voltar para seu médico para poder ter a receita do medicamento.

Leia também: Sinto muita fome: o que pode ser?

O remédio para emagrecer MAX BURN está liberado pela Anvisa?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Max Burn não é reconhecido pela Anvisa como um remédio, ou ainda, como emagrecedor, apenas como um suplemento, que deve ser avaliado se necessário o seu uso por um profissional da área, nutrólogo ou nutricionista.

A sua proibição no mercado, foi justamente pela comercialização com esse nome, que também não foi aprovado pela ANVISA, nome esse que segundo o órgão, sugere ao consumidor um efeito que ele não comprova oferecer.

A liberação junto ao órgão regulador, foi para um complemento alimentar rico em fibras, com possibilidade de nomes bem diferentes ao apresentado ao mercado.

Portanto, o que sugerimos é que procure um médico endocrinologista ou nutrólogo, e um nutricionista, para que após avaliação da sua necessidade, seja feito um planejamento adequado.

O emagrecimento saudável e acompanhado é muito mais efetivo e duradouro, além de proporcionar redução de peso, melhora o humor, bem estar e não oferece riscos a sua saúde.

Leia também: Remédios para emagrecer

Como emagrecer de maneira saudável?

A maneira mais saudável de emagrecer é com uma alimentação balanceada e orientada por um nutricionista, que terá o cuidado de oferecer alimentos que sejam do seu agrado, nas quantidades ideias e com meios de evitar que sinta fome, mal-estar ou fraqueza, sintomas que facilmente levam a pessoa à desistência.

Associado a alimentação, deve ser realizado atividade física regularmente, da mesma forma, com um profissional que saberá até onde seu organismo tolera, evitando contusões, e ao mesmo tempo, traz novos desafios para progredir no que for possível. Por isso, todo trabalho físico com um educador, apresenta resultado mais rápido e evidente.

Se mesmo assim mantiver dificuldade de reduzir o peso, ou o médico observar uma necessidade, poderá lançar mão de medicamentos redutores de apetite, para auxiliar no tratamento conjunto. Os quais não devem ser utilizados por muito tempo.

Procure um médico endocrinologista ou nutrólogo para dar início ao seu tratamento.

O Xenical emagrece mesmo ou é apenas uma laxate natural?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Xenical é um dos emagrecedores liberados pela ANVISA, inibe a digestão das gorduras que não digeridas são eliminadas pelas fezes. É eficiente sim e emagrece, precisa de receita e acompanhamento médico.

Endocrinologistas são os únicos que podem receitar sibutramina?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Qualquer médico pode receitar sibutramina® ou outras medicações controladas, porém como toda medicação necessita de um acompanhamento e objetivo de tratamento, apenas aqueles que trabalham com emagrecimento acabam por solicitar e fazer uso dessa receita.

Os endocrinologistas e nutrólogos, são os profissionais mais capacitados para prescrever essa substância.

O médico que receita a sibutramina® se responsabiliza pelas informações sobre a medicação, de maneira clara e precisa, sobre informações de possíveis riscos e efeitos colaterais, além de se responsabilizar pelo acompanhamento e assessoria de eventuais complicações decorrentes desse tratamento.

Saiba mais em: Quais os efeitos colaterais da sibutramina?

Por todo o descrito, cabe ao médico decidir se está apto ou não à prescrição e acompanhamento de tal medicação. A escolha por determinada droga terapêutica ou profilática é um ato médico, que deve ser decidido com total responsabilidade, visando sempre resguardar a saúde do paciente/consumidor.

Os nutricionistas podem prescrever sibutramina®?

Não. Os nutricionistas não receitam medicamentos controlados, porque para adquirir as receitas, como nesse caso, a "Receita Amarela" ou "Receita A", é necessário que seja médico e que solicite o talão junto à Vigilância Sanitária portando um carimbo médico específico, com dados pessoais, endereço e contatos, pessoalmente, para devido controle.

A Receita A é um impresso, na cor amarela, utilizada por médicos capacitados para a prescrição dos medicamentos das listas A1 e A2 (entorpecentes) e A3 (psicotrópicos), visto que são medicações que possuem risco de efeitos colaterais altamente danosos.

Como fazer para emagrecer?

O emagrecimento deve sempre ser planejado com profissionais da área de saúde, de maneira conjunta. O uso isolado de uma medicação, leva a uma falsa ideia de resolução rápida, que não se sustenta a longo prazo, além de oferecer riscos à saúde.

Dessa maneira, recomendamos procurar um médico endocrinologista ou nutrólogo, responsáveis por identificar possíveis causas físicas para o aumento de peso, planejando o início de um tratamento individualizado. Prescrevendo a medicação sempre que entender necessário.

Associado ao tratamento médico, é fundamental o acompanhamento de nutricionista e educador físico, para reeducação alimentar e orientações quanto a atividades físicas regulares, o que promoverá um resultado satisfatório, com perda de peso de maneira saudável e duradoura.

Pode lhe interessar também: Não consigo emagrecer, o que devo fazer?

Tive trombose, posso tomar remédio para emagrecer?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Emagrecer é parte do tratamento para quem tem trombose e está acima do peso, mas se pode ou não tomar remédio para emagrecer vai depender do medicamento em questão e do que o seu médico vai fazer (porque é ele quem vai ter que te dar a receita) e vai depender dos riscos que vocês dois querem correr.

Quais os riscos de aumentar a dosagem da Sibutramina?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode exacerbar todos os possíveis efeitos colaterais. Jamais faça isso acreditando que terá um efeito maior sobre a perda de peso, é tolice e imprudência.