Perguntar
Fechar

Bromoprida: para que serve, como tomar e quais os efeitos colaterais?

Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A bromoprida serve para tratar distúrbios na motilidade gastrointestinal, refluxo gastroesofágico, náuseas e vômitos.

A bromoprida aumenta a amplitude e a força das contrações da musculatura lisa do estômago, além de relaxar o esfíncter que separa o estômago da porção inicial do intestino. Como resultado, ocorre esvaziamento do estômago e aumento do trânsito intestinal.

Além disso, a bromoprida também possui propriedades que servem para evitar e controlar vômitos.

Para que serve bromoprida e como tomar?

Como tomar bromoprida?

Os comprimidos de bromoprida devem ser tomados com meio copo de água. A dose pde variar conforme prescrição médica. A dose máxima não deve ultrapassar os 60 mg por dia, ou seja, 6 cápsulas.

Quais são os efeitos colaterais da bromoprida?

Os efeitos colaterais mais comuns da bromoprida ocorrem em até 10% das pessoas que tomam a medicação e incluem agitação, sonolência, cansaço, falta de energia e desinteresse.

Se em algumas pessoas a bromoprida dá sono, em outras pode causar insônia, além de dor de cabeça, tonturas, náuseas, movimentos involuntários, produção de leite pelas mamas, aumento das mamas nos homens, erupções cutâneas, urticária e distúrbios intestinais. Contudo, esses efeitos colaterais da bromoprida são pouco comuns.

Os movimentos involuntários caracterizam-se por contrações musculares irregulares e involuntárias e ocorrem com mais frequência em crianças e adultos jovens. Em idosos, que utilizam bromoprida por tempo prolongado, podem ocorrer anormalidades ou perturbação dos movimentos.

Quais são as contraindicações da bromoprida?

A bromoprida não deve ser usada por pessoas alérgicas aos componentes da fórmula do medicamento, pessoas com epilepsia ou com feocromocitoma (tumor na glândula suprarrenal).

O medicamento também é contraindicado quando o estímulo do esvaziamento gástrico é perigoso, como em casos de hemorragias, obstrução mecânica ou perfuração do estômago ou intestino.

O uso de bromoprida em mulheres grávidas, crianças, pessoas idosas ou com glaucoma, diabetes, Parkinson, insuficiência renal ou pressão alta deve ser cauteloso.

Em caso de gravidez, cabe ao médico avaliar os riscos benefícios do uso do medicamento. Por ser excretada no leite materno, a bromoprida não deve ser usada durante a amamentação, exceto por indicação médica, quando os benefícios para a mão superam os eventuais riscos para o bebê.

A presença de qualquer efeito colateral deve ser relatado ao médico que prescreveu a bromoprida. O uso desse medicamento só deve ser feito com indicação médica.

Para maiores esclarecimentos, fale com o médico que prescreveu a medicação ou consulte um médico clínico geral ou médico de família.