Beber muita água faz mal?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim, beber muita água pode fazer mal à saúde. O excesso de água pode promover uma diluição dos eletrólitos no sangue, principalmente sódio e potássio, reduzindo suas concentrações, com isso prejudicando algumas funções do organismo.

A menor concentração desses sais no sangue, causa distúrbios como a hiponatremia (falta de sódio) e hipopotassemia (falta de potássio). Essas alterações levam ao quadro de náuseas, vômitos, câimbras, dor de cabeça, fadiga, confusão mental e, em casos mais graves, convulsões, edema agudo do pulmão e risco de morte.

Tomar água

Hiponatremia

A hiponatremia surge quando os rins, que regulam o volume de água e a quantidade de sais no corpo, não conseguem filtrar adequadamente o sangue pelo excesso de água. Um rim saudável pode filtrar até 1 litro de água por hora. Quando os volumes são superiores a 3 ou 4 litros por hora, o risco de hiponatremia é maior.

Como consequência, o sangue fica literalmente “encharcado” e a água, que é atraída para onde há mais sais, acaba por entrar nas células.

Pessoas que praticam maratonas também podem desenvolver hiponatremia devido à elevada perda de sais durante a prova. Se a hidratação for feita apenas com água, os níveis de sódio no sangue podem ficar muito baixos.

Outras causas de hiponatremia, são o uso de medicamentos e alterações do hormonais, especialmente do hormônio antidiurético, que regula a perda de água.

Quantos litros de água devo beber por dia?

Segundo a Organização Mundial da Saúde, um homem de 70 kg deve beber 2,5 litros de água por dia. Para uma mulher de 58 kg, a dose diária de água indicada é de 2,2 litros.

A sociedade de nefrologia indica um cálculo mais simples e para alguns, mais específico, porque varia conforme o volume de urina de cada um. Calcula-se 500 ml + o volume diário de urina. Então se uma pessoa urina 300 ml por dia, deve tomar 800 ml de água por dia (500 + 300).

Porém, em princípio, para indivíduos jovens e saudáveis, o mecanismo da sede, guiado pelo sistema nervoso central, é suficiente para indicar a quantidade necessária de água a ser ingerida diariamente.

No entanto, durante a prática de exercícios físicos e outras situações do cotidiano, o volume necessário de líquidos a ser ingerido continua sendo alvo de discussões e estudos.

Nas situações relacionadas à atividade esportiva, o médico especialista em medicina do esporte é o profissional indicado para orientar a reposição de líquidos.

Quais são os benefícios da água?

A água exerce diversas funções no organismo, tais como:

⇒ Transporta nutrientes e elimina toxinas e restos de processos metabólicos;
⇒ Transporta hormônios, enzimas e células do sangue;
⇒ Atua como solvente, ajudando a dissolver substâncias e promover reações químicas;
⇒ Lubrifica as articulações;
⇒ Atua na regulação da temperatura corporal;
⇒ É essencial para a digestão, a absorção e a assimilação de nutrientes, bem como para a os processos de excreção.

O clínico geral pode orientar sobre a necessidade de ingestão de água diária.