Perguntar
Fechar

Reação Alérgica

O que fazer em caso de reação alérgica?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Em caso de reação alérgica amedicamentos, alimentos, picadas de insetos ou qualquer outro tipo de alergia, siga os seguintes passos:

  1. Mantenha a calma;
  2. Se possível, tome o anti-histamínico (antialérgico) recomendado pelo médico;
  3. Não provoque vômitos se a reação foi provocada por alimento;
  4. Aplique uma compressa fria no local, se a alergia for na pele;
  5. Dirija-se a um hospital ou chame uma ambulância através do 192.

Nas reações alérgicas leves e corriqueiras provocadas por picadas de insetos, como abelhas por exemplo, faça o seguinte:

  1. Lave o local da picada com água e sabão;
  2. Aplique uma compressa fria para ajudar a diminuir a dor e o inchaço;
  3. Tome um medicamento analgésico para aliviar a dor das picadas;
  4. Aplique loção de calamina ou cremes com aveia coloidal ou bicarbonato de sódio para aliviar a coceira.

Nesses casos, a reação alérgica pode causar os seguintes sintomas:

  • Náuseas ligeiras;
  • Cólicas intestinais;
  • Diarreia;
  • Inchaço local.

Veja também: Como identificar uma alergia? Quais são os sintomas?

Os ataques alérgicos leves desaparecem espontaneamente ou reagem aos medicamentos anti-histamínicos.

Quais os sintomas e o que fazer em caso de reação alérgica grave?

As reações alérgicas graves, sejam a remédios, picadas, alimentos ou a qualquer outra substância, podem evoluir rapidamente e provocar os seguintes sintomas:

  • Dificuldade para respirar;
  • Inchaço nos lábios ou na garganta;
  • Desmaio;
  • Tontura;
  • Confusão mental;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Urticária (lesões vermelhas na pele, parecidas com vergões, que surgem rapidamente e coçam muito);
  • Cólicas;
  • Náuseas e vômitos.

Saiba mais em: Quais são os sintomas de alergia alimentar?

Na presença desses sintomas, a vítima deve receber atendimento médico o mais rápido possível.

Também pode lhe interessar o artigo: O que é e quais os sintomas de edema de glote?

Enquanto aguarda pelo socorro ou durante o caminho para o hospital, siga os seguintes procedimentos:

  1. Verifique se há medicamentos para tratar uma reação alérgica, uma vez que pessoas muito alérgicas normalmente têm esses remédios;
  2. Vire a vítima de lado para evitar sufocamento em caso de vômito ou sangramento nas vias aéreas;
  3. Desaperte a roupa e cubra a pessoa com um cobertor;
  4. Não ofereça nada para a vítima de beber;
  5. Esteja atento a qualquer tipo de reação que a vítima possa ter e vigie a sua pulsação.

Recomenda-se que pessoas com alergia alimentar grave (reação anafilática) andem com braceletes ou cartões que identifiquem tais alimentos para agilizar os cuidados médicos.

Leia também: O que pode causar edema de língua?

Indivíduos com história de reações alérgicas graves devem ser orientados a ter sempre com eles medicamentos específicos, como adrenalina, por exemplo.

No tratamento da reação alérgica podem ser usados medicamentos anti-histamínicos e corticoides.

Quando ocorre choque anafilático (reação alérgica grave), usa-se adrenalina para estabilizar a respiração e a pressão arterial.

O médico alergologista é o responsável pelo estudo, diagnóstico e tratamento das alergias.

Também pode lhe interessar: 

O que pode causar alergia na pele?

Como identificar uma alergia a medicamentos?

Como identificar uma alergia a medicamentos?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Deve-se suspeitar de alergia a medicamentos se após o início do tratamento surgirem sintomas como:

  • Manchas vermelhas ou erupções na pele
  • Coceira
  • Edema (inchaço)
  • Sintomas gastrointestinais (diarreia, náuseas, vômitos, cólicas)
  • Lacrimejamento ou coceira nos olhos
  • Espirros, coriza, coceira no nariz
  • Suor frio
  • Tosse, falta de ar
  • Dificuldade em falar, mudança no tom da voz.

As reações alérgicas graves geralmente se manifestam dentro de 30 a 60 minutos após a administração do medicamento. Nesses casos, a pessoa também pode apresentar dificuldade para respirar, inchaço nos lábios ou na garganta, queda da pressão arterial, tontura, confusão mental, aumento dos batimentos cardíacos, desmaio e choque, podendo ir a óbito se não for tratada a tempo.

Indivíduos com mononucleose infecciosa são mais suscetíveis de ter alergia a amoxicilina e ampicilina, podendo apresentar erupções na pele ao tomar o medicamento. Já o ácido acetilsalicílico e os anti-inflamatórios podem causar inchaço e urticária.

O que fazer na suspeita de reação alérgica?

No caso de reação leve, apenas vermelhidão ou coceira em pequenas áreas do corpo, o primeiro passo é suspender a medicação. Depois deve procurar médico da família ou alergista para avaliação. O tratamento pode incluir o uso de medicamentos anti-histamínicos (antialérgico) e corticoides. Os sintomas da alergia na maioria das vezes desaparecem após a suspensão ou substituição do remédio.

Nas reações alérgicas graves (reação anafilática), é necessário procurar atendimento médico de urgência. Pode ser preciso administração de corticoides, antialérgicos injetáveis ou adrenalina, além dos cuidados com sinais vitais, cuidar da respiração e pressão arterial do paciente.

Veja também: O que fazer em caso de reação alérgica?

Pessoas com alergia a medicamentos devem andar sempre com as informações referentes a essas medicações, especificando inclusive o tipo de reação que apresenta e as possíveis alternativas ao medicamento.

Qualquer sintoma associado ao uso de medicamentos deve ser comunicado ao médico que receitou a medicação. Para uma investigação mais detalhada, consulte um médico alergista.

Também podem lhe interessar:

Como identificar uma alergia? Quais são os sintomas?

Quais são os sintomas de alergia alimentar?

O que é e quais os sintomas de edema de glote?

Acordei com os lábios inchados pela segunda vez este ano...
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O inchaço labial (edema labial) pode ter diferentes causas, pode não ter relação com a diabetes, o mais provável é que seja um quadro alérgico ou se relacione a outras condições que podem provocar esse tipo de sintoma como angioedema hereditário, eritema multiforme, doenças granulomatosas, edema ocasionado pela exposição ao clima frio e seco, traumatismos ou queimaduras solares. Nessa situação deve-se ir ao médico para uma avaliação mais detalhada.

Entre as principais causas de edema labial destacam-se:

Reação alérgica

Reações alérgicas podem desencadear inchaço dos lábios e outros sintomas como coceira e eritema na pele, geralmente os sintomas duram de horas a alguns dias, não sendo muito persistentes. Entre os possíveis alérgenos tem-se desde alimentos, bebidas, substâncias cosméticas, produtos de higiene oral, entre outros. Muitas vezes, é muito difícil determinar a causa exata da reação alérgica. O tratamento é feito com medicamentos anti-alérgicos.

Estímulos físicos

Alguns estímulos físicos externos como pressão, calor, frio ou vibração podem levar ao edema labial, que eventualmente também podem vir acompanhadas de urticárias (lesões avermelhadas, pruriginosas em relevo), geralmente esses sintomas são transitórias.

Doenças granulomatosas

Algumas doenças granulomatosas como Doença de Crohn, Sarcoidose, Queilite de Miescher, Síndrome de Melkersson-Rosenthal também podem ocasionar inchaço nos lábios. Essas doenças apresentam outros sintomas além do inchaço labial e exigem avaliação médica e tratamento.

Angioedema hereditário

É uma desordem genética causada pela deficiência de uma proteína relacionada ao sistema imunológico. A pessoa pode apresentar inchaço em diferentes partes do corpo, incluindo lábios, língua, mãos e outras áreas. Pode ainda sentir um pouco de dor nas regiões do corpo acometidas e ter outros sintomas como náuseas e vômitos.

Em caso de inchaço nos lábios consulte um médico de família ou clínico geral para uma avaliação inicial.

Fiz histerossalpingografia e dois dias depois comecei sentir...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

É uma ocorrência relativamente rara, mas pode acontecer sim alergia ao contraste utilizado no exame, apesar que seus sintomas mais lembram o início de uma gripe ou uma infecção.

Troquei de anticoncepcional e tive reação...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Procure o seu médico. O ideal é parar de tomar esse e trocar por outro, qualquer reação a medicamento deve ser encarada com seriedade e seu uso suspenso.