Pergunte ao Médico
Como Funciona

Remédios para Emagrecer

Remédios para emagrecer

Existem indicações médicas precisas para a perda de peso como a obesidade mórbida, hipertensão arterial, diabetes entre outras doenças, não é desse tipo de tratamento que eu quero discutir e sim tratar aqui da questão que mais leva as pessoas a procurar remédios para emagrecer: o fator estético. Este é disparado o principal motivo e é também o que mais preocupa, muitas pessoas cometem abusos de medicação correndo sérios riscos de saúde. Independente dos motivos que te levaram a buscar informações sobre remédios para emagrecer vamos discutir o que realmente interessa.

O primeiro passo importante quando se fala sobre remédios para emagrecer é que na verdade eles não existem, nenhum dos remédios prescritos para emagrecer emagrece, eles são na verdade inibidores de apetite como a sibutramina (existem outros inibidores de apetite e outros remédios que não são inibidores de apetite, vou citar apenas esse por ser o mais usado e seu uso é liberado pela Anvisa*). Boa parte do tratamento e uso de remédios para emagrecer deve partir desse princípio básico: os remédios para emagrecer não emagrecem. Tendo isso em mente partimos para o segundo passo: para o remédio fazer o resultado esperado (perda de peso) você precisa ajudar o remédio a te ajudar. Pode soar estranho dito dessa forma, mas é exatamente isso. O remédio para emagrecer só poderá desenvolver todo seu potencial emagrecedor se você ajudar o remédio.

Explicando melhor: apenas entenda que para emagrecer você terá que fazer dieta, existe muitos tipos de dieta que você encontra na internet ou em revista (algumas dietas são bem estranhas), a melhor dieta para o seu caso é aquela preparada especialmente para você por um nutricionista. A maioria das pessoas que procuram remédio para emagrecer já fez algum tipo de dieta. Praticamente todas as dietas são boas para emagrecer, mas as pessoas não conseguem emagrecer porque não conseguem manter a dieta por muito tempo. Ai é que entram os remédios para emagrecer: você começa a tomar o remédio, sua fome diminui consideravelmente, o que permite que você siga sua dieta sem sentir fome. É muito mais fácil fazer dieta quando não se tem fome.

O terceiro passo no uso de remédios para emagrecer é o tempo de uso do medicamento. As pessoas querem perder peso rapidamente, usar o remédio por um curto período de tempo e emagrecer rápido demais é o caminho do fracasso. A perda de peso tem que ser lenta e gradual. Vou descrever uma situação ideal: Usar sibutramina todos os dias tomando 1 comprimido as 10:00 da manhã por 1 ano e perder 3 a 4kg no primeiro mês, 2 a 3 kg no segundo mês e perder 1 a 2kg por mês por mais 10 meses; isso totalizaria um mínimo de 15 kg e um máximo de 27kg. Não seria maravilhoso perder entre 15 e 27kg? É claro que sim, mas boa parte das pessoas não quer esperar todo esse tempo. Esse tempo de um ano é muito importante porque ele é a garantia de que dificilmente você retornará a ganhar peso, o tão indesejado efeito sanfona.

“Então doutor o senhor quer dizer que mesmo tomando remédios para emagrecer vou ter que fazer dieta, só falta dizer que vou ter que fazer exercícios também?” E a resposta é sim. Emagrecer fazendo exercícios é mais fácil, mais rápido, mais saudável e você define melhor o corpo. Emagrecer sem exercícios acaba deixando o corpo mole e mal definido. Emagrecer com exercícios acelera o processo e deixa você muito mais bonito(a).

Os efeitos colaterais da sibutramina são: aumento da pressão arterial e agitação psicomotora (entre o os inibidores de apetite parece ser o que apresenta o menor número de efeitos colaterais). De todos os pacientes que eu já prescrevi esta medicação tive apenas 2 casos de abandono do tratamento por aumento da ansiedade e nervosismo causados pelo remédio.

*receita médica especial controlada, apenas fornecida por médicos devidamente registrados na Anvisa. Evite a auto-medicação ela pode trazer risco para a sua saúde. Não adquira remédios para emagrecer sem consultar seu médico, somente um médico pode fazer a correta avaliação dos riscos e benefícios do uso desse tipo de medicação e decidir qual é o mais indicado para seu caso ou se é mesmo necessário o uso de remédios para emagrecer.

Cenaless emagrece mesmo?

Não emagrece. Cenaless não é remédio, é um produto a base de fibras, para funcionar precisa associar dieta e exercícios, então não precisa do Cenaless, basta fazer a dieta e os exercícios.

É verdade que pílula anti-barriga emagrece?

Muito cuidado com produtos que prometem emagrecer e perder a barriga, a maioria deles simplesmente não funciona e são enganosos e alguns até fazem mal para a saúde. Quer emagrecer e perder barriga procure um nutricionista que vai fazer uma dieta especial para você e vá a um médico que pode lhe dar uma receita de remédio para emagrecer (se for necessário) e comece a fazer exercícios. Não existe milagre para emagrecer e sim esforço da sua parte para fazer o que precisa ser feito. Se existisse uma pílula para perder barriga e emagrecer pode ter certeza eu seria o primeiro a usar.

Artemidis 35: quais as reações e faz emagrecer?

Que sorte as mulheres teriam com um anticoncepcional que emagrece, pois nós homens não poderíamos usá-lo. Eu acho que o Artemidis 35 só vai emagrecer você se tomar ele no lugar da comida e ficar sem comer, porque de outra maneira acho que não. As reações do Artemidis, assim como da maioria dos anticoncepcionais dependem muito de quem está tomando (somente descobriremos o que você vai sentir após começar a usar). Por sorte este é um anticoncepcional com poucas efeitos colaterais e para algumas mulheres ele pode auxiliar na perda de peso.

Quais os remédios para emagrecer liberados pela Anvisa?

Orlistat (Xenical) ou Sibutramina, existem alguns novos que estão entrando no mercado agora nos últimos meses, mas não lembro o nome (ainda não tenho nenhum paciente usando esses novos).

Quais os remédios que engordam e emagrecem?

Dentre os remédios que podem fazer engordar estão:

  •  Antidepressivos tricíclicos (Amitriptilina, Nortriptilina): Aumentam o apetite, levando ao ganho de peso. Já a fluoxetina, que faz parte do grupo dos inibidores da recaptação de serotonina, não engorda, enquanto que a paroxetina, do mesmo grupo, pode causar ganho de peso;
  • Anti-histamínicos (Cetirizina, Fexofenadina): São os medicamentos "antialérgicos";
  • Antipsicóticos (Olanzapina, Risperidona): Usados no tratamento da esquizofrenia, transtorno bipolar, psicose e transtorno obsessivo compulsivo;
  • Anti-hipertensivos (Atenolol, Metoprolol): Podem fazer engordar porque aumentam a sensação de cansaço, contribuindo para a falta de atividade física;
  • Corticoides: Aumentam a retenção de água no corpo, provocam resistência à insulina, estimulam o apetite e podem deixar o metabolismo mais lento;
  • Medicamentos para diabetes:
    • Glibenclamida, Glicazida, Glimepirida: Elevam as taxas de insulina no sangue, provocando aumento de apetite e acúmulo de gordura;
    • Insulina: Também pode fazer engordar, pelos mesmos motivos citados no item acima;
    • Pioglitazona e Rosiglitazona: Provocam retenção de água e afetam as células responsáveis pelo armazenamento de gordura corporal;
  • Estabilizadores de humor (Ácido Valproico, Lítio): Aumentam o apetite;
  • Anticoncepcionais hormonais: Provocam retenção de líquidos, levando ao aumento de peso.

Leia também:

Existe algum remédio para engordar?

Tomar antidepressivo engorda?

Complexo B engorda?

Quais são os remédios que fazem emagrecer?

Os remédios usados para emagrecer podem ser divididos em 3 grupos principais:

  • Sacietógenos (Sibutramina): Promovem sensação de saciedade, fazendo com que a pessoa fique satisfeita com uma quantidade menor de alimento. No caso da sibutramina, ela também pode acelerar o metabolismo, aumentando assim o gasto energético;
  • Inibidores da absorção de gordura (Orlistat, Cetilistate): Inibem em até 30% a absorção de gorduras pelo intestino, auxiliando o processo de perda de peso;
  • Anorexígenos (Anfepramona, Femproporex, Manzidol): São inibidores do apetite e possuem anfetaminas em suas composições. Devido ao maior risco de efeitos colaterais, esses medicamentos geralmente só são usados quando os outros dois grupos não produziram os efeitos esperados.

Além desses medicamentos usados especificamente para emagrecer, os remédios para tireoide e os laxantes também podem provocar emagrecimento se forem usados de forma exacerbada.

Também podem lhe interessar:

Sertralina emagrece ou engorda?

Clonazepan engorda?

Não quero engordar, qual pílula anticoncepcional tomar?

Estou precisando perder 10 kg, qual remédio está liberado?

Sibutramina (Sibus) ou Orlistat (Xenical), existe mais um que entrou recentemente no mercado, mas não sei se já está liberado: liraglutida (Victoza), parece ser melhor que os anteriores com menos efeitos colaterais, porém o preço é altíssimo... Existem outros também que estavam para serem liberados, mas não lembro o nome agora.

Estou tomando remédio para emagrecer e continuo com fome?

Não posso opinar porque não sei qual remédio você está tomando e caso queira mudar precisa voltar para seu médico para poder ter a receita do medicamento.

Leia também: Sinto muita fome: o que pode ser?

Acho que estou grávida e estava tomando sibutramina...

Suspenda o uso e procure um médico ginecologista/obstetra. Fique tranquila, o uso na gravidez deve ser suspenso, mas não existem evidências de teratogênese (malformações fetais), apenas não deve ser usado devido a falta de dados consistentes sobre esse medicamento.

Qual remédio emagrece de verdade?

O melhor "remédio" é uma dieta preparada especialmente para você por um nutricionista e exercícios físicos regulares, sempre com acompanhamento médico adequado.

Cenaless tem alguma contra-indicação?

Gravidez e amamentação, outras a critério médico. Na verdade acredito que este produto não seja remédio e não tenha o efeito que promete ter. Dica: Não acredite em nada que promete emagrecer na internet.

Qual remédio posso usar para emagrecer?

Existem vários medicamentos e remédios para emagrecer, apesar de medicação não é a primeira escolha no tratamento da obesidade, existem outras opções que deem ser tentadas antes.

Link útil: